1. Spirit Fanfics >
  2. Remind our First Date - Eric - The Boyz >
  3. Capítulo Único

História Remind our First Date - Eric - The Boyz - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá!!!
A primeira one shot, com o Eric dos The Boyz!!
Eles fizeram comeback há pouquíssimo tempo, espero que tenham gostado da música tanto como eu eheheheheh está muito bom, visuals on point, música on point, coreografia excelente! Estes rapazes são ótimos no que fazem e merecem muito amor

Espero que gostem da história!

Capítulo 1 - Capítulo Único


- Eric, lembras-te do nosso primeiro encontro? - Ele levanta o rosto da curvatura do pescoço de S/n e faz um "beicinho sonolento". Ela sorri, beliscando a sua bochecha e ele faz um pequeno barulho.

- Pensava que nunca mais íamos falar sobre isso... – Eric falou baixinho, esfregando os olhos para acordar.

- Mas foi fofo.

- Parece-me que queres dizer que foi um desastre.

- Eu não acho que tenha sido um desastre! – Disse S/n fazendo um beicinho muito fofo. Eric sorriu e ajeitou-se na cama para que pudessem olhar diretamente um para outro.

- Preciso de te lembrar de como foi horrível?

- Acho que precisas, porque sabe-se lá como, de repente não me lembro daquela noite. – S/n olhou-o com um brilho nos olhos, tendo a certeza que iria suceder na sua missão de relembrarem o primeiro encontro como casal.

- S/n...

- Eric... – Ela imitou o tom de voz dele e ele suspirou. - Conta-me como o primeiro encontro foi "horrível".

Eric solta um suspiro dramático e balança a cabeça. – Bem, já que insistes… - S/n aconchegou-se nele, os lábios dele a tocarem a concha da sua orelha. Ela passou o braço pela sua cintura e fechou os olhos. - Lembro-me que era uma noite quente de verão…

- Isso parece o início de um filme bastante dramático. – Eric riu-se e puxou-a mais para ele, recomeçando.

 

- Por favor, não me envergonhem. – Eric implorava, observando os mais velhos a fazerem uma grande confusão devido ao primeiro encontro do mais novo acontecer naquela noite. Alguns gritavam com a excitação, outros corriam pelo dormitório e os restantes fingiam estar a chorar com a emoção. No geral, é apenas uma confusão… uma grande e barulhenta confusão. Afinal, era o primeiro dia que marcava o oficial crescimento de Eric.

- Não te preocupes, nós não vamos fazer nada embaraçoso. – Juyeon tentou animá-lo enquanto desarrumava o cabelo do mais novo. Aquilo deixou-o ainda mais stressado, visto que significava que eles iriam tornar toda aquela situação no momento mais embaraçoso do ano.

- Bom, pelo menos vamos tentar. – Brincou Hyunjae.

- Não estás a ajudar. – Eric passou as mãos pelos cabelos para os arranjar.

- É apenas a S/n, por que é que estás tão preocupado? A S/n sabe como todos nós somos. – Kevin encolheu os ombros.

- É exatamente por isso que estou preocupado. Sou eu e a S/n. A sair para um encontro. Juntos. Porque nós gostamos um do outro agora.

- Estás apenas a constatar o óbvio, Eric. – Sunwoo suspirou fundo e Eric faz um barulho com a boca, cobrindo o rosto com as mãos. Jacob sentou-se a seu lado e deu-lhe uma palmadinha de encorajamento nas costas.

- Vai tudo correr bem e eu vou garantir que todos se comportam.

- A sério? – Os olhos de Eric brilharam ao ouvir a palavra “comportam”. Jacob assentiu, mostrando-lhe um grande sorriso.

- Está tudo acabado para ti, Eric. Eles não vão cumprir o que disseram e tu sabes disso. – Afirmou Hwall, cruzando os braços em seguida. Eric abriu a boca para dizer algo, mas foi interrompido com o toque da campainha. Todas as doze cabeças olharam para a porta enquanto se encaravam uns aos outros.

- Eu vou abrir a por…

- ALGUÉM O SEGURE! – Sangyeon gritou enquanto Sunwoo e Hwall corriam para parar Eric. Este gritava para que o deixassem ir, criando um caos completo no dormitório. O líder abriu a porta e mostrou o seu maior sorriso a S/n, encostando-se à porta para que ela não pudesse ver Eric. – Prazer em ver-te S/n.

Ela levantou o olhar. – Olá Sangyeon.

- Olá, S/n! – Haknyeon apareceu e pulou para cima das costas de Sangyeon, que se queixou instantaneamente.

- Estás adorável. – Elogiou Younghoon.

- E absolutamente deslumbrante. – Continuou Q.

- É melhor que o Eric te tenha comprado flores, isto claro, se ele for um verdadeiro cavalheiro. – New sorriu suavemente e ela apenas riu, balançando a cabeça.

- Não há necessidade disso. – S/n tentou ver através dos cinco rapazes que lhe bloqueavam a visão para dentro de casa, tudo para observar os três mais novos a lutarem entre si no chão, uma situação era realmente engraçada. – Sunwoo, Hwall, por favor não o magoem antes que eu tenha a hipótese de sair com ele.

Os três finalmente separam-se, permitindo que Eric se levantasse e arranjasse a roupa e o cabelo para ficar mais apresentável. Ele caminhou até ela, marcado por um sorriso nervoso.

- Olá, S/n.

- Olá, Eric. – S/n estendeu a mão e ele pegou nela, pronto para sair do dormitório. Eric não queria ficar lá mais tempo, caso contrário, muitas provocações poderiam acontecer.

