1. Spirit Fanfics >
  2. Reescrevendo.... >
  3. Pura Dor.

História Reescrevendo.... - Capítulo 31


Escrita por:


Capítulo 31 - Pura Dor.


Fanfic / Fanfiction Reescrevendo.... - Capítulo 31 - Pura Dor.

Pov Draco 

Merda! Merda! Que droga! Não podia ser. Aquela cobra estúpida. Como podia estar morta?!

Weasley  e Potter ajudaram Diggory a chegar até a enfermaria, ele mal consegui se manter em pé. Ninguém falava absolutamente nada, Granger chorava em silêncio e eu nem mesmo sabia o que fazer.

Pov Elisabeth 

"Matar... Hora de matar..."

"Aqui não sssseu nojento" 

Deslizei ao longo do corredor até chegar ao banheiro. 

"Eu vou pegar você." 

Então dois olhos amarelos apareceram na pia. Todo meu corpo entrou em chamas, meus olhos queimaram. Parecia que algo destruía cada músculo do meu corpo. Por Merlim, que dor. 

"Elisabeth" 

É então tudo parou de doer, e me entreguei para a escuridão. 

-PHAN! - acordei gritando. - Onde tá o Phan? Argh! Por Merlim, que dor! - eu disse segurando meu pulso. 

Quando olhei em volta vi Dumbledore, Snape e Madame Pomfrey perto da minha cama.

-Professor Dumbledore, eu não sei porquê, mas temos que achar minha cobra. Alguma coisa aconteceu. 

-Estamos cientes disso senhorita, já estão procurando sua cobra. 

Assim que ele acabou de falar, Draco entrou na enfermaria acompanhado de Hermione ao seu lado, que parecia ter chorado, e logo atrás dele Harry e Ron estavam apoiando Cedric, que segurava algo nas mãos e parecia estar em choque. 

Eles pararam em frente da minha cama, Draco ergueu seu olhar que estava preso ao chão até aquele momento. Ele me olhou com os olhos marejados, e deu um passo para o lado, saindo da frente de Cedric.

Entao eu o vi. Com as órbitas dos olhos vazias, e com suas escamas brancas meladas de sangue. Cedric segurava Phan, sem vida. Imóvel. Morto.

Meu Phan. Morto. 

Minha garganta fechou com um nó. Meu peito parecia que ia explodir. Tudo ficou mudo e nada parecia real. Me ajoelhei na cama e me arrastei até Cedric.

Não podia ser real. Era ele mesmo. 

Meu peito queimava cada vez mais. Me encolhi na frente dele segurando meus cabelos. O ar me faltava e eu estava sem reação. Então quando finalmente lembrei de respirar minha alma se partiu.

-AAHHHHHHHRRRRGGGGGGGGG!!!!! - um grito de agonia saiu de mim, junto às lágrimas todo meu coração transbordava de mim. 

Meu pequeno....

Peguei ele com as mão trêmulas e o coloquei no meu colo. 

-Não. Não. Não. Não pode ser. Phan? Phan! PHAN! 

Mas nada. Ele havia partido. 

Todo meu corpo começou a tremer e as lágrimas transbordaram de mim. Eu chorei descontroladamente e deixei que fizessem o que tinha que ser feito. 

Snape pegou Phan de meu colo e saiu da enfermaria com ele. Dumbledore pegou meu pulso e quebrou a ligação que permitia que Phan virasse uma tatuagem. A dor que eu sentia no braço era por conta da morte dele, quando ele morreu parte da minha própria alma estava revivendo a morte dele. 

Assim que ele terminou o feitiço, foi embora. Então me encolhi na cama e tentei esquecer de todos. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...