História Resista, Park Jimin - Vmin - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts
Visualizações 121
Palavras 2.693
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 2 - Park Bom


Fanfic / Fanfiction Resista, Park Jimin - Vmin - Capítulo 2 - Park Bom

Narradora on (18:09pm)

O pequeno Jimin ao comer até se sentir satisfeito foi direto pro quarto, no qual ele depois se banhou e vestiu uma roupa quentinha e confortável já que enquanto anoitece o clima esfria cada vez mais.

O moreno pegou seu celular e fone, trancou a porta do quarto e fechou as janelas  com sua cortina azul bebê pois dava pra ver Kim Taehyung do outro lado estudando em sua escrivaninha que ficava de frente para janela. Jimin observou o garoto por alguns segundos analisando suas vestes, livros em mãos e uma caneta esferográfica de tinta azul encostada em sua bochecha. Park olhou mais uma vez para o moreno que usava um óculos agora e riu achando fofo o pijama do menino. Era um pijama azul de bolinhas amarelas com um capuz em sua cabeça de cor vermelha. (Referências ao Tata).

ChimChim, apelido dado ao Taehyung, foi até o meio do quarto enquanto ouvia uma música de seu cantor favorito, Chris Brown - Take you down. Seus movimentos eram sensuais deixando Kim do outro lado da casa meio afobado pelo que via por um vão espaçoso deixado propositalmente pelo Park.

Kim tinha suas mãos em seu membro exitado pela primeira vez por um garoto. Ele já sabia o significado daquilo e é simples. Ele não é apenas hetero e possivelmente Bissexual ou Gay. Em nenhum momento se assustou pois sentia que gostava de Park mais que amigo, e teria que descobrir a sexualidade de Park que é Gay. O baixinho tirou essas conclusões ao ver o quão excitado ficou quando viu o abs do seu colega de classe Jeon Jungkook.

Jimin ao perceber olhando no canto dos olhos Taehyung hipnotizado, decidiu tirar sua blusa branca revelando um abs recém formado pelo excesso de exercício feito por ele mesmo. TaeTae por outro lado teve que ir ao banheiro as pressas. Onde começou uma masturbação pensando em quão bom seria toca-lo porém se repreendeu por pensar em algo como aquilo já que tem somente 13 anos.

Jimin ao ver aquilo, sorriu parando junto com música. Foi tomar mais um banho depois de ter dançado umas 15 músicas seguidas. Colocou um pijama amarelo com orelhas de cachorro. Se sentou na escrivaninha no canto da parede próxima a janela, e começou a ler um livro de história sobre a Rússia.

 ...

Jimin on ( 09:30 am)

Lá estava eu, deitando de lado com o olhar na parede a minha frente, com fones de ouvido e claro, pensativo. Eu não estava nem um pouco afim de ir pra casa de Kim Taehyung, mas é extremamente deselegante desmarcar algo, pior é que ele nem me perguntou: " Você quer ir Jimin?" 

Acho que já sabia minha resposta, por isso não me perguntou. Eu sou filho do dono da Samsung e uma design de roupas de grife, no caso a Gucci. Porém não vivemos de forma ostentadora, vivemos como pessoas de classe média, não gostamos de mostrar o quanto de dinheiro temos ou deixamos de ter. Comemos do bom e do melhor pois meus pais sempre me disseram desde dos 6 anos que " Não importa sua condição financeira, mas sua comida há qual você come deve ser sempre de qualidade pois é a única coisa que você pode aproveitar adequadamente." Eu aprendi isso perfeitamente. Como minha mãe é design da Gucci, acabo por sempre usar as roupas até mesmo antes de sair nas lojas ou ela mesmo faz roupas para meu pai e para mim. Isso acontece a mesma coisa com meu pai, ele sempre me trás o novo celular para que eu teste e caso esteja bom ao meu ver, ele manda fabricar mais acabando por ter um celular de três a três meses. Mas isso ocorre quando quero mudar, caso não queira eu dou pra alguém depois de ser lançado claro. 

Na escola acham que sou filho de pessoas de classe baixa, mas os professores e o diretor sabem de quem sou filho então acaba que sou idolatrado, chatooo! Não ligo pra classe ou essas merdas aí. Meus pais me ensinaram a respeitar até quem não merece respeito assim não perderia minha pose de alguém educado e responsável de meus problemas. 

