História Resgate de Um Coração Ferido Imagine Min Yoongi - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Tags Lovememarques
Visualizações 41
Palavras 1.442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Agora sei o porque ele quer voce,Marcando casamento?


Capitulo Anterior.

suga- Agora vamos pegar suas coisas,e vamos lá para casa,e antes passar num cartório,para marcamos o casamento.
Olhei para cara dele com os olhos arregalados,e ele sorriu,acho que é isso mesmo que ele ta querendo NE?,se casar,vamos ver como vai ser essa historia de morar na casa dele com aquilo tudo de homem Deus,isso não vai da certo.
Hana off
.
Cap atual
Dong- Que vergonha em pai,fazer uma coisa dessa ainda mais que ela e minha Irma,não tem vergonha não?
Jong- De que,querer ter ela,a virgindade dela,sabe,ela nem é sua Irma de sangue,nao teria se ela se ela fosse,mas não é
Dong- Porra pai,mas ela para todos os efeitos e sua filha,pois você a registrou,então....
Jong-Cara larga de ser lerdo,ela tem família,tem tudo,se eu casar com ela saio da lama de onde eu me enfiei,tudo e questão de grana,não ligo para ela.
Dong- agora tenho certeza que você é um homem baixo, nojento, vou te levar para a delegacia é o lugar que você merece.
Assim que o dong entrou no elevador com o seu pai, e apertou o botão para descer no térreo, seu pai o empurrou, e ele desequilibrou, e caiu, seu pai abaixou e o socou na cara,apertou o botão do andar do estacionamento indo direito para lá.
Parou e arrastou o dong já desmaiado para fora,e voltou no elevador indo para descer na portaria,saiu do elevador,passando pelo porteiro,e saiu portão a fora.
p.o.v Jong on
não vou desistir,ainda mais que agora sei tudo sobre ela,sei que ela tem uma fortuna para receber por causa dos pais falecidos,e sei que a família dela a procura,eu vou ter de tudo,tudo na minha vida.
Vou voltar ao auge de ter o mundo nas minhas mãos e eu não vou desistir,não vou aparar por aqui o que quero vou ate o fim.
p.o.v Jong off.

