História Remember me - interativa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Drama, Interativa, Romance
Visualizações 27
Palavras 1.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii flores do dia! Aqui está o primeiro capítulo! Espero que gostem! Mas antes, alguns pequenos avisos! LEIAM, por favor!
Sobre os dias que postarei a fanfic: Provavelmente postarei um capitulo por semana, ou no sábado ou no domingo, como vai começar os vestibulares agora, não vou conseguir escrever mais do que isso.
Bom, era só isso que gostariam de falar ^^ Boa leitura e não esqueçam do comentário marabrilhoso!

Capítulo 2 - Prazer, somos amigos!


Fanfic / Fanfiction Remember me - interativa - Capítulo 2 - Prazer, somos amigos!

Alice olhava para a janela do hospital fixamente, desde que acordara ali sentia completamente vazia. Ela não se lembrava de nada, nem mesmo do próprio nome. Sentia como se agora vivesse entre estranhos, ela não conhecia os próprios pais, mas não apenas isso, também sentia como se aquela não fosse sua vida, como se tivesse entrado no corpo de uma total estranha. Esse sentimento lhe atormentava durante a semana que passou no hospital.

O médico havia lhe dito que a memória, possivelmente, voltaria ao longo do tempo, mas que ninguém poderia prever quando e que talvez ela nem voltassem. E ainda tinha seus pais, eles estavam ali o tempo todo, mas Alice também sentia que estavam presos à alguma coisa de fora, ela sentia-se um incomodo por atrapalhar suas vidas daquele jeito.

Naquela manhã chuvosa, Alice olhava para a janela, sorrindo ao sentir a brisa bater em seu rosto, ela gostava de manhã chuvosas, pelo menos ela achava que a outra eu dela gostava, pois ela sentia-se maravilhosamente bem naquela manhã. Aquele hospital era completamente silencioso, mas agora ela escutava murmúrios fora de seu quarto. Alguém timidamente abriu a porta, ela podia ver um garoto de cabelos castanhos claros, olhos verdes, tão claros que chegavam a parecer de vidro e um porte físico que Alice definitivamente achou atraente, ele vestia um estilo de roubas que pareciam militar, ou era o que ela pensava, por não se recordar direito.

- Kentin, entre logo! – disse uma voz feminina.

Kentin foi empurrado para dentro do quarto e em seguida, Alice perdeu a conta de quantas pessoas entraram, ela não tinha idéia de quem eram, mas estranhamente se sentia feliz por vê-los.

Por algum tempo, todos ficaram olhando para ela, como se esperassem alguma reação da garota, mas ela não sabia o que dizer, então simplesmente ficou calada os encarando, o clima tenso foi quebrado com uma tosse, vinda da garota de cabelos ruivos longos enfeitados com dois laços vermelhos e olhos castanhos, Alice a achou absolutamente fofa.

- Cansei disso! Alice! Eu senti saudades! – disse o garoto de cabelos azuis e olhos violeta se jogando para abraçar Alice, que levou um susto na hora e ficou totalmente vermelha, fazendo os outros rirem.

- Alexy, você está assustando a Alice! – disse a garota loira, com longos cabelos presos em um rabo de cavalo e olhos azuis, ela parecia uma modelo de tão bonita.

Depois disso, todos começaram a falar ao mesmo tempo, Alice apenas ficou confusa os encarando sem entender nada, ela nem mesmo conseguia entender o que estavam dizendo.

- Certo, chega! – disse uma garota saindo do meio do grupo e todos ficaram quietos, a garota possuía cabelos curtos e vermelhos e lindos olhos violetas, ela possuía um ar de responsável e inteligente – Oi Alice, seus pais já nos contaram o que está acontecendo, então vamos nos apresentar de novo! Meu nome é Audrey, mas você costumava me chamar de Ellis, que é meu segundo nome, somos amigas há um bom tempo, espero que melhore logo – disse ela sorrindo e depois lhe entregou um presente, espero que goste, pelo menos conversávamos bastante sobre esses livros.

- Obrigado – respondeu Alice sorrindo.

- Minha vez! – disse a outra garota de cabelos castanhos longos, pele bronzeada e olhos verdes, ela é alta e aparentava ser atlética, parecia o tipo de pessoas que dominava qualquer esporte – Meu nome é Izabella, nós já nos conhecemos há algum tempo e estamos na mesma sala, eu fiquei muito preocupada com você Alice, e você não parece estar comento bem, ainda bem que eu te trouxe isso – Izabella lhe entregou uma sacola e ao abrir viu que estava cheia de comida.

