1. Spirit Fanfics >
  2. Reflexo >
  3. Desfecho, Parte l

História Reflexo - Capítulo 64


Escrita por:


Notas do Autor


| O capitulo final ficou um pouco grande, então dividi ele em duas partes ♥️

Boa leitura, nos vemos nos comentários 💕

(Foto de Peter, LJ, Bailey é Sina)

Capítulo 64 - Desfecho, Parte l


Fanfic / Fanfiction Reflexo - Capítulo 64 - Desfecho, Parte l

.. No dia seguinte.. 

 

| Lara Jean Song Covey 

Estou no quarto de hóspedes, arrumando as minhas malas. Depois de trinta dias, chegou a hora de dizer adeus; adeus à enorme e branca mansão de Bailey May. 

Ainda estou extasiada com o pedido de Peter, e de como os meninos trabalham juntos pra isso poder dar certo. 
Encaro minha mão direita, o brilhante e delicado anel me trás sensações indescritíveis. 
Eu estou noiva! Céus, eu estou oficialmente noiva

.....................................

Peter e eu decidimos fazer uma viagem em cima da hora, precisávamos comemorar esse retorno, de uma forma só nossa. Escolhemos dessa vez o Brasil, Balneário Camboriú; Peter fez questão, disse que ficou encantado assim que viu as fotos. 
Seria uma experiência nova pros dois; e estávamos animadíssimos quanto a isto. 

Bailey foi convidado a assinar um contrato com a gravadora de Jones, e é claro que ele não pensou duas vezes. 
Eu estava feliz por ele. 
Sei o quanto ele lutou suas guerras internas, sei o quanto ele sonhou e almejou isso.
E fico mais feliz ainda, por saber que faço parte disso, de uma forma ou outra. 

Tenho uma última reunião hoje na empresa, comuniquei aos chefes e líderes sobre a viagem, e com muito, muito custo, eles me liberaram. Eu só precisaria ir pessoalmente assinar alguns papéis. 


Me olho uma última vez no espelho antes de descer as enormes escadas da casa. 
Estou com um conjunto social nude, calça flair e um blaser justo, uma T-shirt branca estava por baixo, finalizando a composição. 
Saltos não poderiam faltar, é claro. 

Bailey está sentado na mesa da cozinha, tomando uma enorme xícara de café. 
Me aproximo de onde ele está e beijo seu rosto 

- Bom dia. -Digo, contente. 

- Bom dia, dormiu bem? - Ele responde, sua carinha está toda amaçada, o que o deixava ainda mais fofo. 

Faço um som de “uhum” com a garganta, apanho uma xícara de chá e me sento na mesa também, de frente pra ele.


Olho para May, que está com um sorrisinho bobo nos lábios. 
Bailey se tornou muito mais que um amigo.. Estou tão feliz por essa aliança que construímos, em tão pouco tempo..

 

Seguro uma de suas mãos por cima da mesa, ele sorri e a beija com carinho 

 

- Estou tão orgulhosa de você. -Eu digo, e posso ver seus olhinhos brilharem 

 

- E eu de você. - Ele rebate, com felicidade - Obrigado por tudo o que fez por mim.. Ainda não tive tempo de te agradecer. 

 

Sorrio com suas palavras, me levanto da cadeira e caminho até onde ele está, me jogando em seus braços, num abraço bem apertado. 

 

- Você é preciosa demais, Lara Jean.

 

Me afasto, e olho em seus olhos. Me ajoelho em sua frente e pego suas mãos 

 

Ficamos em silêncio por alguns segundos. Observo cada detalhe de seu rosto; cada traço, que é só dele... Suas bochechas grandes e redondas, seu queixo quadrado, seus olhos puxadinhos e seu sorriso lindo. Bailey é um cara especial. 

