História Reino Em Colapso - Capítulo 13


Escrita por:

Visualizações 1
Palavras 1.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Saga, Suspense, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltamos depois de um tempinho, que eu usei pra escrever mais uns 6 ou 7 capitulos, ou seja, já estão prontos para postar! Aproveitem esse!

Capítulo 13 - Capitulo 13: Discussão politica!


Nina abriu os olhos e esfregou as mãos nas bochechas, sentindo os vestígios de lágrimas que sobravam da noite passada. Ela mirou a cama de Zenia, cuja não estava na mesma. Nina levantou-se rapidamente assustada, girando sobre seus pés no quarto procurando por sua irmã. Ela estava desesperada e sem motivo, mas mesmo assim, só se sentiria melhor se a visse.

- Zenia! Cadê você? – Gritou ela para uma parede.

- Aproveitei que você estava dormindo e tomei seu lugar no banheiro. – Ela respondeu amarrando uma toalha no seu cabelo e ajeitando a que estava em seu corpo por um cinto rosa.

- Você está bem? – Ela perguntou correndo e segurando-a pelos ombros.

- Sim, mas estaria melhor se me soltasse! – Zenia exclamou enquanto estava sendo balançada.

- Desculpe. – Sorriu Nina, soltando-a e colocando a mão na nuca, envergonhada.

- Perdoo se você não demorar pra se arrumar pra reunião.

- Ok... Já vou. – Nina correu até seu guarda-roupa e pegou um par de roupa correu pro banheiro.

Elas saíram do quarto rapidamente, Nina com uma roupa real, um vestido negro comprido que chegava até os seus pés, rodado e rendado, a parte superior era tomada por uma capa negra que ia na mesma parte do vestido. Zenia tinha o vestido do mesmo tipo só que branco, com um coroa cheia de diamantes e braceletes de ouro branco. Seus cabelos estavam presos de uma maneira que deixava que as partes sobressalentes que não ficavam presas, caíssem graciosamente sobre seus ombros. Ambas entraram na sala e sentaram em seus lugares. O conselho chegou, juntamente com Traxel e Miestra. Eles sentaram-se e começaram a discussão.

- Muito bem. – Drax disse sério, observando a cadeira de Mav vazia. – Onde paramos?

- Estávamos discutindo sobre a segurança. Então, eu tenho plena certeza que se colocassem um ponto policial na localidade, mesmo que apenas um, será o suficiente.  – Sugeriu Traxel.

- Não podemos o fazer. – Um dos conselheiros econômicos disse, abrindo uma planilha em sua tela holográfica e jogando-a no meio da mesa. – Nossos recursos econômicos estão escassos. Não gostamos de admitir, mas não temos dinheiro suficiente pra construir toda uma força policial, como pode ver. – Disse ele apontando para o gráfico que tinha uma seta que oscilava entre subir e descer da planilha.

- Me perdoe a intromissão, mas, como podem não ter dinheiro? Acabaram de consertar os portões do zoológico. – Questionou Miestra.

- Esse problema não tem a ver com o outro. – Bergis respondeu, ainda irritado por não terem matado todos os animais.

- Claro que tem. – Zenia o retrucou, com um olhar profundamente revoltado – Ambos se tratam da segurança!

- Exato. – Concordou Miestra.

- Certo e errado. Nossos recursos estão escassos por causa da separação das cúpulas adjacentes, principalmente as do sul. Eles construíram uma forma econômica própria, tornando-se independentes do nosso governo, o que faz com que eles não precisem mais prestar pagamentos a nós. – Draxel explicou, juntando as mãos sobre a mesa.

- E esse tratado de separação das cúpulas adjacentes não pode ser revisto? – Traxel perguntou.

- Estávamos cuidando disso, mas, infelizmente, nosso negociador foi velado ontem. – Lilah disse voltando o olhar para a mesa com o cenho enxilhado. – Mav cuidaria das cúpulas do sul, as mais importantes e mais dispostas a cederem, porém, seu acordo não foi terminado.

- O que ele propunha no acordo? – Perguntou Nina, mexendo em sua tela holográfica.

