História Repulsa - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 10
Palavras 286
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Literatura Feminina, Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Liberte-me


Fanfic / Fanfiction Repulsa - Capítulo 1 - Liberte-me

E continuei a ler.

"Desculpe-me. Não sei, e não posso dar-lhe está informação com toda certeza, portanto, acredito que essa minha dificuldade de expressar-me começou de uns tempos recentes.

Sinto-me como em uma areia movediça. De início, não parece está ocorrendo nada, apenas um leve desconforto agoniante, outrora, vem aquela sensação novamente, porém, um pouco mais forte comparada a antes. Um sentimento inexplicável de estar presa, afogando-se, sufocando-se, perdida, confusa...

Não deve existir uma palavra apropriada para esta sensação estranha, porém, é possível descrevê-la. É como se nada importasse, nada fizesse sentido, como se por algum motivo sem razão tudo estivesse errado, vazio, sem conteúdo.

Seria um ceticismo? Talvez...

Estou a contratar para este emprego, a vaga está aberta, vamos ás entrevista. Entre os candidatos para a vaga estão: dislexia, depressão, ansiosidade, bipolaridade, psicopatia, e, os senhores da família Transtorno... Será uma vaga bastante disputada.

Não me dou bem com psicólogos, não gosto de remédios, não coloco fé em diagnósticos. Deus disse-me um dia que não devo tentar, nem ser, perfeita. Não tentem consertar-me então! Já vivo há alguns anos com estás correntes presas a mim, não irei importar-me em passar mais alguns anos, décadas, séculos, com elas.

Apenas entendam que tenho uma personalidade fora do padrão, a qual, não pode ser pôsta o título de "fraca"; "forte"; ou, "diferente". É a apenas uma caixa cheia de sentimentos pertencentes á mim, que fazem com que a minha pessoa seja formada.

    Então perdoe-me se pareço está desinteressada neste teu papo, ou, se algo que apresentou-me não agradou-me. Preciso vinte e quatro horas de coisas "divinas", que apenas as pessoas com mentes brilhantes podem oferecer-me. Por esse motivo, não exijo muito de quem sei que nunca conseguirá agradar-me. Desculpe-me."


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...