- Eu torço muito por você. -Digo, apertando levemente suas mãos. - Eu quero que você seja feliz; quero que você corra atrás dos seus sonhos, que seja o melhor, e o mais gato.. -Ele sorri quando digo “o mais gato..” - Cantor que essa cidade já viu. Sei que não vai parar por aqui.. 
Você tem talento, May. Você tem essência.. E é isso que eles procuram.

Bailey me ouve atentamente, e me parece estar facisnado em cada palavra que sai de meus lábios. 

Ele solta um sorriso largo, um sorriso tão lindo que sinto meu coração aquecer. 
May solta minhas mãos e procura algo em seu bolso traseiro, ele puxa uma pequena caixinha e a observa por alguns segundos. 

- Eu tenho uma coisa pra você.  -Ele diz, olhando em meus olhos. Sorrio com suas palavras. 

Bailey se ajoelha no chão, ficando frente a frente comigo. 
Agora estamos nos dois ajoelhados.

Ele abre a pequena caixinha e tira de dentro uma pulseira de berloque. Meu coração se aquece como sopa quente. 

Observo seus movimento. O filipino pega com delicadeza meu braço esquerdo e coloca a pulseira em mim. 
É linda. 
Toda prateada, com alguns berloques. 

A primeira é uma berloque com a bandeira das filipinas, cidade natal de Bailey. 

A segunda, um piano. Mas não só um piano. É a réplica perfeita do piano que ele tem em sua enorme e inconfundível sala de estar. 

O terceiro, mas não menos importante.. Um coração. Um coração com as iniciais “L & B.”

- Pra você nunca se esquecer de mim. -Ele diz, me observando. 

Estou encantada. Há uma onde de amor e gratidão percorrendo cada centímetro do meu corpo, cada veia, cada sentido que está aguçado. 

- Eu nunca me esqueceria de você. -Digo, antes de pular em seus braços. 

O abraço tão forte, mas tão forte, que eu poderia jurar que naquele momento, éramos um só.

Confesso que.. Bailey foi de longe, uma das pessoas mais marcantes que já ousaram passar por minha jornada. 
Ele não era o que eu esperado, mas.. Acho que era o que eu realmente precisava. 
Bailey me puxou para fora da bolha, pra fora de tudo o que eu achava que era certo. 

Sempre me lembrarei dele.
Sempre o guardarei em meu coração. 

Me afasto com carinho, e seguro seu rosto com delicadeza. Seus olhos estão marejados 

- Eu amo você. -Ouço-o dizer, e sorrio espontaneamente. 

- Eu também amo você. 

.......................................

 

| Peter Kavinsky 

Me despedi da galera do campus pela manhã, fiz questão de abraçar cada um de meus companheiros de time; inclusive, meu treinador, que pegou firme em meu pé durante longos meses. 

Eu só havia me esquecido, de uma pessoa. 

Caminho pelo enorme corredor do centro de treinamento e bato em sua porta, abro a mesma com cuidado e coloco a cabeça para dentro do quarto. 

Sina está treinando alguns paços em frente ao espelho, ela me vê pelo reflexo e sorri. 

A loira passou em primeiro lugar no teste para o festival, e conseguiu o papel principal do musical de inverno. Estou orgulhoso dela, estou feliz porque.. Fiz parte desse momento. Fiz parte de um pequeno capítulo de sua história.

Fecho a porta e caminho até onde ela está 

- Senhorita? -Digo, convidando-a para uma dança. 

Sina sorri e aceita o convite, a puxo para perto de meu peito e embalamos ao som de “Rewrite The Stars”; 

- Como está o “noivo” da semana? - Ela endaga, contente. Sorrio com seu comentário 

- Mais feliz do que nunca. 

A giro devagar, e nos separamos por alguns segundos. 

Sina fica na ponta dos pés e reproduz alguns passos de balé 

- Estou feliz por você, Peter... Você merece toda felicidade do mundo..

