1. Spirit Fanfics >
  2. Remember Me >
  3. Capítulo Extra

História Remember Me - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Este capítulo é somente de conteúdo erótico, então se você não gosta desse tipo de tema, peço encarecidamente que não leia! ⚠️

Aos apreciadores, os desejo uma boa leitura ❤️

Capítulo 21 - Capítulo Extra


Fanfic / Fanfiction Remember Me - Capítulo 21 - Capítulo Extra

Depois daquelas horas tão calmas no jardim do apartamento, Eric e Juyeon se encontravam aos beijos no quarto principal. Os braços do mais novo envolviam o pescoço do Lee, o puxando para perto, enquanto os do maior, estavam na cintura do namorado, não permitindo qualquer espaço entre eles. Quando se separaram, trocaram olhares, os fazendo corar. Eric queria transar com seu noivo, mas tinha medo de estar sendo muito precipitado, apesar dos 6 meses de namoro, no qual nunca haviam chegado lá. Juyeon esperava pela decisão do amado a tempo, mas ele não tinha pressa com isso, deixaria que o Son decidisse quando queria. Eric parecia desesperado, os beijos eram profundos e antes que Juyeon recuperasse totalmente o fôlego, estava sendo beijado novamente. Nunca havia o visto daquela forma, era estranho. Antes que pudesse ter os lábios tomados pelo Son, Juyeon o segurou pelos ombros o encarando.

- Eric, tá tudo bem?

- Como assim? - Ele pareceu confuso com a pergunta do namorado.

- Você está diferente hoje, mais animado.

- E-Eu... - O mais novo sentiu o rosto corar completamente.

Queria dizer que estava pronto para tentar ir mais adiante, mas estava tão envergonhado que baixou a cabeça e fitou os próprios pés. Juyeon segurou o rosto do amado e o fez o encarar.

- Você tem algo para me dizer? - Eric abria os lábios, mas sua voz não saia. - Amor?

O Son sem demora, atacou os lábios do namorado de novo. Antes que pudesse se afastar, Juyeon segurou sua nuca, aprofundando o beijo.

- E-Eu estou pronto... - O Son sussurou entre um dos beijos.

Juyeon fez com que Eric entrelaçasse suas pernas envolta da cintura dele, enquanto se beijavam, foram até a cama, onde o Lee deitou o Son delicadamente. A camisa do menor foi aberta agressivamente, com os lábios, Juyeon deixava marcas pelo pescoço e peitoral do namorado, fazendo-o arfar a cada toque. Ele mordia os lábios, estava nervoso e excitado. Chegando ao abdômen do Son, ele segurou os cabelos do outro, os puxando um pouco para tráss, fazendo Juyeon sorrir descaradamente. Antes que percebesse, Eric estava por cima ditando o ritmo agora. Ele sempre ficava surpreso quando via seu noivo sem camisa, em como ele é perfeito, os ombros largos, a cintura fina e o abdômen definido, era delicioso. Delicadamente, beijava o tórax do Lee, deixando algumas marcas também, para que ele não se esquecesse daquela noite, coisa na qual Juyeon nunca esqueceria, um momento tão precioso para ambos. Quando chegou ao cós da calça do mais velho, os dedos tímidos abriram os botões e zipper, ansioso, Eric baixou o tecido até os joelhos do amado, logo estava com o rosto próximo do local que havia algo um tanto acordado. Os olhos do Lee não se focavam em outra coisa além do namorado, que parecia nervoso fazendo aquilo.

- Você está nervoso?

- N-Não é isso. Só estou envergonhado.

- Mas você já fez isso antes. - Juyeon lembrou o amado da primeira vez na qual Eric o havia feito um boquete.

- A-Aquilo não c-conta! - Envergonhado ele beliscou a perna do noivo, o fazendo rir.

Respirando fundo, o Son levou os lábios até o membro acordado ali, beijando-o por cima da cueca, deixando Juyeon extremamente ansioso. Vendo como o mais velho reagia, Eric continuou por alguns minutos ali, a cada beijo, mais o tecido ali se molhava com o líquido que soltava o Lee. Depois de minuto de sofrimento, finalmente ele retirou a cueca, deixando-o exposto. As mãos do mais novo foram até ele, o segurando devagar, quando começou com alguns movimentos, Eric viu como o outro reagia, acabou deixando escapar um riso.

- T-Tá achando engraça- - Antes que terminasse a frase, o Son aumentou a velocidade, fazendo Juyeon jogar a cabeça para trás.

Ainda que desajeitado, Eric fazia muito bem aquilo. De uma só vez, pôs todo o membro do Lee na boca, o fazendo arquear as costas de prazer. Pelo jeito que fazia ali, Juyeon percebeu que seu noivo andou estudando e aprendendo em como fazer aquilo bem, coisa que agora ele estava fazendo extremamente bem. Dos lábios do Lee, saiam gemidos longos e arrastados, aquilo deixava Eric ainda mais excitado, vendo como seu amado reagia ao seus lábios e boca naquilo, com a língua, lambia da cabeça até a base. Rapidamente, Juyeon se sentou e ficou olhando de cima o seu noivo fazendo aquilo, o olhar que o menor dava a cada chupada, o fazia enlouquecer mentalmente. Uma de suas mãos foram aos cabelos do outro, os acariciando. Logo decidiu ditar o ritmo com sua mão ali, o fazendo descer e subir lentamente, Timidamente, Eric se masturbava enquanto estava ajoelhado ali. Sentindo estar próximo, afastou o Son dali. A expressão do mais novo, era linda, a as bochechas avermelhadas e os olhos desejando por mais.

