1. Spirit Fanfics >
  2. Resfriado (Ereri) >
  3. Oneshot

História Resfriado (Ereri) - Capítulo 1


Escrita por: e Min_MinSwag


Notas do Autor


Oie gente então ta aqui como eu disse a one shot, só não sei se está tao bom, mas espero que vcs gostem! Boa leitura!

Capítulo 1 - Oneshot


E mais uma vez naquele dia Levi tossia como louco, enquanto puxava o ar pelo nariz tentando respirar, porém sem sucesso.




"Ai como eu adoro ficar assim!" Ponderou ele em seus pensamentos, e então puxou novamente a ponta da coberta tentando se aquecer e se sentir o mais confortável possível para tentar, talvez, dormir um pouco.




No entanto, sua atenção fora atraída a porta, que assim que se abriu revelou a figura de Eren um pouco acanhado e receoso em entrar ali, esperou alguns segundos permissão, e então ao ver o capitão resmungar algo inaudível ele entrou fechando a porta em seguida.




— O que está fazendo aqui Eren? — Deu uma pausa para tossir novamente — Que eu saiba agora é hora de aula prática não? — Perguntou, e então levou a mão para um relógio de pulso sobre o criado mudo ao lado, conferindo as horas e apenas confirmando exatamente oito horas da manha.




— Ah sim Capitão Levi, todos estão treinando agora... — Dizia enquanto zanzava pelo quarto, aparentemente a procura de uma bacia e um pano seco — É que eu tive muitas experiências com a Hange ontem, então hoje é meu dia de descanso — Sorriu assim que os encontrou, e em seguida levou o pano para dentro do recipiente, encharcado o após — Mas como todos estão muito ocupados, eu decidi vir cuidar de você. Creio que você não esteja em condições de levantar da cama — Finalizou; seguiu para a cama, sentando-se ao lado do mais velho encarando-o com uma feição terna. Porém, Levi nada gostou do que ouviu. Era como se estivesse literalmente o chamando de inútil apenas porque estava com um resfriadozinho, e isso era inaceitável!




— Como é pirralho? Está falando que eu não consigo fazer nada? — Pigarreou enquanto puxava as cobertas para o lado e tentava se por de pé para fora da cama. No entanto sua febre estava demasiada alta, o que lhe ocasionava uma certa tontura que o fizesse ficar incapaz de se manter em pé sozinho.




Dito e feito. Ele tombou para o lado indo quase de encontro com o chão, isso se não fosse os reflexos rápidos de Eren ao agarra-lo imediatamente pela cintura, e a outra mão apoiando suas costas.




— Cuidado Levi! Sua febre está muito alta, falei pra não levantar da cama! — Deu uma bronca no menor, fazendo o deitar a contra gosto sobre a cama novamente, enquanto levava uma mão em seu pescoço e outra a sua própria testa, medindo a temperatura dele — Não foi isso que eu disse, e você sabe! — Lançou lhe uma carranca de desaprovação, quando confirmou sua mão queimar ao tocar o mais velho — Não seja orgulhoso Levi, todos nós precisamos descansar de vez em quando. Agora fique quieto ai e não ouse levantar novamente, entendeu? — Ordenou, fazendo o Ackerman olhar lhe incrédulo com tamanha ousadia — Eu já volto, vou trazer uma sopa que fizeram pra você — Dito isso ele retirou-se fechando a porta.




Levi bufou e revirou os olhos, ele odiava ficar doente, odiava se sentir impotente como sempre se sentia quando pegava qual quer resfriado. E pra piorar ele se sentia como um fardo para as pessoas, afinal eles tinham que tirar de seu tempo para cuidar de si. E ele odiava isso!




Remexeu-se inquieto arrumando mais uma vez os cobertores sobre si, aninhando se embaixo deles.




E novamente Eren retornou, agora com um prato até a metade de uma sopa que parecia uma delicia, o cheiro que ela emanava corria pelo quarto e parecia divino.




Ele se sentou novamente sobre a cama, colocou o prato sobre seu colo e pegou a colher com uma mão; encheu um punhado de sopa e levou em seguida em frente a boca do outro, este que lhe olhou com cara feia e resmungou incomodado, virando o rosto na direção contrária.




— Eu consigo comer sozinho Eren! — Chiou irritado tentando tomar o prato das mãos do garoto, no entanto ele puxava o para trás, impedindo-o.




