História Refém da Obsessão - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Suspense
Visualizações 37
Palavras 587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura♡

Capítulo 21 - Perigo


- Vamos voltar pra casa... - falei acariciando o rosto de Elijah.

- Não posso. - falou sério.

Eu não entendia.

Aquela tarde foi tão boa, pensei que havíamos nos resolvido.

- Não é por sua causa. Acredite.

- Então é por causa de quem?

- Tem alguém deixando bilhetes para nós... parece que sabem sobre nosso plano e estão fazendo de tudo para arruiná-lo.

- Quem pode ser?

- Não faço idéia, mas não posso colocar vocês em perigo... sinto muito.

Elijah me deixou em casa e eu fui deitar cedo. Estava dolorida da tarde que passamos juntos. Meus seios estavam formigando e eu acho que sabia o porque. Coloquei as mãos sobre a barriga sorrindo.

Passados alguns minutos alguém bateu minha porta. Desci correndo pensando ser Elijah mas me enganei. Phillip White estava de pé e foi entrando sem pedir permissão alguma.

- Saia daqui agora! - gritei apontando para a saída.

- Por que esse ódio todo? - perguntou calmamente mechendo no meu cabelo.

Senti nojo dele.

- Eu sei que você é meu pai, seu desgraçado! - bravejei e ele ficou parado por alguns instantes.

Ele sorriu tentando acariciar meu rosto.

- Que bom que sabe meu amor... - falava me deixando enojada enquanto me encurralava na parede. - eu não aguentava mais esconder de você. Estava louco pra te chamar de "filhinha" e te ouvir me chamar de "papai" eenquanto fodo você!

Dei um tapa arranhando sua cara. Meu estômago revirou inteiro e comecei a vomitar ali mesmo. Eu tinha que me livrar daquele homem.

- Podemos nos casar! - falou desesperado. - Ninguém sabe que você é minha filha e Helena morreu!

- Você matou ela! - falei com ódio e medo.

- Que bobagem!

Ele se aproximava de mim enquanto desabotoava a calça nervosamente.

- Estou grávida! - falei sem pensar.

Ele parou e começou a vestir as calças.

- Vou ser avô? - perguntou abismado.

Eu sabia que aquilo iria chocá-lo. Ele saiu imediatamente e foi embora. Chorei de medo.

Deitei na cama acariciando minha barriga e acabei pegando no sono. Acordei no dia seguinte e entrei no banheiro. Acabei gritando assustada. Meus seios estavam inchados como nunca estiveram antes e doíam pra caralho. Droga!

Meus sutiãs não cabiam mais então eu fui sem e com uma regata branca e uma jaqueta por cima pra ninguém perceber. Chegando na escola a primeira pessoa que encontrei foi Elijah. Queria dar meia volta e ir pra casa.

- Como vai minha aluna preferida? - perguntou enquanto me acompanhava pelo corredor.

- Como vai o melhor professor do mundo?

- Com ótimas lembranças de ontem. - falou sorrindo.

Sorri e ele me beijou ali mesmo no corredor. Fiquei com vergonha a princípio mas gostei.

- É impressão minha ou seus seios estão maiores? - perguntou olhando eles.

- A menstruação... - foi a primeira coisa que me veio a cabeça.

- Ah! Claro.

Corri para minha aula e tentei disfarçar. As aulas passavam devagar e aquilo me irritava profundamente. 

Quando a tortura finalmente acabou eu pude voltar para casa e vi a caixa de correios.

- A conta de luz, a de água, a conta da TV a cabo, propaganda chata, bilhete estranho? Exame de gravidéz!

Entrei em casa e abri o exame. Blá, blá, blá, blá e estou grávida. Estava feliz e nervosa. Não sabia como dizer a Elijah. Peguei o bilhete estranho e abri. Pensei ser de Phillip mas não.

"Querida Lenorah,

Parabéns pelo bebê! Tenho certeza de que trará muitas felicidades, mas peço que se afaste de Elijah se quiser que seu filho e você vivam.

Ass: O maníaco."

Eu gelei... "O maníaco" era o principal foco do jornal no momento presente... era ele a pessoa da qual Elijah falava. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...