1. Spirit Fanfics >
  2. Reinado! III (Final) >
  3. Loba Solitária.

História Reinado! III (Final) - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Loba Solitária.


Fanfic / Fanfiction Reinado! III (Final) - Capítulo 8 - Loba Solitária.

JiU.​

Tomamos banho e nos arrumamos, colocamos nossas coroas e respiramos fundo.

- Tem certeza que não vamos levar nada?

S - Samhaim afirmou que ela não está em perigo.

Suspiro e vou até a loba, coleto a terra na pata dela e faço um encantamento, depois abro um portal.

S - Cavalos pra que né? hehehehe

Ela entra junto com a loba e eu suspiro, já ia fechar quando ela  veio e me puxou, me vejo enfrente a uma arvore enorme e engulo seco.

-Ela tá aí dentro?

A loba vai até a arvore e transpassa, SuA fica boquiaberta e vai até lá, coloca a mão primeiro e sorri, depois pega na minha mãe e me puxa, assim que passamos vimos uma enorme sala enorme, parecia ter sido feita totalmente de madeira.

S - JiU olha.

Olho pra onde ela estava mostrando e a vi, nos olhando como um lobo faminto e mal humorado, com a espada nas mãos e sentada em seu trono.

.......................................................

......................................................

S I Y E O N

Suspiro ao ver as duas e olho com reprovação pra Samhaim, ela apenas vira as costas e vai pro outro cômodo.

- Vejo que Samhaim trouxe intrusos.

SuA suspira e pega na mão de JiU, se aproxima e eu me levanto com a espada nas mãos, Mabon aparece e corre até JiU, a mesma sorri e abaixa, abraça ele.

J- Oi garoto, você se tornou um adulto tão lindo. (ele era um pouco maior que um filhote)

S - Olá pra você também Lee Siyeon.

- Não tenho que ser hospitaleira com quem invade minha casa.

J - Não invadimos, fomos convidadas por uma de suas filhas.

- Ela ficará de castigo por isso.

JiU levanta e SuA se aproxima de mim, tipo bem perto.

S - Não está feliz em nos ver?

- Se quisesse estar por perto, teria voltado pro reino, vivo muito bem cuidando dos meus filhos.

Ela acaricia meu rosto e eu sinto uma puta vontade de chorar mas me controlo ao máximo, a mesma chega pertinho e sente meu cheiro.

S - Eu sinto saudades do seu cheiro, do seu calor, da sua voz, quando percebi que você não voltaria nem mesmo por mim, me senti um Trapo.

- Eu não posso, a floresta precisa de um guardião e é um preço que eu devo pagar pelas habilidades que tenho.

J - Ao menos nos visitasse, uma vez no ano entre as colheitas, não mataria ninguém Siyeon, sair por um dia não te mataria e não mataria nenhum de seus filhos que a propósito já sabem se cuidar sozinhos.

- Você não entende o trabalho de uma Alpha.

J - Teimosa... realmente nunca deixou de ser uma idiota insensível, egoísta que não se importa com ninguém além de sí mesma.

Ela vai embora chorando e Mabon vai atrás, suspiro e vejo SuA lacrimejando a minha frente.

S - Eu tentei por várias vezes te tirar do meu coração, tentei amar outra pessoa e guardar esse sentimento, mas toda vez que estava prestes a conseguir eu via ela chorando, era dificil saber que ela ia pra um cantinho sozinha, chorar baixinho por te amar, era dificil ver ela fingir um sorriso pro povo, pra própria irmã, me consolar sabendo que por dentro ela estava mais morta que eu... foi dificil fazer ela admitir isso... Ela limpa algumas lágrimas e eu suspiro - Eu nunca tive raiva dela, ou do amor que ela sente por você porque ele é puro e não dar pra ter ódio disso, você melhor do que ninguém sabe o que é sacrificar um amor verdadeiro e nós duas te amamos... juramos amor eterno pela mesma pessoa e nos casamos em nome deste amor, sabendo que pertecendo uma a outra não dariamos este sentimento pra alguém que não merece, sofremos juntas sentindo sua falta - ela soluça- ... ela me trouxe aqui pra te ver, com o coração fragmentado, sabendo que eu me jogaria nos seus braços por que sou mais impulsiva que ele e que você provavelmente me corresponderia, ela sacrifica o que sente por você sempre que nos ver juntas e eu me sinto muito mal por isso e tudo o que eu queria, quando vim aqui...era que pelo menos, você desse um abraço em cada uma.

