História Ressentimento - Capítulo 103


Escrita por:

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique
Tags Henrique, Juliano
Visualizações 493
Palavras 1.414
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vocês brilharam no cap anterior 😂😂
Estou de volta como prometido...

*****TÁ VINDO TIRO POR AI****

Só queria avisar, bjs

Capítulo 103 - Cadê a sua blusa?


Fanfic / Fanfiction Ressentimento - Capítulo 103 - Cadê a sua blusa?

POV MILENA

Três semanas depois...

—É hojeeeeeeeeee!- pulo na cama sentindo a felicidade me consumir. Olho para o calendário ao meu lado e vejo o círculo vermelho, é hoje. —Veveta, me espera que eu tô chegando!- falo com um sorriso enorme.

Mandei mensagem para Henrique mas ele não me respondeu, não, ele não pode ter esquecido de hoje... Ele disse que chegaria á tempo, ai meu Deus! Após arrumar o quarto Lola apareceu por aqui, até achei estranho mas ela disse que precisava espairecer, que iria me acompanhar com o meu dia de beleza, já que eu havia dito á ela que tinha marcado salão e que iria ao shopping para escolher a minha roupa para usar a noite.

—Será que ele esqueceu?- pergunto suspirando.

—Eles ainda não chegaram de viagem, mas creio que devem estar chegando.

—Se ele não vier, eu não vou!

—Tá doida, amiga? Vai deixar de ver a Ivete?

—Mas eu quero que ele vá comigo!- falo enquanto tomava banho, ela estava sentada por cima da tampa do vaso ouvindo minhas lamentações. —E você e o Ju? Está tudo bem?

—Está sim.- disse ela mexendo no celular. —Não quis viajar com ele essa semana, viajei as duas últimas, é cansativo demais!

—Imagino...- digo desligando o chuveiro. —Amiga, por que você não aproveita para renovar o visual? Estou pensando seriamente em dar uma mudada.

—Sabe que eu também?- ela disse pensativa. —Eu vou dar uma arrumada, vou fazer um jantar para meu namorado.

—Huuuum!- falo me enrolando na toalha. —Aproveita que eu estou indo, faz as unhas, compra roupas novas...

—Vou fazer isso mesmo!- disse ela dando um gritinho histérico. Me vesti e fui para o shopping primeiro, já que ainda estava cedo e eu iria me arrumar lá no salão.

—Me ajuda a escolher uma roupa!- choraminguei para Lola.

—Vestido? Macacão? Short? Calça?- perguntou.

—Não tenho preferência, acha uma que me faça ficar linda...- falo e ela assente andando pela loja,. Enquanto ela foi para um lado, fui para o outro. Ela disse que ia me fazer vestir muitas roupas mas eu dei de ombros pegando uma sacola que a loja disponibiliza para colocar nossos produtos.

—Pronta para o desfile?- disse ela me fazendo arregalar os olhos devido a pilha de roupa que ela estava segurando. Neguei rindo e fui com ela até o provador. Comecei a experimentar uma por uma.

—Amiga do céu, um estou gorda!- falo após a saia não subir nas minhas coxas.

—Cê besta, menina!- falou rindo. —Tá é mais gostosa!- ouvi ela dizer. —Coloca a calça, tenho certeza que vai ficar linda.

—Ok!- falo vestindo a calça preta brilhante. —Eu coloco ela com o que?- pergunto confusa.

—Espera, vou te entregar... – esperei até que ela estendesse á mão e eu visse um cropped.

—Está louca?- perguntei boquiaberta. —Se Henrique me ver com essa roupa ele com certeza vai mandar eu tirar.

—Qualquer coisa você joga algo por cima, uma jaqueta ou algo assim... Veste amiga!

—Tá, mas não vou levar!- ela riu. Me vesti e sai tapando os peitos.

—UAU!- ela disse me olhando dia pés á cabeça. —Tira essa mão daí, boba!- bateu em minha mão me fazendo tirar. —Amiga, é hoje que o Henrique fica doido. Tá perfeito assim! Vem, vamos pagar porque você já está atrasada e ainda precisa contar uma sandália.

—Eu não vou de salto para o show!- falei negando. —Tá maluca?

—Você vai ficar ao lado do palco...

—Mas vou pular do mesmo jeito, é a Veveta!- falo com se fosse o óbvio.

—Ela usa salto!- cantarolou e eu e rendi.

—Ok, OK, mas tem que ser plataforma senão posso quebrar o meu pé...

—Se quebrar, Henrique de carrega!- riu. 

(…)

—Amiga, bom show para você!- disse Lola após me deixar em casa. —Amanhã você me conta como foi!- assenti. —Você está linda!

—Será que ele vem?- pergunto me referindo ao Henrique.

—Claro que sim, amiga. Ele não iria te deixar.

—Eu espero que não!- falo sorrindo fraco. —Vou tentar ligar para ele!


