História Relationship - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf, The Vampire Diaries
Personagens Elena Gilbert, Lydia Martin, Stefan Salvatore, Stiles Stilinski
Tags Stelena, Stydia, Teen Wolf, The Vampire Diaries
Visualizações 34
Palavras 2.237
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiii gente!Essa na foto é a Allison para quem n conhece!
Boa leitura!!

Capítulo 5 - Que diabos é um Stiles?


Fanfic / Fanfiction Relationship - Capítulo 5 - Que diabos é um Stiles?

Point Of View | Lydia Martin

Estava deitada de bruços sobre minha cama enquanto mexia no meu notebook, tentava procurar pelo nome daquele garoto novo em minhas redes sociais. Depois daquele dia na escola, ele anda faltando a maioria das aulas, não que eu me importe mas as pessoas comentam. 

Teve sorte de não ter sido suspenso, não sei como não foi na verdade, ele quase matou o Jackson. 

Tudo bem que eu fiquei...vamos dizer, um pouco empolgada quando ele deu um soco bem na cara de Jackson, ele merecia muito mais para falar a verdade, mas literalmente esse garoto, acho que Stiles? Isso Stiles lembrei, um nome bem estranho por sinal, não pensou nisso quando quase esmagou o pescoço dele.

Na realidade quando olhei para o seu rosto segundos depois dele começar a enforca-lo, eu juro por Deus que senti medo, sim, muito medo! Eu simplesmente não sabia o que fazer, eu só conseguia ver escuridão nos seus olhos, como se ele não pudesse parar, como se ele quisesse realmente o matar, isso assusta, principalmente pelo fato de que:

-- Ele quase matou um garoto por minha causa! -- digo, ainda não conseguia acreditar nisso, nenhum garoto nunca me defendeu como ele fez.

Talvez isso tenha despertado um pouco da curiosidade que desde então eu não tinha sobre ele.

E aqui estou eu procurando por um garoto que eu mal conheço que quase matou um garoto por minha causa sem ao menos me conhecer. 

Ok, isso é bem confuso.

-- Desisto! -- digo por fim, levantando os braços em rendição e dando um longo suspiro. 

Que pessoa não tem rede social?! Decido não procurar mais nada sobre ele, não quero mais problemas na minha vida.

Levanto e quando estava prestes a sair do quarto, recebo uma chamada de video de Allison. Corro até o meu notebook e me deito novamente na cama, animada e com um enorme sorriso no rosto.

Sentia falta de Allison, mesmo estando longe, ela sempre seria minha melhor amiga, ela com certeza me ajudaria se estivesse aqui agora.

Video chamada ON

-- Lydia?!

-- Alliiiiiiii!!Estou morrendo de saudades de você!

-- Nem me fala LYDIA! Tenho duas novidades maravilhosas para te contar! -- Allison sorria como uma criança.

-- O que anda aprontando sem a minha presença Argent?

-- Comecei a namorar Lyds! -- ela parecia tão feliz, tão animada, os olhos chegavam a brilhar.

Sorri sem pensar, eu só queria a ver feliz.-- Preciso conhecer o sortudo. -- digo rindo.

-- Daqui a alguns meses ou dias? Não seeeeei!!

-- Como assim Alli? Você sabe que eu só vou poder ir te visitar nas férias, caso o meu tio deixe também, você está em Londres, como vou conhecer ele?

-- Amiga essa é a grande novidade, estou voltando para Beacon Hills!! -- ela disse quase gritando de empolgação.

-- Tá brincando né? 

-- Eu pareço está brincando?

-- Meu Deus Alli! Essa é sem dúvidas a melhor notícia que eu recebo a um bom tempo, aaaaaaaah não vejo a hora de te abraçar! -- digo ainda surpresa, mas ao mesmo tempo empolgada com a novidade.

Allison era como uma segunda irmã para mim, sempre será bom a ter por perto, e essa noticia sem dúvidas me deixava radiante e talvez até com um humor melhor.

-- Eei mas enquanto eu não chego que tal falar um pouco sobre você?

-- Não tenho novidades, nunca tenho na verdade. -- digo dando de ombros.

Não gostava de falar sobre minha vida sem graça e totalmente desinteressante e Allison sabia disso.

-- Vamos lá Lydia! Algo tem que ter acontecido desde a última vez que nos falamos. -- ela diz sorrindo com os olhos e abrindo um sorriso enorme. 

Acho que ela me confundiu com o seu namorado, se acha que eu vou dizer algo só porquê ela fez uma carinha fofa. Sem dúvidas se esqueceu de um grande detalhe.

Sou Lydia Martin e não me comovo com carinhas fofas e nem palavras gentis.

-- Nos falamos ontem Allison. -- digo revirando os olhos.

