História Reencontros - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Visualizações 173
Palavras 1.744
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, gente! Estou atrasada, eu sei, deixa eu explicar o motivo.
Bom... minha avo tem uma irma que está com alzheimer entao descobrimos que ela estava internada em uma clinica, mas muito mal cuidada. Entao decidimos trazer ela aqui para casa, entao eu tenho ajudado com os cuidados dela e fiquei bem sem tempo para postar.
Bom.. espero que entendam e gostem do cap de hoje ♥
Besos

Capítulo 5 - Capitulo 5



Antes de decidir se ficaria ou não na casa de campo, Robin ligou para Zelena para se certificar que Regina realmente estava com ela e se ela estava bem. Zelena confirmou as duas coisas, então o loiro decidiu que aproveitaria o fim de semana com o filho. 
Na casa da Mills ruiva....
Regina não tinha falado absolutamente nada, o que estava deixando Zelena muito nervosa, a morena tinha ligado para ela no meio da madrugada para que fosse buscá-la e desde que entrou no carro não tinha parado de chorar, mesmo que Zelena perguntasse várias e várias vezes o que tinha acontecido, Regina não respondia. 
Quando chegaram em casa a morena falou para a irmã que precisava dormir e que quando acordasse contava o que tinha acontecido. Já se passava do meio dia e nada de Regina dar as caras. Zelena já tinha limpado toda a casa e feito o almoço, normalmente a ruiva não fazia essas coisas, mas ela precisava se ocupar com alguma coisa. 
Quando já passava das 14 horas, Zelena estava deitada no sofá da sala lendo um livro quando finalmente Regina apareceu.
-Você está horrível! - Zelena falou assim que viu a irmã parada ao lado do sofá. A morena estava com o cabelo desarrumado, os olhos vermelhos indicando que tinha chorado recentemente e vestia um roupão, que como era de Zelena ficava um pouco grande na morena. 
-Você quer um café? – Perguntou para a morena. 
-Tem whisky? 
-Nem pensar que você vai beber agora, café ou chá? – Zelena perguntou enquanto ficava em pé. 
Regina revirou os olhos. 
-Chá. - Falou mesmo a contra gosto - de maça. 
-Isso nem precisa dizer, eu tenho um estoque de chá de maça só para você, eu sou ou não sou a melhor irmã do mundo? 
A ruiva passou seu braço por cima dos ombros da irmã em um meio abraço e assim caminharam até a cozinha. Enquanto a ruiva preparava um chá para Regina e um café para si, ambas falavam de assuntos corriqueiros, quando Regina estivesse pronta, ela começaria a falar. 
O chá finalmente ficou pronto, enquanto bebia o primeiro gole daquele liquido quente Regina olhou direto para a irmã, aqueles olhos azuis esperavam por alguma resposta, Regina sabia que Zelena deveria estar muito preocupada, sempre foi super protetora com ela.
-Robin te bateu? Vocês brigaram? Ele fez alguma coisa com você? - Zelena disparou a perguntar. Regina colocou a xicara sobre a mesa. 
-Não, ele não fez nada. 
-Então?
-Fui eu, eu sou o problema. 
Zelena olhou confusa para a irmã.
-Emma. – Regina falou, então Zelena já entendeu do que se tratava. 
-Estávamos transando e eu chamei pela Emma. 
Zelena comprimiu os lábios para evitar rir do que acabara de ouvir. 
-Não ria, Zelena! Eu estava em um momento intimo com meu marido e não parava de pensar em uma mulher! Não é engraçado! 