POV HENRIQUE

—Você ainda não foi?- perguntou Lola adentrando a sala. —Se eu fosse você ia logo, ela está achando que você não vai...- arregalo os olhos.

—Eu já estou indo!- falo.

—Se eu fosse você levava uma jaqueta!- disse ela segurando o riso. —Vai precisar...

—Por quê?- perguntei confuso.

—Não faça perguntas, apenas pegue e vai!- assenti ainda sem entender, mas se ela disse, deveria ter um motivo.

—Pronto! Como estou?

—Ajeitadinho!- falou ela e eu revirei os olhos. —Já vou avisando, ela está vestida para matar!- arregalei os olhos e assenti.

—Boa noite!- falei e todos me responderam me desejando boa sorte, sorri agradecendo. Joguei minha jaqueta no banco de trás e dirigi até o apartamento da Milena, cumprimentei seu Durval e subi. Após chegar em sua porta eu bati na mesma e fiquei aguardando.

—Oi amor!- disse Milena após me ver, abriu um sorriso largo e eu fui obrigado a olhá-la de cima á baixo, meu queixo foi parar no chão! —Henrique?

—E... Eu?! Ah sim.- falo balançando a cabeça. —Milena... Você está...

—Tá tudo bem?- perguntou com um sorriso travesso.

—Sim...- falei bobo, ela estava maravilhosa. —Você está linda! Não que você não seja, mas hoje você...- falei todo atrapalhado e ela riu.

—Você gostou?- perguntou se aproximando.

—Sim, amor!- falo a puxando para um beijo carinhoso, ela sorriu. 

—Vamos?

—Claro, mas...- a analisei novamente. —Cadê a sua blusa?

—Eu estou de blusa, amor!- disse ela sorrindo.

—Você vai com isso?- apontei para sua mini blusa que mais parecia um sutiã, seus peitos ressaltavam sobre o pano, confesso que estava lindo e é exatamente por isso que eu não queria que ela fosse assim. —Não, não. Vai chamar atenção dos homens.

—Não vai implicar com a minha roupa, não é?- perguntou bufando. —Eu já estou pronta, não vou me trocar... Você vai me levar ou eu vou ter que ir de táxi?

—Você vai por uma blusa por cima...- falei suplicando. —Você está linda amor, mas eu não vou conseguir me segurar se algum homem te olhar...

—Eu estou com você, não estou?- assenti. —Então não se preocupe se vão ter outros, você não precisa ter ciúmes. Eu amo você e além do mais nós vamos estar juntinho, bem assim, oh!- ela disse virando de costa e passou meu braço em sua cintura. Inalei seu perfume doce e coloquei seus cabelos para o lado, beijando carinhosamente sua nuca.

—Desse jeito eu não vou conseguir assistir o show!- sussurro e ela ri baixinho. —Vamos antes que eu te leve para sua cama...

(…)

—Esse é o melhor show da minha vida!- falou enquanto eu a abraçava.

—Melhor que o meu?- pergunto e ela se vira e coloca a boca próximo ao meu ouvido.

—Assim não vale amor, eu nunca fui em seu show!- deu de ombros e eu percebi que era verdade, Milena ainda não havia ido ao meu show.

—Não vão faltar oportunidades!- falo e ela sorri assentindo e voltando sua atenção ao palco. —Amor, tenho que ir ao banheiro!

—Pode ir, eu te espero aqui...-ela disse me olhando.

—Não quero te deixar aqui sozinha!- falo e ela me olha.

—Só tem mulher aqui em volta, amor!- e ela estava certa, os homens estavam mais perto do bar, eu só iria sair dali porque eu realmente estava apertado, preciso beber menos da próxima vez...Mas, como eu ia dizendo, só vou porque não tem jeito, não deixaria minha loirinha sozinha. —Eu estarei no mesmo lugar, não se preocupe. – ela virou e me beijou. —Juízo, Henrique. Juízo!

—Eu tenho, amor!- beijei seus lábios. —Qualquer coisa me liga!

—Ok.

—Ah, veste meu casaco por cima!- falo e ela revirando os olhos pegando e jogando por cima dos ombros. —Te amo, já volto. -ela assentiu. Ainda bem que nas laterais do palco onde nós estamos tinham poucas pessoas e o assédio é bem menor. Saí em direção ao banheiro, ao passar pela parte detrás do palco uma pessoa.

—Opa, desculpa eu não te vi!- disse o cantor á minha frente e eu sorri. —Henrique?

—Luan!- falo surpreso. —Quanto tempo, doido!- falo o abraçando.

—Pois é!- disse ele rindo. —Veio prestigiar a Veveta?

—Sim, trouxe uma pessoa para ver ela...

—Namorada?- perguntou.

—Pode se dizer que sim!- sorri. —E você, trouxe a namorada para ver o show também?

—Ela está aqui também, eu vim porque hoje eu faço participação! Vamos lá, vou te apresentar minha namorada...

—Bora, só preciso ir ao banheiro rapidinho!- falo e ele gargalha.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...