História Remember Me - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Hey, desculpem a demora.
Estava bem ocupada com os testes para as escolas mas estou de volta com mais um capítulo, espero que gostem, me esforçei e tentei fazer um capítulo bom, mas o bloqueio criativo talvez não tenha deixado muito.
Xoxo, sofya(◍•ᴗ•◍)❤

Capítulo 3 - Aquele com a surpresa.


P.O.V Anna

Segurando a pequena ruiva no colo desci as escadas com cuidado fazendo o mínimo barulho possível para não acordar-lá. Ao chegar no último degrau Max passa correndo pelo local, animado fazendo barulho, o que eu menos queria agora. A pequena se mexeu nos meus braços mas não acordou, agradeci mentalmente por isso.

- Dormiu? - o loiro entra na sala seguido de max.

- Finalmente. - sorri olhando para a pequena nos meus braços.

- Mamãe, papai disse que hoje vamos brincar na casa da titia Elsa e do tio Jack. - o pequeno animado sorria para a mãe - É verdade? - olhou esperançoso para os pais.

- Sim meu amor. - disse enquanto entregava a ruivinha para Kris que já já tinha estendido os braços para pegá-la.

- Vou mais cedo para ajudar as meninas a arrumar tudo. 

- Tudo bem meu amor, vou passar lá pra pegar umas roupas para ela e vou direto para o hospital. - a ruiva foi em direção do sofá pegando sua bolsa - Tchau meu amor. - dei um selinho no mesmo.

- Tchau mamãe. - o pequeno sorriu acenando.

- Tchau meu pequeno, cuida do papai e da summer por mim. - brinquei.

- Pode deixar. - ele fez sinal de positivo.


(...)


Já havia pegado as roupas da Elsa e estava a caminho do hospital, ela já teve alta e Jack achou melhor que eu estivesse lá para acalmar a mesma caso ela ficasse nervosa.

Ao chegar no hospital estaciono o carro, pego a bolsa com as coisa dela e corro para dentro do hospital.

- Bom dia, eu procuro o quarto da paciente Elsa Snow. - digo assim que chego na recepção.

- Você é o que da paciente? - pergunta a recepcionista.

- Irmã. - respondo - Anna Snow.

- Tudo bem, a paciente se encontra no terceiro andar, quarto 310 da ala C. - informou.

- Muito obrigada.

Peguei o primeiro elevador que vi na minha frente e ao chegar no terceiro andar segui as placas verdade com "C" nelas e então  procurei pelo quarto da mesma.

Encontrei o quarto não pelo número e sim porque vi Jack sentado nos bancos na frente do quarto, de longe percebi seus olhos vermelhos, cara inchada e com olheiras.

- Jack. - chamei o mesmo, assim que me viu veio em minha direção.

- Anna. - me abraçou forte - ela me odeia - disse triste.

- Ei, ela vai lembrar que isso é passado, vai lembrar do presente, de como você mudou e como a ama. - olhei para o mesmo, realmente estava acabado, nunca tinha visto Jack assim - tudo bem? - ele apenas assentiu - comeu alguma coisa? Dormiu pelo menos? - perguntei preucupada e ele negou com a cabeça - Jack ela vai precisar de você, seus filhos precisam de você, tem que estar forte e disposto para eles, então vou te levar pra comer algo na cafeteria aqui do lado, nem adianta dizer que não.

- Tá bom... - ele deu um breve sorriso que logo desfez - é a roupa dela? 

- Sim, vou deixar no quarto e então descemos para a cafeteria. - abro a porta do quarto.

Caminhei até sua cama e coloquei a bolsa em cima da mesinha que havia do lado. Olhei para Elsa que dormia tão tranquila, como uma coisa dessas pode acontecer com uma pessoa tão boa? 

Dei um beijo na testa da mesma e sai do quarto e então eu e Jack descermos para a cafeteria, precisava achar um jeito de animar ele de acalma-lo, mas acho que vou passar essa tarefa para os meninos.


P.O.V Elsa

Acordo com um sensação estranha, a sensação de que vou conhecer os filhos que eu nem sabia que tinha e morar com o cara que eu menos gosto na terra.

- É, parece que é real mesmo e não só um pesadelo. - disse olhando para o teto, respirei fundo e apertei os olhos ao fecha-los.

