1. Spirit Fanfics >
  2. Reino do Pesadelo ( SasuSaku ) >
  3. Esse palhaço matou meu pai!

História Reino do Pesadelo ( SasuSaku ) - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Esse palhaço matou meu pai!


Fanfic / Fanfiction Reino do Pesadelo ( SasuSaku ) - Capítulo 4 - Esse palhaço matou meu pai!

...Eu quero esconder a verdade, eu quero proteger você, mas com a fera dentro não há onde nos escondermos, não importa o que fazemos...

— Se você  fizer a rosada chorar está noite eu te arranco a cabeça tá entendendo? - Naruto dizia mais sério que o de costume. 

— Qual o seu problema? Eu já disse que é diferente... - Sasuke assumia do outro lado da linha, pelo silêncio e o breve som  que ouviu dedusiu que Naruto estava sorrindo. — Quando foi que ficaram tão amigos? Que eu saiba você era o meu melhor amigo. - afirmou levemente enciumado, tanto por Naruto quanto por Sakura. 

— Baaaka!!! - O Loiro xingou risonho ao notar os ciúmes do mesmo. — É justamente por ser SEU melhor amigo que não posso te deixar vacilar com a primeira garota que você realmente tá afim.

— Não precisa gritar isso pra os quatro cantos da terra. - O moreno retrucou corando e mentalmente agradeceu pelo loiro não poder ver.— Mas eu acho que dessa vez realmente é diferente, não sei o que eu sinto por ela mais sei que é forte, forte  o bastante até pra me fazer esquecer  o idiota que circula pela minha casa como se fosse dele. - referia -se a Madara. Agora estava sentado na cama calçando os sapatos enquanto segurava o celular entre a orelha é o ombro.

— UAU! Então a coisa é mais seria do que eu imaginava. - Comemorou. — Valeu vou desligar, ainda vou buscar a Hinata. A gente se vê na Abistine. 

— Tá, falou!

Se despediram e moreno desligou o celular o guardando no bolso, pegou a carteira, as chaves do carro e saiu fechando a porta. Quando chegou a sala se deparou com Sai andando de um lado para o outro eles não haviam se falado direito  desde o acontecido a meses atrás então Sasuke viu naquele momento uma oportunidade.

— O que houve? Vai acabar afundando o chão. - Falou como se não se importasse mas Sai sabia que era o jeito do mais novo.

— Eu ia buscar a Ino... mas o Itachi foi no carro junto com o Óbito e o Shisui levou a moto. 

Sasuke suspirou rolando os olhos... os irmãos  mais velhos sempre atrapalhando o rolê dos caçula, tinha sido esperto de pegar a chaves de um dos carros antes. 

— Porque não vai no carro do Madara? -Questionou quase cuspindo o nome do padrasto  mas se conteve pelo irmão.

— O papai e a mamãe saíram no carro... - justificou sentando no sofá já cansado de tanto andar em busca de uma solução. 

— Uber?? - O moreno caçula sugeriu.

— Você acha mesmo que a Ino vai querer me dar uns beijos em um Uber?  - Sai questionou perplexo.

— Esqueci desse detalhe... toma vai no meu então... - Disse lançando as chaves ao outro que a agarrou ainda no ar, havia acabado de completar 16 é sua mãe  lhe havia presenteado com uma Range rover evoque.

— Mas Sasuke...

— Vai logo, eu vou de uber buscar a Sakura. - Falou simplista.

Sai sorriu e piscou para o irmão que rolou os olhos em resposta, sabia que Sasuke fazer aquilo por ele era um sinal de desculpas e com certeza ele já havia desculpado. Quando fora adotado Sasuke era o irmão que tinha a idade mas próxima a si, por diferença de meses apenas era mais velho que o outro. Sasuke sempre teve um jeito ímpar, mas que pela convivência continua Sai logo aprendeu a lidar. 

O moreno mais velho sumiu pela porta deixando o outro buscar pelo o carro de aluguel em seu aplicativo de celular. Não demorou muito e o carro o qual Sasuke havia chamado buzinou em frente à mansão Uchiha. O rapaz adentrou dando um boa noite ao motorista que logo partiu para o outro lado da cidade, a corrida durou cerca de 1 horas é 30 minutos e lá estava ele em frente da casa da garota. 

