História Resolução de um Herói - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias The Loud House
Personagens Bobby Santiago, Clyde McBride, Lana Loud, Leni Loud, Lily Loud, Lincoln Loud, Lisa Loud, Lola Loud, Lori Loud, Luan Loud, Lucy Loud, Luna Loud, Lynn Loud, Personagens Originais, Ronnie Anne Santiago
Visualizações 163
Palavras 6.642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


(((((((POR FAVOR LEIA ESSE TEXTO))))))))

Oi pessoal depois de 8 meses estou trazendo o capítulo 5 de resolução de um herói talvez eu tenha que futuramente achar uma nova maneira de me comunicar com vocês então por favor poderia me dizer o que posso fazer pra continuar atualizando vocês sobre as coisas que acontecem já que o spirit não aceita mais que eu envie só as notas do autor.

Capítulo 5 - A Primeira Noite


Fanfic / Fanfiction Resolução de um Herói - Capítulo 5 - A Primeira Noite

(Lincoln p.o.v) 

6:30 da manhã, eu simplesmente desisto de tentar dormir, já que praticamente passei a noite em claro tentando achar uma explicação para o ocorrido na noite passada e até agora não achei nenhuma resposta para as duas perguntas principais: Quem? E Por quê? 

Eu me levanto e escuto o barulho de algumas das minhas irmãs no banheiro e lá em baixo. Saio do quarto e vou para a fila do banheiro esperar bem atrás de Lucy e Luan. 

Lucy: Lincoln, você tá bem? (Perguntou Lucy no seu tom monótono) 

- Claro, por que não estaria? (Eu respondo tentando disfarçar que eu não preguei meus olhos a noite toda) 

Luan: Como dizer... Você tá com uma cara igualzinha a tia Ruth depois de limpar a caixa de areia dos gatos dela! (Disse soltando sua famosa risada e nem eu, nem a Lucy rimos) Mas falando sério, parece que passou a noite em claro, tá tudo bem? 

- Tá, claro. Só uma noite não bem dormida, nada que um café não resolva (Eu respondo quando a porta do banheiro se abre) 

Lana: Quem é o Spike da mamãe? (Lana saiu do banheiro segurando o seu mais novo guaxinim de estimação) 

Lucy: Lana, por que você levou o... Spike pro banheiro com você? 

Lana: Por que não levaria? (Ela respondeu se afastando) 

- Ok... Luan, sua vez (Eu digo e ela entra no banheiro) 

Após esperar até chegar minha vez, eu entro no banheiro e jogo água no meu rosto, pra dar uma melhorada na minha cara, depois eu escovo os dentes e vou pro andar de baixo, onde vejo a Lori fazendo panquecas com a Leni e a Luan sentadas na mesa esperando ansiosamente por elas. A Lynn estava na sala vendo o jogo de futebol na tv e Lucy estava sentada ao seu lado lendo um livro de terror pelo que tava escrito na capa, a Lana estava sentada no pé da escada acariciando o Spike e a Lisa... cadê a Lisa? 

Lori: Bom dia Lincoln (Lori me cumprimenta junto com todas as outras que eu ainda não vi) O café já tá quase pronto. 

- Não precisava ter feito o café, eu podia ter me virado (Eu respondo parando ao lado de Leni) 

Lori: Ah vá Lincoln! Eu faço questão de preparar o café para os meus irmãos. 

Luan: Na verdade, todas nós fazemos questão de que a Lori prepare o café (Ela disse com a boca salivando) 

Lori: E tá pronto! (Ela disse mostrando um prato cheio de panquecas, era uma pilha enorme, que até era preciso equilibrar todas aquelas panquecas no prato) Vamos co... 

Lynn: GOOOOOOOOOOL (O grito que a Lynn soltou assustou todos nós, até a Lucy acabou jogando o seu livro no ar pelo susto. Nesse tempo, a Lori largou o prato de panquecas e rapidamente eu me jogo no chão e agarro o prato antes dele cair, sem deixar nenhuma panqueca cair) 

Lori: Essa foi por pouco (Disse me ajudando a me levantar enquanto eu segurava o prato) Belos reflexos Lincoln. 

- Valeu 

Lynn: É isso aí! O time da casa detona! (Dizia Lynn enquanto vinha para a cozinha acompanhada de Lucy e Lana) 

Lana: Pega leve na gritaria, você até arrepiou os pelos do Spike 

- Gente, cadê a Lisa? (Eu pergunto) 

Lisa: Aqui estou (Disse ela entrando na cozinha) Perdão pelo atraso, no laboratório eu mal durmo então aproveitei para dormir mais que o normal hoje.

Lori: Tá tudo bem maninha, na verdade, você chegou bem na hora, vamos comer! (Disse ela colocando o prato de panquecas na mesa) 

Todos nós nos sentamos e começamos a pegar as panquecas que a Lori havia feito, eu mal podia esperar, acho que essa seria a primeira vez que eu comeria alguma coisa feita pela Lori, eu pego o meu garfo e... 

Ding Dong 

Lisa: Quem é o inconveniente que se atreve a nos interromper durante a refeição mais importante do dia? (Perguntou Lisa, que apesar de não demonstrar, também queria muito provar as panquecas) 

- Eu vou lá ver (Eu digo me levantando) 

Vou até a porta e assim que eu abro, mais uma vez, me surpreendo com a pessoa que estava lá. 

