História Religion love (SwanQueen ) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Grey's Anatomy, Once Upon a Time
Personagens Addison Montgomery-Shepherd, Alexandra "Lexie" Grey, Arizona Robbins, Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Cristina Yang, Cruella De Vil, Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Derek Shepherd, Eliss Grey Shepherd, Elsa, Emma Swan, Henry Mills, Isobel "Izzie" Stevens, Lacey (Belle), Lilith "Lily" Page, Malévola, Mark Sloan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Meredith Grey, Mérida, Neal Cassidy (Baelfire), Personagens Originais, Peter Pan, Príncipe James, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Vovó (Granny), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Aluna, Cora, Emma Swan, Escola, Henry, Ivy, Professora, Regina Mills, Romance, Swan Queen, Swanqueen, Zelena
Visualizações 150
Palavras 1.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse Cap fico fofinho na minha opinião. Eu estou fazendo caps curtos por conta da maratona, como funciona, tenho que lança no mínimo 10 caps no mês sendo que o normal é 3 ou menos, mas aqui estou eu.
Beijos
Espero que gostem
📚Boa leitura 📚

Capítulo 15 - Pergunte o que quiser


Fanfic / Fanfiction Religion love (SwanQueen ) - Capítulo 15 - Pergunte o que quiser

Mais um dia de aula e hoje tinha filosofia. Eu nunca amei tanto essa matéria como hoje em dia.

Já se passou uma semana desde que eu e Regina demos o primeiro beijo. Os primeiro dias Regina parecia estar em pânico, ela não sabia como agir do meu lado, ficava toda sem geito quando Zelena lanchava conosco. Ela até  gaguejava. Era até um pouco engraçado, mais é claro que eu não iria rir para não  deixá-la mais sem jeito.

Flashback: Recreio

Eu e Regina estávamos sentadas no mesmo banco isolado de sempre, conversando sobre tudo que tinha acontecido. Regina estava feito um pimentão, acho que a única que achava que um relacionamento lésbico e a diferença idade normal.

- Você não se acha muito nova para ficar comigo. Eu tenho idade pra ser sua mãe. - ela falava um pouco sem jeito. Era fofo.

-Não, eu não me acho muito nova. Sempre gostei de pessoas mais velhas que eu. Eu sei que já fiquei com muitas meninas mais novas, mas é porque eu tinha medo de me relaciona com outra "Milah".

- e como você sabe que eu não vou te fazer mal? - ela pergunta olhando para baixo.

- olha, de todos esses meses que eu passei te conhecendo, percebi que você não faz mal nem para um mosquito. - falei rindo.

- palhaça. - ela me deu um leve tapa no ombro.

- não precisa ficar sem jeito perto de mim, não se esqueça que a cima de tudo somos amigas. - a abraço.

- está bem, senhorita Swan.

- é assim que se fala senhorita Mills. Sabe, eu mal posso esperar para o nosso próximo encontro. Quero te beijar de novo, abraçar, fazer carinho. Prepare-se para ser mimada por mim. - eu admito estou morrendo de amores por ela. Ela é tão gentil, carinhosa. Eu fico boba só de lembrar do seu sorriso. Eu estou amando.

- como você consegue ser tão fofinha comigo, mas com os outro você é tão grossa. - ela me pergunta divertida. E fico tipo, 'Como?' 

- Simples, sou uma tsundere.

- o que é isso?

- é um termo japonês, que é usado para como você acabou de me descrever. - eu amo animes, sim. Sou viciada talvez, queria ser um desenho quem sabe.

- vamos fazer um acordo? - pergunto.

- que tipo de acordo? - ela pergunta desconfiada.

- é simples. Tudo que você tiver dúvida, quero dizer, não tudo, tudo. Porque se você me perguntar de teoria quântica só vou conseguir responder por cima. - falo brincalhona. Por Deus Emma, tem que brincar com tudo? Tinha que ser eu mesmo. hahahahaha.

- mas falando sério agora, tudo que você quiser saber sobre minha vida ou como se portar em um relacionamento como o nosso, pode perguntar. Eu vi que nesses últimos tempos você deu uma freada na língua, mas agora sou eu que estou te dando a liberdade para perguntar tudo o que quiser. Está bem? - nunca fiz essa proposto para ninguém, só espero não me arrepender.