"Saky, está pronta? Estou aqui na frente!"

A mensagem fez o celular da rosada vibrar sobre a cama atraindo sua atenção. Ela se apressou em terminar de se arrumar e saiu do quarto caminhando a passos rápidos até a mãe.

— Não chegue muito tarde! - foi o que ouviu de sua mãe  antes de se despedirem com um beijo na testa.

A garota apareceu na porta e por um segundo o Uchiha congelou, ela estava deslumbrante, o vestido preto tubinho revelava genuinamente suas curvas que antes eram escondidas pelo uniforme. Uma maquigem natural, os cabelos soltos e escovados, e o salto fino que a garota usava eram a combinação perfeita para lhe arrancar o mais sedutor  dos sorrisos.

— Sasuke...

A voz suave dela o chamou baixo e levemente impressionada, o garoto estava ainda mais lindo com aquelas roupas de tom escuro, um blazer preto, camisa social branca aberta até a altura do peitoral deixando a pele palida e extremamente convidativa a mostra, a calça jeans que valorizava as pernas torneadas, digna do melhor jogador de basquete da Konoha Hig School que contrastava com o sapatenes vermelho que usava. Ele se aproximou em um andar macio era o mestre da provocação, ela mordeu o lábio inferior claramente tentando conter o desejo de se lançar nos braços dele. Isso só o deixou ainda mais satisfeito, gostava do efeito que causava na garota. Quando chegou próximo o suficiente a abraçou e a sentiu tremer levemente em seus braços quando suas mãos trocaram a parte de suas costas que o decote era incapaz de cobri.

— Você está linda! - Foi o que lhe disse ao pé do ouvido arrancado-lhe um suspiro e arrepios.

— Sasuke... por favor... - Ela pediu manhosa e ele sentiu o próprio  peito queimar sensação que o fez fechar os olhos e aperta-la ainda mais em seus braços.

— Foi só um elogio, Saky... - Ele respondeu a soltando.

— Com você  nunca é "só". - Ela disse em um leve tom divertido e provocador. 

Ele riu aquele exato sorriso que só ela conseguia lhe arrancar, a segurou pela mão  e juntos seguiram lado a lado até o carro onde ele abriu a porta para ela e esperou que ela entrasse e se aconchegasse para então  fazer o mesmo. 

O caminho até a Abistine fora tranquilo, chegaram teoricamente rápido já que o trânsito estava calmo. Eles trocaram algumas brincadeiras entre si e sorriram, tudo ali estava espontâneo, diferente, único, pela primeira vez desde que seu pai morreu Sasuke se sentia bem com outra pessoa além de Naruto, Sai e Itachi.

– Pronta para encarar os leões? 

O moreno questionou e a garota sorriu, Sasuke esperava que Sakura dissesse algo que tivesse compatibilidade  com a personalidade forte da mesma, mas pelo contrário de falar, Sakura, fez. O olhou e por um instante ele sentiu que aqueles olhos verdes podiam ver sua alma. Ela o segurou pela mão e sorriu o puxando sutilmente para dentro do local.

— HARUNOOO!!! - Ino gritou agarrando a amiga o que fez Sakura separar sua mão de Sasuke e Ino receber um olhar matador do mesmo.

— Elas sempre largam a gente pelas amigas... - Naruto comentou se aproximando do melhor amigo enquanto olhava Hinata do outro lado na pista de dança sendo forçada por Temari a dançar.

— A Hinata se cansou de você? Eu a entendo! - desdenhou.

— Qual o seu problema? Nem com a Sakura aqui você  para de pegar no meu pé?! - reclamou  enquanto o outro sorria de canto.

— Tá tudo pronto! - Sai alertou ao se aproximar dos demais.

Sakura olhou para ele sem entender é percebeu que a feição de SasuKe havia mudado. Assim que Sai chegou, Temari, Hinata que dançavam mais Shikamaru que estava no bar se aproximaram.

— O que está pronto? - Sasuke tornou mas seu tom era de quem já imaginava o que estava por vir.

— Para de drama, Baka! - Foi Naruto quem disse.