- Luna? (Eu digo a olhando de cima a baixo, já faz tantos anos que eu não a vejo pessoalmente, ela não mudou quase nada, continua com o mesmo estilo de sempre e ela também arregala os olhos e me olha de cima a baixo) 

Luna: Lincoln? É você mesmo irmão? (Ela me pergunta incrédula) 

- Ao vivo e em cores (Eu digo abrindo os braços e sem demora, ela me abraça com força e eu retribuo) É bom ver você de novo. 

Luna: Você não sabe... sniff... Como eu tô feliz em poder te abraçar de novo! (Ela disse me agarrando com mais força e após algum tempo, nós nos separamos e eu reparo nas malas e na guitarra que ela trazia nas costas) 

- Eu suponho que você também veio mais cedo pra passar um tempo aqui né? 

Luna: É... peraí. “Também?” Eu não fui a primeira? (Ela para e começa a sentir o cheiro no ar) Que cheiro bom? Você tá fazendo panquecas? 

- Correção: A Lori tá fazendo panquecas. 

Luna: A Lori tá aqui? 

- Não só ela. A Leni, Luan, Lynn, Lucy, Lana e Lisa também estão. 

Luna: Caraca, então eu sou uma das últimas a chegar?! 

- Ei, relaxa. É bom ver que quase todas vocês estão aqui, agora entra, que o café está na mesa! 

Nós dois entramos e todas repararam em Luna e rapidamente se levantaram e foram cumprimentá-la e abraçá-la. 

Luna: Cara, eu não esperava encontrar todas vocês aqui. 

Lori: Pois é, em breve eu acho que todos estaremos reunidos aqui de novo. Agora, por que não se junta a nós no café, eu fiz minhas famosas panquecas! 

Luna: Vocês não ligam de eu me juntar a vocês? 

Lynn: Até parece né, Luna? Agora vamos, que meu estomago tá vazio e meu motor precisa de combustível! 

Todos nós nos sentamos e finalmente eu pude provar a comida da Lori e caramba! Acho que foi a melhor panqueca que eu já comi, sem brincadeira, a Lori manda muito bem na cozinha. 

Luna: Caramba, essas são as melhores panquecas que eu já comi! (Disse ela se deliciando com o prato) 

Leni: Eu sempre disse que ela era a melhor na cozinha. 

Lynn: Isso com certeza ela é (Disse Lynn um pouco antes de soltar um enorme e barulhento arroto) Ufa, esse é um sinal claro de que o tanque está cheio (Disse ela que já havia devorado todas as panquecas no seu prato) 

Depois disso, começamos a conversar sobre assuntos aleatório, principalmente sobre como andava a vida de todo mundo ali. 

Lana: Luan, eu tenho que admitir, além da comédia, você também manda muito bem na frente da câmera, principalmente interpretando aquela vilã maluca. 

Luan: Valeu, eu até me lembro de algumas falas do filme (Respondeu ela dando mais uma garfada nas panquecas) 

- Então mostra pra gente o seu brilhantismo teatral (Eu sugeri e todas me apoiaram) 

Luan: Tá legal, tá lega (Ela disse se preparando para atuar e de repente, seu rosto ficou sério e depois ela ficou com um sorriso maligno no rosto) Eu tive uma visão. Uma visão de como seria a vida se a nova lei desse promotor, o tal James Botton, entrasse em vigor. O crime iria diminuir, a polícia iria ganhar mais e praticamente limpar essa cidade de quase todos os criminosos de respeito, e eu achei isso tão chato! Eu não quero que o senhor Botton estrague a diversão, mas por que só eu tenho que me divertir com isso? É o seguinte: Eu quero o Botton morto, e se ele não estiver morto em exatamente 25 minutos, eu vou explodir um hospital. E vocês que me conhecem, sabem que eu sou uma mulher de palavra. MUAHAHAHAHAH!!!!! (Ela terminou e todos nós e encarávamos boquiabertos) 

Luna: Cara, se eu estivesse no lugar desse tal Botton, acho que eu me borraria nas calças. 

- É, mandou bem Luan, deu até medo (Eu disse) 

Lori: Eu fiquei toda arrepiada. 

Luan: Valeu, mas e vocês, o que andam fazendo da vida? 

Lana: O de sempre. Eu trabalho em uma mecânica. 

Luna: Eu to compondo outra música. 

Lucy: Escrevendo outro livro policial. 

Lynn: Me preparando para a próxima Olimpíada. 

Lori: Testando pratos e combinações de sabores novas. 

Leni: Fazendo uma nova coleção de vestidos de inverno. 

Lisa: Tentando achar a cura para o câncer, testando protótipos de células artificiais que substituirão as células mortas, proporcionando assim para o indivíduo a possibilidade de... 

Lynn: Chato! (Lynn cortou Lisa) Você tem feito alguma coisa que seja legal? 

Lisa: Bom, eu inventei uma prótese mecânica que se move de acordo com os estímulos do cérebro, em outras palavras, substitui perfeitamente o membro perdido e mal dá para notar de que se trata de uma prótese. 

Lori: Tá aí, isso é legal (Disse ela se virando pra mim) E você Lincoln? 

Nessa hora eu fiquei mudo. Após ouvir todo o que minhas irmãs já fizeram e fazem atualmente, não tem como não ficar meio deprimido ao se dar conta de que você não fez absolutamente nada, nada além de ser um peso morto para a sua família. 