- Bom, se virmos o primeiro rascunho, mostra. – Sugeriu Zenia, ativando a tela, os outros fizeram o mesmo.

- Parece que ele propôs que as cúpulas se juntassem para terem um fortalecimento militar e econômico, já que as cúpulas do sul, além de possuírem o maior capital, também tem o maior centro de armamentos. Interessante. Apoio essa ideia. – Bergis sorriu, coçando o queixo.

- Esse foi a sugestão que nós excluímos, Bergis. – Drax respondeu, encarando-o de maneira reprovadora.

- Por que? – Perguntou retoricamente. – Era perfeito.

- Você não lembra que, a grande quantidade de armamentos escondidos foi o que nos fez nos separarmos na primeira vez? – Lilah perguntou.

- Lembro, lembro também que não concordei com nada disso. – Respondeu Bergis, rispidamente.

- Bom, a segunda sugestão era essa e a melhor na nossa concepção. – Mostrou Zenia.

- Aqui diz que todas as cúpulas do Sul receberiam a sua parte na realeza, já que elas tinham melhor sistema de segurança, saúde e educação.

- Exato, nós estávamos dispostos a ceder parte do nosso governo para os comandantes das cúpulas do Sul, assim nos ajudariam a fazer uma Nefelies melhor.

- Então vocês tinham conhecimento dos problemas da sociedade? – Miestra perguntou, um tanto desconfortável.

- Somos os reis, deveríamos saber. – Lilah respondeu.

- No momento, nossa medida de segurança é Sombra da Noite, Tremor e Sereia. – Drax praguejou, sabendo que estava indo contra as próprias regras.

- Com todo respeito, meu rei. Não acho que vigilantes mascarados são “proteção” – Traxel esbravejou, tentando se manter respeitoso.

- Concordo. – Zenia concordou e o seu pai a observou irritado.

- Muito bem, iremos verificar o tratado em que Mavbuzeus trabalhava e ratifica-lo. Quando tudo estiver certo, iremos informa-los.

- E iremos disponibilizar uma frota de guardas reais para a sua localidade, guardas treinados por nós mesmos na época da guerra. – Lilah completou sorridente, recebendo um olhar confuso de Drax.

- Jura minha rainha, muito obrigada! – Agradeceu Miestra, reverenciando Lilah juntamente com Traxel.

- De nada.

- Esperem aí fora, iremos deliberar mais e lhe passaremos outras informações. – Drax pediu vendo eles saindo da sala. – Lilah, como pretende mandar uma frota de guardas reais para lá? Eles não terão estrutura, não terão posto de reconhecimento, nada! – Drax sussurrou, tentando não soar desesperado.

- Eu falei que designaria guardas que foram treinados por nós, pessoalmente, e que atuaram na guerra. Acho que eles vão saber se virar sem tudo isso.

- Essa eu quero ver. – Bergis zombou da decisão de Lilah e Nina o cutucou. – Se a ideia não é boa, tenho o direito de me pronunciar.

- Eu já acho uma ótima ideia. – Um dos conselheiros de guerra vociferou. – Eles foram treinados para sobreviverem a guerra, não são soldados rasos, pelo contrário, são os melhores dos melhores. O que de pior eles podem enfrentar do que a guerra contra aqueles fracotes de Zoaire? – Zombou o conselheiro ouvindo a risada de todos da sala, menos Bergis que reprovou a piada.

- Todos de acordo? – Lilah perguntou voltando o olha pra Drax que, por sua vez, encarou a sala e o rosto de aprovação de todos, menos Bergis, e balançou a cabeça concordando.

- Então está feito. Jeremy, você vai avisar os guardas e prepara-los. Hoje vai ser o primeiro dia deles. Você deve escolher os melhores dos melhores, tudo bem? – Ela sorriu pra ele que concordou e se levantou. – Muito bem, reunião terminada.

- Jeremy! – Berrou Nina, enquanto todos saiam da sala – Preciso falar com você! – Ela exclamou assustada, Zenia percebeu. Ambos saíram e encararam Traxel e Miestra que pareciam extremamente felizes. Eles foram andando a procura de um local isolado e Zenia os seguiu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...