Alice sorriu e antes que pudesse dizer algo, Alexy pulou na frente de Izabella e lhe entregou uma enorme embalagem.

- O meu é maior porque eu te amo mais! – disse Alexy sorrindo – Meu nome é Alexy e nós somos amigos há muito tempo.

- Muito tempo mesmo – disse um garoto praticamente idêntico ao Alexy, com exceção dos olhos, que são azuis e dos cabelos, que são pretos.

- Aquele ali é meu irmão Armin, ele não é tão bonito quanto eu, mas é legal – disse Alexy – O presente é de nós dois.

Alice riu e agradeceu aos dois pelos presentes.

Assim se seguiram todas as apresentações, a garota de laços chama-se Anne, ela lhe contou que se conheciam desde o primeiro colegial, o outro a se apresentar foi Nathaniel, garoto alto de cabelos loiros e olhos cor de mel, ele transmitia a mesma atmosfera que Audrey, de inteligência e responsabilidade, diferente de Castiel, que parecia mais rebelde e também mais relaxado. A garota que parecia uma modelo era Victorie, ela também parecia muito feliz em ver que Alice estava bem.

- Lice! Finalmente é minha vez! Eu estava super preocupada com você – disse uma garota de cabelos platinados, quase chegando ao branco – Meu nome é Ravenna, mas pode me chamar de Raven.

- Desculpe ter preocupado vocês – disse Alice sorrindo – Estou bem agora.

Ainda havia mais pessoas para se apresentar, um deles era Lysandre, ele parecia misterioso e também, digamos, peculiar, a forma que ele se vestia era completamente diferente e também seus olhos, que eram de cores diferentes, mas ele parecia ser muito gentil. Uma outra garota era Priya, ela também parecia ser muito gentil.

- Finalmente é minha vez – disse um garoto de cabelos brancos e olhos castanhos claros – Nós nos conhecemos há menos tempo que os outros, mas eu lhe considero uma grande amiga – disse sorrindo – Meu nome é Derryk.

Todos haviam lhe entregado presentes, roupas, ursinhos, livros, chocolates, tanto que Alice estava até impressionada, não esperava receber tantas visitas.

- Acho que está faltando alguém – cantarolou Alexy e todos olharam para Kentin, só agora Alice havia notado que ele segurava um buquê de rosas vermelhas, que ela achou simplesmente lindas.

- Vamos, não seja tímido! É a Alice – disse Victorie sorrindo para ele e dando tapinhas em seu ombro.

Ele se aproximou de Alice um pouco sem jeito e mesmo assim permaneceu em silencio, mas lhe entregou o buquê de flores.

- Uau, são lindas – disse Alice olhando para as flores sorrindo.

- Não vai nem falar oi para ela, Romeu? – perguntou Ravenna em um tom de brincadeira, sorrindo

- Isso não é jeito de se tratar uma namorada? – Disse Alexy, seguindo com a brincadeira e fazendo Kentin ficar com o rosto parecendo um tomate de tão vermelho.

- Você é meu namorado? – perguntou Alice inocentemente, deixando Kentin ainda mais constrangido.

- Não, somos amigos de infância! – disse Kentin

-Mas é quase um namorado – sussurrou Audrey para a Alice, as duas riram baixinho olhando para Kentin que ficava cada vez mais vermelho enquanto Alexy e Armin o importunavam.

- Esses três não têm jeito – disse Derryk – Estão gritando em um hospital.

- É divertido – disse Alice sorrindo – Essa semana foi muito solitária e silenciosa, é bom ter um pouco de barulho.

- Que bom que pensa assim, porque isso acontece todos os dias – informou Victorie

Alice sentia uma sensação estranha, ela sentia saudades de coisas que ela nem mesmo lembrava.

 

Já era noite, Alice havia passado uma ótima tarde com seus amigos e adorou conhece-los novamente, mas ela ainda se sentia estranha, e mais uma noite não conseguia dormir. Ela agora olhava os presentes que havia lhe dado, e principalmente as rosas, que foi o que ela mais gostou. Por um segundo, ela teve esperanças de ela conseguir se sentir ela mesma novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...