- Eu... é.... (Acho que elas notaram o meu desconforto, já que me olharam com um pouco de pena) 

Luna: Vamos mudar de assunto. Diz aí, alguma de vocês arranjou algum gatinho? Alguém aí tem um namorado? 

Foi a vez das minhas irmãs ficarem deprimidas, algumas olhavam para o chão e outras balançavam os dedos em cima da mesa. 

Lori: Bom... desde que eu terminei com o Bobby, eu não entrei em mais nenhum relacionamento. 

Leni: Eu também não. Geralmente os homens preferem olhar mais para as modelos que vestem o vestido, do que olhar para quem fez o vestido. 

Luan: Eu até tive um lance com um cara, mas foi puramente profissional, já que nós dois formávamos um par romântico no filme, mas no final, ele acabou morrendo (Disse Luan e todas a encararam com os olhos arregalados) O personagem gente, o personagem morreu, o ator está bem (Ela se corrigiu e todos soltaram um suspiro de alívio) 

Lucy: Bom, por causa do meu jeito, não sou muito popular entre os garotos. 

Lana: E eu fico tão concentrada no meu trabalho, que nem parei para pensar em ter um relacionamento. Se bem que... pensando bem, alguns homens me olham de um jeito estranho quando eu tô trabalhando... será que eles estavam... 

- Te azarando? (Eu disse) É bem possível. Bando de tarados (Eu sussurrei a última parte) 

Lisa: Como eu vivo no meu laboratório e mal vejo a luz do dia, meio que também estou “encalhada”. 

(Narrador p.o.v) 

Nesse momento, Lucy acabou ficando meio inquieta, como se quisesse dizer alguma coisa, mas não tivesse coragem o suficiente para dizer, mas sua curiosidade falou mais alto. 

Lucy: E você Lincoln? Está em algum relacionamento com alguém? (Todas o encararam esperando sua resposta e dava para ver o nervosismo estampado na cara de Lucy, Lynn e Leni) 

Lincoln: Bom, no momento, eu não tô interessado em nenhuma garota (Ele disse e Leni arregala os olhos em choque) 

Leni: Isso quer dizer então que você está interessado em... garotos? (Lincoln ficou estático com a pergunta de Leni e todas encararam Leni e depois Lincoln) 

Lynn: Deixa de falar besteira, Leni! É claro que Lincoln não tem interesse em garotos! 

Luna: Mas se ele tivesse, qual seria o problema? (Luna entrou na conversa) 

Lynn: Nenhum, mas a questão não é essa, o Lincoln já esteve apaixonado antes. Tirando a Godzilla Mexicana (Apelido carinhoso que Lynn inventou para Ronnie Anne) Ele já esteve apaixonado por uma, tal de Christina e até uma tal de Estella. 

Luna: Mas nunca deu em nada! 

Lucy: A Lynn tem razão (Foi a vez de Lucy falar) Não tem como o Lincoln ser homo, é impossível! Eu conheço o meu irmão o suficiente para saber isso. 

Luna: Conhece uma ova! Já faz mais de 15 anos que não temos uma conversa decente com ele e se ele for homo, não tem problema, ele tem meu total apoio! 

Lynn: Luna, só por que você é bi, não quer dizer que mais alguém da família precisa ser homo só pra você se sentir melhor. 

Luna: Eu não quis dizer isso! 

Lynn: Mas não importa! O Lincoln é hétero e ponto final! 

Não demorou muito pra todo isso virar uma bola de neve, onde Lynn e Lucy defendiam a masculinidade de Lincoln com unhas e dentes e Luna Insistia que se ele fosse homo, ela o apoiaria e que nada iria mudar entre eles e não demorou muito até o restante delas entrarem na discussão.

Lori: Mas o Lincoln já beijou a Ronnie isso não conta como algo?

Lynn: Sim..... conta.

Luna: Não, não conta por que ele só queria fazer você e o Bobby pararem de brigar!

Lana: Bom o Lincoln sabe bastante sobre agir como uma dama, afinal ele me ensinou muito bem pra ganhar o concurso no lugar da Lola.

Lucy: Lana ele sempre ajudou a Lola é claro que ele iria te ensinar bem até eu poderia te ensinar se gostasse disso.

Luna: A qual é ele pode muito bem já ter fingido ser uma garota de concurso também Lori não se lembra que um dos seus vestidos com tom de rosa já sumiu misteriosamente?

Lori: Hmm será que o Lincoln pegou pra usar?

Lynn: É Claro que não fui eu!!!(Todos menos Luan olham pra Lynn com uma cara de surpresa)

Lynn: A qual é! Eu só queria tentar saber como era ser feminina.(Disse envergonhada)

Luan: Bom estou de prova afinal eu que fiz a maquiagem.

Luna: Porém isso não muda o fato que Lincoln já pode ter tentado fingir ser uma garota.

Leni: Bom eu já fiz ele provar muitas roupas femininas por causa que ele era o único que se oferecia ser meu modelo será que sem querer acabei fazendo ele gostar disso! (Disse Leni desesperada achando que é a culpada por seu irmão gostar de homens)

Lisa: Eu não queria me metar nessa conversa sobre a sexualidade de nosso único irmão porém viver em uma casa só com garotas, ajudando elas em todos os tipos de coisas femininas podem de certa forma feito ele adquirir uma personalidade afeminada porém não acho isso ruim afinal, na natureza existem machos que formam um casal e normalmente eles adotam e cuidam de filhotes abandonados e sinceramente acho que o Lincoln seria uma ótima pai ou mãe dependendo da relação, já que ele cuidou tão bem de todas nós quando precisávamos.

