1. Spirit Fanfics >
  2. Refém Da Paixão : Season 2 >
  3. Mantenha Seus Inimigos Mais Próximos

História Refém Da Paixão : Season 2 - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


OOOOOOIIIII Meus miguxoooooss😎😎😎😎

Olha quem apareceu nessa madrugada??? Eeeeee, eu mesma.

É aquilo né, a gente não consegue dormir, o que a gente faz então?? Isso mesmo. Escreve kkkkkkkkjjjj
Essa Quarentena tá sendo osso. O tédio tá batendo forte por aqui.

Bom, fiquem com esse capítulo fresquinho que eu acabei de escrever.
Se tiver algum erro, me perdoem kkkkkjjjjj de madrugada eu fico meia cegueta. 😂😂😂😂😂

Capítulo 27 - Mantenha Seus Inimigos Mais Próximos


Fanfic / Fanfiction Refém Da Paixão : Season 2 - Capítulo 27 - Mantenha Seus Inimigos Mais Próximos

- Levem ele para a cela. - indagou Kabuto. - Eu irei levar a Sakuya Hime até o Hashirama e vou falar com ele o que faremos com esse pedaço de merda. Ele já viveu tempo demais....

Até aqueles homens me tirar completamente daquele corredor, eu pude ver seu sorriso de canto, o que me deixou muito irritado, mas infelizmente aquilo que ele falava era verdade. Meu plano de acabar com Hashirama havia se estendido demais, todos da killers ja sabiam da minha traição e eles ainda continuavam vivos. Meu plano deu errado. Deu tudo errado. Era pra eu ter acabado com aquele filho da puta ainda no Texas, droga! Droga! Droga!! Eu sou um inútil. Se eu pelo menos tivesse conseguido salvar a sakura, eu não me importaria de morrer, mas.... Agora.... Eu irei morrer e a sakura, no final das contas, estará a mercê daquele demônio...




SAKURA ON



Após o acontecimento com o Sasuke, eu estava me sentindo terrível. Foi a primeira vez que vi ele com aquele rosto, um rosto de derrota. E eu precisava fazer algo diante daquilo. Aquele homem... Aquele homem chamado Kabuto tinha desejo pela morte, era como se aquilo emanasse da sua pele. Ele mesmo tinha cheiro de destruição, de morte. Eu fico arrepiada só de lembrar de tal coisa.

Após uma longa caminhada, ele havia me levado até Hashirama, que logo me dispensou para um quarto para eu tomar um banho, ele não queria conversa comigo da forma que eu estava, mesmo eu querendo me aproximar dele.

Kabuto me acompanhou até meu suposto quarto com a restrição de me tocar. Parecia que Hashirama não quisesse que ninguém tirasse a minha "pureza " como a deusa do Monte fuji. Não questionei.

Após meu banho, eu me arrumei bem rápido com a ajuda de uma garota chamada Konan. Ela não sorria, e não esboçava nenhum tipo de reação. O que será que aconteceu com ela? Será que ela está nesse lugar cheio de homens terríveis contra sua vontade? É difícil dizer. Claro que tem algumas que estavam lá contra sua própria vontade como foi com a tenten ( que descanse em paz) mas também tinha aquelas que realmente queriam estar ali, talvez pelo fato de receber muito dinheiro, ou então pela killers só recrutar homens terrívelmente bonitos. Não sei dizer. Bom, enfim. Konan não me deu espaço para conversar com ela, então continuei na minha. Em silêncio.

- Está pronta, Sakuya Hime. - resolveu falar após me ajudar a fechar meu vestido. Eu não sabia se pedia obrigada, ou apenas acenasse com a minha cabeça pra ela ver que eu estava satisfeita. Não fiz nenhum dos dois.

- Meu... Meu nome é Sakura. Sakura Haruno. - Disse com um pouco de hesitação. Konan continuava com a sua cara fechada.

- Eu sei quem você é. - Tratou de falar. - Mas Hashirama deixou claro que temos que chamá-la de Sakuya, e assim será feito. - essa mulher não parecia gostar de mim, não que isso seja uma obrigação, mas... Eu não fiz nada contra ela. Será que... Elas me odeiam por ter sido escolhida para ser mulher daquele homem horriv... Maravilhoso... O que? O que está acontecendo comigo? Eu simplesmente não conseguia dizer coisas ruins de Hashirama. Sacudi minha cabeça na esperança de esquecer aquilo por algum tempo.

Após esse pequeno bugue na minha mente, eu não pude ouvir alguém batendo na porta, mas com a insistência da pessoa, foi impossível ignorar.

- Já está pronta? - Kabuto colocou apenas sua cabeça para dentro do quarto para ver se eu estava apresentável ao seu líder.

- Sim. Ela já está. - Konan, passou por mim de forma bem fria e saiu do quarto. Kabuto nem deu idéia para a moça, ele só me encarava.

- Vamos logo. Eu não tenho o dia todo. - Cuspiu as palavras aquele homem esquisito.

Sem questionar, caminhei até seu encontro e assim fomos até Hashirama no salão principal.



***




- Ah, a mulher mais linda desse país finalmente está vestida à altura de seu próprio brilho. - Hashirama se levantou do seu lugar e foi até meu encontro no pé da escada. Eu estava com um kimono um pouco... Vulgar, mas dava pra usar uma roupa por baixo dela de tão larga que ela também era. Eu me mantive de cabeça abaixada. Eu me sentia uma coelhinha no meio de vários lobos. Devo dizer que era uma sensação terrível. - Olhe pra mim, minha deusa... - o toque dos seus dedos no meu queixo foi o suficiente para meu corpo ficar completamente arrepiado. Ele levantou meu rosto delicadamente até meus olhos encontrar os dele. Era difícil explicar com palavras o que eu sentia naquele momento. Atração? Mas... Como? Tinha algo errado comigo... - Você está completamente radiante meu amor. Só de vc estar aqui ao meu lado, eu já sinto uma paz incrível... - Ele se aproximou do meu rosto e me depositou um beijo na testa. - Prometo que irei te proporcionar tudo do bom e do melhor até que nossos dias se cessem neste mundo. - Ele sussurrou perto do meu rosto. Ousei chutar que ele tentaria me beijar, mas ele se afastou e segurou na minha mão Delicadamente, me ajudando a subir aquelas escadas até seu assento.

