História Reflection - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Mamamoo
Personagens Baekhyun, Hwasa, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Moonbyul, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Solar, Wheein
Visualizações 4
Palavras 1.601
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Distância


Eu abaixei a cabeça e só pensava que não poderia corar de forma alguma. Eu levantei a minha cabeça e disse a ele "quer sentar ali? A essa hora a vista da cidade é linda". Minha janela na parte de dentro tem uma espécie de sofá que permite que a pessoa que deseja olha através dela se sente confortavelmente. Meu apartamento não é tão grande quanto o de outros idols que eu conheço, mas o pôr do sol que eu vi no dia da minha primeira visita a ele me encantou completamente e por isso eu o comprei (mesmo sendo no 15º andar e eu não sendo fã de altura). Nós sentamos um ao lado do outro e ficamos olhando para a chuva que começou a cair do lado de fora, para as pessoas e os carros passando lá embaixo. Ele estava sentado de frente para a janela com as pernas cruzadas e eu de costas encostada no vidro, e assim nos conversávamos e bebiamos as cervejas que eu tinha pego para nós dois. Em algum momento ficamos em silêncio por uns 5 minutos e então eu fingi que ia olhar para o lado de fora da janela para conseguir olhar pra ele sem ser notada. Eu não tive tanto tempo para acompanhar o trabalho do BTS durante esse tempo que eu estava ocupada com o comeback do Mamamoo, mas eu tinha certeza de que ele havia engordado (deduzi já que rosto estava mais redondo), mas achei que ele estava mais lindo ainda se isso fosse possível. A aparência do seu rosto era muito agradável de perfil e eu pude perceber que seus cílios eram bem mais longos do que eu imaginava e a sua boca era tão bonita. Era errado querer beija-lo? Eu achava que não, mas de qualquer forma eu acho que ele não queria fazer o mesmo. Ele se virou para mim e me perguntou da minha família que eu quase nunca falava. Contei a ele que sou filha única e que devido ao trabalho dos meus pais eu praticamente fui criada pelos meus avós maternos e por isso os ensinamentos da minha avó eram tão presentes na minha vida. Ele disse que minha personalidade era admirável e que um dia gostaria de conhecer as pessoas responsáveis por isso. Eu disse que o levaria para a casa da minha avó e que provávelmente ela iria ama-lo, porque eu e ela gostávamos sempre das mesmas coisas e eu gostava dele. Ele pareceu querer me dizer algo, mas se calou e voltou a olhar para a janela. Eu o olhei novamente e pensei em maneiras de como dizer a ele que seria interessante ele deixar que eu o beijasse, mas em todas parecia ser muito direto e eu tinha medo de que ele se assustasse e desistisse de mim como alguns homens já haviam feito. "Você é muito direta, homens não gostam de mulheres assim" eles me disseram e como dessa vez eu não queria cometer esse mesmo erro eu preferi ouvir o que tinham dito (apesar de não concordar). Eu olhei para a janela e suspirei alto e acabei chamando atenção dele toda para mim. Nós olhamos, eu ajeitei a minha postura e então inclinei meu corpo para frente. Beijar uma pessoa de frente para uma janela com o barulho da chuva caindo do lado de fora parecia até cena daqueles filmes filme de romance que eu odiava, mas era a minha realidade no momento. Como ele se manteve imóvel eu resolvi parar de beija-lo e me virar para frente de novo. Eu estava envergonhada por ter feito isso, mas não posso dizer que me arrependo (outra coisa que minha avó me ensinou: nunca me arrepender) e que eu não tentei. Depois de alguns segundos ele virou para mim e me puxou pela gola da blusa e me beijou com mais vontade que jamais qualquer um tinha beijado. Eu me sentei no seu colo de forma que eu ficasse de frente para ele. Paramos de nós beijar porque estávamos meio sem ar e aproveitando isso eu encostei minha cabeça no seu peito e o abracei.

Namjoon: uau eu não achei que fosse ser tão bom.
Eu: eu acho que a gente ainda tem muito o que melhorar.
Namjoon: você é sempre sincera assim?
Eu: eu não tô dizendo que foi ruim, só disse que a gente precisa praticar mais vezes.

Ele riu e passou a mão nos meus cabelos. Ficamos abraçados em silêncio até ele ser interrompido pelo Nam dizendo "já são quase 23h, eu preciso ir embora. Vou aproveitar que a chuva parou." Foi triste não poder pedir para ele ficar (porque eu imaginei que ele tinha compromisso no dia seguinte), mas não era o fim do mundo. No dia seguinte eu vi diversas fotos dele e dos meninos no aeroporto e no dia seguinte ele me enviou uma mensagem dizendo que iria ficar cerca de 15 dias no exterior. Pelas minhas contas quando ele voltasse eu estaria indo viajar e passar 6 dias no Japão. Durante os seus dias fora sempre que podia ele mandava uma mensagem para mim e dizia o que estava fazendo ou mandava uma foto de algum lugar que ele tinha ido.