Lana: tenho que concordar Lincoln seria uma ótima mãe.

Lynn Lucy: LINCOLN NÃO VAI SER MÃE DE NINGUÉM!!!

Luna: E QUEM SÃO VOCÊS PARA DECIDIREM ISSO?!

A discussão ficava cada vez mais intensa e Lincoln começou a ficar cada vez mais constrangido e incomodado com isso afinal suas irmãs estão duvidando da sua sexualidade, ele admite que já tentou usar roupas femininas porém só foi uma vez, porém isso não importa muito no momento.

Lincoln não agüentando mais essa discussão maluca decidiu por um fim nela.

Lincoln: POR FAVOR PODEM SE CALAR DE UMA VEZ!!!(Todas ficaram quietas e olharam pra ele) Olha eu não sou Gay ta legal, eu só quis dizer que não estou interessado em nenhuma garota no momento, porém não quer dizer que eu esteja interessado em garotos só quero ficar um tempo sem me relacionar só isso.

Isso trouxe uma enorme sensação de alivio para algumas de suas irmãs, principalmente Leni, Lucy e Lynn. Mas entristece um pouco Luna, já que seria bom saber que não era a única na família que tinha essas questões de preferência de sexo. 

Passou-se um tempo e todos já estavam ocupados fazendo suas coisas.

Lynn havia voltado pra TV vendo um outro canal de Esportes, que passava um jogo de basket parecia que ambos os times estavam em uma disputa intensa.

Lana estava no seu quarto brincando com o Spike com uma bolinha, ela jogava e ele pegava e dava a ela isso é algo que normalmente cachorros fazem porém parece que guaxinins fazem também pelo visto.

Lori estava lendo o seu livro de receitas e vendo se na casa tinhas os ingredientes para ela fazer o almoço, ela iria fazer uma especialidade ensinada pelo seu pai.

Leni estava folhando a ultima revista de moda que tinha sido lançada com os seus vestidos, ela estava muito feliz por ver eles mais uma vez na primeira página.

Lucy resolveu terminar o seu livro no porão, já que ela não cabia mais nos dutos de ar, o porão era a segunda melhor opção apesar de ela ter um pequeno medo dele quando era mais nova agora ela achava um lugar bem confortável.

Luna estava terminando de arrumar suas coisas no seu quarto, enquanto Luan a ajudava enquanto batia um pequeno papo com sua irmã mais velha.

 E Lisa estava terminando de instalar seus equipamentos no seu antigo quarto e colocando seus produtos químicos no canto em cima da mesinha dela. 

Lincoln: Pessoal, eu vou dar uma saída, volto depois (Ele disse descendo as escadas) 

Lynn: Pra onde você vai? 

Lincoln: Resolver uns assuntos com minha equipe. 

Lori: Que equipe??? 

Lincoln: Minha equipe de desenvolvimento de jogos indie, até agora só fizemos 2 jogos estamos agora querendo que o terceiro seja ainda melhor(Disse o Lincoln antes de sair rapidamente pela porta)

Lynn: Wow será que o Lincoln vai ser um grande desevolvedor no futuro?

Leni: Bom não sei, só sei que estou torcendo por ele.

Lori: Todas nós estamos torcendo meninas, todas nós, agora quem quer me ajudar a cortar os vegetais?

Lucy: eu ajudo.

Leni, Lori e Lynn: AAAAAHHHHHHH(Todas pularam de susto)

Lynn: Lucy quer matar a gente do coração?

Lucy: Não.........(Um certo silêncio ficou um tempo no ar)

Lori: Hmm..... bom Lucy vamos logo cortar os vegetais(Lori e Lucy foram pra cozinha enquanto Leni continuava vendo a revista e Lynn ficou olhando o jogo)


Lincoln caminhava pelas ruas, indo de encontro a lanchonete, onde encontraria os últimos amigos que lhe restaram desde o ocorrido há 16 anos atrás: Rusty, Zack e Liam.

Porém não era só eles que estavam lá Tabby e Rocky também estavam, Tabby e Lincoln viraram bons amigos depois que se reencontraram em uma loja de instrumentos, Ele foi lá pra conseguir um violão pra passar o tempo tocando quando não tivesse nada pra fazer, e Rocky era um bom desenhista e ajudava bastante nos designers dos personagens. 

Quando chegou na lanchonete, ele logo vê seus amigos sentados em uma mesa e logo se junta ao grupo. 

Lincoln: eae pessoal cheguei atrasado?

Zack: Que nada você chegou bem na hora.(Disse um garoto ruivo de pele clara com o cabelo curto e arrepiado olhos castanhos e óculos quadrados e aparelhos nos dentes uma blusa listrada verde e branco e calças jeans cinzas e sapatos brancos)

Liam: Bem eu também cheguei quase agora então de boas mano.(Disse um garoto com a pele bronzeada por causa do sol com cabelo coco laranja e olhos verdes com uma blusa xadres verde claro e escuro e uma calça marrom com sapatos de couro marrom)

Rusty: Bom o importante que você chegou cara.(Disse um garoto de pele meio avermelhada ele tinha um cabelo laranja penteado pra trás e olhos castanhos escuros ele tem óculos escuros na testa e tinha um curativo na bochecha esquerda ele tinha um blusa social com mangas curtas meio amarrotada e largada verde clara com bolsos laranjas e calças jeans cinzas meio azuladas bem largas e tênis brancos com detalhes verdes)

Lincoln: Sabe realmente é impressionante ver vocês hoje em dia nem parecem aqueles moleques nerdões e esquisitos que eu conversava na escola há há há.