— Nada disso Capitão, você nem conseguiu se manter de pé — Isso soou aos ouvidos de Levi como um outro insulto — Não faça esforços hoje, se não vai demorar de melhorar... — Ele levou novamente a colher a sua boca — E você não quer isso certo? — Olhou lhe convencido, fazendo Levi ferver de ódio.




Porém ele aceitou, comeu diversas colheres de sopa até terminar completamente. O que fez Eren sem perceber sorrir contente.




— Qual é a graça pirralho? — Questionou, fazendo-o perceber o que fazia e parar de sorrir imediatamente.




— N-nada Levi, não se preocupe — Então colocou o prato sobre a cômoda, e pegou o pano encharcado, colocando-o sobre a testa fervente do Ackerman; que por reflexo deu um leve pulinho, pela temperatura diferente de seu corpo e o pano.




— Aish! Isso está gelado! — Pigarreou irritado, levando a mão ao pulso de Eren, puxando-o para trás.




— Claro que está, tem que estar! Você está queimando de febre! — Soltou sua mão do aperto fraco do outro — Vamos Capitão pare de resmungar e me deixe tentar abaixar sua febre — Então colocou novamente o pano em sua testa.




O menor resmungou revirando os olhos descontente. O que ocasionou uma risadinha por parte de Eren.




— Ah! Você está achando engraçado? — Reclamou alto com uma cara incrédula — Você vai ver só seu maldito Brat! — Então ele avançou sobre Eren tomando o pano de sua mão e fazendo o cair deitado sobre a cama. Em seguida ele começou empurrar o pano em diversas partes do corpo de Eren incluindo seu rosto, que ao sentir o pano molhado chocar-se contra si reclamava alto enquanto entrava em uma crise de risadas.




— Capitão! Pare com isso! — Ele reclamou, porém Levi não lhe deu ouvidos e continuou, com um sorrisinho cínico sobre os lábios; aos poucos o menino Titan ficava cada vez mais molhado — Ai! Gelado! Para! — Tomou o pano de sua mão, e então com seu corpo ele girou o menor e caiu sentado sobre si, enquanto segurava seus dois pulsos acima de sua cabeça — Porra Capitão! Agora eu tô ensopado! Se eu ficar resfriado a culpa vai ser sua! — Pigarreou, mostrando a língua em seguida, como uma criança birrenta.




— Você mereceu! Viu como está gelado? — Perguntou debochando — É bom né quando não com a gente! — Rebateu no mesmo tom, fazendo Eren resmungar e revirar os olhos.




No entanto, quando finalmente se acalmaram e perceberam a situação em que se encontravam, imediatamente suas bochechas enrubesceram e tomaram a cor avermelhada, inclusive a ponta de suas orelhas. Com os olhos arregalados Eren se retirou rapidamente de cima do outro, pedindo incesantemente desculpas.




Levi envergonhado nada disse, apenas se ajeitou novamente em seu lugar, deitando em seguida.




— Bom, tente dormir capitão, vou levar esse prato e depois venho conferir sua febre de novo ta? — Dito isso ele pegou o prato e virou os calcanhares pretendo se retirar, porém o outro agarrou lhe impedindo sua saída.




— Eren... — Ele iniciou baixinho. O maior retornou o prato ao local novamente e pôs se de joelhos em frente da cama, ficando mais perto da boca de Levi.




— Sim Capitão, aconteceu alguma coisa? Fale de novo eu não consegui ouvir — Olhou lhe preocupado. O Ackerman apenas focou seu olhar em qual quer coisa naquele quarto que não fosse o rosto de Eren, e ainda meio vermelho ele pediu




— Por favor não vai, fica aqui comigo só até eu conseguir dormir.. — Sussurrou baixinho, não acreditando ainda no que havia pedido.




Eren surpreendeu-se com seu pedido, afinal não esperava tal coisa vinda de Levi; preferiu culpar a febre do que aceitar que o mesmo queria isso, então aceitou. Puxou o cobertor se enfiando embaixo dele, e então abraçou Levi confortavelmente fazendo o menor aninhar-se em seu peito.




— Pode dormir tranquilo, vou ficar aqui por um tempo, descanse — Levou uma mão ao seus cabelos, os afagando e dando um beijo em sua testa.




