História Refém Da Paixão : Season 2 - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hashirama Senju, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Jiraiya, Kakashi Hatake, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Naruto, Sasusaku
Visualizações 179
Palavras 1.635
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIIIIIIIIIIII

Capítulo 14 - O sentir da Proteção.


Fanfic / Fanfiction Refém Da Paixão : Season 2 - Capítulo 14 - O sentir da Proteção.

                     INO ON.

- Vocês não acham que a Sakura não está demorando não? - Sasuke estava na cozinha tomando um copo de uísque. Ele parecia muito inquieto desde a hora que chegamos. O dia inteiro ele ficava zanzando pela casa igual a um maluco.

- Se acalme, ô sir amnésia. - gritei da sala onde Hinata e Naruto também estavam. - Todos nós aqui sabemos que o Lee era alguém muito importante para a Sakura. Deixe ela com o momento de luto dela, eu heim. Ta muito interessado na situação dela. Ta preocupado com que? Gaara está com ela. Então não tem com que se preocupar.

- Pare de me chamar assim, cacete. - Repreendeu-me ele. Porém, eu não dei idéia. - É disso que fico apreensivo. Não gosto daquele cara.

- Oooooohhhh - Gritei na sala. - Ouviram isso gente??? O Sasuke tá com ciúmessss. - Hinata arregalou os olhos para mim. Talvez eu tenha exagerado um pouco na minha performance, mas eu precisava tirar aquele clima triste. Eu estava sufocada com aquilo.

- Não estou porra nenhuma. - Ele pegou a garrafa de uísque e caminhou até nós. - O Lee me fez prometer cuidar da Sakura e é isso que farei.

- Então o seu "proteger" é apenas por uma promessa feita? Sem sentimentos? - Naruto finalmente resolveu abrir aquela boca de siri dele. O que era bom. Ninguém merece só ouvir a voz chata do Sasuke.

- Não sei. - Ele sentou ao meu lado e tomou seu uísque numa golada só. - Esse Negócio de sentimentos por ela é difícil distinguir.

- Deixa eu distinguir por você. - Eu Pigarreei antes de começar a falar. - Você está querendo ela. Você pode não dizer exatamente, mas sabe que ela arrebatou seu coração novamente.

Sasuke permaneceu imóvel. Como se tivesse tomado um choque. Será que eu peguei no ponto fraco dele?

- Fica na sua, Ino. - Finalmente falou. Então do nada meu telefone começou a tocar, eu logo achei que era a Sakura, por isso peguei o mesmo e atendi apressadamente.

- Oi amiga. Fala. - Todos na sala voltaram suas atenções para mim.

" Eu estou na casa do Gaara, tá bem? Vou ficar essa noite aqui."

- ah, tudo bem. - Falei. Nesse momento eu não tinha muito o que falar. - Se precisar de alguma coisa é só me ligar.

" Tudo bem. manda um beijo para todos aí. "

- E para o Sasuke? - Falei de sacanagem e ela desligou na minha cara. Eu dei uma pequena risada diante daquilo. Eu olhei para o Sasuke ainda com um sorriso no rosto. - Ela não quis mandar um beijo para você, Sasuke. - Ele apenas revirou os olhos e tomou outro gole de uísque. Desde quando ele bebe tanto assim? Puta que pariu. Ele está bebendo desde a hora que chegamos em casa na parte da manhã.

- O que ela falou? - Naruto foi o primeiro a se pronunciar.

- Ela disse que vai passar essa noite na casa do Gaara. - Sasuke depositou seu copo já vazio na mesa de centro com força, fazendo um barulho enorme que particularmente me assustou muito. Sem dizer uma palavra, ele se levantou do sofá e foi em direção ao quarto da Sakura e bateu a porta com força atrás dele. - Eita, porra. O que foi isso? - Sussurrei para os dois que também ficaram chocados com a atitude do Sasuke.

Uma hora e meia depois, eu e a Hina conversávamos na cozinha sobre como estava sendo os estudos dela. Ela disse que estava tudo indo bem. Óbvio né. Hinata tem uma cara incrível de nerd. Claro que ela seria uma né. Queria eu ser nerd, mas eu acabei escolhendo o lado da loucura nível hardcore. Naruto estava olhando algumas coisas na internet que eu não sabia exatamente o que era, eu cheguei a perguntar se era um pornozão gostoso, mas sua resposta para mim foi apenas me mostrar seu dedo do meio. Hinata obviamente caiu na risada.

- Me passa o endereço da casa dele. - Sasuke surgiu do submundo maligno e apareceu do nada na nossa frente. Eu e a Hinata pulamos de susto.

- Ai garoto! Não apareça assim, caralho. - Reclamei. - De quem você está falando?

- Do Gaara. Quem mais seria? - Sasuke continuou me encarando com um olhar tenebroso, mas eu sabia que aquilo era só a forma dele de intimidar.

-Ah Claro. Ele...

- Você tem o endereço? Me passa. Anda. - Ordenou.

Eu Arqueei minha sombrancelha para ele e fiz minha famosa cara de nojo.