Tabby: É isso que eu sempre digo quando vejo esses caras nem da pra reconhecer eles direito.(disse uma garota de pele clara e cabelos pretos em um moicano com a parte frente pintado de roxo e olhos azuis claros, ela usava uma blusa listrada com um casaco de couro roxo e uma calça jeans curta com correntes do lado e meia calça preta meio transparente com botas roxas com fivelas de cinto)

Lincoln: Bom pelo menos você e o Rocky não mudaram muito.

Rocky: Como assim não mudei muito?(Ele tinha um cabelo bagunçado laranja com algumas espinhas no rosto e olhos castanhos escuros, ele usava uma blusa de mangas curtas verde escura com uma listra verde clara no meio na horizontal e uma calça jeans marrom com um cinto preto, e usava um tênis cinza com com detalhes verdes)

Lincoln: Não me leve a mal Rocky, mas você literalmente ta usando basicamente o mesmo estilo de roupas que usava quando era jovem e seu rosto diferente do Rusty não sofreu tantas mudanças depois de todo esse tempo. (todos exceto Rocky concordaram com o Lincoln)

Rocky: Ah que droga! (Cruzou os braços de irritação)

Rusty: Bom irmão não fica assim você pode não ter mudado por fora mais mudou por dentro.

Rocky: “Nossa obrigado por dizer essas palavras é tudo o que eu precisava”

Rusty: De nada mano.

Rocky: Eu estava sendo sarcástico.

Rusty: Wow

Liam: Nossa me pergunto até hoje se o Clyde teria mudado tanto quanto nós mudamos.

Lincoln: Dúvido muito que ele mudaria muito.

Zack: Sim eu nunca imaginaria o Clyde com um visual descolado e menos Ned.

Rusty: Se bobiar até hoje ele teria uma queda pela irmã do Lincoln.

Zack, Liam e Lincoln: HAHAHAHAHA!

Lincoln: Sim um Clyde sem queda pela Lori não é o Clyde.

Liam: Pena que ele não está aqui pra podermos ver como ele seria.

De repente todos lembrando do que aconteceu com seu grande amigo fez os sorrisos no rosto de cada um murchar e todos ficaram deprimidos como se fossem bebês sem seu ursinho favorito, Rocky e Tabby vendo o clima ruim surgindo decidiram mudar o rumo da conversa.

Tabby: Bom pessoal não viemos aqui pra lembrar do passado temos algo a resolver.

Rocky: Tabby tem razão nós íamos conversar sobre o novo sistema que vamos adicionar no nosso jogo de sobrevivência estilo RPG.

Rusty: A é o sistema de Skills e magias eu realmente tinha esquecido que viemos pra isso.

Zack: É e as Skills e Magias da classes dos arqueiros ta meio estranha precisamos resolver isso.

Lincoln: Bom pessoal que comece a discussão (Lincoln olha pra garçonete) ei moça pode trazer pra cá alguns refrigerantes e uma porção bem grande de batatas fritas!

Garçonete: Ok vou buscar seu pedido.

Lincoln: Bom agora sim vamos começar...

Então Lincoln e seus amigos começaram a discutir seus assuntos até o sol chegar no horizonte, então com tudo certo Lincoln saiu da lanchonete e foi indo em direção a sua casa.

Lincoln estava absorto em seus pensamentos sobre o que foi dito nessa reunião até que ele começa a ouvir um escândalo de longe e como sempre só podia vir da sua casa.

Então ele saiu correndo pra chegar na varanda e abrir a porta e ver suas irmãs Lana e Lola discutindo e as outras irmãs só olhando de longe da entrada da cozinha.

Lola: Fala isso de novo! Você não tem coragem! 

Lana: Ah é? Sua sem p... (Lola vai pra cima de sua irmã e as duas começam a brigar enquanto as irmãs apenas assistem de camarote a discussão, Lincoln por suas vez não querendo ver suas irmãs se machucarem correu na direção delas) 

Lincoln: PAREM! (Ele gritou se colocando entre as duas e as afastando e as duas continuam se encarando com um olhar mortal) As duas, se afastem! (Elas deram um pequeno passo pra trás) Afastem-se mais (Outro pequeno passo pra trás) MAIS! (Dessa vez ela deram um longo passo pra trás) Agora, pode-se saber qual é o motivo dessa briguinha agora? 

Lola: A culpa é dela! Ela é que me chamou de sem peitos! 

Lana: E você me chamou e sem bunda! 

Lola: Ah, e eu tô mentindo? 

Lana: Melhor ser uma “sem bunda”, do que uma “peito de mosquito” que só sabe dar coice nos outros feito uma égua! 

Lola: QUEM VOCÊ TÁ CHAMANDO DE ÉGUA?! 

Lana: VOCÊ, SUA MULA! (As duas começaram a ir de novo pra cima, mas Lincoln as deteve) 

Lincoln: Eu já mandei separar! (as duas recuam novamente) Sinceramente, não acredito que estejam discutindo por causa de uma coisa tão superficial assim! Deixa eu dizer uma coisa: Vocês duas são perfeitas do jeito que são, entenderam? O que importa não é o que você por fora e sim o que você é por dentro e na minha opinião, vocês sem dúvida são as garotas mais lindas que eu já vi e eu não estou falando do corpo e sim da beleza interior. 