Minha mãe é muito bonita, carinhosa, gentil e preocupada. Ela não é só design, também é pediatra ou melhor, já foi uma pediatra muitíssima famosa, foi aí que ela conheceu meu pai. Park Min é seu nome, cabelos pretos na raiz porém nas pontas do cabelo elas faziam um degrade até o cinza aos poucos e chegava até a metade das costas. Sua altura não passava dos 1,57, suas unhas eram longas com estilo bailarina de cor nude, assim como o batom em sua boca, olhos puxados levante e grandes de cor castanho claro , nariz fino e rosto bem delicado, natural em formato de "v" um rosto que muitos coreanos gostariam de ter sem precisar fazer cirurgia plástica. Seu corpo possuía seios médios, uma cintura fina de tanto praticar exercícios, sua bunda era grande como a minha, pernas não muito grossas porém combinava com seu corpo esbelto. Era uma mulher que causava inveja em qualquer uma, meu pai teve muita sorte de achar alguém com uma personalidade simples e meiga, e claro muito bonita.

Meu pai consegue ser ainda mais belo ainda.  Seu jeito brincalhão, preocupado, gentil e se faz de cara mal para as pessoas de fora porém com sua família é o oposto de sério e grosso. Dono da Samsung porém detesta esbanjar sua riqueza, isso é esnobe ao seu ver e concordo com ele e minha mãe. Park Jihun é seu nome, cabelos tingidos de ruivo alanjado, seu corte de cabelo era o "tigela" porém em sua testa era a mostra pela divisão. (Aquele corte do Jimin em run). Papai era alto, tinha seus 1,78, suas mãos eram grandes o suficiente para engolir a minha e de minha mãe. Sua boca era rosada, olhos bem puxadinhos ao ponto de quando sorrir formava uma linha, é igual ao meu sorriso. O famoso "eye smile", seu nariz é fino, rosto oval e bochechas um pouco cheinhas. Corpo bem malhado, com abs bem marcado, coxas grossas e uma bunda maior que a da minha mãe, acho que puxei um pouco da bunda dos dois. Muitas mulheres dava em cima de meu pai mas ele é do tipo que se você não sair de perto dele quando ele disser: "cai fora". É provável que faça um escândalo ao ponto de chamar a polícia. Sim, meu pai é bem pior que minha mãe, embora ela grita falando que estar tentando estuprar e assediando, acaba sendo engraçado ver eles assim.

A porta do meu quarto foi aberta revelando meus pais com... KIM TAEHYUNG!!!

- Filho, chamamos Taehyung e sua familia para jantar com a gente mais tarde, pois eles nos chamaram pra almoçar lá,certo? - Meu pai fala sorrindo amigável para Taehyung.

- Tudo bem, mas poderiam ter batido na porta. E se estivesse pelado? Ou fazendo outras coisas mais íntimas? Iriam me pegar assim desprevenido? - falo vendo meus pais rirem e pedindo desculpas pelo ocorrido, depois os vejo saindo do quarto deixando eu e Taehyung a sós.

O garoto usava uma camisa branca, uma calça preta de couro e um tênis snikers preto com cinza, seu cabelo estava bem arrumado, em seus olhos tinha um óculos oval usado pelo garoto ontem e na sua cintura uma blusa de manha longa xadrez verde.

- Bom dia ChimChim! - Disse sem expressão.

- Tá fazendo o que aqui? O almoço e daqui algumas horas, não venha me perturbar! - falo sem paciência.

- estou bem sim ChimChim, obrigado por perguntar também. - Fala andando até minha estante de livros.

- Aff, não mexa em nada, vá pra sua casa arranjar quem perturbar. - me deito novamente.

- Hoseok também gosta de dançar, vocês seriam ótimos amigos. Antes que pergunte, Hope é meu meio irmão por parte de pai. Eu tenho dois irmãos Kim Seokjin e Kim Namjoon. Mas eles nunca estão em casa para me dar atenção, Jin mora em Califórnia com Namjoon por causa do trabalho. Antes eles me ligavam todos os finais de semana, agora eles me esqueceram, por mais que eu goste muito de Hope, ainda prefiro meus irmãos no qual cuidavam de mim quando eu tinha 5 anos até 9 anos. - o moreno tinha sua voz chorosa, dava para sentir que ele chorava, eu sabia exatamente o que ele sentia mas a diferença foi que minha irmã mais velha foi embora para sempre, Park Bom, ela morreu quando eu tinha 10 anos, morreu de parada cardíaca após ser atropelada enquanto brincava comigo no parquinho.

