História Resident Evil : Survivor (Interativa) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, Resident Evil
Visualizações 22
Palavras 919
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Jonnhy Horan = Niall Horan
Tony Malik = Zayn Malik
Henry Clinton = Thomaz Costa
Kevin Harrys = Troye Sivan
Adam Thompson = Léo Cidade
Ruben Grey = Jean Luca
Benjamin Parker = Tom Holland
Justin Harold = Nick Robinson

Capa Léo Cidade

Capítulo 11 - Perigo


Fanfic / Fanfiction Resident Evil : Survivor (Interativa) - Capítulo 11 - Perigo

Johnny Horan

Já faz alguns dias que estamos nesse hospital, eu estava sentado sobre lençóis que haviamos colocado no chão para dormir junto a Tony. Ele estava comendo um enlatado.

Tony : Quer um pouco? É de galinha.

Johnny : Não, pode ficar pra você. - Beijei a bochecha dele.

Olhei os demais na sala, Kevin já estava se esfregando no Henry, o fogo desse garoto não passa.  Adam comia um enlatado enquanto Ruben dormia, Benjamin e Justin estavam apenas sentados sem fazer nada.

Tony : Ninguém avisou que o fim do mundo seria tão chato.

Justin : O fim de Raccon City, não do mundo.

Johnny : Como assim?

Justin : O vírus não saiu de Raccon City, o governo americano conseguiu isolar ele aqui, nessa cidade.

Henry : Significa que simplesmente podíamos sair da cidade e vocês não avisaram?

Justin : Vocês não podem sair, ninguém pode. A cidade está lacrada, não tem como abrir. Portões enormes.

Henry : Droga.

Benjamin : A melhor alternativa seria esperar pelo resgate.

Ouvimos tiros dentro do hospital, rapidamente pegamos as armas e nos levantamos.

Henry : Justin, abre a porta.

Justin abriu a porta mas um morto com uma coisa cravada no ombro que piscava estava ali.

Ruben : Fiquem longe dele!!! - Ele gritou.

Justin se jogou para bem longe do morto e nós nos afastamos também, logo o morto explodiu.

Henry : Vamos, cuidado para ver se não tem mais deles por ai.

Fomos andando pelo hospital enquanto ouvíamos os tiros, os seguimos até chegar ao saguão do hospital, um grupo de soldados da Umbrella eliminava os mortos.

Ruben : Oque? Como?

Henry : Eles estão vestidos diferentes dos outros.

Benjamin : A equipe Delta.... Não Henry... Não podemos enfrentar eles...

Kevin : E porque não?

Justin : A equipe Delta é o melhor esquadrão de elite da Umbrella. Seremos massacrados nas mãos deles.

Henry : Vamos ser otimistas, damos conta.

Benjamin : Mas...

Johnny : Fiquem tranquilos. Acho que já vimos esses caras, eles nos levaram pra base, vimos aquele de capuz.

Justin : Vector, ele é o melhor.

Seguimos o nosso caminho.

Lupo (Líder da Equipe Delta) : Avançar!

Abrimos uma das portas do saguão e abrimos fogo contra eles que logo retribuíram, pegamos cobertura atrás das coisas.

Lupo : Sobreviventes, eliminem.

Continuamos uma intensa troca de tiros com os mortos no meio, eu estava atirando quando Justin vem e acerta um chute em Vector que estava atrás de mim camuflado.

Vector : Você sempre foi um garoto burro.

Justin : Não é tarde pra você, acha que a Umbrella vai salvar você? Você é descartável para eles.

Justin e o cara de capuz começam a lutar no corpo a corpo e aos poucos as balas de ambos foram acabando, ambos os lados lutavam entre si e com os mortos usando facas, fui ajudar Justin, pois o cara de capuz era muito rápido, ambos lutamos contra ele e acabamos vencendo.

Justin : Desista Vector, você ainda tem uma chance. - Disse apontando uma pistola para ele.

Logo um Tyrant entrou na briga.

(Comando da USS) : Eles não são prioritários, sigam para o terraço.

Lupo : Vamos!

Eles todos foram embora e o cara de capuz ficou invisível, o Tyrant veio para cima de mim e de Justin que atirou contra a criatura, mas uma pistola é inútil contra um Tyrant, ele estava vindo e Tony subiu em cima dele começando a dar facadas, ele foi pego e o Tyrant o jogou contra a porta, fazendo a mesma quebrar, eu ia ir ajudá-lo mas o hospital explodiu e começou a pegar fogo. Uma fogueira de fogo entre nosso lado e onde Tony foi jogado nos separava.

Johnny : Tony!

Ruben explodiu a cabeça do Tyrant com algumas bombas logo depois.

Tony : Não, nem pense nessa merda, vai!

Johnny : Não! Não vou te deixar aqui... Eu não posso.... -  Comecei a chorar.

Henry : Johnny....

Johnny : Eu não vou deixar ele aqui!

Tony : Vá.... Eu te amo Johnny....

Johnny : Não... - Tentei atravessar o fogo mas Henry me pegou e me colocou sobre os ombros enquanto eu gritava.

Adam : Vamos logo, antes que o prédio desabe.

Johnny : Me solta filho da puta! Não podemos deixar ele aqui!

Henry : Eu sinto muito Johnny, mas não posso deixar você ir.

Seguimos, comigo me debatendo sobre os ombros de Henry enquanto os outros matavam os mortos no caminho,alguns pegando fogo. Fomos andando, eu chorei o caminho todo até chegarmos a porta das ambulâncias.

Ruben : Eles desativaram todos os explosivos.... Como isso foi possível?

Benjamin : Avisamos sobre eles....

Chegamos na rua e Henry me tirou de seus ombros, eu o olhei.

Henry : Você tá bem?

Johny : - Dei um tapa na cara dele enquanto chorava - Você abandonou o Tony para morrer!

Henry : Não tinha oque fazer!

Johnny : Era só atravessar o fogo!

Henry : Muito simples isso que você está propondo! Eu não podia deixar você morrer também.

Johnny : Porque não?

Kevin : É... Porque não?

Henry : Eu não podia porra, você é meu amigo.... - Ele deixou algumas lágrimas escaparem.

Eu percebi que ele estava chorando, coisa que nunca havia visto o Henry fazer. O abracei e ambos chorávamos. Mas fomos interrompidos por soldados bem armados.

Soldado : Essa é uma área de quarenta!

Ruben : Somos sobreviventes.... Quem são vocês?

Benjamin : Não é óbvio? São as forças especiais, os Spec Ops!


Notas Finais


Continua....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...