-Tudo bem! – Zelena respirou fundo e tentou se concentrar para não começar a rir- Ele ouviu? 
-Ele ouviu, só não sei se ele entendeu. Eu falei “Em”, mas foi mais como um gemido, então não sei se ele associou isso a um nome. 
-Oh, não, querida, Robin não tem capacidade para isso. 
-Zelena! 
-Parei. E o que você fez? 
-Sai correndo e me tranquei no seu quarto. 
-hahahahahahhahaha - Zelena não se aguantou e começou a rir- Desculpa, isso foi uma atitude de uma adolescente, Regina. 
-Eu não consegui ficar ali, eu não consegui nem olhar para ele. 
-E se trancou no meu quarto até a hora que eu fui te pegar? 
-Sim, ele ficou tão preocupado, meu deus, o que eu vou falar para ele? Como eu vou explicar minha atitude?  
- Contando a verdade, Regina. Veja bem... eu não estou falando para você acabar com seu casamento e voltar para Emma. Mas, você está mentindo para seu marido e mentindo para si própria, você precisa colocar as cartas na mesa e falar o que está acontecendo, fingir que não está acontecendo nada só vai piorar as coisas. 
-Você quer que eu vá até o meu marido e fale “Robin meu grande amor do passado voltou e eu estou surtando porque sou completamente apaixonada por ela”? 
-É o que você sente? 
Regina ficou em silencio. 
-Ela mexe comigo de um jeito que eu não consigo entender. 
-Talvez você precise de um tempo sozinha para pensar em tudo que está acontecendo, a volta de Emma foi uma surpresa e tanto, é normal que esteja mexendo com suas certezas e suas estruturas. 
- E se ele quiser afastar Roland de mim?  Eu não quero que ele sofra por minha culpa. 
-Você tem que parar de pensar que é culpada pelo sofrimento de todo mundo, você nem sabe qual vai ser a reação de Robin, mas insiste em pensar que vai ser uma das piores, você não está se separando, só quer um tempo. 
-É. Pode ser, eu vou pensar, obrigada por tudo e desculpa por ter te acordado de madrugada. 
-Agora estamos quites. 
Regina olhou confusa para a irmã. 
-Na outra semana eu também te liguei no meio da madrugada.  
Casa dos Swan
Emma estava deitada em sua cama, com os fones de ouvidos e olhos fechados aproveitando a música tocar, quando a mesma foi interrompida pelo toque do se celular. 
-Quem se atreve a me incomodar em meu momento sagrado? - ela pega o aparelho e vê que é uma video chamada. 
-Tinha que ser você mesmo, seu saco de pulgas. - Fala assim que decide aceitar a chamada. 
-Que foi seu saco de penas?  
-Eu estava ouvindo música. 
-E agora está ouvindo minha linda voz, não é todo mundo que tem esse privilegio. 
Emma revira os olhos. 
-Para que você está me ligando em pleno sábado? Já está com saudade? 
-Isso sempre. 
-Sabia.
-Mas também não exagera, só um pouquinho mesmo. 
-Aham.. 
-Bom... Tem planos para hoje a noite? Não, né? Pois agora já tem.
-Que? 
-Eu vou para a balada com umas amigas e você vai junto, precisa socializar, fazer novas amizades. 
-Ruby... você sabe que eu não curto muito balada. 
-Por favor, Emma... vai ser legal, eu prometo. 
Emma ficou alguns minutos em silencio pensando se aceitava ou não. 
-Está bom, eu vou, mas só se você prometer que no próximo fim de semana a gente fica em casa assistindo serie. 
-Trato feito então! 
-22 horas eu passo pela sua casa. 
-Ok, até mais! 

