1. Spirit Fanfics >
  2. Restaurante do Yuma >
  3. Lugar patético!

História Restaurante do Yuma - Capítulo 3


Escrita por: , Hideri_Chan e DuplaFoda


Notas do Autor


Oiii! Mag aqui! Não tenho nada a dizer por enquanto. Boa leitura!

Capítulo 3 - Lugar patético!


Fanfic / Fanfiction Restaurante do Yuma - Capítulo 3 - Lugar patético!

Lá estava eu, assistindo Incrível mundo de Gumball numa linda manhã de domingo com pijama de bolinha rosa quando do nada minha irmã me chama.

— YUMA TROCA ESSA ROUPA! DIA DE TRABALHO!

— Poxa, mas é domingo, tá passando maratona de desenho.

— Exatamente! A gente só abre domingo, sábado e feriado, tu tem a semana inteira pra ver desenho!

— Mas bah, não passa desenho na semana...

— Mas tu vendo Cartoon Network, claro que passa!

— NÃO ME CONTESTA!

Depois de muita insistência de parte da Luka, vesti minhas roupas normais. Logo um homem de óculos e cabelos pretos chegou, junto de uma menina. "De novo isso?! Eu destaquei várias vezes no site do restaurante que a gente não aceita criança! Será que a Luka apagou?" xinguei mentalmente o cara por meia hora. Só não mandei ele embora porque a Luka ia ficar muito puta comigo.

O cara sentou em uma mesa, e eu tive que ir entregar o cardápio pra ele. Como eu tava com sono (tinha acabado de levantar do sofá, porque eu tava vendo meu desenho) e estressado por causa da criança, não sabia direito o que fazer, então fui logo tentando convencer ele de comprar o menu completo.

— Bah guri, compra aí o menu completo, muito bom tchê. — Insistia.

— Moço eu já pedi pizza quando cheguei, me cobraram antes de entregar inclusive. — A Luka faz as coisas, não me conta e depois reclama que eu sou um "garçom ruim".

— Ah então desculpa aí, engano meu. Não se preocupa que a pizza já vai sair. —

Fui até a cozinha pegar o pedido do rapaz. Minha irmã me explicou que demoraria um pouco para as pizzas saírem, porque ela tinha confundido com calzone.

— Poha Luka! — Bati o pé no chão. (Pela terceira vez nessa fanfic) — Eu quero que esse lazarento vá embora o quanto antes com essa criança! — Sem paciência, peguei o que tinha mesmo e fui servir.

— Isso aqui é pizza não. — Infelizmente, o retardado notou.

— Que nada, nossa pizza é assim mesmo, receita especial. — Pisquei, tentando o seduzir pra ele comer de uma vez sem reclamar.

— Parece um calzone. Quero pizza. — É, não funcionou. O moço era esperto, resolveu o enigma em alguns segundos.

— Tá bom, vamos adaptar nossa receita ao seu gosto. Como quer sua pizza senhor? —

— Igual uma pizza normal, talvez? — Concordei com a cabeça, porque se abrisse a boca só ia vir xingamento.

— LUKA FAZ ESSA MERDA DE PIZZA DE UMA VEZ! A GURIA VAI IR NA MI... — Antes de completar a frase lembrei de uma coisa: Ela não tava lá quando fui entregar os pedidos.

— AHHHHHHH! — Gritei indo em direção a minha horta, desesperado. E pro meu azar, a criança tava lá.

— Tio que planta é essa? — Ela perguntou.

— SAI DAÍ, NÃO MEXE! ISSO É... TEMPERO! — Não podia falar que era maconha, vai que ela era mais uma daquelas criança X9 e contava pro homem lá, eu ia preso, certeza.

— Tem cheiro bom, vai ter na minha comida?

— VAI, MAS SAI DAÍ OU A PLANTINHA FICA TRISTE E MORRE! — A garota saiu da minha hortinha. Agradeço a Deus por ela não ter comido o bagulho. — Não conta pro cara que você achou isso tá? O tio te dá um doce. —

Voltei para o restaurante com a criança, até aí tudo beleza, mas aí ela gritou: "PAI OLHA ESSA PLANTINHA QUE EU PEGUEI PRO SENHOR!" e deu pra ele uma folinha de maconha.

— Onde você achou isso, Yuki? — Ele perguntou. Mandei meu olhar mais ameaçador pra criança.

— Ahm... No mato! —

— Tá bom... Larga isso aí, vamo embora. — Os dois sairam do restaurante. Voltei a ver meu desenho, mas aí chega a notificação de uma nova avaliação do @Hiyama__kiyoteru09989888

"Lugar patético, tratam cliente com bobo. Fomos conhecer o estabelecimento. Em frente à porta havia um anúncio oferecendo menu de pizza e os preços referentes a esse menu. Nos cobraram adiantado.

O garçom não sabia o que estava acontecendo, queria nós empurrar para o menu completo, já havíamos pago para comer as pizzas e as bebidas.

Chega o "chef" com dois calzones e tentou nós empurrar por pizza, que as pizzas deles eram assim. Discordamos e ele foi fazer outras. Absurdo, nós constrangendo em frente a todo o público do estabelecimento. Tem uma oferta de menu e simplesmente não comunicam nada ao cliente, tratando ele como um imbecil, como se não entedessemos de comida. Um tratamento desonesto, estão se achando tendência porque tem movimento ainda. PROCON nessa gente desaforada!"

Minha resposta:

"Posso fazer um comentário só criticando sua filha também?"

Mais um dia de trabalho duro chegou ao fim!


Notas Finais


Tá, a maconha não tem na avaliação original, mas tem o bagulho do calzone... Só queria estar lá vendo essa cena...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...