Uma coisa todas as irmãs precisavam admitir, o Lincoln tinha o dom de amansar feras, afinal, não é todo mundo que consegue acalmar alguém como Lola Loud com tanta facilidade e ainda sair ileso disso. As falas dele fizeram as duas irmãs ficaram levemente coradas e Lincoln se vira para Lola. 

Lincoln: E aí? Não vai me dar um abraço minha pequena princesinha? 

Lola: N-não me chame assim, eu não sou mais criança e não me visto mais de princesa. 

Lincoln: Mais parece uma 

Lola abre um grande sorriso e abraça o irmão, que prontamente retribui. Todas sabiam que Lola era temperamental e meio orgulhosa, mas por dentro, tinha um coração mole e bondoso. 

Lana: Lola, você tá chorando? 

Lola: O quê? (Ela desfaz o abraço e rapidamente limpa a lagrima de descia do seu rosto) Claro que não, eu não choro! Foi um cisco que entrou no meu olho. 

Lana: Claro que entrou (Ela disse revirando os olhos) 


Passou-se um tempo e mais uma vez, todas se reuniram para assistirem televisão e após uma breve discussão sobre com quem o controle ia ficar, eles resolveram tirar na sorte e Luan acabou com o controle. 


“- Sargento, eu vou lhe dar meia hora pra que traga os 11 presos! Do contrário, mando fuzila-lo! 

- Fuzilar?! 

- SIM! 

- Em meia hora? 

- Ainda lhe restam 29 minutos. 

- Mas... 

- CALE-SE! “ 


Luan: Agora vem aquela famosa frase! 

Luna: Luan, eu tenho que admitir, esse programa é muito bom. 

Luan: Você ainda não viu nada, espere até entrar o personagem principal. 


“- Como fuzilar? A mim? Com o mal que as balas me fazem. Oh, e agora? Quem poderá me defender? 

- Eu! 

- O Chapolin Colorado! 

- Não contavam com minha astucia!” 


Eles passam a tarde inteira assistindo e rindo com o programa, até que, perto do anoitecer, a campainha toca de novo e Lincoln vai atender. 

Leni: Quem será que é agora? 

Lisa: Bem, considerando que estão 9 das 10 irmãs Louds aqui, eu presumo que quem esteja na porta agora seja a... 

Leni: Hum... Lucy? (Lisa da um tapa na própria cara) 

Lisa: A Lily! Deve ser a Lily! 

Leni: ...Suspeitei desde o princípio. 

Lisa: ...Claro que suspeitou... 

Elas não estavam enganadas, Lincoln abre a porta e todas vem a silhueta de sua irmã caçula e todos, principalmente o Lincoln abre um enorme sorriso ao vê-la e Lily fica espantada ao ver o seu irmão de novo, após alguns anos. 

Lily: Lincoln, é você mesmo? 

Lincoln: E quem mais seria?! Vem cá me da um abraço, minha bebêzona! 

Lily se emociona e pula em cima do seu irmão, lhe dando um abraço de urso, enquanto entrelaçava suas pernas pelo corpo dele e Lincoln a abraçava e a girava enquanto ria. 

Lucy: (Pensamento) Acho que a Lily tá exagerando um pouco nesse abraço. 

Lynn: (Pensamento) Fala sério! Ela não é mais uma criança pra ficar abraçando o Lincoln assim. 

Lily: Olha só pra você! Quando disse que tinha emagrecido, não tava brincando. Você tá bonitão! 

Lincoln: E você continua sendo a menina mais fofa que eu já conheci! 

Lola: Ei!

Lincoln: Lola você não é só fofa como também a mais bela que já conheci.(Lola não o refutou só virou o seu rosto corado)

Depois, Lily olha pra todas as suas irmãs e abraça cada uma delas, mas nada comparado ao abraço que ela deu no Lincoln 

Leni: Pessoal! (Todas encaram Leni) Olhem só pra nós! A família inteira de novo! Isso pede um abraço em grupo! 

Todos concordam e se abraçam juntos, uns colados nos outros enquanto matavam a saudades que sentiam uns dos outros, quando de repente, o único garoto da casa, fica sério e pensativo no meio do abraço. 

(Lincoln p.o.v) 

Era pra ser um abraço em família, mas nesse momento, eu sinto que não devia estar no meio desse abraço, afinal, eu não sou da família, nunca fui. Parando pra pensar, então não existe um peso morto na família. Nunca existiu o irmão Loud, só as sensacionais irmãs Loud... Sensacionais, isso de fato elas são.....


Como será que elas vão reagir quando souberem que não somos irmãos de sangue? Talvez fiquem tristes, mas talvez, se sintam aliviadas por souberem que não existe um Loud fracassado, apenas existem as irmãs Loud, sucesso absolto, sem exceção.

Afinal de contas, nunca existiu um Lincoln Loud, aqui só tem o Lincoln, Só o Lincoln. 

Agora que a família está reunida de novo, talvez seja finalmente a hora de revelar isso a elas. 

(Narrador p.o.v) 

Lincoln: Pessoal, eu tive uma ideia: Pra comemorar que todas estão aqui, o que acham de pedirmos pizza pro jantar? 

Luna: Curti a ideia! 

Lucy: Eu topo. 