— Não abuse, eu só pedi que ficasse aqui até eu dormir — Disse com a voz embargada de sono, e em seguida ele adormeceu, com uma expressão calma no rosto. Ah como fazia tempo que não dormia se sentindo tão bem seguro assim!




Eren talvez tenha ficado ali por vários minutos, ou talvez várias horas. Ele já não sabia mais, ficar assistindo o menor dormir era hipnotizante e reconfortante. Ele sorriu bobo quando percebeu que o outro confiava em si o suficiente a ponto de se permitir adormecer, ficando tão vulnerável.




Então fechou os olhos, os sentindo pesar e então adormeceu também.




                       •/////////•


Quando finalmente acordou, Eren assustou-se de inicio ao ver que havia adormecido junto ao Capitão. No entanto sorriu bobo ao ver o quão fofo ele podia ser quando dormia, tão diferente de quando era acordado.




De modo cuidadoso ele se soltou do aperto do menor, saindo da cama e em seguida seguindo rumo a cozinha. Ao chegar lá dera de cara com seus amigos conversando animados e jogando conversa fora; o sol já estava começando a querer escurecer e dar lugar a escuridão da noite. Indicando que havia dormido demais.




— Eren — Mikasa iniciou — Onde esteve o dia todo? — Ela questionou, enquanto Eren bocejou de sono e ainda meio sonolento respondeu lhe sem pensar.




— Eu fiquei cuidando do capitão ele está com uma febre altíssima. Só que — Bocejou — Acabei dormindo junto com ele — Dito isso ele agarrou uma maça sobre a mesa e levou a boca ficando-a nos dentes, para deixar as mãos livres para levar outra refeição para Levi.




Todos ao ouvirem tais coisas de Eren pararam imediatamente o que faziam e olharam incrédulos ao garoto.




— Que!? Como assim você dormiu com o capitão? — Armin exclamou alto, gaguejando um pouco no processo. Quando o Yeager percebera que suas palavras saíram mais como duplo sentido ele entrou em desespero negando e rindo nervoso.




— Não, não eu quis dizer que foi porque o capitão pediu — Ele só piorava as coisas cada vez mais — Mas foi só até ele dormir, porém eu estava cansado e acabei dormindo... — Mikasa resmungou baixinho, no entanto não deixou transparecer o que sentia em relação a isso.




— Que? — Hange entrou na conversa — Espera, você está me dizendo que Levi Ackerman disse que queria que você ficasse com ele até ele dormir? — Ela repetiu o que menino disse, tentando processar a informação.




— B-bom ele parece não dormir bem a um bom tempo... — Sua voz saíra falha, o que o fez se xingar mentalmente de raiva — C-com licença eu vou levar isso pra ele comer e checar a temperatura dele, falo com vocês depois — Então retirou-se antes que alguém pudesse lhe questionar mais.




Abriu a porta com cuidado tentando fazer o menor barulho possível. No entanto ele dera de cara com um Levi que aparentava ter acabado de acordar.




Apertava os olhos com força enquanto mexia nos cabelos levemente bagunçados.




— Dormiu bem Levi? Aqui, toma você precisa comer — Entregou lhe o prato, este que ainda meio perdido aceitou e começou a comer em silêncio.




— Sim, graças a você... — Ele agradeceu, fazendo Eren sentir-se envergonhar, então ele começou a comer sua maça.




                       •////////•




— Vamos Levi levanta! — Eren puxava o mais velho pelo braço, tentando o retirar da cama a força.




— Não Eren já disse que não vou agora, eu não preciso da sua ajuda! — Levi rebatia pigarreando, fazendo o maior irritar-se.




— Ta, sua febre abaixou consideravelmente, de fato. Mas ainda é muito cedo pra confirmar algo. E se você cair ali dentro? Eu vou me culpar pelo resto da vida por isso — Puxou lhe novamente desta vez conseguindo o retirar da cama — isso se você não querer jogar a culpa em mim e me assassinar depois!




— Não seja idiota! Eu estou melhor, estou falando! — Então deu um tapa em sua mão, no entanto ao fazer isso ele perdera o equilíbrio ameaçando cair novamente, fazendo Eren o agarrar nervoso mais uma vez.




— O que dizia, Capitão Levi? — Ele falou em tom de deboche, fazendo o outro quase lhe virar um soco. Então com muitas reclamações eles partiram para o banheiro.




