História Remanescente - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Arya Stark, Brandon "Bran" Stark, Brienne de Tarth, Catelyn Stark, Cersei Lannister, Daenerys Targaryen, Eddard Stark, Jaime Lannister, Joffrey Baratheon, Jon Snow, Margaery Tyrell, Melisandre, Myrcella Baratheon, Personagens Originais, Ramsay Bolton, Rickon Stark, Robb Stark, Robert Baratheon, Sansa Stark, Stannis Baratheon, Theon Greyjoy, Tommen Baratheon, Tyrion Lannister, Tywin Lannister
Tags Drama, Romance, Universo Alternartivo
Visualizações 111
Palavras 1.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!

Desculpem a demora a postar. Eu ando meio depressiva e sem vontade de posta. Mas, agora eu tive vontade de escrever e estou postando. Eu espero que entenda, pois além disso ainda tenho meus compromissos com o colégio.

Bem tentarei postar uma ou duas vezes por semana,até conseguir ter meus horários. Sobre as minhas futuras histórias no universo de Got foram adiadas para quando eu terminar essa e algumas outras fanfics.

Tenham uma boa leitura!

Capítulo 19 - Capítulo 18 - Reencontrando o amor


Fanfic / Fanfiction Remanescente - Capítulo 19 - Capítulo 18 - Reencontrando o amor

Chegar ao acampamento  deixou  Belinda mais do que feliz.   Ela   agora  se sentia segura, agora estava  no  mesmo lugar que  Robb.   Ela  entrou no  acampamento  ansiosa com  Lady Stark, Brienne  e   Edmund  atrás dela.    Ela estava estupidamente  feliz por finalmente iria encontrar   seu grande amor.  Por isso quando lhe falaram que Robb  estava em  batalha e longe  dali,  Belinda   se entristeceu um pouco.   

Os  homens  do  exercito  de   seu amado  não deixaram de ficar surpresos com a sua chegada.  Muitas pessoas tinham muitas perguntas  e   Belinda estava cansada demais para explicar.    Lady  Stark  foi    gentil com ela  e  lhe deixou  em uma tenda e mandou  algumas criadas para ajuda-la.    Depois  de  um  banho que  ajudou a mesma  a se acalmar, ela se deitou  na cama  e    fechou  os  olhos.    

 

Ela  tentou  imaginar como  seria estar nos braços  de  Robb novamente, quando  alguém entrou  em seus aposentos.     Ela abriu  os olhos  e  se levantou  para ver quem era.  Ela sorriu  quando viu  Edmund, mas pela expressão  do mesmo  havia algo    que estava  o incomodando. 

 

- Algum problema? – Ela perguntou  ao amigo.

 

 

-  Seu tio  Jaime está aqui.   -  Ele informou.

 

 

Todo o  corpo  de  Belinda  se arrepiou   e  ela arregalou os  olhos.    Ela  não sabia muito sobre o que estava acontecendo nas  batalhas e   tampouco  sabia que seu tio foi  capturado.     Agora o fato dos dois  estarem   no  mesmo  ambiente a  fazia imaginar  em que estado ele se encontra.   

 

-   Lady Stark disse que tudo bem se quiser vê-lo, desde  que  vá com os  guardas.   -      Edmund disse   e  Belinda assentiu  caminhando  para a  saída.  Quando saiu   da tenda, ela andou  apressada  atrás de Edmund.

 

Edmund  a guiou  até as celas.  

 

 

(...)

 

 

Jaime estava deitado  no chão, depois de sua tentativa  se fuga, ele foi  surrado  e deixado na cela.  Seus  machucados ainda sangravam mesmo  depois de um  tempo.  Ele estava deitado no chão tentando achar algum conforto, quando  ele ouve  passos.   No  começo  ele  não  se  importou, bem isso foi  até    um vestido  azul   entrar em seu campo de visão.  Ele ergueu  o  olhar preguiçosamente e  ficou  surpreso com  quem viu.  Vestida em um belo vestido  de  inverno  nas cores azul, estava  ninguém mais e  ninguém menos que a sua sobrinha.  

 

 

Ele  teve a certeza que estava ficando louco,   que  começou  a  imaginar coisas.  Ela   não podia estar ali  na sua frente.  Mas, para  uma  ilusão  ela parecia tão viva.     A porta da cela se  abriu   e  então  abriu  e  sua sobrinha  entrou, mas ela estava acompanhada  o que fez tudo  aquilo de fato ser  real.  Edmund  estava ao seu lado.  

 

 Sua sobrinha  lhe olhava  tão  fria como o inverno.   Ela  não esboçou nada além  de frieza.   Jaime   não podia acreditar  no que ele estava vendo.

 

 

- Você está viva? Como?  -  Ele  perguntou  assustado.

 

 

-   Eu  nunca fui  raptada  e muito menos tentaram me matar.   -  Ela disse  simplesmente.   -     Foi  tudo  apenas um plano  do meu tio Renly.

 

 

-   Como  você pode fazer isso conosco, com a sua mãe?  -  Jaime questionou   e  Belinda pode ver sua indignação.  

 

 

- Eu fiz  e faria novamente.  Não tenho  consideração alguma com  Você  ou  com minha mãe,  não depois que  eu descobri.  -   Belinda  diz  com raiva.   – Lamento  apenas ter feito meus  irmãos,  meu tio  Tyrion e  Robb  sofrerem por isso.   Nenhum deles merecia isso.  -   Ela  ficou  triste por  alguns segundos.  – Mas,  agora  tudo será  esclarecido, apenas lamento  que  meu tio  Renly  tenha perdido a vida.   -   Ela   voltou    a sua expressão fria.  -   O trono   é  meu sabia?  Eu sou  a  única filha legitima do Rei Robert. Mas,  eu não  me importo  tanto com isso.    – Ela  se  abaixou sem ligar se  sujaria  o vestido.  – Se Robb ainda estiver disposto   a se casar comigo,  não precisarei  do trono de  ferro, pois  terei um de  gelo ao lado  de  Robb, bem aqui  no Norte.

