História Reset- Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Personagens Originais
Tags Drama, Família, Fluffy, Imagine, Jungkook, Traição, Você
Visualizações 143
Palavras 3.047
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E finalmente o fim dessa linda 3shot Khshhshs
Eu prometo atualizar as outras fanfics, mas agora fiquem com esse capítulo, o ultimo, que esta realmente quente
Boa leitura e espero que gostem!
Ah, @BloodSweetTears um presentinho/surpresinha pra ti, amore meu 💕

Capítulo 3 - The Hottest Day-Three


Fanfic / Fanfiction Reset- Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 3 - The Hottest Day-Three

Four months later...

Bom, agora que eu e o Kook estamos realmente namorando,ele voltou paraSeul e me trouxe junto.
Hoje seria o nosso dia de folga, então combinamos de passar  esse dia inteiro juntos, apenas nos divertindo.

"Naneun baboyaaaaa ireon neoreul tteonabonaenohgo"
Nós estavamos cantando Only You do Huh Gak.*
-Nossa ______, essa música é muito triste!- Kook diz me olhando. Eu tinha apresentado essa música a ele.
-Sim, realmente! Mas continua sendo maravilhosa - Eu lhe respondo. Essa música é realmente maravilhosa.
-Maravilhosa tipo você.- O Jeon diz, me fazendo ficar tímida. Ainda não me acostumei com esses elogios repentinos! Mesmo assim, lhe-dou um pequeno sorriso.
-________, você não sabe como me sinto sortudo por tê-la ao meu lado!- Ele diz,me olhando profundamente.
-Eu também, me sinto mais que sortuda, por ter um anjo como você ao meu lado! Eu te amo tanto, Jeon.- Digo encarando-o também.
-Eu também, _____. Sinto que te amo mais do que já amei qualquer outra pessoa na vida. Sabe,__, eu nunca tinha te falado  isso, mas eu estava num momento muito difícil da minha vida quando te reencontrei. Você se lembra da minha madrasta,certo?
-Claro que me lembro, ela era um doce, inesquecível, como eu me esqueceria? Falando nisso, como ela está agora? Me lembro que ela tinha vários problemas na última vez que a vi.- A mãe dele o deixou quando ele ainda era bem novo, então o pai dele casou-se com uma outra mulher,um doce de pessoa.
-Bom, tenho certeza que ela está em um lugar bem melhor atualmente- ele diz... Seu semblante parece triste.
-Você está me dizendo que ela faleceu? É isso? Por favor, Jeon! Não pode ser isso!- eu amava Jeon Somin, a madrasta dele.
- É verdade,_____, Infelizmente. -Ele me olha totalmente triste.
-Poxa, eu realmente sinto muito Kook, ela era uma ótima pessoa - sinto um pesar no meu coração.
-Bom, mas já chega de falar dela! Não vamos nos desanimar justo hoje que conseguimos uma folga! Vamos aproveitar e fazer um bolo, vem _____!            -Bolo? Comida? Opa, comigo mesma.
-É pra já! Vamos fazer bolo de quê?- digo me levantando do sofá, e antes de ir para a cozinha, coloco em minha playlist de músicas. Começa a tocar Shine-Pentagon.
-Essa música é muito boa também!- o Jeon diz começando a dançar ao ritmo da música enquanto seguia pra cozinha
- E aí? Bolo de quê? -
-Huuum... Que tal chocolate e morango?? Faz tanto tempo que não como!-
-Bom, eu também. Então vamos lá.
Começamos a fazer o bolo ao som da música enquanto cantarolavamos e dançávamos.
O bolo foi para o forno, e começou outra música. Desta vez, era lenta e sensual,House of Cards para ser mais específica. Eu tive uma ideia: provocar Jeon Jungkook! Ri pelo nariz começando a executar meu plano. Eu dançava sensualmente, rebolava meus quadris ao ritmo da música. Soltei meus cabelos (os quais estavam presos em um rabo de cavalo), ato que julguei ser sexy. Quando olhei para trás, tive a melhor visão de todas: Jeon acariciando seu
membro ainda todo coberto. Ele mordia seus lábios, e estava sentado na bancada da cozinha. Seus cabelos, atualmente pretos, caiam em seus olhos, e ele fez questão de passar a mão por seus fios, um gesto digamos que…sexy.
