História Renda-se (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Sonyeondan, Bts, Suga, Yoongi
Visualizações 146
Palavras 1.765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - "Isso não voltará a acontecer, Yoongi."


[Min Yoongi]

O desejo tomou conta do meu corpo e dessa vez ela não vai fugir de mim, não irei permitir. Não depois de tê-la se contorcendo embaixo de mim. Posso sentir seu calor e sua umidade contra essa toalha que está empatando minha vida aqui. Abro meus olhos, vejo os seus apertados e logo sinto ela procurar por fricção contra meu membro. É dessa necessidade que gosto, é disso que preciso para tê-la sempre que eu quiser. Seu lindo rosto está vermelho, sua boca investindo na minha tanto quanto pode e suas pernas entrelaçam minha cintura, para trazer minha virilha para mais perto de seu centro úmido.

Meu Deus… ela dorme sem calcinha nessa cama enorme e sozinha. Sozinha... acho que posso mudar isso.

Esses pensamentos se dissipam da minha mente quando escuto um gemido baixo e suave vindo dela. Nesse momento qualquer resquício de controle já se foi. Minha mão viaja de sua bunda, onde estava fazendo um pequeno mapeamento de propriedade e sobe por dentro de sua blusa, por sua barriga lisinha e macia, até chegar em seus seios redondos e durinhos. Ela abre os olhos e os mantem nos meus, o beijo constante nos prendendo. Seu olhar está determinado, me fazendo arquear uma sobrancelha. Seu aperto em meus cabelos aumenta e uma ideia me vem à mente.

Movimento meus quadris aumentando a fricção contra sua virilha e ela fecha os olhos, tomando uma longa respiração. Separo nossas bocas e mantenho contato visual enquanto continuo movimentando meu quadril. Massageio seu seio esquerdo e logo em seguida, o seio direito. Ela joga sua cabeça para trás e aperta mais meus cabelos, dando os sinais que necessito para saber que ela está perto e que provavelmente quer me quer dentro dela.

— Assim... continua assim - diz mordendo o lábio inferior com os olhos fechados. Tira sua mão do meu cabelo e leva para sua cabeça, entrando no seu cabelo e os puxando, enquanto joga sua cabeça para o lado e se remexe mais contra meu membro — Ai meu deus!

—Chame por Yoongi, chame! – rosno com a boca próxima a sua e o olhar intenso cravado no seu.

— Não, não vou chamar! – suspira aumentando a velocidade no meu membro. Me aproximo do seu rosto e deixo uma mordida leve em seu queixo. Afasto meu quadril dela fazendo-a abrir rapidamente os olhos. S/n se levanta e rapidamente enlaça seus braços ao redor do meu pescoço, trazendo meu corpo de uma vez para cima do seu.

— Você continue o que estava fazendo, ou não irei te fazer gozar na minha boca.

Arregalo os olhos e puxo uma longa respiração.

— Repete isso – rosno olhando em seus olhos.

Com minha outra mão, faço o caminho de suas coxas até o meio de suas pernas, parando em seu centro molhado e quente. Muito humilde de minha parte dizer que ela está apenas molhada, quando na verdade está completamente encharcada. Abre um sorriso cínico e morde o lábio me deixando louco.

Vou acabar gozando nessa toalha se ela continuar assim.

Ela não espera que eu tome uma atitude e me empurra para o lado, subindo em meu quadril e tirando sua blusa. Fica nua por cima de mim e me encara, S/n é minha a partir de agora. Somente minha. Seu corpo é perfeito para mim. Nunca que eu poderia imaginar que ela seria dessa forma e agora que sei e que a tenho, não vou deixá-la se afastar de mim. Antes não tive a necessidade de fazer alguém minha como tenho agora de fazer S/n ser minha. Um sorriso devasso ilumina seu rosto, quando se levanta de cima de mim e abre minha toalha, revelando meu pau duro a sua espera. Sobe mais uma vez por cima de mim e coloca sua boceta contra meu pau. Não consigo ver essa mulher se esfregando no meu pau e simplesmente ficar observando. Levanto minhas costas da cama e a agarro abrindo minhas pernas, para que sua bunda redonda pouse sobre a cama.

 Olho em seus olhos quando levo minhas mãos para o meio de suas pernas e penetro dois dedos em sua entrada, encharcada por sua excitação. Seu rosto está vermelho, a respiração acelerada e sua boca entreaberta, me dando um prazer que nunca senti por outra mulher. Leva suas mãos para meu cabelo e o puxa quando aumento a fricção em seu ponto sensível. Coloco meu polegar em seu clitóris e faço movimentos circulares, estimulando até que esteja na borda do desejo e do prazer. Quando sinto seu aperto em meu cabelo aumentar, juntamente com os seus quadris que começam a empurrar contra meus dedos, sei que ela está perto e então a faço vir. Tomo seus lábios com um beijo e ela se desfaz ali bem nos meus dedos, nas minhas vistas e quando seus olhos se abrem e ela foca sua visão em meus lábios, eu posso ter a certeza que jamais quero ficar longe de uma vista tão privilegiada como essa.

— Quero você S/n, mas eu te quero de quatro em cima dessa cama, enquanto eu te faço minha nas diversas formas que sonhei por todos esses dias, tão forte que vai te fazer revirar os olhos de tanto prazer.

Seus lábios tomam os meus me dando a resposta que preciso.

