História Resgate voo 29 - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Flight 29 Down
Visualizações 3
Palavras 1.449
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Romance e Novela, Survival
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem,boa leitura

Capítulo 9 - Oito é demais


Daniel pov's

-Estava na mata procurando alimento, era nosso oitavo dia aqui e acho que e realidade estava caindo sobre nós, nenhum avião, helicóptero ou grupo de busca,nem mesmo o grupo do capitão havia voltado, será que saímos tão longe da rota assim? adentrei mais a selva, precisávamos de alimento, as arvores mais próximas já estavam vazias, precisávamos dar um jeito de conseguir comida e rápido, havia encontrado algumas bananas, poucas, mas já era alguma coisa, ia voltar ao acampamento quando do nada vejo algo que me chamou a atenção, uma fita vermelha amarrada em uma arvore, me aproximei e peguei a fita, havia um bilhete amarrado nela assim que o abri me assustei com o que tinha escrito "-Socorro-",  fui correndo até o acampamento onde encontrei Luke e Kiara abrindo cocos-

-LUKE! você tem que ver isso, eu o encontrei na mata-Digo e mostro o bilhete a ele- estava amarrando na arvore com um pedaço de fita, a deixei lá para encontrarmos de novo-

-Ok, mas quem pois isso lá? -Ele pergunta-

-A questão é essa, não foi nenhum de nós estava muito longe da nossa rota de alimentos-

-Então deve ser do piloto e dos outros -Kiara diz entrando na conversa-

-Pode ser, mas e se tiver mais alguém na ilha? -Digo-

-De qualquer formar alguém esta em perigo -Kiara diz e fita Luke-

-É melhor contarmos aos outros -Luke diz e sai junto de Kiara, em poucos minutos eles voltaram com todos, pedi para que ele se sentassem e expliquei a situação-...resumindo, não estamos sozinhos- digo e lhes mostro o papel-

-Pode ser o capitão e os outros -Steve diz-

-Se for quer dizer que ele se perdeu, de novo- Cassandra diz e arquei um sobrancelha-

-Seja quem for precisa de ajuda -Kiara diz-

-Vamos nos dividir em 2 grupos e vasculhar a ilha -Luke diz  se levanta- Bem, Steve fia aqui caso alguém apareça, enquanto ao resto vai para a floresta, meu grupo vai ser eu, a Kiara e o Cameron, o resto vai ser o grupo da Cariba, vocês vão para o leste e a gente para o oeste, se em 1 hora não encontrarmos nada voltamos para ca ok?-

-Ok- todos respondem em coro-

-Ótimo, vamos -Luke diz e sai com seu grupo, em seguida saímos eu Cariba e Cassandra, estávamos andando a alguns minutos quando Cariba encontrou outra mensagem de socorro presa em mais um arvore, achamos melhor continuar naquela direção-

Kiara pov's

-Já estávamos andando ha uns 15 minutos, entramos em uma mata mais rasteiras, estávamos tentando nos orienta, quando notei algumas pegadas na terra, fui até elas e chamei Luke-

-Luke olha, são pegadas de botas de montanha- Digo me agachando ao lado das pegadas-

-tem razão, são de uma garota- Luke diz ao observar-

-ou de um cara bem pequeno- Cameron comenta-

-Estão apontando para aquela direção- Digo e Luke analisa-

-Ok, vamos continuar-diz e seguimos os caminho, estávamos bem afastados quando Cameron vê algo-

-Nossa- Cameron exclama,corremos até onde ele estava, vimos o corpo de alguém coberto por folhas, a única coisa que dava para ver nítida era a mão-

-Cameron, vai chamar os outros -Luke diz e Cameron sai correndo -Kiara, você fica aqui- diz e se aproxima-

-Sem chance -digo e me aproximo junto dele, Luke a virou o corpo de vagar e retirou as folhas de cima- É a Tory -Digo e limpo seu rosto -É ela mesmo, será que ela esta...-Ia terminar de falar mas Luke coloca sua cabeça sobre seu corpo-

-Ela esta respirando, mas não parece nada bem-Diz e a olha de um jeito, nunca vi aquela expressão no rosto de Luke, ele realmente parecia aflito, aquilo me deixou um pouco incomoda-

- Onde será que estão os outros? -pergunto-

-Isso não importa agora, temos que ajudá-la- Diz e a pega no colo- Tory, Tory fala comigo -Diz e acaricia seu rosto, aquilo tava sendo torturante pra mim, parecia que ele a conhecia a anos, suspirei com aquilo -E-e-eu não sei o que fazer, ki, me ajuda-ele tava desesperado, suspirei-

