História RESIDENT EVIL 4 - O Diário de Ashley Graham - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Ada Wong, Ashley Graham, Jack Krauser, Leon Scott Kennedy, Osmund Saddler, Personagens Originais, Ramón Salazar
Visualizações 13
Palavras 1.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tentei ser criativa ;)

Capítulo 6 - Dr. Salvador 2.0


Acordei com o calor do sol me aquecendo, me parece que hoje o dia será ensolarado, demoro um tempo para me acostumar com a luz que entra na cabana através das janelas, ao me acostumar com a iluminação, observo os colchões de Luís e Leon, eles não estão aqui, escuto passos no andar de baixo, eles acordaram mais cedo que eu. Me espreguiço e decido me juntar a eles.

- Bom dia meninos!

-Bom dia! - Eles dizem juntos.

- Dormiu bem? Indaga Luís. 

- Sim, mas, por que não me acordaram?

- Vimos o quanto você está cansada, e deixamos você dormir mais um pouco, estamos acordados desde as 7:00 da manhã. - Indaga Leon.

Olho para o meu relógio, são 9:34.

- Obrigada. Enfim, para onde vamos agora? Leon e eu estamos aqui em uma missão, com o mesmo objetivo, suponho...? Você ainda não me disse.

- Sim, minha missão tem mesmo objetivo que a sua. 

- Então devemos agir, para onde devemos ir? Luís, você parece conhecer melhor esse lugar do que nós dois juntos, suponho que isso tenha haver com o fato de você morar aqui em Madri.

- Então você nos deve dizer o rumo que devemos tomar.

- Serei o guia de vocês daqui em diante. Haha! Enfim, acho melhor passarmos pelo vilarejo, pois é o único caminho que leva até um dos castelos mais próximos.

- Qual dos senhores que iremos encontrar lá? - Pergunta Leon.

- Sinceramente não sei.

- Quer dizer que se ao entrarmos nesse castelo temos a chance de encontrar Saddler? - Pergunto eu.

- Não, certamente não, Saddler não ficaria em um castelo tão pequeno, o castelo onde ele pode estar não é um castelo, eu diria uma fortaleza, mil vezes mais protegida que qualquer castelo de seus aliados. 

- Entendo. - Digo eu.

-  Então?! O que estamos esperando? Vamos imediatamente a este castelo descobrir que senhor vamos enfrentar!

- Vamos! - Digo confiante.

~QUEBRA DE TEMPO~

Um tempo de caminhada depois, chegamos ao vilarejo, o atalho para o castelo, vai nos dar um pequeno trabalho lutar contra tantos Ganados, mas tudo bem, somos três, eu não estou sozinha. Nos aproximamos com cautela, e entramos no vilarejo sem sermos vistos, estamos tentando ganhar tempo, sacamos nossas armas e observamos cada passo dos nossos inimigos, não precisamos ter medo dos  Ganados, porém eles estão mais fortes, devemos estar atentos. Principalmente com um cara da motosserra que eu tenho certeza de ter visto quando cheguei. Avisto um Ganado à minha frente, os meninos fazem um gesto, indicando que é hora de lutar, não vamos conseguir sair daqui sem sermos vistos, então é melhor anunciarmos nossa presença, atiro na cabeça do Ganado, ele cai no chão, mas logo levanta, e olha pra nós, corre até mim, e me ataca com um machado, dou um chute na arma, dando um mortal pra trás e atiro nele loucamente, ele morre.

Anunciamos nossa presença, todos os Ganados correm até nós, atiramos em cada um, eles não querem morrer, se pelo menos eles sentissem dor... No meio do grupo, avisto logo o cara da motosserra, dessa vez ele trouxe amigos, ele e mais quatro!!! Relaxa Ashley, são só cinco caras armados com uma motosserra prontinhos para rolar sua cabeça fora, nada pra se preocupar, haha...