Ela volta para meus braços, e continuamos nossos movimentos leves e firmes 

- Obrigado por tudo, tá? Você é especial demais pra mim... Fico feliz por ter encontrado você.. 
Eu estava fraco e perdido, e você me trouxe de volta. 

- Nós dois estávamos... Acho que, no fundo.. Nossas almas sabiam que precisavam uma da outra... De uma forma bem estranha, talvez. -Ela solta uma gargalhada, e me abraça pela cintura. 

- Com certeza de uma forma bem estranha. - Concluo, e então caímos na gargalhada. 

............................................. 

Estou terminando de guardar minhas coisas nas malas. Não sei por quanto tempo ficaríamos fora, então, por via das dúvidas, resolvi levar de tudo um pouco. 

Bailey passou aqui mais cedo e deixou as malas da Covey. 
É tão estranho aceitar o fato de que finalmente nos tornamos amigos, depois de tantas farpas e estranhamentos. 
Mas, Bailey é um menino bom.
De uma forma ou outra, sempre serei grato à ele. 
Serei grato porque ele cuidou e protegeu a minha garota. 

Coloco todas as malas na sala, Lara Jean e eu sairíamos hoje pela madrugada. 

Noah nos levaria até o aeroporto, ele passou o dia todo choramingando, dizendo que não queria ser abandonado.


~ Algumas horas atrás.. ~

- Não acredito que você realmente vai ter a cara de pau de me abandonar. 

Estamos fazendo nosso últimos treino juntos, estou correndo pelo gramado, aquecendo. Noah está me seguindo, reclamando de tudo, como sempre. 

- Você vai mesmo jogar toda a nossa história no lixo?! E nossos planos? Viajar para a Disney? 

- Cara, eu só vou ficar fora por alguns dias. Relaxa. -Digo, rindo de sua cara. Noah cruza os braços e fecha a cara 

- Você vai me abandonar pra sempre. 

Caio na gargalhada, Noah é um otario, literalmente. 

O puxo para um abraço e bato em suas costas, ele finge estar choramingando 

- Não me deixe, não jogue nossa história de amor no lixo... 

- Eu vou é jogar você no lixo se continuar com esse drama. -Me afasto, e coloco as mãos em seu ombro 

- Sou um jogador sensível. - Noah termina, fingindo estar secando suas lágrimas. 

Palhaço. 

.............................................

 

~ De volta ao presente ~ 


Saio do transe quando ouço a porta da sala ser aberta. 

Lara Jean entra casa a dentro, e a sensação é boa demais. 
É bom saber que ela está de volta. 
Em saber que ela é minha novamente, e mais ainda, saber que somos novamente.. A gente. 

Covey se aproxima de onde estou e se joga em meus braços, soltando o ar.

- Tudo bem? Como foi lá? - Digo, no topo de sua cabeça. 

Ela sorri e levanta o rosto, olhando em meus olhos 

- Tudo. Tudo certo.. A reunião foi tranquila.

Me afasto dela, LJ está mais linda do que nunca. 

- Me diga que você não foi pra reunião com essa roupa.. -Digo, todo derretido. 

Ela segura minhas mãos e me olha com divertimento 

- Fui.. Porque? 

- Eu adoraria participar dessa reunião. 

Pego sua mão e faço ela dar uma voltinha, reparo em cada detalhe de seu corpo. 

Eu sou um cara de sorte. 

- Não, não ia. É entediante demais. -Ela rebate, revirando os olhos 

- Talvez.. Eu iria ficar feliz em observá-la nesse conjunto. Provavelmente você tirou o blazer quando se sentou; esse conjunto se assemelha muito com o tom da sua pele, então eu não estaria prestando atenção em absolutamente nada do que eles dissessem porque estaria ocupado demais imaginando.. Coisas indecentes. 

Lara Jean cruza os braços e solta uma risadinha sacana 

- Muito profissional da sua parte. 

 

- Ahh.. Eu sou mesmo um profissional quando o assunto é você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...