História Relacionamento abusivo - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Minho Choi, Taemin Lee
Visualizações 21
Palavras 1.324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Sonhando em seus braços


Fanfic / Fanfiction Relacionamento abusivo - Capítulo 19 - Sonhando em seus braços

Jonghyun, que havia iniciado aquele ano como DJ em uma rádio, estava com varios compromissos agora. Além de ter que preparar para o seu solo, ele tinha que ter tempo para Minho. O maior estava envolvido com um drama, e atuando bem. Porém, fora das câmeras Minho era menos doce e mais exigente com Jonghyun. 

Naquela madrugada, Jonghyun escutou uma história de uma ouvinte. Ela disse que havia terminado a relação com seu namorado. Namoram por 3 anos, apenas. O primeiro ano foi maravilhoso. Mas o segundo ano foi muito difícil, porque ele começou a demonstrar um ciúme o qual ele nunca tinha sentido antes; e sem motivo. O terceiro ano foi insuportável. Ele chegou a agredi-la por diversas vezes, até ela não aguentar mais e se separar definitivamente dele. Durante esse tempo, ela disse que havia se separado e dado uma nova chance a ele. Repetiu isso por algumas vezes, porque ela o amava, e ele era louco por ela, fazia tudo por ela. Mas que por causa desse amor doentil, ele passou a destruir tudo que construíram juntos. 

Jonghyun chorava muito enquanto ouvia o relato dessa ouvinte, que era sua fã número 1. 

"Eu e meu ex-namorado ouvíamos juntos 'If you love her'. Ele costumava cantar essa canção para mim. Eu me emocionava. Desde então essa canção se tornou a minha favorita. (ela suspira e continua). Depois que eu terminei com ele.. eu mudei de endereço e telefone para ele não me encontrar mais. Eu me sentia muito cansada daquele vida que tinha com ele. Ele me puxava para baixo. Eu precisava respirar. Eu precisava fugir de mim. Dele. De tudo".

Jonghyun usou um lenço para enxugar suas lágrimas o tempo todo. Era como se o que ela contasse fosse a vida dele. A vida que ele estava vivendo com Minho. Ele se sentia sufocado. Esse era seu sentimento. E por mais que amava Minho, ele sentia que perdia as forças e esperanças para pedir uma pausa, um tempo, e respirar. Nem as tentativas de conversar deram certas. Ele simplesmente se viu acuado, e afastado até de seus amigos e família. 

"Meus amigos e meus familiares queriam saber sobre mim, porque eu havia sumido por várias dias, semanas, meses. Ele conseguiu me afastar de todos, me isolar completamente. Eu só vivia para ele; eu dependia de tudo. Ele estava em todo lugar me vigiando e me protegendo. Todos que se aproximavam de mim eram como inimigos que queriam me fazer mal. Eu me senti tão sufocada e desesperada". 

Mais lágrimas de Jonghyun. Aquela ouvinte estava descrevendo a vida de Jonghyun. Embora fosse a história dela, ela descrevia a realidade de Jonghyun.

"No início do término foi difícil. Ele continuou insistindo e me perseguindo. Chegou a me ameaçar e eu quase perdi o emprego por causa dele. Mas o mundo dá voltas e aqui estou. Feliz de novo, ou pelo menos tentando. Não encontrei um novo amor... não ainda. Mas estou feliz por estar me recuperando e recomeçando do zero. Sou jovem. Tenho uma vida inteira pela frente. Não tenho?"

Ela perguntou e Jonghyun enxugou o rosto molhado para se recompor e poder responde-la. 

"É claro que tem, minha querida. Todo mundo tem a chance de recomeçar de novo. Eu quero... desejar a maior felicidade do mundo para você. Sei que não quer indentificar o seu nome, e não precisa se não quiser. Mas saiba que a sua história não passará batido aqui hoje, para mim, para todos nós ouvintes da Blue Night. Acho que... aprendemos muito com você hoje... como... a perseverança e... recomeçar de novo". 

Jonghyun sorriu e trocou mais algumas palavras com esta ouvinte antes de encerrar a conversa com ela. Ela pediu uma música e Jonghyun realizou seu desejo. Ele colocou "So goodbye" para tocar antes de encerrar o programa. So goodbye foi uma música que ele compôs para uma série de TV (https://www.youtube.com/watch?v=3hEpU8bk0Do).

"Chegamos ao fim de mais uma madrugada com DJ Jong. Vocês gostaram?"