- Meu senhor. - Após Hashirama me ajudar a sentar ao seu lado, Kabuto finalmente se pronunciou. Ele parecia um pouco inquieto. - O que faremos com o traidor?

De forma tranquila, Hashirama pegou uma taça de vinho da bandeja de um de seus subordinados, e se deliciou vagarosamente daquela bebida.

- Aceita um vinho, minha deusa? - Ele voltou sua atenção para mim, ignorando completamente Kabuto no pé da escada.

- Sim. - Consegui dizer apenas ao ser bombardeada pelo seu olhar negro. Como ele conseguia ser tão.... Tão lindo? Droga... O que eu estou falando?

Hashirama levantou seus olhos para trás de mim e acenou para alguém.

- Jiraiya. Coloque um pouco de vinho para ela. - Jiraiya ... Ouvir aquele nome me causou um alívio grotesco. Aquele homem era o único que eu podia confiar. Eu olhei para o lado, e lá estava ele derramando aquele líquido em meu copo. Quando ele notou que eu o encarava, ele deu um sorriso para mim e uma piscadela. Não pude evitar o sorriso naquele momento ao pegar o copo de sua mão.

- Obrigada, Jiraiya.... - Disse.

- De nada, Sakuya Hime. - Ele acenou com a cabeça e se retirou daquele recinto.

- Senhor... - Kabuto voltou a falar. Hashirama virou seu rosto com certo desgosto.

- O que você quer, seu verme. - Sua voz parecia um trovão naquela enorme sala. Eu cheguei a me arrepiar. - Pensei que já estava longe dos meus olhos. Você não tem nenhuma missão para fazer não? Cadê a merda daquele seu líder? Ah, esqueci que você o matou.

- Quem... Era o líder dele? - Ousei perguntar. Nunca pensei que manteria a seriedade naquele lugar. Naquele lugar onde eu estou sendo feita de refém, de vítima. Naquele lugar onde aquelas pessoas foram culpadas pela morte do Lee. Do meu melhor amigo, Lee...

Hashirama me olhou com certa paixão, e surpreendentemente eu fiquei sem graça.

- O líder dele foi o Orochimaru. Um dos melhores médicos da Killers. Não sei como pude perdoar esse verme de ter exterminado uma das pessoas mais importantes dessa organização. Eu sou um ridículo, não acha?

Ele esperava que eu dissesse algo? Sem pensar duas vezes, levei a taça do vinho até minha boca e apreciei aquela bebida lentamente.

- Talvez você não o exterminou por que Orochimaru era mentor dele, assim ele tem um pouco do conhecimento medicinal de seu líder. - Pude ver um sorriso brotar de seus lábios.

- Tem razão, minha deusa. Tem razão. - Ele finalmente voltou seu olhar para Kabuto impacientemente. - Diga logo o que quer e saia.

- Senhor. O que faremos com o traidor? - Tratou de falar. Meu coração se apertou. Eles estavam falando do Sasuke! Não!

Hashirama se reencostou em sua cadeira sem tirar os olhos do Kabuto que esperava pela sua resposta.

- Traga ele para mim. Quero olhar pra cara daquele prodígio da CIA. - Kabuto logo após saiu da sala.

Meu coração começou a acelerar tão rapidamente que eu comecei a ficar sem ar. Eu não queria que Hashirama notasse tal coisa. Só Deus sabe o que ele poderia fazer com o Sasuke na minha frente. Eu precisava sair daquele lugar.

- Está tudo bem? - Aquele homem me olhou nos olhos e colocou suas grandes mãos na minha coxa e acariciou a mesma no intuito de me fazer relaxar. Eu balancei minha cabeça repetidamente na tentativa de afastar qualquer nervosismo. - Parece nervosa... - Pude ver um sorriso brotar dos seus lábios. O que aquilo significava? - prometo que ele terá um final bem rápido.

- Por que tem que matá-lo? - Sem papas na língua, acabei falando o que não devia.

- Porque ele quis roubar você de mim. Porque ele me traiu. Acha mesmo que eu deveria deixar barato, Sakuya? - Sua mão que outrora acariciava minha coxa, agora o apertava com certa força que eu gruni baixinho de dor. - Lembre-se que você está aqui para me dar paz, e não me irritar. - Ameaçou-me. Naquele momento eu senti medo dele.

- Senhor! - Outro subordinado de hashirama se aproximou de nós com certa pressa. Foi instantâneo. Minha atenção e a dele se virou para aquele homem.

- Diga, kankuro. - Era claro em seu rosto como ele estava irritado, mas pelo menos ele soltou da minha coxa e a dor na mesma foi parando gradativamente.

-Encontramos uma espiã perto da entrada do porão. - O tal de kankuro se virou para traz para mostrar a tal pessoa que era trazida pelos outros dois homens. 

Quando vi seus cabelos loiros longos e seus olhos azuis, eu me levantei bruscamente daquela cadeira horrorizada! Era a minha amiga! Era a Ino sendo carregada por aqueles homens!!!


Notas Finais


E aiiiiii, meu amoreeeees.🥰🥰🥰 O que acharam??? Diga pra mim aí nos comentss


Beijoooosss😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...