- TRÁ-LO DE VOLTA ÀS 22! – Sangyeon gritava enquanto o casal se afastava.

- ISSO É MUITO CEDO. ELES SÃO ADOLESCENTES APAIXONADOS POR ISSO PRECISAM DE MAIS TEMPO JUNTOS. – Ouviram a voz de Hyunjae a argumentar.

- LIGUEM SE PRECISAREM DE BOLEIA, NÓS VAMOS BUSCÁ-LOS! – Disse Jacob.

- ELES CRESCEM TÃO DEPRESSA! – A voz de Haknyeon foi a última coisa que ouviram antes de finalmente saírem do prédio.

- Eles são tão chatos e embaraçosos.

- Na verdade, são bem fofos e engraçados. – Disse S/n, rindo-se bastante devido aos recentes acontecimentos.

- Não… não são. – Eric estava claramente envergonhado.

- Aww, tens as pontas das orelhas a ficar vermelhas.

Ele fez beicinho e S/n riu, entrelaçando o braço no dele, o que o animou e relaxou um pouco. Eric tinha a noite toda planeada. Ele tinha estado a poupar dinheiro desde há um tempo, para a poder levar a um restaurante “especial”. Quando chegaram, S/n sentou-se na cadeira, e Eric, como um cavalheiro, empurrou a cadeira, sentando-se na sua frente em seguida, dando sinais de estar nervoso enquanto S/n o observava por trás do cardápio.

Habitualmente, Eric era bastante enérgico, mas naquela noite ele estava quieto, era exatamente o oposto do normal. S/n esperou que ele iniciasse uma conversa, como sempre, mas ele estava muito ocupado a bater com os dedos na mesa, focando-se nos talheres.

- Eric, está tudo bem? – Assustando-se com a sua voz, Eric pulou na cadeira. Um rubor preencheu as suas bochechas e ele assentiu.

- Está tudo ótimo. Eu estou bem, tu estás bem. Tud-

S/n impede-o de continuar, colocando a sua mão em cima da dele. Fisicamente ele acalmou-se, pedindo desculpas por estar daquela maneira.

- Sou só eu, não precisas de ficar nervoso. Vamos ser como normalmente somos.

- Mas S/n... nós agora namoramos… somo um casal a sério. – Ele sussurrou e ela levantou uma sobrancelha.

- E?

- As coisas estão diferentes. Eu quero que isso seja perfeito para ti. Não quero estragar nada, quero fazer tudo certo.

- Nada tem que ser diferente nem perfeito. Eu gosto das coisas como elas estão agora e se houver momentos em que não seja como imaginaste, tudo bem. Nada consegue correr como foi planeado, há sempre algo de diferente que não conseguimos controlar.

- Uau, não és apenas linda, mas também sabes exatamente o que dizer.

S/n riu-se, revirando os olhos. – Vais ficar mais calmo agora?

- Vou tentar, mas é difícil quando estou sentado à frente de uma pessoa deslumbrante.

- Aposto que aprendeste isso com o Kevin, é mesmo o tipo de coisa que ele diria.  

Ele ri e assente com a cabeça.

O resto do jantar correu bastante melhor, os dois comeram e conversaram sobre tudo e mais alguma coisa. Dois melhores amigos a jantarem num restaurante chique, mas com o “rótulo” de casal. No entanto, quando foi hora de pagar, um novo problema ocorreu.

Eric praticamente deu uma chapada em si próprio, levantando-se para tentar encontrar, entre os bolsos das calças e do casaco, aquilo de que precisava. Não sendo capaz de encontrar o que procura, olha para S/n com uma expressão de pânico.

- O que se passa?

- Não tenho a minha carteira.

O casal entreolhou-se em silêncio e S/n remexeu no bolso do seu casaco. - Sendo assim fico feliz por o Younghoon me ter dado algum dinheiro antes de irmos embora do dormitório.

- O Younghoon fez o quê? Porquê?

- Foi quando te estavas a arranjar. Ele queria que estivéssemos preparados para o pior. - S/n colocou o dinheiro em cima da mesa e o rapaz deslizou pela cadeira com uma expressão triste.

- Queria pagar por ti e agora nem posso fazê-lo para te compensar.

- Compensar porquê? Eu diverti-me muito, tal como acontece sempre. – S/n riu-se e ele balançou a cabeça.

- Eu não sabia que iria ficar tão nervoso a ponto de estragar o nosso encontro e esquecer-me da carteira.

Ela caminhou até ele, colocando-se em bicos de pés para dar um beijo na bochecha de Eric, que fica corado e com os olhos arregalados.

- Quando é que vais perceber que nem tudo tem que ser perfeito? Tu és maravilhoso da forma que és, Eric. Não me importo de pagar porque somos parceiros agora. Isso significa que dividimos as coisas. – Um sorriso finalmente enfeitou os lábios dele, fazendo S/n sorrir de orgulho. Ela entrelaçou os dedos nos dele e encostou a cabeça ao seu ombro. - Mas agora ficas a dever-me um gelado. E não quero nervosismos!

Eric riu-se e assentiu, beijando a mão da namorada. - Isso arranja-se.

 

- Vês! Foi absolutamente adorável! – S/n sorria de orelha a orelha enquanto Eric soltou um pequeno grito, envolvendo-a num abraço. Os dois começaram a rir e só pararam quando o rosto dela ficou enterrado no peito dele. - Nem foi assim tão mau, tens que admitir! 

- Por que é que vives para me envergonhar?

- É por amor, prometo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!
Podem favoritar, partilhar e comentar, é muito bom receber comentários porque motiva escrever mais

Obrigada por lerem!! 🥺🥺


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...