- O que aconteceu? - Indagou o mais novo.

- E-Eu estava perto, não quero gozar agora.

Sem permissão, Eric enfiou aquilo em sua boca novamente, mas agora deixando que fosse até o fundo, tocando a própria garganta. Juyeon fechou os olhos em êxtase, estava próximo. Sua mão forçou a cabeça do menor contra seu pênis, gozando no interior da boca do Son, que arregalou os olhos surpreso, mas não se afastou, engolindo todo o líquido. Quando se afastou, tossiu um pouco e encarou o Lee, que tinha alguns espasmos. Lambendo os próprios lábios, o selou nos dele, dando um beijo profundo. As mãos desesperadas do Lee, arrancava as roupas do noivo, as jogando em qualquer canto daquele cômodo. Os dedos passeavam pelas curvas do Son, apertando a carne e beijando-a delicadamente. Assim que o pôs de quatro, seus olhos se estreitaram num sorriso, era lindo. Seu rosto sobre o travesseiro, as mãos segurando o lençol abaixo de si com força e a bunda empinada, Juyeon agradecia mentalmente naquele momento. Eric esperava ansioso pelos toques do amado, podia sentir seu corpo pegar fogo, sua intimidade pulsava e ansiava por carícias, na qual não demoraram a ser feitas em si. O Lee segurou o membro do mais novo, lentamente, começou a movimentar, os gemidos dele eram escutados em bom e alto som. O Son não esperava por aquilo, podia sentir algo entrar em si, quando olhou de canto, Juyeon o penetrava com um dos seus dedos, gerando um certo desconforto ao menor, que resmungou.

- Isso é estranho... - Ele sussurrou.

- Devemos... Parar?

Eric olhou entre as pernas e pode ver que Juyeon estava duro novamente. Ele queria fazer aquilo imensamente, mas tinha medo.

- Se você quiser nós-

- C-Continue.

Entendendo o sinal verde do amado, Juyeon continuou ali. Queria ajudar Eric a acostumar com a sensação de algo dentro, assim que introduziu o outro, o Son gemeu alto, desconfortável.

- J-Juyeon-

Mas antes que terminasse de falar, os dedos juntos do Lee, tocaram aquele ponto no seu interior, o fazendo gemer alto, onde Juyeon até se assustou com a voz do noivo. Eric podia sentir algo vir, era acariciado em dois lugares ao mesmo tempo. Quando chegou lá, enfiou seu rosto no travesseiro, deixando sua voz sair descontrolada da garganta. Vendo-o daquela forma, o Lee se sentia completamente ansioso, queria ver que tipo de expressão ele faria quando estivesse dentro, pensando nisso, virou o Son de frente para si, tendo uma visão ampla do corpo do outro. Antes de qualquer coisa, acariciou o corpo do menor e depositou um beijo carinhoso nós lábios dele.

- Vou colocar, se por acaso doer, me avise. - O Son apenas concordou com a cabeça.

Com os olhos fechados agora, Eric esperava pelo momento. Juyeon, levantou devagar as pernas de Eric, deixando-o mais exposto. Lentamente começou a penetra-lo. O mais novo gemeu em desconforto com aquilo entrando em si, mas mordeu os lábios impedindo que saísse sons de sua boca. Estava desejando aquilo a tempo, e não era um pequeno desconforto que o faria desistir. Quando finalmente estava totalmente dentro, Juyeon fechou os olhos por alguns segundos, sentindo aquilo, o quão apertado e quente era ali. Encarando Eric, percebeu que ele não parecia tão bem assim.

- Eric? Tá doendo?

- N-Não, não está. - Sua expressão não condizia com o que falou, aquilo fez Juyeon se sentir mal.

- Quer parar?

- Não! Não quero! - Sua voz saiu desesperada. - Quero fazer isso com você, quero te fazer bem, então apenas continue.

O Lee desceu um pouco seu corpo e beijou o Son, que envolveu seus braços no pescoço dele, deixando seus rostos bem próximos. Lentamente, Juyeon começou a se movimentar ali embaixo, o mais novo gemia a cada movimento, ele tentava se segurar, mordendo os próprios lábios, ou beijando os do seu amado, mas era impossível. A sensação que podia sentir agora, extrapolava qualquer outra coisa, era incrível. Um pouco costumado ali, Eric rebolou descaradamente, fazendo Juyeon rir. Segurando a cintura do Son, o mesmo foi estocado com força, o fazendo jogar a cabeça para trás com a boca aberta. O Lee não parou ali, continuou forçando mais o corpo do outro contra o seu quadril, indo cada vez mais fundo. Eric não conseguia pensar em mais nada, o mesmo também não queria, desejava apenas sentir aquilo agora. Juyeon acariciava o rosto do outro, e o beijava carinhosamente enquanto trabalhava ali embaixo, queria ter certeza de que ele estava se sentindo bem e que não houvesse dor. A cada minuto, o Son pedia por mais e mais mesmo que esgotado, já havia chegado lá pela terceira vez, não sentia mais suas pernas e mamilos, que foram atacados pelo Lee. Já próximo do ápice, Juyeon serrou os dentes e deixou seu último resquício de energia se acabar naquelas últimas investidas, que fizeram o Son gritar de prazer. Quando finalmente gozou, ficou alguns segundos ali com os olhos fechados, sentido os espasmos dos pés a cabeça, abaixo de si, se encontrava um Eric completamente exausto, que sorriu um pouco ao amado.

- Eu te amo... - Sussurou o Son.

O Lee apenas selou seus lábios num último beijo, antes de se abraçarem na enorme cama e caírem num sono profundo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...