-Ela parece desidratado, então o primeiro a fazer é dar água, só que devagar, umedece os lábios dela primeiro e depois lhe de água -digo e começo a vasculhar minha bolsa- aqui usa isso para umedecer os lábios dela- digo e lhe entrego um lenço de pano, ele fez tudo o que falei com maior cuidado do mundo, meu coração tava apertado, queria gritar-

-Não ta funcionando-Diz e aproxima sua cabeça do peito dela de novo- ela esta desmaiada, não vamos conseguir acordá-la  -diz aflito-

-Calma, vamos levá-la para o acampamento, lá poderemos usar o quite de primeiros socorros que nem fez comigo-

-Ta, vamos-diz e se levanta com ela no colo-

-Ei devagar, se ela tiver com algo quebrado pegar ela assim vai piorar-Digo e ele arregala os olhos - calma, temos que carregá-la de uma maneira que ela fique reta- digo e ele me olha como se pedisse ajuda, olho para meu braço enfaixado e imobilizado -Acho que não tenho como ajudar muito- abaixo a cabeça-

-tudo bem os outros devem estar chegando, não se preocupe ki, você já fez bastante -diz e me fita-

-não exatamente, posso fazer mais, olha vamos fazer assim os outros devem estar chegando, espere eles aqui, eu vou para o acampamento separar o quite de primeiros socorro, com um pouco de água e álcool, ela esta meio quente se colocarmos algumas toalhas úmidas eu acho que pode ajudar a normalizar a temperatura dela -digo e ele me ouve atento-

-Ok faça isso e ki -Diz e o olho- Obriga do mesmo- diz e sorri, assenti e sai correndo para o acampamento, assim que cheguei lá contei  tudo para Steve que me ajudou a separar as coisas para a hora em que eles chegassem com ela, minutos depois vi  eles carregando ela-

-Eles chegaram- Grito pra Steve que vem com as garrafas de água e resto de álcool que encontramos no avião -Coloquem ela aqui -Digo e aponto para um saco de dormir na entrada da barraca, coloquei ele na sombra para que ela não ficasse exposta no sol, ali mesmo começamos a cuidar dela- ela se queimo feio, não pode ficar exposta ao sol, é melhor colocarmos ela na barraca até o sol abaixar, Steve tem aspirina no quite derrete ela na água precisamos baixar sua temperatura, Luke precisamos de mais água, Cameron pegue mais algumas toalhas, Cariba ela tem que tomar um pouco de água mesmo não engolindo, mas tome cuidado para ela não engasgar-Digo e todos começam a fazer as respequitivas tarefas-

-Ela vai ficar bem certo? -Cassandra pergunta-

-Espero que sim- Digo e ajudo Cariba e Daniel a colocarem ela na barraca, Cariba pediu para que Daniel saísse e deixasse apenas eu e ela cuidando de Tory, ficamos ali por horas tentando fazê-la acordar, ficamos ali durante um bom tempo até que a vimos se remecher-

-Cariba- Ouvimos ela sussurrar e abrir os olhos-

-Tory que bom que acordou-dizemos juntas-

-Vocês podem me dar um pouco de água?-ela pede e eu pego uma garrafa-

-Aqui, tome devagar ,não queremos que se engasgue, você esta desidratada mas assim que voltar a tomar água vai melhorar-digo e lhe entrego a garrafa, ela se senta e sorri pra mim-

-obrigado Kiara você não mudou nada, ta sempre querendo ajudar-diz e sorri - onde estou?-

-Olha longa historia, mas você acaba de entrar para o clube do resgate voo -Cariba diz e sorri-

-obrigada-agradece de novo-

-Não tem de que, agora precisamos ajudar você a se limpar e trocar essas roupas -Cariba diz e vai chamar Steve e Cassandra, as três voltam e a ajudamos a se trocar, depois de alguns minutos ela já estava pronta, a ajudamos a sair da barraca para que ela pudesse nos contar come se separou dos outros, ela nos disse que foi durante uma chuva, todos estavam dormindo e ela saio de sua barraca para tomar água, quando saio, caio de um barranco e não conseguiu voltar, fiou vagando por das sozinha e quando entrou em desespero, resolveu deixar pedidos de socorro pela ilha, mas teve uma hora que ela não aquento mais e desmaiou-bem agora não precisa se preocupar estamos todos aqui para te ajudar- Cariba diz e sorri-

-que bom que vocês me encontraram -diz e sorri para Luke que desvia o olhar e me fita, aquilo me incomodou, me afastei um pouco e fui tomar água, tinha dó de Tory por tudo que passou, mas ao mesmo tempo tinha algo dentro de mim que não gostava do jeito que ela olhava para Luke, havia algo que me dizia que oito era demais para o nossos grupo-



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...