Era surpreendente a sua capacidade de se esquecer das coisas.

Ela parece pensar um pouco, antes de dizer algo.

-- Você pode ter se esquecido de me contar algo, não ? -- diz me direcionando um olhar sugestivo.

Acabo por dar uma leve risada.

-- Eu não me esqueci de nada.

-- Você nunca me diz nada! -- reclama bufando.

-- Allison minha vida é sem graça, não é igual a sua. Minha vida é chata e totalmente desinteressante.

-- Não diz isso! Pense em algo, algo que não acontece a muito tempo ou então que nunca tenha acontecido com você antes e aconteceu nesses dias, tem que ter algo, nada de diferente? Nada?

Suspiro e bufo, mas acabo por refletir sobre o que ela me disse, tento pensar em algo. Allison não me deixaria em paz até que eu dissesse alguma coisa, então meus pensamentos acabam me levando até a figura de Stiles.

Stiles!Claro, como eu não pensei antes.

-- Stiles, é a única coisa de diferente que aconteceu, satisfeita agora?

Allison me olhava como se ainda tentasse entender minhas palavras, me olhava confusa.

-- Que diabos é Stiles? Isso é alguma comida? Nome de algum lugar? Filme? Isso por acaso existe?

-- Existe e é um ser humano, bem estranho por sinal, mas enfim a família dele não devia está muito sóbria quando decidiu o chamar por esse nome, se é que pode se dizer assim. -- respondo entre risos, Allison me olhava incrédula.

-- Meu Deus! Isso realmente é algo, bem estranho por sinal. -- ela diz rindo também.

-- O nome não é a única coisa estranha.

-- Como assim?

-- Ele quase matou um garoto na escola, e você ainda não sabe da melhor ou talvez pior parte, dependendo de como você interpretar.

-- Juro que pensei que a pior parte seria a parte em que ele quase mata uma pessoa.

-- Era o Jackson. 

-- Ok, qual a melhor parte?

-- Ele fez isso para me defender! -- digo e tampo o meu rosto com as minhas mãos, me jogando para trás, chocando o meu corpo contra o colchão macio.

-- Ei Lydia volte aqui! Não consigo te ver.

-- Essa é a intenção! Você vai dizer algo parecido com ''ele gosta de você''.

-- Se importa pelo menos, por qual outro motivo ele iria quase matar um cara para te defender, ele podia ser até expulso sabia?

-- Allison! -- é a única coisa que sou capaz de dizer, voltando a me sentar, puxando o notebook para perto de mim novamente, a tempo de ver o sorriso malicioso prestes a se formar nos seus lábios. -- nem pense! -- digo antes que ela o fizesse.

Ela suspira e então tenta se manter séria, idiota eu sabia exatamente no que ela pensava e sabia o quanto ela queria rir.

-- Lydia é assustador mas ao mesmo tempo é fofo! -- diz animada, dando leves pulinhos na cama onde estava sentada.

Suspiro e fecho os meus olhos por cinco segundos, eu juro que a minha vontade era de desligar a chamada bem na sua cara.

Desde quando isso é fofo? Isso é estranho, louco, assustador e nada fofo.

-- Não Allison, foi assustador,ele não deu apenas um soco no Jackson como pessoais normais fariam. Ele literalmente parecia um animal morto de fome e nesse caso o Jackson seria sua presa naquele momento.

-- Machos competem pelo amor da fêmea. -- diz Allison, bem aleatória por sinal.

-- Você está me chamando de animal?

-- Não Lydia, foi apenas uma comparação.

-- Acha legal me comparar a um animal?

-- Af Lydia, é só que ele te defendeu ok? Ele pode gostar de você.

-- A gente mal se conhece Allison.

-- Ele já viu seu sorriso?

-- Sei lá, no que isso importa? -- digo a olhando confusa.

-- Nunca ouviu a frase : ''sorria alguém pode se apaixonar pelo seu sorriso?'' é bem famosa aliás. 

-- É? Quer dizer,qual o seu problema Allison? -- digo franzindo as sobrancelhas e bufando.

Allison já estava a começar a passar dos limites, ela sabe que eu não acredito nessas coisas, até porque isso nã existe.

-- Olha só Lyds... -- antes que ela continuasse, aceno com a mão para a câmera e lhe mando um beijo, para logo desligar a chamada antes que ela dissesse mais alguma coisa.

Video Chamada OF

Respiro fundo e me levanto da cama, guardando o meu notebook em minha gaveta.

Tomo um banho e coloco um blusão grande vermelho de Lacrosse, havia conseguido com um dos garotos que jogavam no time da escola, eram bem mais confortáveis e não havia sido tão difícil de conseguir.