*Naquela mesma noite*
2 a.m 
-Ruby misturar vodka com catuaba? Isso vai cair que nem uma bomba, você vai passar mal. 
-Fueda-si, hermana. - a morena que já estava um pouco alegre demais respondeu para a amiga- Toma Emma, bebe um pouco- ofereceu uma dose da bebida pra amiga. 
-Vem, vamos dançar- Depois de beber o liquido, Emma pegou Ruby pela mão e foram para a pista da dança. 
-Você viu o Kilian?- Emma perguntou. 
-Ele falou que estava indo ao banheiro, deve estar agarrado com algum boy.
-EU AMO ESSA MUSICAAAA!- Emma gritou quando Sangria Wine começou a tocar. 
-MINHA MUSICAA!- Kilian chegou eufórico e se juntou as meninas, começaram a cantar e dançar. 
Emma chegou perto de Kilian e com as duas mãos pegou a gola da camisa e o puxou para mais perto, ficando com suas bocas a pouca distância e começou a cantar enquanto movimentava os quadris sensualmente. 
-Yo se que tu quieres mi cuerpo y quieres controlar mi mente, y todo el mundo quiere ser dueño de ella pero nadie puede.
-Emma Swan se eu nao fosse gay eu te pegaría agora mesmo. 
-same, Killian, sameee- a loira respondeu gargalhando e continuaram dançando. 
-Emma vamos no banheiro  comigo?- Ruby pediu para a amiga. 
-Esta se sentindo mal? 
-Não, anda, vamos- Pegou a loira pela mão e saíram caminhando. 
-Hey, suas piranhas não demorem muito- Kilian gritou. 
Quando entraram no banheiro Ruby foi direto para uma das cabines e Emma sentou na pia enquanto mexia em seu celular, entrou no whatsapp e foi direto ver os status e viu um de Zelena, a ruiva tinha postado varias fotos com Regina, Emma que já estava alterada por culpa do álcool não pensou duas vezes e fez uma vídeo chamada para a ruiva. 
-Oi, loira- A ruiva falou assim que apareceu na tela. 
-Oi, Zel. 
Ficaram alguns minutos em silencio. 
-Aconteceu alguma coisa, onde você está? 
-Em uma balada, Ruby e Kilian me arrastaram pra cá. 
-Ah... coitadinha e você nem estava se divertindo, né?- Ruby gritou de dentro da cabine- Há uns minutos atrás você está muito triste se esfregando com aquelas duas, nem parecia que estavam dançando, aquilo era mais uma suruba no meio da balada. 
Emma arregalou os olhos e viu que Zelena olhou para o lado com uma cara de assustada e logo uma porta batendo. 
-Ela ouviu? - Emma perguntou.  
-Sim- Zelena respondeu. 
-Merda, Ruby!- a loira gritou e em seguida a morena saiu da cabine. 
-O que eu fiz?- falou caminhando até a loira- Oi, Zel!- Falou assim que viu a ruiva na tela do celular. 
-Regina estava deitada aqui comigo- a ruiva explicou. 
-Ela ouviu o que eu falei? 
A ruiva afirmou com a cabeça. 
-Desculpa, Emma. E agora? Explica lá pra ela Zel... que a Emma só estava dançando com as meninas, eu falei aquilo só pra provocar- A morena disparou a falar. 
-Hey, Emma... Porque esta tão calada?  Não fica triste, Regina já teve seu tempo de baladas, ela sabe como são as coisas, já já ela volta. 
-Essa é a questão... porque Regina está com você? Ontem Robin foi buscar ela lá na Universidade e falou que eles estariam viajando durante o fim de semana. 
-Ah... isso.- Novamente o barulho da uma porta se fechando.
-Zel, estou cansada, podemos dormir? 
A voz de Regina invadiu a chamada e logo a imagem da morena se fez presente, ela olhou diretamente para Emma e a loira fez a mesma coisa. 
-Boa noite, continue se divertindo. 
“Fim chamada de vídeo” apareceu na tela.
-Você acha que ela ficou brava? - Ruby perguntou para Emma. 
-Ela estava com ciúmes, Ruby!- Emma falava enquanto dava gargalhadas. 
-E isso é bom, certo? 
-Claro que sim. Você viu a cara dela sem maquiagem? Não é a mulher mais linda deste mundo? 
-Depois de mim, é claro- A morena respondeu. 
E logo as duas amigas voltam para a pista de dança, quando chegaram lá Kilian dançava agarrado em um loiro.
-Ele não perde tempo- Emma comentou e logo elas se juntaram aos rapazes para dançar.
 


Notas Finais


Gostou?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...