1. Spirit Fanfics >
  2. Result: Unforeseen romance >
  3. Continuação

História Result: Unforeseen romance - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Continuação


.... deitei na grama e acabei dormindo.

Acordo com alguém me gritando, quem estava gritando está com uma voz meio de choro e parecia que já estava entrando em desespero 

--S/N... S..S/N... Onde..você..está meu Amor?-- Ko Nando grita me chamando em desespero.

Só depois dele ter me chamado de meu Amor que fui perceber que é ele. Vou correndo pra sair daquele labirinto e chego até a sala e não vejo ninguém, subo as escadas e vou em direção ao quarto de Ko e chegando perto da porta escuto um choro não tão alto mas que dá pra escutar da porta dá. Vejo Ko Nando sentado do lado da cama com seu braço em cima da cama tampando seu rosto, aquela cena me deixou triste por ele estar daquele jeito. Ele não percebeu que eu estou na porta ainda então resolvo ir até ele calmamente sem fazer barulho e vou para abraçar ele dizendo

-- Meu Amor o que houve?-- Pergunto a ele que vira de uma vez me olhando com muitas lágrimas nos olhos.

-- S/n me.. meu Amor- Digo a ela a abraçando muito forte, era como eu não pudesse mais soltar ela.

-- Calma, eu estou aqui- Digo tentando tranquilizar ele enquanto estamos abraçados.

-- Me desculpe por estar assim, cheguei e não te encontrei e fiquei com medo de não ter encontrar nunca mais, S/n eu não quero te perder. Digo a ela mais calmo.

-- Não se preocupe, você sempre me encontrara e nunca vai me perder. - Digo e já percebendo que ele está mais calmo.

Nos levantamos e deitamos na cama. Pensei em perguntar pra ele o que ele e os pais conversaram mas ele começa

-- Meu Amor quando eu cheguei Onde você estava?- Ko Nando me pergunta fazendo cafuné em meum cabelo.

-- Ah eu? Eu estava dormindo na grama, naquele labirinto.- Respondo a ele. -- E como foi a conversa com seus pais?- Pergunto na primeira brecha que vejo para perguntar. 

-- A convers.. conversa.- Falo meio enrolado mas respiro fundo e começo -- Meu pai está com câncer nos fígado e quando descobriu era tarde demais, já havia começado a se espalhar para outras partes do corpo e os médicos disseram que não tem solução  e que as chances mesmo fazendo o tratamento são mínimas para ele sobreviver, foi tudo por causa disso que entrei no lugar dele na empresa porque ele sabia que ele logo não estará mais presente- Digo já com algumas lágrimas escorrendo pelo meu rosto.

-- Não fique assim ok? Vai dar tudo certo. - Digo com minhas duas mãos segurando seu maxilar e vendo lágrimas de seus olhos saírem passo o dedo para tira-las.

-- Obrigado por ficar ao meu lado- Digo a agradecendo. 

Nós acabamos dormindo de novo e só acordamos no outro dia

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...