Me sentei na cama e ao olhar para o lado percebi uma bolsa, talvez minha, Frost deve ter colocado aqui, pelo menos serve pra algo. Peguei a bolsa abrindo a mesma, havia roupas, coisas de higiene, toalha e um celular e logo deduzi que poderia ser o meu.

O celular estava virado, com a tela para baixo e tinha um papelzinho na capa que estava escrito "caso não lembre, a senha é 2802", não sei o significado dessa senha, normal eu colocava datas importantes mas não faço a mínima idéia de algo importante que tenha ocorrido no dia 28 de fevereiro, mas, a senha estava certa e desbloqueou o celular.

A tela de fundo era uma foto minha e Jack nós beijando, não lembro disso e nem quero. Fui direto na galeria e tinha uma pasta só com fotos minhas e dele juntos, desliguei rapidamente o celular sem querer ver mais disso, peguei as roupas e uma toalha que veio na bolsa e fui direto para o banheiro.

Tomei um banho demorado e vesti as roupas que estava na bolsa, uma blusa regata preta justa no corpo e uma calça jeans. Voltei para minha cama me sentando na mesma, passei um batom claro que veio na bolsa e peguei as botas pretas de salto calçando-as.

Dentro do quarto havia um espelho enorme na parede que só percebi agora, não havia me levantado da cama nesses três dias que passei aqui, só uma vez quando fui falar com hayley. Me olhei no espelho e eu não havia mudado em muita coisa, meu cabelos platinados só haviam crescido um pouco mais, meu corpo estava um pouco mais formado e eu estava um pouco mais alto mas só por conta da bota mesmo. 

- Elsa? 

A porta havia sido aberta e uma voz doce feminina e irreconhecível se fez presente.

- Anna! - corri abraçando forte a ruiva. - Que bom que está aqui. - sorri olhando para a mesma quando saímos do abraço - Não aguentava mais estar aqui só com o idiota do Frost.

Anna não mudou muito, mas seus cabelos agora estavam soltos no lugar de suas costumeiras tranças e suas curvas estavam um pouco mais definidas.

- Não fale assim dele Elsa, ele é seu marido. - a mesma falou um pouco séria.

- Não é, se eu não lembro eu não fiz! - tentei procurar uma desculpa - Então se não lembro que casei, eu não casei.

- Mas se tem fotos... - o olhar dela praticamente completava a frase " mas se tem fotos, ferrou." - E do casamento de vocês só o que tem é fotos, uma aliança... - ela aponta para o meu dedo com a cabeça, como não havia percebido esse anel antes - Frutos do relacionamento, vocês tem dois e... - não queria ouvir mais argumentos então a interrompi.

- Eu já entendi! - bufei - mas por que está do lado dele, defendo ele? Até onde me lembro você também não gostava do Frost.

- Até onde você lembra ou seja sete anos atrás. - ela diz cruzando os braços - Ele mudou Elsa, pessoa mudam.

- Ele não! - digo e ela apenas fechou os olhos balançando a cabeça negativamente.

Anna não disse mais nada, apenas pegou as coisas que estavam espalhadas na cama e as colocou de volta na bolsa, incluindo o celular.

- Vamos, Jack está nos esperando no carro. - ela vai em direção a porta abrindo a mesma. 


(...)

Já estávamos no carro a alguns minutos, ninguém deu uma palavra e eu apenas olhava a paisagem pela janela do quarto, a cidade continuava a mesma, só umas pequenas mudanças, como alguns prédios no lugar de antigas casas, então em fim entramos em uma rua onde só havia casas muito bonitas por sinal e paramos na frente de uma casa grande, sem muito exagero, moderna porém fofa de dois andares, suponho ser a minha casa.

- Chegamos. - Frost se pronunciou pela primeira vez aquela manhã enquanto tirava o cinto.

Desci do carro com Anna e parei na frente da casa analisando a mesma, realmente a casa que eu sempre sonhei em ter, mas uma vida totalmente diferente da que eu queria.

- Vamos Elsa. - ela me chamou tirando-me do transe. 

Segui a mesma que já havia aberto a porta de entrada, olhei para trás procurando o embuste e vejo que o mesmo ainda estava dentro do carro, estava com a cabeça baixa e a testa apoiada no volante, apenas dei de ombros e entrei com Anna na casa.

Estava tudo escuro, não conseguia enxergar nada, nem ouvi barulho nenhum, começei a me mover cuidadosamente mas logo isso não foi mais necessário.

- Bem vinda de volta Elsa! - gritaram.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...