1. Spirit Fanfics >
  2. Resistentes sem glória >
  3. O primeiro degral

História Resistentes sem glória - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Minha primeira historia =)

Capítulo 1 - O primeiro degral


  2/10/1958, un pais ao norte do continente de ERA, no passado un de seus principais fornecedores agricolas, e sua principal colonia chamada de colonia A, hoje chamada de Petralika a grande naçao! Os pastos perderam lugar para grandes industrias a vapor e linhas férreas, mas a qual preço? Guerra civil, fome, trabalhos forçados, enfermidades e corrupção. Un governo militarista autoritario chegou ao poder após 5 anos de guerra civil, execuções em meio a praças publicas se tornaram uma cena comun entre os trabalhadores, que se forçavam a continuar trabalhando por conta do medo de desobedecer e ser o proximo naquele paredao de fuzilamento. Mas sera que mesmo com tudo isso acontecendo, ninguem via uma soluçao? Nao sabiam dizer a palavra basta!? Bem........ Muitas coisas estavam para mudar....

1958 o dia da mudança

  

Umas das primeiras linhas ferreas abandonadas ao sul do pais, a linha 113 AB, que foi desativada no ano da morte de seu criador, Anatolly Bircah. Deixada a mercê do tempo serviu como uma luva para o estabelecimento de uma base de operaçao rebeldes, contra o atual regime de Petralika. O grupo era formado por mais ou menos 200 guerrilheiros, em sua maior parte ex fazendeiros e operarios de grandes industrias, se auto entitulavam de URL: União Rebelde pela Liberdade. Em anos passados orquestraram emboscadas e saques a comboios e bases de treinamento militar, naquela epoca o grupo era constituido por 600 guerrilheiros e alguns agentes de inteligencia infiltrados em bases de treinamento. Apos alguns anos de frequentes ataques, o grupo começou a perder sua força, sendo traidos por seus proprios agentes que vazaram as localidades de suas bases em troca de dinheiro e trabalhos mais leves. Hoje tentam sobreviver com o pouco armamento que restou de " seus tempos de ouro" como os mais intusiastas dizem.

  Chovia muito, estava muito frio, nem mesmo a luz da lua chegava tão abaixo daquela linha de trem enferrujada, muita lama, pouca comida e nenhuma Medicina. Assim era a vida dos que restaram, dos que nao morreram e dos que nao se renderam, un ambiente morbido, triste, seco, mas mesmo em um lugar como esse havia uma pequena chama de alegria.

  - fazia tempo que nao ouvia essa musica - suspirou - que sensação nostalgica - disse uma mulher ruiva bebendo un gole de cachaça, enquanto se acomodava encostando-se em uma das parades de uma vagão abandonado, que chamava de casa.

  - Deve ser porque ela é proibida nao? - disse un homen rindo com o violão na mão sentado em uma cadeira improvisada de entulhos.

É - tomou mais un gole - talvez isso tenha ajudado, mais gente devia conhece-la, sabe? É uma musica tao bonita - por um momento perdida olhando pela janela a chuva.

  - Pelo menos aqui ela nao é - ascendendo un cigarro - o nosso sonho parece tao diatante ainda - com un pesar na voz fingindo una alegria momentanea - queria que nossas operaçoes voltassem a acontecer.

  - Yuri.... - voltando a realidade, se virando ao encontro de seu amigo - fomos traidos! Isso fodeu com tudo oque tinhamos conquistado - a raiva era evidendo no rosto da garota - tinhamos o apoio do povo - sua voz desacelera e toma un tom melancolico - se tivessemos aguentado de pé un pouco mais.... 

  Uma enorme penunbra de silencio refletivo invade o local, deixando audivel somente as gotas de chuva que caiam com ferossidade no teto daquele vagao. Mas ja quando os dois estavam prontos para quebrar o gelo e voltar a cantar, un inesperado bater na porto rouba suas atençoes.

  - Quem tivet ai dentro, o comandande chamou todo mundo prama uma reunião aos pés da locomotiva - falou o desconhecido em tom seco.

  Os dois se entereolharam rapidamente pondo-se a se arrumar e sair. A locomotiva principal é o palanque de ordem de todas as antigas açoes so grupo...... Alguma coisa estava por vir.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, logo mais trago un novo capitolo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...