- Olha aqui, sir amnésia. Você acha que está falando com quem, meu querido? Eu só vou te passar por que gosto de um barraco. - Eu procurei no rastreador do meu telefone, o local da onde a Sakura havia ligado, coloquei num papel qualquer e entreguei para ele. - Só me espere por que vou pegar um casaco. Preciso estar junto e evitar que você faça uma merda.

- Você não vai. - Ele pegou sua chave no balcão e deu as costas para nós.

- Eiiii. Eu vou sim. - ele não me deu mais ideia, e fechou a porta principal atrás de si, e assim desapareceu. - Babaca.

- E agora? - Falou Hina. - Ele está bebendo desde cedo. Sabe que coisa boa não vai dar.

Ainda processando as coisas que ela falou, eu encarava a porta por onde Sasuke havia passado.

- Tem razão, Hina. - Eu bati no balcão e fui em direção ao sofá onde meus sapatos, meu casaco e minha bolsa estavam. - Vamos gente. Sasuke tá louco na droga. Ele vai acabar fazendo merda.

- Vamos Naruto. - Chamou Hina. Naruto estava tão concentrado no Google que nem deu idéia para nós duas direito.

- Naruto! Dá pra você largar esse pornô e vir com a gente, por gentileza? - Ele me mandou um olhar incisivo e fechou o notebook. - muito obrigado, gato. Agora vamos.



SAKURA ON.


- Quer comer alguma coisa? Eu preparo. - Desde a hora que chegamos na casa dele, ele viveu perguntando se eu queria comer algo, mas eu estava em choque ainda. Não estava com fome e nem nada.

- Não quero, Gaara. Já disse. - Funguei.

- Você ficou o dia todo sentada no túmulo do seu amigo. Você não comeu, não bebeu. Assim vai acabar ficando doente. - Declarou.

- Isso não importa pra mim nesse momento. - Gaara se levantou do sofá e foi até seu quarto e permaneceu lá por alguns minutos.

Sem perceber, meu pensamento voltou para o momento em que o caixão estava descendo. Aquele era o momento onde era a última vez que eu veria o Lee, depois só seria por fotos. Aquilo me doeu tanto. Meus olhos começaram a arder novamente. Ainda era difícil acreditar que ele havia nos deixado e tudo era culpa daquele homem ruivo! Qual era o nome dele mesmo? Sasori. Aaah espero que ele queime no inferno e pague pelo que ele fez com o meu amigo...

- Aqui, sakura. - Gaara apareceu perto de mim que eu nem tinha notado. Ele segurava algumas peças de roupas dobradas em sua mão. - Vai no meu quarto e troque de roupa. Essa roupa sua está muito molhada da chuva. Se continuar com ela, vai acabar pegando um resfriado.

- Eu não quero sair daqui... - falei arrastado.

- Aaah, pare. Vamos. Ele segurou em meus braços e me levantou. Se não quer se cuidar sozinha, vou ser obrigado a cuidar. - Ele tirou o meu casaco. Depois, com calma puxou a minha blusa me deixando apenas de sutiã. Se eu estivesse num dia normal, acharia aquilo a coisa mais sem noção do mundo, mas a minha vontade naquele momento era só deitar e pensar que esse dia é apenas um pesadelo. Que o Lee ainda estava vivo e que sairia daquela situação dele.

- Você continua linda como sempre, Sakura. Do jeito que eu a vi pela primeira vez. - Falou.

- Minha magreza ainda vai se estender por muito anos. - forcei um sorriso.

- Para mim você continua perfeita como sempre. - Ele acariciou meu rosto com a ponta do dedo. Nossos olhares se encontraram. - Sakura... Você sabe que estou aqui pra você né.

- Eu sei... - Falei.

- Então... Você me permite relaxar você um pouco? - Ele se aproximou mais de mim. Eu não tinha entendido exatamente o que ele queria dizer com " relaxar", mas depois que ele começou a acariciar meu braço. Eu logo saquei. - Não gosto de vê-la assim, Sakura...

- Me relaxar?

- Sim... - Ele se aproximou do meu ouvido e sussurrou. Aquilo me arrepiou um pouco. - Prometo que serei o mais cuidadoso o possível... É só você me dar um sinal.

- Sinal?

- ah, esquece. - ele se aproximou ainda mais e começou a beijar meu pescoço de forma lenta. Sua mão foi descendo até encontrar minha cintura. Sem demora ele me puxou para mais perto dele. - Só sinta, Sakura. Só sinta. - Sussurrou. De um lado para o outro, ele roçava seu pênis em minha intimidade de forma lenta, como se quisesse me esquentar ainda mais. Eu fiquei na minha. Imóvel. Apenas sentindo cada investida dele. - Vamos para o quarto? Ai você pode ficar mais confortável. - eu fiquei quieta na minha, mas ele resolveu levar isso como um sim e já foi me puxando em direção ao mesmo, porém, o som da campainha da sua casa nos faz para na mesma hora.

- Quem deve ser? - Perguntei tampando meu sutiã com a mão enquanto via Gaara se aproximar da porta.

- Não esquente com isso. Deve ser algum vizinho chato. - Quando Gaara destrancou a porta. Seu semblante mudou completamente e eu tentei imaginar quem estaria ali.

- Cadê ela? - Uma voz ecoou e eu tentei me lembrar de quem era aquela voz que me lembrava do .... Sasuke? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...