1. Spirit Fanfics >
  2. Refém Da Paixão : Season 2 >
  3. A Face De Um Triste Futuro.

História Refém Da Paixão : Season 2 - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


OOOOOOOOOOIIIIII MEU LINDUS E LINDAAAS🥳🥳🥳🥳

OLHA QUEM APARECEU, eu mesma kkkkkkkkkjjj
Apareci mais cedo do que a última vez kkkkkkkkk ( fiquei quase um ano sem postar os capítulos)

Claro que eu demorei a aparecer dessa vez tbm ( se eu não me engano, foram uns 4 meses sumida).
Mas estamos aí de volta kkkkkkk gente, minha vida tá uma tremenda bagunça, não irei mentir. A coisa tá feia pro meu lado, mas eu tô seguindo em frente. Saí do meu emprego passado e estamos na luta aí de novo. ( Tá um pouco difícil devido ao coronga vírus, mas beleza)

Aliás,

LAVEM AS MÃOS E EVITEM SAIR DE CASAAAA (aos que podem) 🥰🥰🥰🥰

Beijoooosss ❤️❤️😘😘😘😘

Capítulo 26 - A Face De Um Triste Futuro.


Fanfic / Fanfiction Refém Da Paixão : Season 2 - Capítulo 26 - A Face De Um Triste Futuro.

  - Anda Uchiha Sasuke! Diga por que caralhos você está fazendo com a Sakuya Hime. - Eu o encarei perplexo. Eu tinha que pensar rápido. Aquele lugar só tinha maluco. Nunca conheci o Kabuto pessoalmente, hoje está sendo a primeira vez, mas eu não queria que fosse logo hoje. Que porra! E que história é essa de Sakuya Hime? Essa porra é apenas uma lenda japonesa, eu não aguento mais ouvir tanta merda!

Kabuto estava visivelmente instável, parecia realmente um maníaco sedento de sangue. Aparentemente ele segurava algo pontiagudo bem próximo do pescoço dela. Eu precisava tirar a Sakura das mãos dele, ele não estava em si.

- Sasuke.... - Murmurou ela. Ela parecia sentir dor.

- Cala a boca, vadia. - Ele deu um puxão no cabelo dela fazendo-a gritar. Era óbvio que iriam ouvir, mas qualquer tentativa minha, iria ocasionar a morte dela bem ali. Que DROGA! - Sasuke, eu sei que você está armado. Quero que jogue a arma aqui no meu pé, senão ela já era.

- mas eu não estou... - ele corta minhas palavras.

- Está sim, caralho! - Gritou. - Acha mesmo que sou idiota, Sasuke? Acha mesmo? Você é um policial. - Kabuto cuspia suas palavras com ódio.Cacete! Como ele sabia que eu estava com uma arma? - Você era da killers, Acha mesmo que eu acreditaria que você entrou aqui sem nenhum tipo de defesa?

- Droga. - Balbuciei. Eu estava sem saída.

- Você é muito tolo em acreditar que não temos a mesma linha de pensamentos que você, Sasuke. - falou. - E é mais tolo ainda em subestimar a nós. A sua família.

- Vocês não são minha família, nunca foram.

- Dane-se, eu também nunca te considerei daqui. Você perdeu. Anda!! Passa a arma pra cá antes que eu acabe com a vida dela e com a sua agora mesmo!! - ameaçou.

Com cautela, tirei a arma da minha cintura, coloquei no chão e chutei pra ele.

Averiguando qualquer movimento meu, ele se agachou ainda com a Sakura presa em seus braços, e pegou minha arma e o guardou em sua bota. Eu agora estava totalmente indefeso.

- Sa...suke... Não faça nada. - ela basicamente sussurrava. - Eu te am...

Kabuto mais uma vez deu um puxão no cabelo dela. Seu rosto rosado se enrrugou de dor e aquilo me doeu até o coração. O que eu poderia fazer naquele momento? Qualquer movimento poderia acarretar na morte dela.

- Você está delirando, Sakuya. Você ama é o Hashirama, ouviu? Você ama o nosso mestre!! - Aquele cara parecia visivelmente perturbado, o que me preocupava mais ainda. - Está vendo o que você fez, Uchiha? Hashirama vai me agradecer quando eu te matar!