Flashback 

Hoje eu iria sair com a minha irmã, ela disse que queria me levar pra tomar sorvete e brincar no parquinho, ela tem 18 anos, muito bonita. Seus olhos são grandes como o de mamãe e cabelos pretos e longos também. Ela tem uma voz maravilhosa. Tão doce. Sempre rodeada de amigo assim como eu, ela me ensinou muita coisa. Suas melhores amigas são a tia CL, Minzi e Dara. Elas vão sempre em casa brincar comigo.

- Jimin -ssi vamos meu anjinho!! - Ela disse descendo as escadas com seu vestido de rosas vermelhas e cor preto que vai até os joelhos. 

- Vamos noona!! Estou levando Chimin pra brincar com a gente.- digo lhe mostrando o brinquedo que eu havia desenhado e minha mãe o fez de pelúcia. 

- Que homenzinho mais lindo, vai encantar alguma menina?

- Que menina o que Noona, eu vou sair com você e preciso estar bonito.

- Está certo, vamos!

Ao sair de casa passamos o dia todo no parquinho tomando sorvete e brincando, quando a noona me diz que deveríamos ir pois mamãe iria fazer bolo de chocolate com leite gelado, delicioso.

- Jiminie, você está tão lindo, vamos tirar uma foto antes de ir. - a morena tira uma câmera da bolsa, na qual a câmera revelava a foto logo após ser tirada. Tiramos quatro fotos no total. Mas o vento levou a foto até o outro lado do parquinho onde ficava a saída. - Oh! Jiminie vamos pegar nossa foto! Antes quero te dizer que sua boca está suja, deixa eu limpar... pronto, garotinho fofo, sua Noona te ama muito, muito, muito!! - Noona me da um beijo nas minhas duas bochechas então retribui dando vários beijinhos em seu rosto fazendo ela rir.

- TE AMO NOONA!!

- EU TAMBÉM!! Agora vamos pegar nossa foto que o vento levou. - pega em minha mão e fomos indo até a saída não muito longe.

Nos olhamos pela última vez sorrindo já que daríamos a foto para mamãe e papai. Ao chegar na porta a noona solta minha mão e limpa a foto depois sorrir e me dá a foto, porém antes de Jimin ver, veio um carro em nossa direção, foi muito rápido. Apenas sentir alguém me empurrando para o chão, fazendo eu me machucar no joelho e no cotovelo. Deixei algumas lágrimas saírem dos meus olhinhos mas quando virei em direção a Noona para pedir ajuda. Chorei mais ainda. Noona estava encostada na grade do parquinho, na sua frente tinha o carro que pressionava seus corpo. Me levantei indo até a Bombom, ela chorava, estava doendo tanto. 

- Noona!!! Noona por favor, seja forte!!

Pego sua bolsa no chão e ligo para a ambulância logo depois para mamãe e papai.

Noona...

Subo em cima do carro ao ouvir Bom me chamar.

- Meu anjinho...S-Se eu não sair dessa, promete que vai ser sempre meu Jiminie? Prometa a Noona que vai ser feliz independe do que seja? Vai estudar e ser um bom filho? Prometa a Noona nunca deixar de sorrir? Eu te amo meu pequeno Chimin! Noona vai sempre te proteger, não importa onde eu esteja. Diga a papai e mamãe que a Noona os ama muito? Noona tem um presente pra você no quarto dela, debaixo da ca...ma...Eu amo...vo...cês.

- Noona? NOONA! NOONA!!- Eu balançava Bom em seu último abraço mas ela não dizia uma única palavra. - NOONA NÃO DEIXA JIMIN AQUI!!JIMIN TE AMA NOONA!! EU PROMETO NOONA, PROMETO TUDO!!!! 

Sinto alguém me puxando, era o papai chorando enquanto mamãe ao sair do carro desesperada, cai de joelhos gritando pela Noona. A ambulância junto com os policiais tiram a nona de lá, eles disseram que ela desmaiou de dor. Papai me colocou no carro junto com a bolsa da Noona e pediu a Jonghyun me levar para casa.