Point Of View | Stiles Salvatore

O dia estava bem ensolarado pela manhã, assim que acordei tomei um banho e vesti uma bermuda preta com uma camisa azul escura e calcei o meu chinelo.

Como Stefan não estava em casa e era sábado de manhã, e não tinha nada para fazer, decidi dar um jeito no lado externo da frente da casa, que parecia abandonada. Sempre que eu via alguém passando por aqui, percebia como eles olhavam com medo ou estranheza, muitas vezes até atravessando para o outro lado da calçada.

Acho isso uma palhaçada, mas já que os comentários correm por aqui achei melhor dar uma ajeitada na casa, antes que eu e Stefan sejamos assunto de mais comentários idiotas por aqui.

Em falar no meu irmão, graças a ele o sol não pode me queimar, como acontece com muitos vampiros e acho que todos sabem disso, mas o anel que ele me deu e que ele usa também, nos protege do sol.

 E isso é bom, já que eu amo caminhar de manhã e senti o reflexo do sol no meu rosto.

Molhava um pouco a grama com a borracha, quando avistei a dona das íris verdes caminhando póxima a mim, perecendo destraída cantando algo com um fone no ouvido.

E lá estava ela com aquele maldito sorriso, tão linda. Nunca em toda minha vida eu tinha visto uma pessoa com uma beleza tão única como a de Lydia. Com covinhas nos dois lados da bochecha e aquela boca carnuda avermelhada.

Céus essa garota vai me enloquecer. -- penso suspirando e mordendo os lábios enquanto a observava sem pudor.

Já fazia uma semana que eu não ia a escola, talvez eu estivesse envergonhado e com medo, não da reação das pessoas já estava acostumado  mas sim da reação dela. Não sabia como ela reagiria depois de toda aquela confusão com Jackson, sentia medo da sua rejeição e ainda tenho.

De algum modo eu me importo com o que a Lydia pensa de mim, e eu mal a conheço.

Ok, isso é tão insano.

Passo tanto tempo a observando, que mal percebo quando ela começa a se aproximar, e quando percebo já era tarde de mais.

Eu havia esquecido completamente que a borracha estava ligada e sem perceber apontei com ela em direção a Lydia, a molhando completamente.

-- AAAAAAAAAAH -- ela grita se afastando ao mesmo tempo que tentava inutilmente tirar a borracha da minha mão.

-- Ai meu Deus foi mal Lydia, eu... -- digo, sem saber o que dizer e muito menos fazer.

Me sentia nervoso, muito nervoso, droga! Respira Stiles.

-- A BORRACHA! -- grita ela dessa vez com mais intensidade e irritação na sua voz.

Arregalo os olhos e olho para a borracha, oh Deus ela ainda estava ligada!

A desligo rapidamente e volto correndo até Lydia.

Me xingava mentalmente, agora sem dúvidas ela me odiaria.

-- Olha mil desculpas, eu juro que não foi intencional eu só... -- começo a dizer atropelando as palavras e gesticulando nervosamente com as mãos, sem perceber que Lydia me observava.

-- Eu sei Stiles. -- diz ela revirando os olhos.

-- Sabe?

-- Sei, agora já que você casou isso tudo nada mais justo que me ajudar a me secar. -- diz enquanto balançava o cabelo, tentando tirar o excesso de água.

-- T-te ajud-dar? -- pergunto com os olhos arregalados.

Ela volta os seus olhos até meu rosto e bufa, claramente irritada.

Engulo em seco.

-- Uma toalha por favor? 

-- Ah claro! -- digo abrindo um peuqeno sorriso nervoso.

Ela sorrir de volta, e eu juro que se não fosse pela sua expressão raivosa eu acreditaria que seu sorriso havia sido verdadeiro e nada debochado.

Suspiro e me viro indo até a entrada da minha casa, mas paro quando começo a escutar passos me seguindo.

-- Você vai entrar?

-- Obviamente! Ou você acha que eu vou me secar aqui fora? -- diz cruzando os braços e balançando a cabeça negativamente.

-- Tudo bem. -- é a única coisa que consigo dizer.

Entramos e a levei até o meu quarto para pegar a toalha.

E mesmo que talvez ela estivesse bastante irritada comigo por ter a molhado, ela estava aqui e ela não sentiu medo e nem se quer reparou no estado depresível da minha casa.

E finalmente a ficha caiu.

 Lydia Martin estava na minha casa, no meu quarto, no meu banheiro, com a minha toalha e eu me sentia o vampiro mais sortudo do mundo.

Você me tem nas mãos

Nem sabe o tamanho do seu poder

Eu me posto como um giganteCo

Mas caio quando estou perto de você


Notas Finais


Até a próxima, eu acho...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...