Num movimento rápido, Kabuto chutou a minha barriga com tanta força, que cai no chão urrando de dor.

- Não!! - Sakura gritou e ele mais uma vez puxou seu cabelo. Droga! Eu não tinha como fazer nada. - Você está me machucando.... - Sussurrou ela de forma chorosa.

Do nada, comecei a sentir uma vontade grotesca de tossir, e assim foi feito. Comecei a tossir com força, mas algo me surpreendeu.... Eu estava tossindo sangue...

- Ah, desculpe Sasuke. Esqueci de avisar que a ponta da minha bota é de ferro. Você deve está com o peito dolorido, né. - Kabuto pronunciou suas palavras de forma debochada. Sim, eu estava sentindo uma dor terrível no peito. Eu estava me sentindo um completo idiota. Nem para a ino dava pra ligar. - Sabe Sasuke. Talvez se eu te der outro chute, sua dor melhore e você consiga dormir um pouquinho.

Quando ele deu um passo pra frente, Sakura ficou visívelmente inquieta.

- Por favor, chega - Sakura se procunciou com mais força. - E- eu amo o Hashirama. Eu amo ele, eu estava delirando mesmo. Eu estava enganada! Eu amo o Hashirama! Me leve pra ele! Eu quero o Hashirama!! - Sakura falava com certo desespero, mas.... O que ela pensa que estava fazendo?

Kabuto a encarou meio atravessado procurando alguma verdade em seus olhos verdes. O que ela estava pensando? Eu não estava conseguindo entender.

- Eu sei que você o ama, princesa. - Kabuto era realmente perturbado.

- Me leve até Hashirama, por... Por favor. - Por mais que ela quisesse esconder seu pavor, era difícil fazer tal coisa. - Pre... Prenda ele. Não o mate, por favor. Eu irei até Hashirama. Eu quero vê-lo!

Após suas palavras, Kabuto abaixou seu objeto pontiagudo e o guardou. O que ela estava tramando?Será que ela está tentando me proteger??? Não.... Não, sakura. Não faça isso... Apenas proteja-se. Desde que eu tirei a Sakura daquela cela, ela estava se comportando diferente. Seu corpo está inquieto, tremendo sem motivo nenhum aparente ... Tenho quase certeza que deram algum tipo de droga pra ela.

- tudo bem... - Kabuto pegou uma walk talk do seu bolso e fez uma chamada. - Algum dos paspalhos podem vir no andar de baixo? Sasuke Uchiha está aqui. Preciso que prendam ele. - Logo em seguida ele guarda seu aparelho e continua com Sakura em seus braços. - Sasuke, você ficará preso por algum tempo. Pelo menos até Hashirama decidir o que fazer com você. - Disse ele. - Creio que você deva apreciar seus últimos momentos de vida. Você já causou muitos problemas para a killers, tenho certeza que Hashirama não irá poupar sua vida.

Ao passar poucos minutos, dois homens da killers aparece, me pega pelo braço e me levanta do chão. Eu ainda estava impossibilitado de pronunciar qualquer tipo de palavras.

- Levem ele para a cela. - falou. - Eu irei levar a Sakuya Hime até o Hashirama e vou falar com ele o que faremos com esse pedaço de merda. Ele já viveu tempo demais...


  Eu pude ver seu sorriso de canto, o que me deixou muito irritado, mas infelizmente aquilo que ele falava era verdade. Meu plano de acabar com Hashirama havia se estendido demais, todos da killers ja sabiam da minha traição e eles ainda continuavam vivos. Meu plano deu errado. Deu tudo errado. Era pra eu ter acabado com aquele filho da puta ainda no Texas, droga! Droga! Droga!! Eu sou um inútil. Se eu pelo menos tivesse conseguido salvar a sakura, eu não me importaria de morrer, mas.... Agora.... Eu irei morrer e a sakura, no final das contas, estará a mercê daquele demônio...


Notas Finais


Desculpe qualquer erro gente. 😅😅😅
Se tiverem ideias para os próximos capítulos, estarei lendo com todo amor.
Desde já agradeço a todas que mesmo depois de tanto tempo, não desistiram de mim ❤️❤️❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...