-Queria saber quem está mais quente aqui agora, se é o bolo no forno, ou se é nós dois- ele da seu famoso risinho.
-Ah, sem dúvidas, somos nós dois. O forno nem se compara com o calor que estou sentindo.- dizendo tais palavras, comecei a arrancar peça por peça. Primeiro, o blusão branco e preto que peguei dele, após meu sutiã e minha calcinha. Estava apenas com isso por baixo. Ele quase babou ao me ver nua, e sua mão aperta seu pau com mais força ainda.
Decidida a continuar apenas o provocando, sento com as pernas uma de cada lado em seu colo, sentindo tanto suas coxas grossas, quanto seu membro totalmente duro embaixo de mim.
-Poxa, amor, a gente mal começou e você já está assim?- tiro uma com a cara dele.
Após isso, me levanto apenas o suficiente para sentar no pau dele novamente, que continua coberto por sua calça de moletom.
Faço isso mais algumas vezes, além de rebolar em seu colo. Ele se irrita, e me tira do colo dele, descendo  da bancada. Ele tira a própria calça, e me olha superior
-Ajoelha. Agora.- ele diz autoritário, e como eu amo esse seu jeito, me ajoelho. Olho pra ele que sorri pra mim.
-Coloca as mãos atrás das costas amor, nada de usá-las. Apenas sua boquinha- ele manda, e o obedeço.
Abro minha boca para receber seu membro enorme, cheio de veinhas, e totalmente duro. Chego até  babar.
Ele, vendo que iria esperar sua ordem, puxa meus cabelos e me olha autoritário
-Chupa meu amor. Usa bem essa sua boquinha aí. Chupa bem gostoso que você vai receber sua recompensa depois- abro mais minha boca e me inclino para abocanha-lo. Claro que tudo na minha boca não coube, então ele pegou meu cabelo, e me empurrava contra seu membro.
Em meio as diversas sucções, retiro seu pau por um momento,apenas para dar atenção às suas bolas, que estão inchadas e roxinhas. Abaixo um pouco minha cabeça, e lambo cada uma.
Ele geme, novamente. Um gemido tão maravilhoso, manhoso como se fosse um gatinho. Mas todos sabemos que ele não é nem um pouco submisso e manhoso quanto parece.
Retorno a atenção a seu membro, por vez, dou lambidas em sua cabecinha
-Ooooh _______ você é tão boa nisso, bebê! Como foi muito boa, como sempre, aqui está sua recompensa- e ele me separa de seu pênis para  gozar em meus seios. Passo os dedos em meus seios,  levando-os até meus labios, sentindo o gosto de sua porra. Não é o melhor gosto do mundo, mas não é muito ruim também.
-O que acha de pularmos logo pra parte que você me fode gostoso,hum?- estou ansiosa, sinto que estou enxarcada, exatamente agora! Esse homem consegue me deixar assim sem ao menos ter me tocado direito. Até ele respirando, é um motivo para acha-lo sexy
- Não, bebê. Ainda não!Primeiro eu vou chupar sua boceta,bem gostoso,já que você cuidou tão bem de mim. - ele me ajuda a levantar-me do chão, e me conduz até a pia, que já estava limpa. Ele me senta na pia, com as pernas bem abertas, e fica entre elas, me fazendo abraçar seu quadril com as mesmas. Sinto seu pau ecostando em minha intimidade, ele o pega e pincela-o por entre meus grandes lábios, me provocando como eu havia feito antes. Gemo baixinho, quase que como um sussurro em seu ouvido, mas ele não continua seu ato. Ao contrário, ele tira a mão de seu pau, e me beija intensamente enquanto apoia suas duas mãos nas laterais do meu corpo. Enquanto me beija, uma de suas mãos vão para minha intimidade,passando superficialmente seus dedos, quase como se não tocasse. Minhas mãos se atrelam ainda mais em seu cabelo, num pedido mudo para que continuasse logo o que tinha em mente.
