1. Spirit Fanfics >
  2. Relatos de uma BI >
  3. Desfecho

História Relatos de uma BI - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Desfecho


Se você caiu aqui de paraquedas ou por se identificar,e gosta de uma boa história de alguém troxa,seja bem vindo(a).

Se você leu o relato anterior,percebeu que eu não citei nomes ou informações então vamos lá. Finja que isso é uma Thread do tt.

Vou chamar meu Ex Crush de "Robinson"

A Ex dele vulgo minha crush de "E" 

...

Após meu louco sonho com a "E" e meus surtos por descobrir que não era heterossexual tive que dar um jeito de ou conquistar ela ou esquecer tudo isso,me pareceu óbvio demais qual opção era mais simples mas...porque não ir tomar naquele lugar de graça ne?

Minhas amigas logo perceberam que não era só uma paixonite e resolveram me ajudar,e la fomos nós três na missão de descobrir se ela era Bi,Lésbica ou hetero. Eu torcia muito pra ela ser qualquer coisa menos hetero (Detalhe ela tinha uma amiga lésbica e isso me deu esperaças não me perguntem porque)

Como ninguém era íntimo dela não dava pra simplesmente perguntar,então eu decidi fazer amizade com as pessoas que ela conhecia pra me aproximar,e não é que deu certo?

 O destino me ajudou quando em um dia aleatório 90% da escola resolveu faltar (na vdd eles combinaram falta coletiva e eu n fiquei sabendo kk)

Os professores juntaram o povo tudo na mesma sala e acabamos conversando bastante,depois adicionei ela em redes sociais e tudo mais,curtia fotos e interagia com ela ao máximo. 

Mas meus caros o cão é ardiloso e adivinha quem veio me procurar..aham o "Robinson",eu ignorei ele total kkkkk se tu acha que ficou por isso mesmo você errou.

O terceiro ano decidiu fazer uma festa e chamar geral e lá fui eu,nessa festa o bonito do Robinson encheu o rabo de bebida e ficou doidasso,queria beija a "E" e me beijar "argh" macho hetero é uma desgraça.

Nós duas acabamos nos encontrando devido à este indivíduo idiota,conversamos muito na festa.

A única coisa que eu queria era saber se tinha chance com aquele neném,pedi que ela fosse comigo ao banheiro e lá fomos nós (detalhe era festa em uma casa então era banheiro comum) eu entrei e comecei a futricar e fazer as coisas mais aleatórias do mundo em frente ao espelho,mexer no cabelo,pentear a sobrancelha,fazer caretas ????????

Gente sério,eu esperava qualquer coisa,QUALQUER COISA,menos que ela fechasse a porta,nem lembro o que passou pela minha cabeça. 

Ela disse que o "Robinson" estava vindo até ali e ela não queria olhar na cara dele,o surtado começou a bater na porta mas logo vazou dali(depois descobri que os amigos dele levaram ele embora amém)

Ficamos um tempo no banheiro,eu não tive coragem de perguntar nada pra ela nem me declarar,saímos do banheiro e depois de algumas horas ela foi embora. Eu fui também até porque diabos eu continuaria ali? 

Sério estava ficando insuportável minha dúvida,eu estava me sentindo estúpida.

Mas o brasileiro não tem limite,eu vi um post no insta assim:

-Eu acho que te amo,vou te bloquear. 

ADIVINHA AGORA SÓ O QUE EU FIZ???

Mandei uma mensagem exatamente igual e bloqueei ela. 

Mano,nunca me senti tão burra na vida igual aquele dia.

Quando chegou segunda eu não queria ir pra escola nem amarrada,mas não teve jeito,eu fui e fugi e evitei encontrar com ela ao máximo,isso deu certo,mas só até quarta,quando eu dei de testa com ela no banheiro(não era intervalo) só tava eu lá,bom e ela também. 

Eu buguei velho,até porque o que eu poderia fazer? 

Ela riu e disse "Garota?" eu ri mas foi de nervoso.

Agora segue como foi nossa conversa lá.

-Eu vi sua mensagem no insta.

-Foi zuera (eu como smp tentando me safar)

-Sério? (Nesse momento eu fiquei "ai krl e agr?")

Eu não sei de onde me veio tanta falta de vergonha na cara porque eu falei isso:

-Não,eu só queria te falar que gosto de você mas não dava,então mandei aquilo lá,

Ela não falou nada,então eu continuei tagarelando:

-é isso,gosto de você e nem sei se você é hetero ou não,mas de qualquer forma foi bom te conhecer.

Eu ia sair de lá correndo porque ela não falava nada eu pensei que ia levar um toco e ficar ainda mais sem graça,dai a bonita fala.

-Uau,ce podia ter perguntado logo ne? 

Eu ri kkkkkkkk tipo velho não é como se fosse a coisa mais difícil do mundo.

-É mais eu sou burra então fala ai garota. 

Falei isso sem mais nem menos e ouvi a melhor resposta de todas

-Eu so bi karai,olha minha cara de sapatão e eu namorei um cara

Kakakakakaka ai velho nossa,libertador.

Depois disso a gente ficou bem mais próximas e até saímos juntas.

E se você que tá lendo ainda,sim o final foi feliz porque hoje em dia somos namoradas e o Robinson ficou conhecido como a cura hetero,agradeço a ele por isso,acho que se ele não fosse tão escroto eu não teria encontrado o amor da minha life. 

Quando escrevi o relato anterior há oito meses atrás eu jamais imaginei que isso aconteceria.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...