Eu chorei ainda mais, me joguei no chão e fiz escândalo pra deixarem que eu fosse com a Noona , mas papai me olhou e pediu para que eu fosse para casa, assim que ela acordasse ele iria me buscar para ir vê-la. Por outro lado minha mamãe também estava sendo levada pela ambulância pois tinha tido uma recaída pelo susto. Papai beijou minha testa e foi  rapidamentepara a ambulância.

Jimin estava já dormindo no carro enquanto tio Hyungwon me levava para ca. Chegando em casa , acordei com o barulho da garagem abrindo corri para o quarto da Noona onde lá deitei abraçando seu travesseiro. Tio Jonghyun entrou no quarto dizendo " Você esqueceu isso pequeno." Logo saindo, viro a foto e eu e  Noona estávamos fazendo careta sorrindo. Voltei a chorar ainda mais ao lembrar que essa foto havia causado o acidente. 

"Noona tem um presente pra você no quarto dela, debaixo da ca...ma"

Olhei de baixo da cama vendo uma grande caixa azul, ela era grande e funda. Ao abrir, vejo que tinha um monte de coisas do Chimin feito por Noona e minha mamãe. 

Mamãe, você está bem certo? Noona vai volta pra casa em breve certo?

Uma semana depois....

Eu estava no hospital com a Noona brincando, levei dois Chimin, estávamos felizes, Noona iria sair daqui uma semana, eu estava muito feliz porém Noona não pode mais andar isso ainda a deixa triste mas eu tento anima-la. Não sei se está ajudando ou se ela está fingindo que está ajudando mas vou cuidar muito bem da Noona.

- Vocês estão me deixando feliz, mamãe, papai, Jiminie e meninas, eu amo muito vocês ainda mais por estarem me apoiando numa hora dessas. Vocês são os melhores!! - ao terminar de ouvi, todos nós abraçamos ela, a Noona disseram que iriam trazer algumas coisas para poder fazer ela se distrair quando estiver sozinha. Papai se deitou no sofá e mamãe foi pedir comida para nós quatro.

No final da tarde Noona estava dormindo comigo quando...

Piii.........(som da máquina de batimentos cardíacos)

Eu não sabia o que era aquilo, mas papai apenas saiu gritando por ajuda o que me fez entrar em desespero. O que está acontecendo?

Olho para noona e começo a chama-la mas ela não abria os olhos. Será que desmaiou de novo? Deito a cabeça em seu coração porém... ele não está batendo... foi aí que Jimin entro em desespero. Os médicos me entregaram ao papai, mamãe me abraçava junto ao papai. O médico estava com duas máquinas no peito de Noona, papai disse que aquilo serve para reviver a pessoa mas as vezes não funciona pois papai do céu não quer que aquela pessoa sofra mais nesse mundo.

Park Bom morreu as 21:30 da noite.

...

Jimin estava olhando aquele caixão, com a Noona dentro. Bombom havia ido para o céu. Olho aquele caixão descendo ainda aberto, saio do colo do papai e jogo o Chimin favorito da Noona. Assim ele é fechado logo a terra começa a cair sobre o caixão. Aos poucos as pessoas iam saindo mas eu ainda sim continuava  de frente aquela lápide, ignorando qualquer palavra ou afeto. Aceitando apenas o carinho do meus pais. 

Estava na hora até ir para casa, olho mais uma vez enquanto sou levando ao carro, deixando um adeus com uma lágrima solitária cair.

Flashback off

Me levanto indo até Taehyung, por mais que não conhecesse o garoto direito, eu o abracei  assim como fui abraçado pelos meus pais na morte de Park Bom .

...

Estava na hora do almoço, passei a manhã toda tentando alcamar Taehyung, ele me ajudou a escolher uma roupa e depois fomos juntos com meus pais a casa de Taehyung.

- Sejam bem vindos família Park, por favor entrem.- a mulher na porta idêntica ao Tae diz dando espaço para entramos. Tiramos os sapatos e assim entramos olhando o qual bonita era a casa.


Notas Finais


Chorei pra escrever esse capítulo, mas está aí

O próximo será o almoço e jantar. Jimin ainda não confia em Taehyung porém sente que pode começar a lhe dar um pouco de confiança.

Próximo capítulo

Taehyung após comer chama Jimin para conversar, será que ele irá dizer o que fez por causa da dança do garoto?


Comente, critiquem e sla
Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...