- pode ser. - ela sorri.

Nesse momento tive vontade de lhe dar um selinho, e quase dei, mas ai lembrei (tá todo mundo vendo) então me afastei e só dei um abraço de despedida.

Flashback off

Hoje tenho a terceira aula de filosofia e tipo, tô super feliz, vou ver a minha girl em ação. Ela é tão inteligente, quando eu a escuto fico boba com seu modo de explicar. Cara ela é tão boa que eu nem abro a minha boca para testar sua inteligência.

Eu chego na escola e faço como sempre, fico no mesmo canto vendo as pessoas passaram e esperando a Ivy. Vejo as pessoas passarem, tinha pessoas de todas cores e tamanhas, as religiões eram diversas, pois cada pessoa carregava a sua, as orientações sexuais diversas era notório, ali eu podia ver uma coisa que meu país sempre disse que era impossível, eu via menino sendo só amigo de menina e percebi que não é por eu ser lesbica que obrigatoriamente eu tenha que dar em cima das minha amigas, até porque isso seria muita idiotice da minha parte. As pessoas andava uniformizadas, sorridentes e comunicativas. Eu começa a acha que Ivy não viria de novo, mas eu estava enganada, logo eu a vejo muito bem maquiada e com uma menina, não qualquer menina, era a Jennifer, e tipo elas estavam muito sorridentes para meu gosto. Quando Ivy me vê da tchau para a garota seguido de um beijo no rosto, logo ela se aproximou de mim.

- Oi Emma.

- Oi. Me conta, o que foi isso. - eu estava curiosa e empolgada. Eu queria saber o que estava acontecendo.

- acontecendo o que? - ela finge demência.

- não se faz de boba, não. Eu vi como você olhava para ela. - ela me olhou com uma cara de 'eu vou te matar se você não calar a boca'.

- cala a boca, sua idiota.

- eu sabia! - falo vitoriosa por ter descoprido a verdade.

- eu vou arrancar sua língua tá. - ela falou com uma convicção, que por um momento eu realmente achei que ela iria fazer isso.

-tá bom eu não falo mais sobre isso, mas só se você me contar pelo Insta depois.

- tá bom, mas o assunto morre aqui. - eu faço o símbolo de fechar o ziper da boca, e logo eu vir o rosto dela com a expressão de alívio.

Subimos a rampa e sentamos no chão do lado da porta da nossa sala (nossa sala era o 2°ano 1), pois ainda era 7:40 e o sinal só tocaria as 8:00. A primeira aula era de física e a segunda também, e no corredor da nossa sala (nota nesse corredor tinha 3 salas, a minha e mais dois segundos anos) só tinha eu e a Ivy mesmo, nós estavamos conversando de boa quando do nada a porta da sala abriu. Tipo, meu cu aperto na hora, o susto que eu levei foi bem grande mesmo.

- Meu Deus sora Cora, quer me matar do coração. - falo levando a mão em meu coração.

- não seja dramática Emma. - ela ri da minha cara.

- o que a sora faz aqui essa hora? - Ivy pergunta

- bom eu tô aqui dês das 7:00. - a professora Cora responde.

- isso tudo é vontade de trabalho? - Ivy e eu perguntamos praticamente juntas e por conta disso Cora riu ainda mais.

- eu tinha que corrigir a prova de vocês, se não a turma não iria me deixam em paz.

- ai sora, corrigi não. Tô de boas, nem quero ver essa vergonha. - a professora começou a rir da minha cara, novamente. Só posso tá com a cara pintada de palhaço, né.

- não sei porque não quer ver a sua "vergonha",pois a sua "vergolha" foi a maior Nota da sala. - eu juro que não esperava por isso. Na minha cabeça eu tinha tirado um 0 bem redondo. Obrigado Deus.

- Eu o que? - se eu estivesse tomando café com certeza eu cuspiria, pela surpresa. Surpresa? Isso é um milagre, isso sim. 

- happy day. - começo a cantar.


Notas Finais


Comentários são bem vindos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...