Jonghyun falou brevemente com os ouvintes.

Ele se despediu e encerrou o programa muito emocionado. 

Ele conversou brevemente com um jornalista do programa. Ou melhor, ele tentou conversar, mas alguém estava ligando insistentemente em seu celular, esperando por ele do lado de fora com o carro. O jornalista e editor do programa remarcou um dia e horário para conversar com Jonghyun. Então Jonghyun foi embora. 

No carro, eles conversavam sobre o seu dia. Minho disse que queria ir a um lugar. Jonghyun disse que estava cansado. Minho se iirritou. 

"Já viu que horas são? Você esta trabalhando demais e não tem mais tempo para o seu naomorado". 

"Minho, por favor, não seja assim. O que você quer que eu faça, eu trabalho na rádio a essa hora. Você já deveria estar acostumado com isso".

Minho ficou calado. Eles entraram em casa e estava um silêncio. Provavelmente estavam dormindo. Jonghyun foi tomar um banho rápido, mas o banho quente acabou relaxando seu corpo. Minho entrou em seguida, supreendendo ele. 

"Que susto". 

"Um susto bom ou ruim?"

"Ótimo". 

Minho massageou as costas de Jonghyun com delicadeza enquanto a água quente caia sobre aquela pele firme, porém macia. Jonghyun jogava sua cabeça para trás, deitando nos ombros de Minho. O maior usou suas habilidosas mãos firmes para massagear todo corpo do menor, inclusive seu pênis, o que fez Jonghyun relaxar completamente. 

"Estou tão cansado... obrigado, amor..." Jong respondeu com os olhos fechados e a boca entreaberta.

Minho continuou por alguns minutos e ali o abraçou por alguns minutos. Ficaram naquela posição com Minho o envolvendo por trás, num abraço de urso. Tão íntimo. Tão protetor. Tão gentil. Era como se aquele Minho amoroso e gentil que Jonghyun sempre conhecia estivesse retornando. Uma vez perdido e agora reencontrado.

De repente Minho percebeu que Jonghyun havia adormecido em pé, com a cabeça deitada no ombro dele, um pouco inclinada para o lado, encostando a curva do nariz dele no queixo de Minho. Ele esticou o braço e alcançou uma toalha pendurada, e enxugou um pouco o corpo de Jonghyun. O menor não se mexia. Estava completamente amolecido. Então enxugou delicadamente o rosto dele. Ainda sim, Jonghyun adormecia serenamente. Minho tentou enxugar-se um pouco com uma mão enquanto ele apoiava Jonghyun com um braço.

Ele envolveu a toalha em seu namorado e o pegou nos braços. Saiu do banheiro com cuidado para não escorregar no piso do banheiro molhado e com Jonghyun adormecido em seus braços.

Foi para o quarto. 

Deitou Jonghyun na cama. Viu o rapaz se remexer um pouco, procurando uma posição. 

Minho se abaixou para velar o rosto mais lindo que ele já tinha visto na vida. Era tão apaixonado por ele que morreria por Jonghyun se preciso fosse. Mas por um momento seu coração doeu. Era como se ele pudesse sentir e ver, neste exato momento, o namorado grosseiro e estúpido que ele estava sendo esses últimos meses. E Jonghyun tem seguido calado e pouco reclamado. 

Minho perguntou-se. Queria entender porque agia assim. Ultimamente ele agia estranho e rude com seu namorado, e talvez, com outras pessoas. Lágrimas saiam dos seus olhos enquanto ele acariciava o rosto de Jonghyun. O menor abriu os olhos lentamente. 

"Min...? Min... você está chorando?"

Min enxugou rapidamente o rosto com a costa da mão. Ele sorriu rápido para seu namorado. 

"Bobagem... volte a dormir". 

Jonghyun abriu mais seus olhos. Ele chamou seu namorado. 

"Vem. dorme comigo".

Jonghyun se afastou um pouco para Minho deitar no lado esquerdo que ele sempre gostava de deitar. Assim que Minho deitou, Jonghyun se aninhou em seu peito. Eles dormiram abraçados, um aquecendo o corpo do outro. Minho inclinou o queixo sobre a cabeça de Jonghyun, que adormecia como um anjo em seu peito... sonhando em seus braços...

Na manhã seguinte alguém acordou e reclamou do piso molhado no banheiro. Era Key. Ele observou as roupas de Jonghyun e Minho, penduradas sobre o boxe. Sentiu tanta raiva que se pudesse, as queimaria agora mesmo.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...