Ele realiza meu desejo, agora friccionando meus grandes lábios vaginais. Com seu dedo indicador e médio, ele abre minha vagina, concentrando-se agora em meus pequenos lábios. Um gemido mais alto sai de minha boca. Como havíamos nos separado do beijo, muito ofegantes diga-se de passagem, ele desce sua boca para meu pescoço. Onde apenas  o beija e cheira.
Subitamente, ele se afasta e se abaixa o suficiente para ficar de frente com minha intimidade, vergonhosamente molhada.
Deito-me mais na pia, e ele retorna seus dedos a minha buceta.
Desta vez, ele acha meu clitóris, e fica o friccionando. Gemo ocasionalmente alto, mas ele parecia querer mais. Então faz o impensável:da um beliscãozinho em meu clitóris. Tal ato, fez com que um grito fino saísse rasgando minha garganta, o que apenas aumento,após ter um dedo introduzido em meu interior.
Ele olha minhas reações, e enquanto coloca mais um dedo em mim, aproxima sua boca de minha virilha e me da um chupão ali. Ele faz continuos movimentos de vai-vem.
Quando estou pensando que não pode melhorar, ele aproxima seus lábios de meu clitóris.
-______, você está pronta para ir para o céu?- ele diz com um sorrisinho brincalhão em sua face.
-Com um anjo como você? Sempre- retribuo seu sorriso, o olhando com os olhos queimando tanto de tesão quanto de paixão.
-Esse anjo aqui, promete sempre te fazer ver  estrelas.- E finalmente, ele introduz sua língua em meu íntimo molhado. Realmente, estou vendo às estrelas agora. Essa sensação é maravilhosa. Não desejo nunca parar de senti-la. Sua língua é totalmente abilidosa e ágil. Ele sabe bem como movê-la, para onde movê-la e quando.
O inesperado acontece,novamente. Ele simplesmente deixa uma mordidinha em meu clitóris, o que me faz arquear as costas e praticamente gritar. Minha cabeça gira, estou novamente vendo estrelas sem nem ao menos ter gozado.
Quando recupero minhas forças, olho pra ele com os olhos escuros de desejo.
-Você realmente gosta de me surpreender, hum? Sua sorte é que amo suas surpresas!
-Ele nada diz, apenas da seu famoso risinho de lado e continua o trabalho com sua língua, deixando mais mordidinhas em meu clitóris.
Finalmente, o desejo de gozar se realiza e parece que estou no céu, literalmente!
Minha cabeça roda, e sinto meu gozo enxarcando minhas coxas.
-Agora sim, poderemos os dois irmos ao céu. Seu anjo, e meu bebê - Ele diz divertido, pegando-me no colo e levando-me até a bancada da cozinha, onde me deito praticamente do jeito que estava na pia. Agora, seu pau está diretamente apontando para minha sensível intimidade, após um intenso e maravilhoso orgasmo.
Ele começa a pincela-la, e quando penso em reclamar, ele introduz todo seu membro em mim.
Ele geme, seu gemido maravilhosamente manhoso misturado com o meu, quase um grito. Novamente minhas pernas abraçam seu quadril. Ele começa a se mover, movimentos lentos, mas que são intensamente fundos, o que permitem-me senti-lo por inteiro.
Ele abaixa-se sobre mim, e dirige sua boca  até meus seios, que até então não haviam tido sua atenção.
Ele morde meus biquinhos, durinhos por conta da excitaçao.
Meu corpo parece  ferver ainda mais. Ele brinca bastante com meus seios, então segue para o meu pescoço, onde deixa mordidas, e chupões. Ele investe ainda mais contra meu interior, o que o fez gemer arrastado em meu ouvido, sinto minhas paredes internas se contraindo e a subita vontade de gozar me atinge.
-Vamos ir até o céu juntos amor, aguente mais um pouco, ok?- Faço  que sim com a cabeça, acatando seu pedido, e  tento me segurar.
Após mais estocadas, finalmente gozamos e gememos em praticamente um único som. Realmente "vi estrelas e fui ao céu".
Ele se deitou ao meu lado na bancada, respirando ofegante. Quando recuperamos nossos sentidos, percebemos um cheiro estranho vindo do forno.