Suga on
To sendo precipitado?,muito,e eu ligo/,nenhum pouco,eu nao vou deixar o jong retardado usar e abusar da minha mulher e ponto final,estou aqui no quarto ajudando ela com as coisas,eu não ia levar nada não mas e as coisas dela então,vamos levar.
Arrumei tudo na mala,tudo que eu digo o pouco que ela tem,o jeito dela com as coisas,com os mínimo detalhar que me faz apaixonar por ela.
Assim que acabamos fomos,pegar as coisas do nosso pretinho,ai você me diz ,porra yoongi isso é nome de cachorro?,cara vai entender, ela deu o nome ,e vai ficar esse.
Ele estava correndo pela casa com uma bolinha um fofo cara,serio,eu passei a ver bichinhos de um jeito diferente por causa do tae,do jin,e por causa dela,o jeito deles com esses mascotes e coisa difícil de descrever.
Peguei ele,a mala,e ela a bolsa,e saímos,ela trancou a casa,fomos para a portaria,dando de cara com o dong com a cara machucada e o canto da boca ferido,e fez ela surtar,Deus,mas um problema na nossas vidas.
-- O que aconteceu cara?
Dong- meu pai yoongi,ele me bateu e escapou,agora fica de olho nela,pois ele pode ir atrás dela,vamos conversar em particular,pode ser?- Ele olha para a Hana que concorda com a cabeça.
Saímos para fora do prédio,e eu peguei o dong pelo braço e arrastei deixando a hana na portaria,fomos para frente do carro conversar.
-Desembucha,o que ta pegando?
Dong- Meu pai investigou a vida da hana disse que ela e rica tem muito dinheiro, tem fortuna,então ele quer ela por causa disso,ele quer se levantar da falência que ele entrou.
-- Mas como assim?,e ela não sabe de nada não?-Olho incrédulo para ele.
Dong- Ela perdeu a memória em uma acidente cara,eu vim para casa na época que minha mãe trouxe ela,e escutei minha mãe dizendo ao Jong sobre isso,eles querem ela pela fortuna que ela tem,yooongi a coisa e mais seria do que a gente pensa.,ela sem memórias,e como um anjo no escuro,ou melhor uma criança no escuro,ela se sente acuada,e sem saber o que fazer.
--Então esse e o caminho que ele quer seguir ficando com ela, ele fica com a herança que ela tem,safado,dong,você perante a lei e tutor dela,vamos comigo no cartório resolver isso?
Dong- Vamos,preciso por ela a salvo de tudo isso,pede ao namjoon para arrumar mais seguranças cara,se não pode ter problemas depois com eles,ela praticamente tem 18 anos já,e lembrando hoje e o aniversario dela,legalmente pela certidão dela,mas na outra não sei quando ela nasceu,então vai como esta na nova,ok?
-OK,agora vamos levar ela logo,e resolver isso,precisamos de padrinhos cara,quero você,so que tu não tem mulher,agora lascou tudo.
Dong- Vai se fuder branquelo,dou uma no pe da sua orelha safado,para ser verdade não tenho,e nem a hana tem amigas então lascou.
Vamos fazer assim,eu tenho uma amizade com a amiga da minha mãe peço a ela para vir.
Dong- Otimo entao chama,e vamos resolver isso,agora vamos buscar ela e você liga,e eu vou buscar meu carro,.
O Dong saiu para pegar o carro e eu liguei para a minha mãe,e ela mandou o numero da amiga dela,anotei tudo e disquei chamo ,chamou e ninguém atendeu?,lascou tudo.
Eu fui na direção da portaria,e dei de cara com a hana com nosso filho no colo,e a cena mais fofa de todas,me aproximei dela,e a beijei na testa,e ela fofa fechou os olhos,a segurei próximo ao meu corpo e a levei para o carro,abrir a porta e pus ela sentada,e afivelei o cinto.
Fechei a porta dei a volta,e entrei,pus o cinto, e peguei o celular e liguei pro namjoon,chmaou de primeira ele atendeu.
-
Ligaçao on
-- Hyung,preciso de ajuda,
Nam- O que aconteceu?
-- Eu preciso de um casal para formalizar meu pedido de casamento,o que eu faço?
Nam –Necessariamente nao precisa de um casal, pode ser duas pessoas do mesmo sexo ,que seja de sua confiança,no caso pode ser seus amigos,entendeu?
-Sim, então, você vem com os meninos?
Nam- Vou,quero saber dos mínimos detalhes de tudo que aconteceu.
-- muita coisa,vem que chegando La explico.
Nam- ok,já estamos indo,manda por mensagem o endereço.
--OK, obrigado.
Nam— Nao agradece ,família e para isso,então to indo.
Ligaçao off 
Dei partida no carro e mandei a mensagem para ele do endereço,não demorou muito para a gente chegar, o transito estava tranqüilo,chegamos La primeiro,desci dei a volta,e abrir o carro,tirei o cinto da hana,fechei o carro,ela com nosso filho ainda no colo,enrolado em uma manta.
Fomos na direção do cartório,e o dong nos alcançou no caminho,entramos,e o lugar estava tranqüilo,fui na direção da recepção,me curvei,e dei bom dia,e uma senhora me atendeu.
Se- Bom dia,o que o senhor precisa?
--Da entradas no meu casamento pode ser?
Se- Claro meu filho ,só quero os documentos seus e da sua noiva,que resolvo tudo agora.
-- Tenho que esperar as testemunhas chegarem,para resolver tudo?
Se- Podemos começar a resolver ate as testemunhas chegarem terminamos.
Dei nossos documentos para ela,e ela começou a digitar tudo,e eu fui me sentar com a hana num banco para esperar os meninos chegarem.
Não demorou muito pros meninos chegarem,saíram da van,e vieram a nosso encontro,entraram e a gente se levantou,cada um abraçou ela?,pêra que.ta maluco o que eu vi ,não acredito.
--Ou,pode largar,ela é minha então pode parando.
Hana- Rapaz Poe seu ciúme no bolso antes que eu saia pela porta a fora- ela se vira e sai.
Eu a puxo para perto fazendo nossos corpos se chocarem,e eu a abraço por trás,e a beijo na cabeça,e ela me aperta o braço.
--Perdão,desculpa,eu sou ciumento com o que é meu,amor,perdão,por favor.
Hana- Se aqui você esta assim,imagina eu morando com eles,o que você vai fazer?,brigar,discutir o tempo todo?,pode parando ou não vai ter nada entendeu?
--Entendi,perdão,tenho que aprender a me controlar.-a virei para mim,e a beijei.
Nam- Eita alguém vai ser domado,a há,já gostei de você em.-Ela fica corada.
-- Domado,ta maluco?,Se acha que sou o que em?
Jin- Vocês parem de vexame, não quero vergonha entenderam?-A gente olha para ele.
Todos,menos o Dong- Ok hyung,vamos nos comportar,
A hana o olha e rir,e não fala nada.

Já estava tudo pronto,o jin e o Dong vão ser as testemunhas,do casamento,que será em 45 dias se não acontecer nada ate La,.....juntei todos e fomos ao um restaurante comer algo,nosso filho estava quietinho no colo dela,não sei o que meu futuro me reserva,so sei se eu tiver que lutar para tudo da certo meu vou,pois não há nada que me fará parar agora,So por ela,faço qualquer coisa,eu ainda não sei o porque esse sentimento,so sei que minha mente perde se perde, quando estamos afastados,eu ainda quero entender o que ela tem,que me faz fica assim,com esse ciúme,esse amor todo,será que e ela,que vai me resgatar desse medo que eu tenho de ser feliz?
Suga off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...