No entanto Levi parou por alguns instantes a frente da banheira, e então olhou Eren questionando a temperatura da água com o olhar.




— Não está fria não se preocupe, eu deixei morna porque sei você está um pouco melhor — Ele afirmou, passando confiança a Levi e induzindo-a entrar.




Meio desconfiado ele entrou, dando um certo pulinho ao sentir a agua tocar lhe o corpo, e em seguida um arrepio bom correr por si.




Eren então agarrou uma esponja sobre uma prateleira no alto da parede, e por fim um vidro de shampoo, este que cheirava a morangos do campo.




Levi ao correr os olhos no recipiente, resmungou um pouco ao perceber o garoto lhe tratar como criança. No entanto logo não se importou muito, pela primeira vez ele se sentia extremamente mimado, e sem perceber, ele estava começando a gostar muito da sensação de conforto que Eren lhe dava.




— Fica parado, vou esfregar seu cabelo — O menino Titan proferiu enquanto levava a mão com um pouco de shampoo e então começou a esfrega-lo com cuidado, fazendo Levi aos poucos soltar sons baixinhos idênticos a de um ronronar de um gato.




O que fez Eren sorrir bobo e prosseguir. Mas Levi parecia inquieto, um pensamento travesso lhe correu pela mente, o que o fez sorrir divertido.




— Espera, é isso mesmo que eu estou vendo? — Eren iniciou, fazendo Levi olhar lhe de cima a baixo desconfiado — Levi Ackerman sorrindo? Não! Isso não pode estar acontecendo! — Confessou zombando, fazendo uma cara de espanto enquanto tinha as mãos sobre a boca, reforçando ainda mais a expressão — Meu deus ou vai chover por uma semana ou vai fazer uma seca lascada! Olha! Olha! — Ele zombava do menor enquanto olhava para uma janela muito a cima deles, como se pudesse ver o tempo lá fora.




— Ah vai a merda seu pirralho! Meu deus como você é irritante! — Pigarreou Levi, alfinetando lhe enquanto Eren ria divertido. No entanto o pensamento de outrora veio a si novamente. Então ele virou o rosto olhando Eren com um sorriso diabólico, o que fez o maior travar e olhar lhe assustado.




— L-levi? Porque ta me olhando com essa cara? — Sua mão logo começou a tremer de nervoso; ele ia dando passos lentos para trás, mas não o suficiente já que o mais velho rapidamente conseguiu avançar sobre si e puxou lhe pela chave que portava sobre o pescoço, fazendo o cair com tudo dentro da banheira em seguida — LEVI! EU VOU TE ENFORCAR! EU JURO, NEM QUE TOME UMA BRONCA DEPOIS! — Yeager berrou alto tremendo de raiva ainda dentro da agua.




Levi rapidamente ao perceber que o menor logo lhe alcançaria ele correu novamente ao quarto e agarrou um roupão, vestindo o desajeitado e então saiu porta a fora do quarto indo em direção a cozinha.




Todos ao notarem o capitão entrar repentinamente no local, fizeram uma reverência em respeito, porém Levi pouco se importava para isso no momento, já que sua vida estava em "risco".




Ele olhou em todos agitado, procurando alguém para se esconder atrás, e para sua sorte Erwin estava ali; correu até ele se escondendo atrás de si, e com um sinal ele pediu silêncio a todos, que preferiam não questiona-lo, mesmo que estivessem cheios de duvidas.




Logo em seguida Eren apareceu na porta, vermelho de raiva e encharcando o chão embaixo de si.




— CADE ELE?! — Ele perguntou alto, o que fez Levi tremer um pouco sobre as costas cobertas de Erwin.




— Ele quem Eren? — Jean perguntou, o que fez o outro olhar lhe irritado.




— Não sejam cínicos, vocês viram o Levi passar por aqui! — Ele deu uma pausa conforme ia analisando o local — LEVI vou falar uma vez! Quando eu te achar eu juro que eu te ENFORCO SEU ANÃO DE JARDIM! — Ele berrou alto, o que quase causou uma crise de risos no Ackerman, que mordeu a língua segurando sua vontade imensa de rir.




Mas para sua infelicidade, logo Eren conseguiu lhe encontrar, e então avançou sobre si, mas ele fora mais rápido em desviar e correr para atrás de outra pessoa.




