História Rem - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Channing Tatum, Fifth Harmony, Josh Duhamel, Julian Morris, Matthew McConaughey, Michael Fassbender
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Channing Tatum, Dinah Jane Hansen, Josh Duhamel, Julian Morris, Lauren Jauregui, Matthew McConaughey, Michael Fassbender, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 2.033
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey pessoinhas!
Qualquer erro...
Boa leitura 💘

Capítulo 57 - Apoio


Depois de olhar as seis casas, levei Lauren e Pat para casa, fui até a casa de Nicole para deixar Adônis lá e conversar com ela um pouco.

- Olha só... Parece até meu filho. – Ela disse abraçando Adônis e depois veio me abraçar. – Mila... Como você está?

- Cansada. – Ela beijou meu rosto. – Precisamos conversar.

- Claro. Eu passei um café agora, o que me diz?

- Perfeito.

Sentei no sofá e logo ela apareceu com as xícaras.

- Sobre o que vamos conversar?

- Bom, Nic, você sabe que eu fui promovida e meu trabalho está muito mais calmo agora. Na verdade eu tenho até horários, só quando é algo muito complicado que preciso ir a campo.

- Adônis me contou.

- Bom... Eu estou comprando uma casa maior e eu queria levar o Adônis pra morar comigo. Lauren vai ir com o Pat...

- Vocês vão casar?

- Vamos fazer uma experiência. Ela está se sentindo mais a vontade, mas é um grande passo. Ela vai ficar sozinha com os meninos pela manhã, vou contratar uma empregada também. Só para dar uma ajuda. Mas eu sei que você tem todo o direito de me dizer não, pois criou ele até hoje e eu nunca forçaria as coisas.

- Claro. Bom... – Ela se escorou no sofá. – Vou sentir falta dele, mas se eu não aceitar ele vai ficar muito chateado comigo.

- Isso passa. Eu não posso te deixar mal depois de todo seu esforço praticamente sozinha. – Ela pensou e depois de beber café assentiu.

- Não. Eu aceito, pode morar com ele.

- Ele pode vir sempre que quiser. Será como era comigo.

- Perfeito. Vão morar aonde?

- Mostrei as opções a eles hoje, dei a tarefa deles escolherem qual agrada mais a todos, mas vou reformar o quarto dos meninos. Eles querem algo com sala de jogos e interligados.

- Eles não vão dormir.

- Acho que a Lauren consegue domina-los.

- Adônis chama a Lauren de Mama agora.

- É estranho?

- Um pouco, mas eu sempre temi que voce arrumasse uma mulher que não fosse boa para ele. Isso prova que não preciso me preocupar, ela é uma boadrasta. Uma mama. – Ela disse e eu sorri.

- Eu também fico feliz que eles se entendam. Nosso filho é um garoto de ouro, Nic. Fez um ótimo trabalho.

- Fizemos! – Ela ergueu a xícara e nós brindamos.

- Muito mais esforço seu.

- Ele herdou sua personalidade, Camila. Não foi muito difícil. – Revirei meus olhos e segui conversando com ela. Até que Adônis entrou na sala e sentou no colo dela.

- Empolgado para morar com a sua mãe?

- Muito. Mas eu amo morar com a senhora, mãe.

- Eu sei, filhote. – Nic tirou o cabelo da testa dele e beijou ali. – Tem que visitar a mamãe sempre.

- Eu vou mãe. Toda quarta de filmes eu vou dormir aqui. E sempre que você for no vovô eu vou com você. Né?

- Claro. – Ela disse e eu me levantei. Achei que era um momento deles e eu precisava descansar.

- Vou ir dormir um pouco. – Beijei os dois. – Amo os dois.

- Nós também amamos você. – Doninho disse e eu beijei sua testa novamente.

.........

POV Lauren

Estávamos almoçando, Adônis e Pat estavam discutindo qual casa seria mais legal.

- O que acha, mama? – Eu sinto um arrepio estanho quando Adônis me chama de mama. Eu o trato como o Pat, mas achei que ele demoraria muito mais a me ver desta forma.

- Verdade, Mama. Qual você gostou mais? – Pat perguntou e eu pensei.

- Eu concordo com Adônis. A número três tem piscina e um pátio enorme. E mais afastada da cidade e não tem tanto trânsito. Fora que a casa é enorme e tem um jardim lindo.

- Pior. E tem uma quadra de esportes, papa ia poder treinar e jogar com a gente também, mas a última tinha um sótão irado.

- A cozinha da última é linda.

- Mas a terceira tem a sala de cinema enorme e tem tantos quartos que vai dar pra unir os nossos como nós queremos, P. – Pat pensou...

- Eu vou escolher a que a Papa escolher. Eu só quero nos morando juntos logo.

- Eu também. Ainda bem que vocês apareceram, eu sempre quis morar com a mãe e ela era tão ocupada. Agora está tudo mais simples. – Ele bebeu o refrigerante. – Já sabe como vai decorar o quarto, P?

- Acho que vou querer com o tema de medalha de honra.

- Ai meu filho.

- Vai ficar irado, mama. – Ele olhou para Adônis. – E voce, Doninho?

- The Big Bang Theory! – Pat disse convicto.

- Nerd! – Pat se jogou sobre Adônis e eles começaram uma lutinha.

- Okay. Okay... Vai pegar sua mochila, Filho. – Pat assentiu e correu para as escadas. – Sua mãe aprovou você morar com a Camila, filho?

- Sim. Faz tempo que eu falo com ela sobre isso, eu quero muito morar com a mãe... Eu sempre quis... E agora eu vou. Eu estou tão feliz. – Ele começou a chorar. – Finalmente eu vou morar com ela. – Fui abraçar ele.

- Não precisa chorar, filho. Agora você conseguiu e não pense que é por causa nossa, ela sempre quis isso, mas só foi promovida agora e tem mais tempo para você.

- Eu sei. Só estou muito feliz. – Ele me abraçou e meu coração se aqueceu com isso. – Eu gosto muito de você.

- Eu também, Doninho. Não sabe o quanto. – Beijei a testa dele e logo Pat chegou. Fomos para o carro e meu pai nos deixou na minha faculdade e eles na escola.

.......

No terceiro período, meu Skype piscou no canto inferior da tela. Era Camila.

“Hey... Falei com os meninos, fui resolver um problema ali perto. Já escolheram a casa. É a minha preferida também.”

“Deixa eu adivinhar... Por causa da quadra?”

“Exatamente. Não ficarei com pochete em minha férias." – Contive a risada.

“Estou ansiosa por isso. Acho que vai dar certo”

“Já deu. Como você quer nosso quarto? Tem que ser a nossa cara. Preciso assinar uns papéis aqui. Boa aula e pensa no nosso quarto.”

“Vou pensar. Te amo”

“Te amo ”

Voltei a prestar atenção na aula.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...