Nos trancamos em uma casa. Vamos armar um plano, olhamos uns pros outros, usamos os móveis para bloquear a abertura das portas, isso vai segurar eles por um tempo, mas não muito, precisamos nos apressar. Luís inicia a conversa:

- O que fazemos? Não precisamos nos preocupar com os Ganados, mas os caras da motosserra.

- Antes encontrávamos apenas um por vilarejo. -Leon

- Parece que eles chamaram amigos, odiei conhecê-los. -Ashley

- O que faremos Leon? - Luís 

- O plano é o seguinte: Ashley, você distrai os dois primeiros que encontrar, enquanto eu e Luís cuidamos dos outros três, você sobe no telhado da casa, e eu Luís vamos cuidar dos outros, pule da casa quando os outros dois te seguirem, pule la de cima, eu pego você não se preocupe. 

- O que você está tramando Leon?

- Vocês vão ver.

Ouvimos o barulho da porta quebrando. Começamos a executar o plano de Leon. Eu desço as escadas e encontro dois carinhas da motosserra, eu faço eles me seguirem, encontro uma escada que leva ao telhado da casa. Como o esperado, eles me seguem com dificuldade para subir as escadas, espero pelos dois encima da casa. Leon grita:

- ASHLEY! PRECISAMOS DE MAIS TEMPO!

Pra ganhar tempo a eles, derrubo a escada que eles estavam subindo, eles caem, e colocam novamente a escada no lugar após a queda, novamente eles tentam subir com dificuldade, aproveito e observo Leon e Luís, eles estão colocando gasolina? O que eles pensam em fazer? Eles jogam um galão de gasolina pra mim, rapidamente o pego. 

- ASHLEY! ESPALHE ESSA GASOLINA NO TELHADO!

Obedeço imediatamente. E vejo que os dois ainda tentam subir na escada, derrubo novamente, ganhando tempo para mim e os meninos. Os rapazes colocam gasolina pela casa, desviando dos Ganados, e dos Drs. Salvadores. Eles querem incendiar a casa! Leon enlouqueceu ou o que?

- ASHLEY! VENHA ATÉ A BEIRA! VOU PEGAR VOCÊ! 

Ando até a beira do telhado, os Drs, Salvadores conseguiram subir,  e agora estão vindo na minha direção, pulo para os braços de Leon, que me pega no colo com uma facilidade desconcertante. Ele me coloca no chão e corremos para dentro da casa, o cheiro de gasolina chega ao meu nariz, os caras da motosserra nos seguem, nesse meio tempo Luís derruba a escada, incapacitando os outros dois de descerem, o único jeito seria pular, mas eles não têm essa inteligência, corremos para o andar de cima e os três vem logo atrás, pulamos a janela, Leon assobia para Luís jogar o isqueiro, e a casa entra em chamas, corremos para sairmos de perto, depois de estarmos a alguns metros de distância, a casa explode, levando com ela os cinco caras das motosserra.

- Leon! Você enlouqueceu! Mas confesso que foi brilhante!

- Obrigado.

Luís se aproxima, vitorioso, estamos vivos. Foi um prazer matar esses monstros que já me deram trabalho no passado.

- Leon, eu ainda não entendo, poderíamos ter saído daqui sem eles nos matar, por que tivemos de queimá-los? - Luís 

- Por que de qualquer forma eles não ficam em só um vilarejo, eles vivem saindo daqui, pode ter um em qualquer lugar pelas florestas, melhor eliminar todos que vemos por aí. -Leon

- Entendo. - Luís 

- Peraí gente...

- Sim? - Luís e Leon

- Cadê os outros Ganados?

Olhamos ao nosso redor, o vilarejo está deserto.

- Talvez o sino da igreja tenha sido tocado? - Leon

- Talvez, mas quem fez isso?

- É o que iremos descobrir.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Confesso que inventei o plano do Leon na hora, mas ficou bom vai!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...