-O BOLO!- Nos recordamos juntos. Fui correndo até o forno, mas felizmente não havia queimado.
-É, realmente conseguimos ser mais quentes que o bolo no forno!

~~~~~~~~^^~~~~~~~~
Os anos se passaram. Três pra ser mais exata. Jeon e eu nos casamos. Meu ex marido pegou uma doença da mulher a qual estava me traindo. Eles tiveram uma bebezinha juntos, mas infelizmente ela adormeceu na morte porque herdou a doença dos pais.
Realmente; Karma is a bitch.
Eu continuo sendo amiga da Sinb, ela quem me contou tudo que aconteceu com Yunjun.
Continuo trabalhando em minha companhia aérea.
Hoje, irei fazer meus exames de rotina. Ver como está meu útero, ovários, se tenho algo diferente, essas coisas do tipo.
Ao chegar no consultório, entro na sala da Doutora Jisoo, sim , a mesma que me atendeu quando eu sofri o acidente. Lembrar desse acidente faz meu coração doer só de pensar que agora eu poderia estar cuidando do meu filho.
Após examinar as partes importantes, ela me faz perguntas diferentes das usuais. Como se estivesse tentando me dizer que tem algo diferente em mim.
-Doutora, pode ir direto a ponto, sim? Sei que tem algo importante que quer me dizer- eu realmente odeio enrolações. Se tem algo para me dizer, prefiro que seja de uma vez.
-Ok, os seus exames deram positivo para teste de gravidez. Você está grávida, _______- eu abri minha boca chocada.
Logo após, a realidade veio à tona e comecei a deixar as lágrimas saírem. Lágrimas de felicidade, medo, preocupação, surpresa, alegria, ansiedade. Tudo junto. Desde o meu acidente, que eu achava que tinha apenas desmaiado mas uma pessoa me atropelou, o qual eu tive um aborto espontâneo, as probabilidades de engravidar novamente eram as minímas. E se ocorresse, as chances de eu nao conseguir segurar o bebê são altas.
Por isso estou feliz, mas com um medo enorme.
-Meus parabens,_____. Porem você bem sabe que isso não vai ser nada fácil, portanto, te aconselho a se manter calma.- estou tentando, mas não é nada fácil.
-Estou tentando, Chichu, mas esta difícil. Se eu perder novamente meu bebê, eu não vou aguentar- sinto uma grande alegria, mas um pesar ainda maior só de pensar que pode mesmo ocorrer o que estou pensando e temendo tanto.
-_________ não se preocupe tanto. Vai dar tudo certo. Eu só peço que você fique longe de estresse.

E eu vou. Vou fazer de tudo para ter esse bebê seguro e saudável nos meus braços. Apos a notícia, ela me passou algumas recomendações e cuidados que eu tinha que ter. Retornei a minha casa, e tentei passar meu dia tentando não pensar na possibilidade de algo muito ruim ocorrer.
Às 19:00 em ponto JungKook chegou, como sempre o faz. Suspirei fundo e reuni toda a coragem que tinha. Enquanto tomava seu banho, eu ficava pensando em como dizer-lhe a notícia, e fazia o jantar, algo simples mas agradavel.

Estávamos jantando, e eu não estava com fome por estar com a cabeça em pensamentos negativos
-O que houve, _______? Você esta muito quieta hoje. Quando eu chego, você normalmente pergunta como foi meu dia, fala sobre o seu e raspa toda a comida do prato. Hoje nem tocar no garfo tocou, praticamente. O que te preocupa, querida? Pode me contar, sabe disso, não sabe?- ele tem razão. Mas não sei como isso vai afetá-lo.
E não consigo pensar num jeito de falar.
-Mas eu não consigo encontrar palavras para te dizer... Eu …-
- Não é voce que odeia enrolações? Fale logo, do contrario, sua coragem acaba meu amor - se ele me pede, ok então. Jeon JungKook, prepare-se para bomba.
