História Reflexões e Poesias (Título provisorio) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 2
Palavras 342
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu estou acabei tendo umas ideias legais espero que gostem da minha loucura em forma de escrita, fiquem tranquilos eu n estou com depressão, talvez eu tenha ficado perdida na hora de fazer pq n sei se consegui me expressar de maneira correta, enfim vou postar mesmo assim qualquer coisa eu arrumo dps.

Capítulo 10 - Eu


"Acordo as 6h00 da manhã

Neste dia ensolarado

Mas não por um despertador

Por marteladas em minha mente

Elas me assombram todos os dias

Não se preocupe sou eu mesma que martelo

Talvez não devesse me importar

Parar e voltar a dormir

Dormir é bom eu gosto de sonhar

Vivo em mundos onde não preciso me preocupar

Perdi o sono outra vez

Mal enxergo o que há em minha volta

Vou tomar um café para ver se me desperta

Mas o que desperta são as vozes

Tenho milhões de vozes na minha cabeça

A cada gole elas falam mais alto

Eu mando elas calarem a boca

Mas sem elas vejo minha solidão

Queria fazer mais amigos

Mas não gosto de ninguém

Eu queria ter nascido normal

É um saco ser torta, desigual e diferente

Acho que no fim todos se sentem assim

Tento parecer humilde

Mas na verdade esse é o meu ego disfarçado

Queria poder reconhecer o meu valor

Mesmo amando ser uma miserável

Gosto de ver desenhos para passar meu tempo

Enquanto isso fico pensando no que de fato eu sou

Me analisando creio que sou boa

Só porque não tenho coragem para fazer maldades

Talvez não esteja certo porque isso veio de mim

Queria alguém para me entender

Mas não tem ninguém

Minha mãe e meu pai estão separados

Queria minha mãe do meu lado

Para me ajudar dando conselhos

Estou traumatizada por ter me deixado

Na verdade e isso que o meu pai sempre fala

Enquanto ele bebe e chora no chão

Eu nem sinto falta dela

Já nem lembro do rosto ou algo dela

Eu estou mais preocupada se alguém gosta de mim

Mesmo eu mesma me odiando tanto

Eu não consigo gritar ou falar

Queria encontrar um rumo

Mas que rumo?

Tudo é tão passageiro e inconstante

Você acha que agora sabe algo sobre mim?

Por causa do que eu falei

Vocês ainda nem sabem da metade

Nem do que eu escondo de mim

Mas como posso afirmar

Nem mesmo eu sei algo de mim."

 


Notas Finais


Amo tds vcs q acompanham


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...