O Loiro saiu arrastando o outro que estava claramente a ponto de esganar alguém, Sakura parecia a única que não estava entendendo o que estava acontecendo,  ela segurou  a mão  da morena a sua frente e a mesma lhe mostrou um sorriso.

— Hina, o que está acontecendo? - Sakura sussurrou. 

— Semana passada foi o aniversário  do Sasuke... - Hinata confessou e Saky abriu a boca mas nada disse. — Porem desde que o pai dele, você sabe né... morreu... - ela fez que sim. — Sasuke meio que deletou o aniversário do calendário.

— Nossa, ele parece tão  tenso com essa situação o Naruto tá quase arrastando ele. - A rosada constatou  ao ver como o loiro puxava o moreno escada acima seguido pelos demais meninos.

— Todo ano fazemos isso... Ou melhor o meninos fazem. Esperam o aniversário passar para que comemoramos... - Hinata sorriu e as bochechas coraram. — O Naruto sempre da um jeito de fazer dar certo, o Sasuke é como o irmão  que ele sempre quis ter.

Sakura ia dizer algo mas aí uma porta se abriu diante deles e sua atenção foi levada para aquilo.

— UAU! 

— Esse ano eles capricharam! - Ino disse ao se juntar as amigas.

Havia um Dj  em uma cabine luzes piscando se lá embaixo ja estava animado  lá em cima então... Nem se fala.

Não haviam muitas pessoas mas Sakura reconheceu  apenas algumas, Itachi e Shisui que abraçavam o irmão. Óbito falando algo ao Dj, Sai e Naruto com um sorriso enorme, Shikamaro e Temari subindo no mini palco, e  mais uma galera que a garota não conseguiu reconhecer. Provavelmente  amigos dos amigos.

— Eu devia ter comprado um presente... - Sakura comentou se encolhendo entre as amigas.

— Saky, pela forma que o Sasuke está te olhando você  já é o presente. - Ino disse e a de cabelos rosa sentiu que as bochechas arderem.

— Boa noite!!!! - A voz de Temari chamou a atenção dos demais, a música parou e  uma única luz clareou o ambiente. — Estamos aqui hoje pra comemorar a vida de um dos caras mais chatos que eu conheço! - Sasuke cruzou os braços mostrando um sorriso o que fez Sakura sorrir junto. — O Uchiha mais bad boy que eu conheço.  SASUKE! - apontou na direção do amigo e todos aplaudiram.

— Cara, - foi a vez de Shikamaru falar. — sabemos que você  é todo metido mas mesmo sendo um imbecil a gente te ama! E isso é um saco. - Shikamaru e Sasuke brigavam e discutiam quase sempre, mas era nítido que havia amizade ali. — Aproveita hoje a noite é tua!

— Parabéns pra você... - Temari puxou e os demais ali presentes acompanharam. 

Não  durou muito e balões vermelhos caíram do teto, e pela cara que Óbito fazia Sasuke teve a certeza de que havia sido ideia dele, logo um bolo adentrou o local empurrado por dois funcionários, o bolo era realmente enorme e tinha uma vela já acesa. 

— FAZ UM PEDIDO SASUKE! - Naruto gritou claramente muito empolgado. 

O moreno varreu o lugar com os olhos até achar Sakura sibilando "eu já tenho o que quero" fechou os olhos e soprou as velas, foi aí que a música eletrônica começou todos estavam divididos entre dançar, comer e beber quando o quase casal se aproximou. 

— Eu não sabia de nada... desculpa... - Ela apertou os olhinhos envergonhada.  — Fico te devendo um presente. 

Sasuke sorriu negando com a cabeça.

— Vem aqui... - foi o que ele disse antes de puxar a garota pela mão para um lugar por trás do palco do Dj.  — Me desculpa pelo babaca que eu fui contigo... Eu sei que você gosta de mim, e  também sei que sinto algo por você... Sakura, eu...

Parecia que ele a comeria com os olhos a mão que antes segurava a sua agora repousava em sua cintura pocessivamente, quando havia ficado tão quente? Ela não sabia dizer. 