-Grávida, eu to grávida Jeon. Nós vamos ter um bebê, você vai ser pai- de uma vez, como um soco, lhe transmito . Ele arregala seus preciosos olhos
-Isso… é serio mesmo? Você não está zoando comigo, está?-
-Sim, é realmente verdade. Estou preocupada, Jeon. Verdadeiramente preocupada. Nós dois sabemos que essa gravidez é de alto risco e eu não quero passar pelo trauma de perder mais um filho meu- estou ansiosa, com medo, me arrepia de pavor apenas de pensar na possibilidade
-Olha… nós dois sabemos que essa não seria a melhor hora, e nem que isso será fácil e seguro. Mas eu estou com você, eu te ajudarei como o possível e impossível. Esta tudo bem, eu vou estar aqui por ti.

Ele realmente esteve. Fez o possível e impossível por mim, nunca me abandonou.
XxxxxxxxxxxxxX
- Mamãe, o papai quer assistir um filme chato e eu não quero! Diz pro papai que  Caverna do Dragão é chato, eu gosto de assistir a Pepa Pig. -  a pequena Jeon Somin reclamava enquanto apontava para Tv. Eu decidi dar-lhe esse nome, em memória da mãe de consideração do Jk.
-Kookie, deixa ela assistir a Pepa!- me dirijo até a sala, assim sentando no sofa
-Mas  Caverna do Dragão é muito legal também! Pepa é chato - Ele reclama
-Voce tá andando muito  com o Jimim e a Isa, amor- Eu rio da carinha que o Jeon fez. Um biquinho tão fofo, me aproximo mais dele, e mordo de leve seu biquinho. Jimin e Isabelly são casados e amigos nossos em comum, também são o padrinho e a madrinha da Somin, eles nos ajudaram muito quando os problemas surgiram, são verdadeiros amigos, e eles gostam muito desses desenhos de antigamente. O favorito deles é este, Caverna do Dragão.

-Eu te amo, sabia?- ele diz após  separar o beijo.
- Eu também te amo, muito. Agradeço todo dia por você nao ter me abandonado, nem mesmo quando eu e a Soo estavamos a beira da morte praticamente- eu sou muito chorona, só de lembrar tudo que passei, uma lágrima sai de meus olhos
-Hey, eu estou do seu lado. Eu sempre vou estar, eu não consigo viver minha vida sem você.- ele me puxa pro colo dele, e me beija novamente.
-Ui que nojo, o papai e a mamãe tão beijando, ui eca- ouço a vozinha do projetinho de Jeon Jungkook(o que acho bem injusto, a gente carrega por 9 meses pra tascer a cara do pai, injustiça o nome),
-Correção, não consigo viver minha vida sem vocês- saio de seu colo, e puxamos a cópia de Jeon JungKook pra um abraço coletivo.
     Hoje, eu posso dizer que eu recomecei a minha vida e o vazio  que havia se formado dentro do meu coraçao, foi preenchido por alguem praticamente perfeito, um homem amoroso, gentil, carinhoso, lindo, e ainda me deu um presente lindo, ou melhor linda, Jeon Somin. Às vezes Jeon sente falta da mãe dele, mas ele olha para própria filha e fica mais feliz de saber que uma Somin está lá para ele cuidar e amar, sem duvidas ficou agradecido pela escolha do nome.

Sabemos muito bem que nenhum casamento é perfeito, mas tentamos fazer o máximo para não torná-lo como plantar uma flor que não pode florescer em um sonho que não pode se tornar real. Temos nossas dificuldades, mas o amor supera tudo, e nos ajuda a ser melhores em nossa vida de casal e como pais. Não vai durar para sempre, um dia a vida nos separará, mas eu farei o possível e o que não for possível para que os meus votos se cumpram e que seja eterno até apenas o fim de nossas vidas poder nos separar.






Notas Finais


Espero mesmo que tenham gostado do final
💕
*- estou mesmo planfetando essa musica do Huhgak pq ela é maravilhosa
Essa aqui: https://youtu.be/_NNwVls8MGg
Ouçam, mt boa aaaa 💖
Vejam minhas outras fanfics tbm
Este foi o ultimo capitulo
Ate uma proxima 💕
Obrigada a quem leu, mt obrigada mesmo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...