 

-    E se seu  amado  Robb,  descobrir  o que aconteceu  em Porto Real?   Dos nossos  beijos?   - Jaime provocou  e  Edmund que estava ali acompanhando apenas ficou  quieto. Se  ele  estava surpreso  ou sentiu  repulsa  pelo que  Jaime disse, ele  não disse nada.

 

 

Belinda deu um sorriso  para  Jaime  e  se  aproximou  bem perto do  rosto do mesmo, ignorando o mal  cheiro e   sussurrou  no ouvido do tio.

 

 

-   Você se importa comigo,  Jaime  e sei que mesmo  com raiva não  vai me por em maus lençóis e  caso tente  você  sabe  que eu vou  dar um  jeito   de  sair por cima.  -   Belinda   sussurra e depois se  afasta. Ela  olha para o tio ainda perto e dá um sorriso  presunçoso.   -        Agora tenho  que ir, lamento  não poder ficar, mas tenho que descansar e me preparar para a chegada  de  Robb.   -     Belinda se levanta com  a  ajuda  de   Edmund.    – Bons sonhos.  – Ela disse por  fim se virando para  sair.

 

-  Belinda!  -  Jaime chamou.   -    Eu achei que tinha te perdido e  isso me fez enxergar uma coisa.   -   Belinda interrompeu   Jaime.

 

 

- Não tenho  tempo  para isso, bons so...-      Foi a vez de  Jaime  interromper.

 

-  È muito   mais que um desejo  passageiro,   é  uma paixão ardente,   quase  se  assemelhando ao amor. -   Jaime diz  de uma vez.

 

-      Sente isso  por  mim?  - Indagou olhando para o tia.

 

 

-   Eu  penso que sim.   -   Jaime respondeu.

 

 

- Apenas lamento por  você, mas  não  quero  ficar com um homem como você.  Mesmo  que  você   não fosse meu tio, um  homem   que  é  regicida,   mentiroso e  fodedor de irmã, é  um  nojo  para mim.   -       Belinda  disse  fria.    -   Eu  tenho nojo  e vergonha de  já ter sido tocada por  você e  eu  amo outra pessoa muito mais honrada que  você. -     Ela  sai  da  cela  e Edmund acena para o guarda que se  aproxima   novamente e tranca.

 

 

- Está cometendo um erro  ficando contra  sua própria família.  -    Jaime gritou.  –  Está cometendo um  erro  ao escolher  ficar do lado deles!

 

 

- Pelo  contrário  titio, pela primeira vez na vida  me sinto do  lado certo!   -   Belinda diz  dando um sorriso  forçado para  Jaime.  – Espero que tenha  uma noite miserável de sono!

 

Belinda se virou   para ir embora ignorando os gritos de  Jaime.

 

 

 

(...)

 

 

 

  Belinda  estava em sua tenda, quando ouviu  uma aglomeração.  Espiando  pela entrada  ela viu  homens  diferentes chegando com prisioneiros.   Seu coração acelerou  ao  notar  que   eles  estavam voltando  de  uma  batalha e consequentemente  Robb estava de volta.      Era noite   e Belinda estava  em suas vestes de dormir, era inapropriado   sair  nesse estado  em  um acampamento cercado  de   homens.  Ela  sentou  em sua cama ansiosa para a chegado do mesmo.   

 

 

Parecia que  tinha se passado uma eternidade, quando alguém  entrou em sua  tenda.    Ela mal teve tempo  de raciocinar  e  um corpo  bem  maior que  o seu estava  esmagando o  seu em um abraço  apertado.    Ao  sentir  aquele  cheiro conhecido apesar  do suor e sangue, ela reconheceu quem era. 

 

Choramingando  Belinda  abraçou de volta  e chorou.      Eles ficaram  abraçados pelo que parecia uma eternidade, quando  Robb finalmente  se afastou.   Robb   ficou  encarando  Belinda  como  se   ainda não pudesse acreditar que ela realmente estava ali  na sua frente.    Belinda sorriu para   o  mesmo   e  alisou   sua  bochecha.  Seu sorriso se alargou  ao sentir  as  cócegas que sua barba   fez.

 

- Minha mãe me explicou  algumas coisas, mas agora isso não importa.   Você está viva e  comigo.   -  Ele diz e   Belinda mal teve tempo   para responder. 

 

 

 

Robb a puxou  para  um beijo apaixonado.   Foi  um beijo  que começou   devagar até  ficar rápido  e intenso.  Se   não fosse pela falta de ar, eles jamais pararia        Quando eles   pararam de se  beijar, eles mantiveram  suas testas coladas uma na outra, compartilhando assim  o mesmo ar.    Um  olhando  para  o outro no  fundo dos  olhos.

 

 

- Eu   não quero  esperar nem mais um segundo para que  seja minha esposa.    – Robb  sussurrou    contra    os  lábios da mesma.

 

 

- Eu também   não posso mais esperar  Robb.   – Ela disse  sorrindo.

 

 

Robb  a puxou   para  mais um beijo, ainda mais apaixonado que o anterior.


Notas Finais


Então me digam o que acharam do capítulo?
Isso me ajuda e motiva muito a continuar, apesar de as vezes eu demorar a postar kkk :)
Então #TeamJaime como estão depois disso?
E vocês #TeamRobb como estão depois desse momento do reencontro fofo?
Espero que tenham gostado! :)
MUITOS BEIJOS DE LUZ <3 <3 ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...