Essa mulher já é minha.

•───────────────────•

30 MINUTOS DEPOIS...

— Me fode!

— Você quer mais é? – estapeio sua bunda e puxo mais forte seu cabelo. Seus gemidos estão altos e sua boceta gulosa encharca meu pau a cada investida que eu dou.

— Quero porra! – grita empurrando seus quadris com força em direção ao meu membro.

Paro de me movimentar e fico observando essa linda beldade engolindo todo meu pau. As sensações são as diversas possíveis, mas quando ela me tortura apertando essa boceta, ondas até então desconhecidas de prazer brotam, me fazendo ver estrelas e a tão esperada sensação surge...

— Ai que gostoso! Continua! Gostosa do caralho! – as palavras surfam por minha boca, quando a onda se intensifica e me faz apertar mais sua carne. Ela entende o recado e para. Aumenta o aperto das suas paredes ao redor do meu pau, guiando meu clímax da forma que ela deseja.

•───────────────────•

2 HORAS DEPOIS...

— S/n! – gemo incontrolado ao ver seu olhar direto no meu e a boca ao redor de meu pau. Uma das suas mãos faz massagem na minhas bolas, enquanto a outra aperta minha bunda. Nunca senti tanto prazer na minha vida e olha que já fiz muitas coisas e com diversos tipos de mulheres.

— Está gostoso Yoongi? – passa a língua ao redor da cabeça do meu sexo, fazendo aqueles tremores bem vindos atravessarem meu corpo.

— Muito! Chupa ele todinho. – e assim ela o faz, fazendo toda porra de controle ir para o inferno.

•───────────────────•

Estou exausto mas não consigo fechar os olhos e simplesmente dormir, ao contrário de S/n, que dorme pacificamente ao meu lado, com sua cabeça repousando tão bem no meu peito. Eu poderia estar dormindo também, mas as lembranças do que ela pensa sobre mim estão constantes na minha cabeça. Eu a quero e disso não vou fugir, mas eu sei que ela não vai me aceitar na sua vida. Seus pensamentos são que eu quero usá-la para pegar sua empresa. De fato eu queria isso sim no início, mas agora não penso mais assim. Não depois de conhecer um pouco sobre ela... imagine quando conhecê-la por completo.

Amanhã quando ela acordar, seu pensamento vai ser de que agora que eu tive o que eu queria, vou usar disso para chantageá-la ou que irei abandoná-la. O que vou fazer para que ela mude...

Já sei.

S/n, você não tem ideia do que te espera.

Um tempinho depois que tenho tudo elaborado em minha cabeça, meu celular começa a tocar e tenho a sensação que é Jin, já que passei tanto tempo afastado do mesmo e quando isso acontece, ele fica louco atrás de mim. O pego e saio rapidamente do quarto para que não acorde S/n.

— Diz.

— Os jornalistas estão incontroláveis depois do boato que você mandou que soltasse Yoongi!

— Deixe claro que são apenas boatos.

— O que é obvio que não vai funcionar.

— Dê o seu jeito Jin e me deixe em paz porra! – desligo e caminho para a cozinha. Se eu não tivesse mandado soltar esse boato, nada que aconteceu ontem teria acontecido.

Lembrar da noite passada faz com que uma ereção se forme entre minhas pernas.

— O que houve com Jin?

Me viro depois de ouvir sua voz, tendo o prazer de observar seu cabelo bagunçado e seu corpo vestido naquela mesma blusa larga de ontem. Essa blusa é de tamanho masculino...

— De quem é essa camisa? – pergunto e me aproximo dela.

— Minha – o sorriso falso que ela planta em seu rosto me mostra que ela vai ser bem difícil, e que para tê-la vou ter que travar uma guerra com a mesma... Uma guerra que irei ganhar.

— Bom Yoongi, agora você está se sentindo bem?

Não disse? Ela vai começar...

— Estou me sentindo nas nuvens senhorita Ryu – enlaço meu braço ao redor de sua cintura, a trazendo para perto do meu corpo para que assim eu possa sentir o seu calor, a sua presença e o seu cheiro, mas ao contrário do que eu quero e desejo, ela coloca suas mãos no meu peito e se afasta, tomando alguns passos para trás.

Sabia que ela faria isso, mas eu não poderia sequer imaginar que essa atitude faria um incomodo surgir no meu peito, deixando as coisas um pouco difíceis de se digerirem.

— Imagino que depois de ter o que queria, deve estar mesmo.

— Você também queria. Ou vai negar? – arqueio minha sobrancelha a encarando.

— Você me seduziu.

Gargalho alto pensando até onde ela vai para apenas fugir disso.

— Qual é seu ponto S/n?

— Isso não voltará a acontecer, Yoongi. Eu não preciso disso na minha vida e não quero. Não quero me sentir usada e depois trocada por outra mulher, como deve ser bem típico da sua parte – arqueio minhas sobrancelhas —, você não é homem para se levar a sério.

— E se eu dissesse que eu quero você?

— Eu não acreditaria, porque você é um jogador frio e calculista.

Não a julgo por pensar assim, foi a imagem que passei a ela e cabe a mim fazê-la mudar de opinião. E eu farei.

S/n, você não faz ideia do furacão que conquistou e que vai fazer do seu mundo uma reviravolta, porque na sua vida só terá espaço para você e eu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...