— VOLTE AQUI LEVI! EU AINDA NÃO ACABEI CONTIGO! — Eles começaram um certo zig zag pela cozinha, já que Levi conseguia driblar Eren por entre os móveis e ter uma crise de riso ao mesmo tempo.




— Mas, cê' ta bravo? Ta Eren? — Levi zombou, tirando risadas de Eren e um xingamento contra si.




— NÃO! Eu? Bravo? Imagina! — Ele disse cínico, enquanto os dois permaneciam um em cada ponto da mesa — Porque eu ficaria bravo COM VOCÊ ME JOGANDO DENTRO DA BANHEIRA COM ROUPA!? — Ele avançou novamente, desta vez quase o agarrando pela gola do roupão.




Todos assistiam isso paralisados, sem ao certo saberem o que fazer. Afinal não é todo dia que se via uma cena como está.




Então Levi correu novamente ao quarto, fechando a porta atrás de si e quase girando a chave sobre a fechadura. No entanto ele não tivera tempo o suficiente, já que o mais alto agarrou a porta e a abriu por completo, fazendo Levi dar passos perdidos para trás.




Com as mãos a frente do corpo impedindo qual quer avanço de Eren, e com uma expressão nervosa ele ria de nervoso.




— Eren! Ora se acalme! Não tem porque ficar nervoso em um momento como este não é? — Ele sentiu suas costas baterem contra a parede fria do banheiro, indicando que havia sido encurralado pelo outro.




O outro alternava o olhar entre si e a banheira, enquanto sorria cínico fazendo Levi se desesperar mais ainda.




Por fim resultou com os dois caindo dentro da banheira, e Eren fazendo uma serie de cosquinhas nele que ainda permanecia com o roupão; Levi por sua vez só conseguia gritar escandaloso enquanto sentia sua barriga doer de tanto rir.




No entanto esses gritos para os de fora pareceram mais como pedidos de socorro, já que todos saíram imediatamente da cozinha e correram para onde os dois se encontravam.




— EREN! O QUE VOCÊ PENSA QUE VAI FAZER-... — Hange exclamou alto, pensando que Eren estava tentando enforcar o outro na banheira e então chutou lhe certeiro em seu rosto fazendo ele cair para fora da banheira e bater com as costas e cabeça sobre a parede.




                         •////////•


Novamente Eren reclamava de dor enquanto massageava o local dolorido com as mãos. No entanto os dois ainda se sentiam envergonhados por terem sidos flagrados em um momento como aquele.




— Isso foi tudo culpa sua seu pirralho! — Levi repetiu mais uma vez, enquanto analisava as costas e a nuca do menino, que só estavam um pouco vermelhas pelo baque repentino — Levamos bronca do Erwin por causa de você e agora eu vou ter que ouvir muito mais tarde por causa de você! Ai que maravilha! — Pigarreou irritado, no entanto o outro ao ouvir isso chiou em protesto.




— Como é? Minha culpa! Foi você que me jogou na banheira a um tempo atrás! Não venha jogar toda culpa em mim seu chato! — Ele cruzou os braços como uma criança contrariada — E ainda por cima quem saiu machucado foi eu, já que EU que levei um chute da Hange! — Fingiu um choro, começando  a fazer drama. O que fez Levi revirar os olhos e se sentir um pouco culpado, mesmo que soubesse realmente que tudo não passava de uma encenação dele.




Puxou lhe pelos ombros, fazendo o deitar de costas sobre seu peito e em seguida deixou alguns cafunes em seu cabelo molhado.




— Fica quieto e aproveite que é só hoje. Não acostume ouviu? Não vou ficar te mimando não que tu não é criança, ouviu? — Levi perguntou, Eren confirmou com a cabeça sorrindo contente e se aninhando em si em seguida.




Porém o mais novo sabia que aquilo era mentira, já que o carinho que recebia era verdadeiro. Então ficaram ali por tempo apenas curtindo a presença um do outro, tendo nem que por algumas horas de paz. Já que no outro dia já teriam que voltar novamente ao inferno proporcionado pelos malditos Titans.


Notas Finais


Então gente espero que tenha sido do agrado de vcs, por favor comentem o que vcs acharam! Me motiva bastante viu! E se quiserem que eu escreva de outros personagens só pedir! Obg! 😊💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...