Ela limpa as lágrimas e já ia embora quando eu pequei em sua mão, ela parou e eu me aproximei, abracei ela por trás e a mesma desmoronou chorando em meus braços.

- Eu também te amo.

Deixo minhas lágrimas cairem e a viro de frente pra mim, a abraço novamente.

- Era isso o que eu deveria ter dito antes de partir... mas a angustia não deixou... eu sinto saudades de todos, meus filhos sempre fogem e voltam com o cheiro de alguém, isso me mata por dentro, Principalmente quando o Nimbus aparece por aqui com o cheiro da Gahyeon e do Thunder.... mas é a Primeira vez que Samhaim sai e.. trás vocês duas.

Ela me abraça forte e me beija, depois me solta.

S - Eu pedi pra ela ir me buscar se algo acontecesse com você, eu realmente não sei por que ela demorou tanto pra ir até mim....você também não está machucada e parece que vive muito bem... talvez ela quisesse que nós nos despedissemos do resto de humanidade que ainda existe em você.

Ela suspira e me beija, correspondo até  nosso ar acabar, sorrimos e ela acaria meu rosto.

S - Se cuida, loba solitária.

Ela me da um selinho e vai embora, caio de joelhos no chão e Samhaim aparece, lambe minhas lágrimas e eu abraço ela.

- Ta de castigo sua teimosa.....Obrigada pelo presente de aniversário.

----------------------------------------------------------------------

----------------------------------------------------------------------------

S u A

Estava de saída quando vi JiU entrando sendo puxada por Mabon. sorrio e segui eles, me encostei na porta e vi Siyeon abraçada com SamHain, Mabon soltou JiU e foi quando ouvimos o real motivo pelo qual Sam foi nos buscar.

Sy - Ta de castigo sua teimosa.....Obrigada pelo presente de aniversário.

J - É seu aniversário?

Siyeon se assusta e solta Sam, depois levanta limpando as lágrimas e assente. JiU parecia apreensiva mas mesmo assim foi até ela e a abraçou, Siyeon parecia em choque, me olhou e eu fiz gesto pra ela abraçar de volta.

"Precisamos de bolo e vinho."

Elas se abraçam e Siyeon beijou JiU, sorrio porque é a mulher que amo, beijando a mulher com quem eu transo quase todas as noites.

"Excitante."

J - Olha...pra quem não  beija há 10 anos cê ta em forma

Sy - Hahahahaha.

- Meu deus JiU, ce me mata de vergona.

J - Mas é a realidade.

Sorrio e me aproximo delas.

- Temos que comemorar esse aniversário.

Sy - Eu não tenho o que servir pra vocês, os barris de vinho que eu trouxe já acabaram e eu não ten...

- Relaxa...eu vou buscar... onde é sua cozinha?

Sy - No sub-solo.

J - Você mora embaixo da terra?

Sy - Bem, não exatamente embaixo da terra, eu construi lindas paredes de carvalho.

- Pera, foi  você quem esculpiu tudo isso aqui?

Sy - É...eu tento me ocupar de várias formas.

Ela nos chama e pega uma tocha, fomos por trás do trono e descemos uma escada de pedra, muito bem feita, depois ela abriu uma porta e lá estava uma casa linda e talhada em carvalho.

- Uaaaau.

J - É muito linda, assim como a sala do trono.

- Porque escolhei o subsolo?

Sy - Minha audição é super aguçada, eu precisava dormir sem ter que despertar a cada folha caindo.

- ah sim... 

Ela nos mostra o quarto com uma cama enorme e a cozinha, com todos os móveis muito bem feitos, JiU fez um portal e eu entrei, comecei a roubar comida do reino e dar ela.

Assim que acabo peço uma ajudinha e ela vem e pega um barril de vinho, colocamos no chão e pronto, ela fechou o portal.

Sy - Nossa.

- Olha esse leitão aqui parece estar gostoso.

J - então... vamos cantar parabéns?

Assinto e nós começamos a cantar  pra ela que chorava como um bebê. Paparicamos ela, jantamos, bebemos e contamos todas as fofocas do reino.