Lola: Aquele troço gorduroso e cheio de carboidratos? 

Lana: Se não quiser, ótimo! Sobra mais pra gente. 

Lola: Eu quero a vegetariana! 

Logo todas se empolgam e Lincoln liga pra pizzaria e faz o pedido e meia hora depois, as 5 pizzas gigantes chegam e após uma breve discussão entre Lincoln e Lori pra de decidir quem iria pagar, eles resolvem dividir a conta. Em seguida, todas vão pra mesa comer. 

Lola: Me passa a vegetariana! 

Luna: Luan, me passa a de calabresa. 

Lily: Lori, me passa a de muçarela, por favor. 

Lori: Claro irmãzinha (Ela disse pegando a fatia de muçarela e fazendo um barulho de motor com a boca) Abre a boquinha pro avião entrar. 

Lily: Me dá isso! (Ela pegou a fatia sem paciência por ainda ser tratada como criança) 

Luan: Ei Lola, Lily (As duas encaram a comediante) A gente tá precisando botar o papo em dia, me digam, o que andam fazendo? 

Lily: Eu estou terminando de escrever e desenhar a ultima edição do meu mangá, mas ainda tô tendo problemas em pensar na batalha final. 

Luna: E você, Lola? 

Lola: Bom, eu ando... 

Lana: Distribuindo patadas! 

Lola: Cala a boca, que a conversa não chegou no chiqueiro! (Elga grita e Lana a olha com cara azeda) Eu ando fazendo o de sempre: Desfilando e sendo uma das modelos mais famosas do país e talvez do mundo. 

Lana: “Cof cof” Convencida! (Lola encara a irmã com raiva, que apenas abre um sorriso amarelo) 

Luna: E quanto a garotos? Vocês tem algum namorado? 

Lily: Bom... Não (Lily abaixa um pouco a cabeça) Eu praticamente vivo dentro de casa desenhando e talz e acabo nem vendo a luz do dia direito. 

Lisa: Idem. 

Luna: E você, Lola? 

Lola: Bom, eu até tive alguns lances, mas não deu certo. 

Luan: Por quê? 

Lola: É que... 

Lana: Ela se estressou com todos os caras que ela saiu e mandou todos para a UTI. Depois disso, nenhum outro cara foi louco pra chegar perto dessa mostrinha rosa. 

Lola: Olha aqui! (Lola se levantou da mesa) Pro seu governo, eu bati nos meus ex por que eles só queriam ficar comigo por que sou famosa e sempre que eu apresentava as minhas amigas modelos, eles começavam a dar em cima delas também, então eu apliquei um corretivo neles e terminei com todos! E só pra terminar, eu estou solteira por opção, ok? 

Lana: Tá bom, tá bom! Não tá mais aqui quem falou. 

Lily: Ok... E vocês? Alguém tem namorado? 

Todos: NÃO! (Lily e Lola se olharam sem entender uma pra outra porém deixaram essa passar)

Depois de um tempo, as pizzas já estavam acabando e todas estavam satisfeitas e Lincoln pensou que era isso, estava na hora. 

Lincoln: Gente, eu tenho uma coisa pra dizer (Todas o encararam e Lincoln, discretamente puxa do bolso uma ponta da carta que seus pais escreveram, onde revelaram que ele era adotado) É uma coisa que eu acho que vai ser meio... complicado e... provavelmente via ser uma bomba pra vocês. 

Lori: Ué, então fala! 

Lincoln pensa por um momento e vê todas elas ali, felizes e satisfeitas por estarem juntas de novo, Quem ele queria enganar? Essa noticia não traria alívio nenhum pra ninguém, ele sabia que era amado, tanto quanto ele amava todas as suas irmãs, um dia elas teriam que saber, mas... 

Lincoln: Não, não é o momento (Ele disse empurrando a carta de volta no bolso) É o seguinte, amanhã cedo eu quero falar pra vocês uma coisa, mas por hora, vamos apenas aproveitar a companhia um do outro e nos divertir. 

As irmãs concordaram sem questionar, mas por dentro, Lincoln tinha atiçado a curiosidade de todas elas. O que o sei irmão queria dizer de tão “complicado” e “bombástico”? 

Depois disso, todas ajudam a lavar a louça e decidem ir dormir. Lisa ajuda Lily a arrumar seus pertences no quarto, enquanto isso, Lincoln estava no banheiro escovando os dentes, quando mais uma vez, houve uma gritaria vindo de um dos quartos. 

Lola: AAAAAAAAH! Tem um rato enorme no meu quarto! 

Lana: Mais respeito! Ele é um guaxinim e seu nome é Spike! 

Lola: Já não bastava aqueles répteis asquerosos! Agora esse bicho imundo! 

Elas começam outra discussão, até que por fim, Lola desiste e as duas resolvem ir dormir, assim como as demais e Lincoln vai pro seu quarto e dorme, mas assim que dá meia-noite, ele abre os olhos. 

Lincoln: É isso ai! A noite é uma criança e a minha tá só começando! 

Ele se levanta e puxa uma caixa de papelão que estava em baixo da sua cama e dessa caixa, ele tira um casaco laranja, um par de luvas pretas com detalhes vermelhos, uma calça jeans azul e um tênis preto com detalhes vermelhos. Ele veste todas as partes da roupa e por fim, coloca um par de protetores nos cotovelos e joelhos e veste uma mascara laranja com uma abertura para os olhos. 

