História Remind Me To Forget - Camren - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, One Direction, Zayn Malik
Visualizações 589
Palavras 1.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Capítulo 25 - Say My Name


POV Camila

Provas, trabalhos, atividades extras e um seminário maravilhoso de mecânica quântica tinham me afastado de Lauren pelos últimos três dias. E eu odiava isso. Estar com Lauren era como estar em um banho quente de banheira: era aconchegante, quente, relaxante, gostoso ao extremo, uma sensação maravilhosa percorrendo meu corpo da cabeça aos pés a cada minuto que eu passava com ela. Lauren era doce, delicada e me tratava com a pessoa mais importante do mundo quando não estava sendo uma machista do caralho. Mas mesmo quando ela era uma machista do caralho eu não conseguia ficar longe dela. Alguma força da natureza me atraía irremediavelmente para Lauren Jauregui, uma força tão grande, tão absolutamente irreal que tinha jogado por terra até a infalibilidade estatística da equação de Drake. Quando estávamos juntas eu tinha plena consciência da minha cara de idiota apaixonada. E olha que só estávamos juntas oficialmente há apenas 5 dias... imagine quando fossem anos, e não dias. Sim, eu tinha plena certeza de que queria passar anos com a idiota da Lauren Jauregui. Ela é uma idiota, mas é a minha idiota. Minha linda, perfeita, maravilhosa e completamente idiota namorada. Namorada. Na-mo-ra-da. Eu não me cansava de usar essa palavra para me referir à Lauren, e praticamente desmaiava de tanta paixão quando ela se referia à mim desta forma. Sim, eu sou brega, eu sei. E melosa. E romântica. E não consigo parar de pensar na Lauren nem por um segundo. 

No treino da quarta eu praticamente bati meu taco na cabeça da Eliza porquê me distraí quando ouvi a voz da Lauren vindo da arquibancada enquanto ela torcia por mim. Eu não esperava que ela estivesse no treino porquê ela tinha prova de elétrica, mas ela tinha acabado rápido e tinha corrido para me fazer uma surpresa. E a surpresa quase mandou minha colega de time para o hospital. Quando o treino acabou eu corri para as arquibancadas o mais rápido que consegui e simplesmente me atirei em cima da Lauren, me agarrando a ela como se não tivesse mais ninguém por perto. E é claro que tinha alguém por perto. E é claro que era a idiota da Lucy Vives. E é claro que ela soltou uma gargalhada ridícula e falou alguma bobagem que eu não entendi e não fiz questão de entender. Lauren segurou meu rosto e me impediu de ir até onde Lucy estava. E ainda bem que ela fez isso, porquê eu estava mais do que disposta a dar na cara dela. Sim, eu bato nas pessoas, e com certeza eu bateria na Lucy qualquer dia desses se ela continuasse com essa palhaçada. Eu não sei qual o problema dessa garota, mas provavelmente ela tem um problema comigo. Eu me concentrei em beijar Lauren o máximo possível, já que tinha que correr para o seminário de mecânica quântica. Se eu não estivesse tão interessada no assunto, e ele não contasse pontos para a minha média, eu simplesmente arrastaria Lauren para algum canto e transaria com ela enquanto minhas pernas agüentasse. Meu Deus como eu sentia falta do corpo dela no meu. Não estávamos dormindo juntas porquê nossos horários estavam bagunçados, e eu tinha treinos de lacrosse o tempo todo, e Lauren tinha provas e trabalhos para entregar, e nós sabemos o quanto distraímos uma a outra. 

Eu estava ansiosa e nervosa para o jogo de hoje, pois enfrentaríamos Yale em seu próprio campo, e eu entraria como titular pela primeira vez. Estava tentando me concentrar em repassar as jogadas que tinha treinado, balançando meu taco feito uma louca pelo ar no meu quarto, quando ouvi uma batida suave na porta, seguida da voz de Kelly Rosenthal me chamando. Franzi o cenho, mas respondi que ela podia entrar. Que diabos Rosenthal estava fazendo na Ômega Chi?

POV Lauren 

Os três últimos dias foram uma tortura. Camz estava ocupada com o lacrosse, as aulas de mecânica quântica e dezenas de trabalhos e provas e atividades avançadas. Tínhamos nos visto rapidamente algumas vezes, como na terça, na aula extra de cálculo, e tínhamos passado apenas alguns minutos juntas depois da aula, antes de Camila sair correndo para o treino, me dando um beijo rápido, andando aos saltos com a enorme bolsa com o equipamento de lacrosse balançando atrás dela. Camila ficava uma gracinha carregando aquele taco enorme para baixo e para cima. Eu não podia negar que encarava a bunda dela o tempo todo. Que bunda. Camz andava nervosa e preocupada com o jogo de hoje à noite em New Haven, no campo de Yale. Combinamos que eu encontraria Camz no jogo, uma vez que ela iria de ônibus com as colegas de time. Eu levaria o Louis, Liam, Normani e Dinah Jane, enquanto Ally iria de ônibus com as cheerleaders e Ariana iria com Hayley, que tinha começado a sair com Phoebe Tonkin, a goleira do time. Camz tinha apresentado as duas quando estava comendo com Phoebe depois de um treino e Hayley tinha passado pelas duas. Segundo a Camz a Phoebe tinha um crush na Hay há bastante tempo, mas nunca tinha se aproximado dela... bem, por minha causa. Mas agora que estávamos namorando, as chances da Tonkin com a Hay aumentaram consideravelmente. As duas tinham saída no mesmo dia, e a Hayley tinha me mandado uma mensagem pedindo para agradecer à Camz por ser uma ótima cupido. 

Eu estava ansiosa para ver Camz em um jogo de verdade, e mais ansiosa ainda para finalmente irmos para casa depois do jogo. Não estávamos dormindo juntas nos últimos dias, e não vou negar que isso me deixava irritada e ansiosa e sentindo falta não apenas do corpo da Camz, mas também de sua companhia. Eu me sentia cada vez mais apaixonada por ela, mesmo não vendo a minha cubana todos os dias. Nós falávamos por mensagens o tempo todo, e fazíamos sexo por telefone toda noite, o que não me satisfazia completamente, é claro, mas era melhor do que nada. Alexandra continuava mandando indiretas que eutentava ignorar, mas às vezes ela passava do limite e quase me levava à loucura, mas eu sempre parava segundos antes de fazer qualquer coisa. Estava apaixonada por Camila e não arriscaria perdê-la por alguns minutos de prazer entre as pernas de Alexandra... que pernas. Tentei ligar para Camz mas ela não atendeu, então me dirigi à Omega Chi para dar um beijo de boa sorte em minha bela, quente, maravilhosa namorada. Subi direto até a janela da Camz para surpreendê-la, mas quem acabou bastante surpresa com a cena lá dentro fui eu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...