- Então ontem eles enfim conseguiram, Gahyeon está grávida e eu tô pensando em colocar a alma do Thunder no nenem.

Sy - Você não pode.

J - Eu disse, mas ela não me escuta

- Porque não?

Sy - Diferente do Taemin, o Thunder morreu como sacrifício... se ele for liberto a coisa pode voltar.

J - Alguém sensata

Ela fala atropelando as palavras, dou risada,

- E alguém tá muito bêbada

J - Isso é verdade, eu nem sei meu nome.

Sy - Hahahaha... vem comigo.

Ela levanta e pega JiU no colo, depois leva pro quarto e eu fico pensando no quão bom é estar com a Lee, suspiro e ela aparece já sem o manto de pele de lobo.

Sy - ela dormiu assim que encostou na cama.

- Siyeon.

Sy - Oi.

- é muito bom estar com você... não nos prive disso.

J - EU NÃO CONSIGO DORMIR SEM MINHA BAIXINHA.

"Filha da mãe."

- TO INDO.

Sy - Já disse que não posso sair, a floresta precisa do guardião.

Suspiro e levanto, tiro meu manto e deixo na cadeira, tiro minhas botas e vou até ela, a beijo com vontade e a mesma corresponde.

- Então me deixa aproveitar o tempo com você...vem, JiU esperou 10 anos pra ser tocada por você.

Sy - Ela está bêbada.

- exatamente... quando ela está assim solta a verdadeira fera dentro dela...vem, você vai gostar.

-----------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------ 

J i U

Acordo com lambidas no rosto, faço careta e empurro, escuto as risadas da Siyeon e me sento, cubro meus peitinhos com o lençol.

"Meu deus eu fiz aquilo"

Sy - Bom dia filha do Sol.

- Bom dia, onde está SuA?

Sy - no lago se banhando.

Ela termina de se arrumar e seca os cabelos.

Sy - Mabon veio te chamar pra banhar com ele no lago, ele ama ser esfregado com bastante sabão.

- Onde estão minhas roupas?

Sy - Você está em uma floresta JiU, não precisa de roupas pra ir banhar.

Ela aponta pra uma cadeiras e minhas roupas estavam lá com a de SuA, depois sai e eu levanto, corro até a toalha que ela tava usando e me enrolo, me assusto com a SuA nua, entrando no quarto.

S - Bom  dia amor.

Ela me da um selinho e passa por mim indo se vestir.

- O que aconteceu ontem?

S- Você tirou o atraso da Siyeon, eu fiquei impressionada com o apetite sexual das duas, não é algo que eu como uma relis mortal esteja abituada.

- SuA a gente fez...caaaraaa.

S - A maioria foi vc e ela porque eu cansei rápido, não da pra aguentar duas feras  hehehe.

- Meu deus que vergonha.

S - De que? JiU você fez amor com a mulher que amamos, deveria estar feliz.

- Eu tô,mas tô com vergonha que tenha sigo bêbada que é quando eu fico mais tarada.

S - Ela gostou e chamou a gente pra morar com ela, eu prontamente aceitei, mas preciso saber se minha esposa também irá aceitar.

- Morar aqui? no meio do mato com lobos?

S - Não é um máximo? ar fresco, riachos e cachoeiras, frutas frescas, carne fresca, sem aquele fedor de esgoto e a gente ainda pode correr pelada sem problemas e nos dias de invernos, temos lobos quentinhos pra nos aquecer.

Sorrio e vejo Mabon me olhando, suspiro e assinto.

- Okay, vamos ficar mas temos que ir busca nossas coisas e nos despedir da nossa família.

S- UHUL

Ela pula em mim e eu seuguro, ela começa a me encher de beijinhos e eu só dou risada, depois ela me beijou com vontade e eu correspondi, aquilo estava ficando bom e eu levei ela até a cama.

Sy - Se vão fazer isso que pelo menos tirem meu filho de perto.

Nos assustamos e ela estava entrando, pegou a espada e chamou Mabon.

Sy - Vou ali matar uns caçadores, não demoro.

Ela sai e nós sorrimos uma pra outra.

S - Onde paramos?

- Eu ia começar e beijar seu corpo.

S - AAAAH sim, então por favor continue, filha do sol, gosto da sua lingua quente me chupando.

 

 

FIM



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...