Depois disso, ele toma impulso e salta pela janela e começa a cair do segundo andar e quando chega pero do chão, ele para. La estava ele, ali, flutuando a uns 15 cm do chão. Logo em seguida, ele aterrissa suavemente no chão e sai correndo pelas ruas de Royal Woods. 


Não importa o quão pacifica e calma a sua cidade é, nunca é uma boa ideia andar sozinho na calada da noite. Aquela mulher sabia disso, mas ela acabou se entretendo tanto na festa de formandos da faculdade, que perdeu a noção da hora e não tinha carona, então o jeito foi voltar sozinha pra casa. Ela andava pelas ruas, quando viu um sujeito mal vestido e usando uma touca preta se aproximando dela por trás, ela tentou cortar caminho pelo espaço entre duas casas porém percebe que é um beco sem saída a cerca era muito alta pra pular e sair dali.

Então quando ia sair dali ela percebe que o cara está do outro lado e se aproxima rapidamente tirando uma faca burtterfly do bolso a mulher solta um grito alto.

Lincoln ouve o barulho e rapidamente chega ao locas e pensa “Uma mulher sendo assaltada em um beco sem saída isso é muito clichê

Criminoso: Passa tudo que você tem madame e talvez eu não faça nada com você.

Lincoln: Ei cara acho que você deveria desistir e ir embora hoje não é um bom dia pra roubar.

O Bandido se virá e vê o Lincoln com sua roupa e máscara parado na entrada do beco.

Bandido: Ei é melhor sair daqui eu vi ela primeiro.

Lincoln: Eu não sou um criminoso como você seu idiota estou aqui pra salvar ela!

A Mulher ao ouvir isso aproveita que o bandido está distraído e passa rapidamente por ele confiando que o outro homem misterioso estivesse falando a verdade.

O Bandido ao perceber isso se prepara pra correr atrás dela porém Lincoln é rápido e cria um esfera de energia laranja meio transparente quase invisível e joga na direção do pé dele depois de 5 segundos o assaltante cai no chão sem entender o que aconteceu exatamente.

A moça então passa pelo nosso herói e foge do beco e Lincoln começa a se aproximar do criminoso que estava caído porém é rapidamente surpreendido por que o criminoso levantou rapidamente e tentou dar uma facada nele.

Porém Lincoln cria outra esfera na mão esquerda e consegue repelir a faca que cai da mão do criminoso no chão porém ele foi rápido e deu um soco no estomago do Lincoln que faz ele perder o ar e fazer um arco com o corpo então o criminoso aproveita e junta os dois punhos e bate com força nas costas dele.

O Ladrão super irritado começa a chutar o corpo do Lincoln com força e Lincoln gritava de dor ele não esperava que esse bandido fosse tão habilidoso em combate ele realmente subestimou seu primeiro adversário.

O Bandido ia chutar Lincoln bem no rosto porém ele pega o pé do criminoso e cria uma outra esfera laranja e joga bem no meio da testa do assaltante depois de 5 segundos tremendo o corpo dele cai no chão do lado do Lincoln.

Lincoln: Ai estou acabado essa luta foi muito perigosa. (Lincoln levanta a blusa e vê as marcas roxas no corpo)

Lincoln: Ah ótimo agora eu não vou poder ficar se  blusa por um tempo hmm.... acho que também quebrei um costela, tenho que aprender logo a utilizar habilidades de cura se não to ferrado.

Lincoln então se levanta lentamente quase não se agüentando porém ao ouvir barulho de sirenes de policia ele fica em pé rapidamente e olha pra entrada do beco assustado.

Os policiais entraram no beco com suas armas pra ver se tinha algo mais só viram um cara no chão com um papel em cima dele então um deles pegou e leu.

Policial 1: Parece que esse é o criminoso que quis roubar a moça diz aqui na carta também que existe um novo amigo na vizinhança.

Policial 2: E o que isso quer dizer?

Policial 1: Problemas...

Lincoln olhava de longe em cima de um prédio os policiais carregando o criminosos pra dentro da viatura, o Policial 1 olhou para o prédio porém ele não viu nada então só entrou na viatura e dirigiu.

(Lincoln p.o.v)

Cheguei em casa no meio da madrugada e entrei no meu quarto pela janela sem fazer qualquer barulho eu estava exausto mesmo assim tirei meu “uniforme” e coloquei escondido.

Então coloquei uma blusa com mangas pra minhas irmãs não verem meus hematomas e uma calça cumprida normalmente eu durmo só com meus boxes porém hoje não vai dar se qualquer uma delas entrar no meu quarto sem eu me livrar dessas marcas vai acontecer uma grande confusão.

Eu me deitei lentamente todo dolorido e pensei no meu quase fracasso hoje, preciso melhorar mais minhas habilidades de combate além de aprender a me curar quando acontecer esse tipo de coisas

Lincoln: Bom vou dormir.

Lincoln: ......

Droga! Agora me lembrei amanhã tenho que contar as Louds que não sou irmão delas...... é acho que estou fudido.


Amanhã vai ser um dia problemático.....


CONTINUA...


Notas Finais


Ei caras não esqueçam que só consegui fazer esse capítulo graças ao meu amigo CrashG leiam a história dele Menino-Aranha vocês não vão se arrepender disso :3

Espero que o próximo capítulo saia logo esse capítulo só saiu hoje graças a força do ódio me forcei a escrever mesmo sem vontade agora vocês pode curtir a vontade até a próxima :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...