Eu fiz uma espécie de festa do pijama na minha casa e chamei as meninas porque eu precisava conversar sobre o que aconteceu entre nós dois e o que estava me deixando confusa.

Hwasa: mas vocês estão saindo?
Eu: não necessariamente, teve um dia que a gente saiu pra beber, mas foi como amigos.
Solar: mas vocês se beijaram e isso não é coisa de amigo.
Wheein: nessas mensagens que ele te manda ele te chama de que?
Eu: nas mensagens ele não diz nada ou fala meu nome, mas nós áudios ele sempre fala tipo "depois eu falo com você bae".
Moonbyul: bae tipo tchau?
Hwasa: não burra, bae tipo baby. Aí meu deus agora tudo faz sentido.

Elas criaram diversas teorias sobre o que eu disse a elas e chegaram a conclusão de ele gostava de mim, mas para saber se essa história era verdade mesmo precisamos estar frente a frente e isso ia demorar um pouco. Todos os dias passava na minha cabeça ligar para e perguntar se a gente tinha chances juntos, mas eu me contive até o dia do nosso encontro. Eu estava cansada, tinha acabado de voltar de viagem e precisava mesmo era dormir, mas antes mesmo que eu chegasse em casa ele me enviou uma mensagem dizendo "vi que você já chegou. Eu vou comprar vinho, comida vegana e levar tudo pra sua casa hoje a noite". Ele estava tão decidido a cuidar de mim naquele momento (pelo menos foi o que as meninas e Baek disseram) que eu não pude negar, mas pedi para que ele chegasse um pouco mais tarde para que eu pudesse dormir pelo menos mais umas 4 horas. Ele chegou exatamente às 21h como o combinado é quando abri a porta do apartamento ele estava repleto de sacolas em seus braços e delas emanava um cheiro muito gostoso de comida. Ele pediu para que eu me sentasse no sofá enquanto ele organizava todos os potes de comida sobre a mesinha de centro e pegava as taças para o vinho. Quando ele terminou de organizar tudo se sentou do sofá e admirou todo o seu trabalho antes de lembrar por que estava ali.

Eu: sentiu saudades de mim?
Namjoon: porra eu não via hora de voltar pra casa. Eu queria muito ter conversado mais com você naquele dia, mas você sabe...
Eu: tudo bem, eu entendo você. Bom, mas hoje a gente vai ter muito tempo pra tudo né? Você fica hoje?
Namjoon: hoje eu faço tudo o que você quiser, bae.

Apesar dele ter dito isso tentando colocar algumas folhas dentro da boca eu achei extremamente sexual. Eu precisei respirar fundo (e beber duas taças de vinho) para me acalmar. Comemos e conversamos sobre o que tínhamos feito enquanto não estávamos juntos e nossa eu definitivamente queria viajar com esse homem um dia e curtir cada uma dessas coisas incríveis que ele me descreveu. Eu escutava cada coisa que ele me falava, mas a essa altura eu já não assimilava nada pois só conseguia lembrar daquela boca me beijando e no que eu senti enquanto estava sentada no seu colo. Eu sei que é errado interromper uma pessoa enquanto ela fala, mas ninguém reclama de um beijo certo?

Eu passei os dedos entre os seus cabelos e os segurei firmemente, puxei sua cabeça para trás e beijei seu pescoço. Soltei seus cabelos e comecei a abrir cada botão da sua camiseta quando ele me interrompeu e a abriu tudo de uma vez só. Ele me jogou no sofá e dessa vez ele é quem beijou o meu pescoço, mas como eu não o interrompi ele continuou descendo até que parou quando chegou no final do meu vestido que já estava um pouco levantado e dava a ele uma boa visão da minha buceta. Ele puxou a minha calcinha com agressividade e abriu as minhas pernas. Eu gemi a cada vez que sua lingua passou pelo meu clitóris ou seus dedos entraram e saíram de dentro de mim. Aquilo estava ótimo, mas eu queria mais e por isso eu puxei ele de volta. Ele colocou seu pau completamente dentro de mim e seus movimentos eram rápidos. Fazia tempo que eu não tinha tempo para transar ou até mesmo me tocar que eu não demorei muito para ter o meu primeiro orgasmo da noite. Todo cansasso que eu sentia naquele momento foi embora e eu deixei meu corpo completamente sob o seu controle e só aproveitei cada momento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...