— Eu quero esconder a verdade, eu quero proteger você, mas com a fera aqui dentro não há onde nos escondermos, não importa o que fazemos... Eu não consigo resistir ao que sinto quando te olho... - O coração  no peito dele batia avaçalador. — Você  tá quebrando todos os muros que eu levantei e... Eu... Eu não consigo para de sentir o que eu estou sentindo. 

— Não fala mais nada!

Foi o que a de cabelos rosado disse antes de levar a mão até o rosto dele e lá estava novamente a atitude que ela sempre tinha... A mão gélida acariciou a bochecha quente. A mão dele que estava em sua cintura a puxou mais para si enquanto a outra acariciou a pele desnuda pouco abaixo do cumprimento do vestido.

— Você foi um idiota se esfregando com a Karin na minha frente. - Ela começou mas ele subiu mais os dedos erguendo levemente o seu vestido. — Eu tive vontade de arrancar sua cabeça, Uchiha. - Ela quase gemeu quando ele colou mais seus corpos. — Mas você  tem razão eu gosto  de você, e  sim eu vou derrubar cada um desses muros e domar essa fera que você tem e quando isso acontecer Sasuke...

Ela realmente está o incomodando de um jeito totalmente bom e extremamente sexy de um jeito que nenhuma outra jamais teve a coragem de o fazer. Ele mordeu o lábio tentando conter o instinto  que lhe pedia para possui-la ali mesmo atrás da cabine do Dj  

— Não vai acontecer, Sakura já está acontecendo. 

A voz rouca e incrivelmente sedutora se juntou ao olhar feroz que a despia sem que ele se quer se mechesse. Ele queria tomar os lábios  dela, queria sentir o gosto daquele beijo e não iria pedir licença, ele era um Uchiha, um Uchiha não pede, um Uchiha faz! Ele tomou aqueles lábios com fúria, desejo, tesão. Sakura sentiu o peito inflar o baixo ventre se contrair, ela jamais havia sentido aquilo, as unhas dela arranharam a nuca dele o que fez o moreno sorrir contra os lábios dela e a mesma lhe soltar seu nome em um gemido baixinho. Sasuke...

— Eu marquei você, Sakura. E agora você  é minha.

Ele disse na breve pausa que fez para respirar e novamente tomou sua boca, dessa vez ainda mais forte, mais intenso pediu passagem com a língua e ela cedeu o cheiro amadeirado que vinha da pele dele o sabor de sua boca se misturando a dela era como se suas línguas já se reconhecesse como se cada um soubesse o que o outro queria e fizesse com 10 vezes mais fervor.

— Onde está meu filho? Vim desejar parabéns! - A voz de Madara ecoou pelo microfone.

Sasuke se afastou de Sakura batendo as costas com violência na parede.

— Sasuke?! - Ela chamou aparecendo não ter ouvido. —A música parou?

Ela disse se tocando que tudo estava muito calado é as luzes estavam novamente acesas.

— Sasukezinho, o papai te trouxe um presente! 

E agora Sakura entendeu. Sasuke seguiu para o local onde todos estavam agarrando a rosada pela mão em sem se quer dizer uma única palavra.

—Sasuke, calma! - Ela pediu indevidamente mas parecia que o garoto havia desligado todos os sons. 

— Aí está ele! Já com sua hmm... Como é seu nome menina?

Sasuke não parava de andar é puxar Sakura para saída. 

— Sasuke a onde vai?! - agora era Mikoto, quem falava ao microfone mas o moreno não parava de andar.

— Sasuke calma! - A de cabelos rosa pediu, então  o rapaz parou. 

— Calma? Esse palhaço matou o meu pai! 

Sakura mal teve tempo de absorve o assunto e Itachi já estava ali junto a Sai. 

— Vai pra casa do Naruto! Toma as chaves chegamos lá depois. - Sai disse devolvendo as chaves do irmão. 

— Sakura por favor vá com ele, não quero que o Sasuke fique sozinho até  que eu chegue lá. 

Ela acintiu mas precisou correr um pouco para acompanhar o menino que já estava saindo do lugar.

— Qual o seu problema idiota? - Ela pode ouvir Naruto se referia a Madara entre a mutidão.

— Mamãe  eu te implorei tanto... -Shisui falou desapontado. Sakura só pode ouvir porque estava passando ao lado do rapaz.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...