História Resurrection of dragons - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Personagens Astrid, Banguela, Bocão, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Fúria da Noite, Melequento, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Soluço, Stoico, Valhallarama
Tags Banguela, Dragões, Hiccstrid
Visualizações 168
Palavras 1.508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Resurrection of dragons - Capítulo 1 - Prólogo

Soluço pov:


Eu realmente não tenho uma vida muito interessante. Tá mais para umas daquelas vidas clixe de um nerd magricelo que sofre bullying e sonha em ser alguém foda, tipo um super herói, sei lá.


Eu me chamo Soren, tenho dezesseis anos, não sou muito alto mas também não sou baixo, meus cabelos são um ruivo mais puxado para o castanho, tenho olhos verdes e sardas no rosto, também sou bem magro e desageitado. Minha mãe se chama Valquíria ela é uma veterinária que cuida de animais de um zoológico local, meu pai se chama Sloan e ele é chefe de polícia...... Nem preciso dizer que eu não sou exatamente o orgulho do meu pai né?.... Apesar de eu ser o aluno mais inteligente da escola ainda assim não consigo agrada-lo totalmente, talvez porque eu seja muito magricela e desengonçado..... A minha mãe por outro lado é bem mais legal, porém como ela é a veterinária chefe do zoológico ( além de ser dona do mesmo ) ela tem muito trabalho e por isso é um pouco mais ausente que meu pai..... 

Eu moro em uma ilha chamada Berk localizada na Noruega.... Apesar de ser uma ilha ela é bem grande – tipo muito grande mesmo – e o que tem de espaço também tem de velhice... Sério essa ilha é muito velha mesmo.. e por conta disso aqui tem vários museus e monumentos históricos da época viking, por isso aqui também se tornou uma cidade relativamente grande por assim dizer – já que no verão vem muitos turistas aqui – mas em Berk também tem suas áreas perigosas, que são as ruínas e a floresta.


A seis anos atrás – quando eu tinha dez anos – eu comecei a ter sonhos estranhos. Neles eu via a vida de um viking nada convencional chamado Soluço. Que por incrível que pareça sou eu, bem ele tem exatamente a minha aparência e personalidade então eu o considero como a mim mesmo. Nesses sonhos em que eu sou um viking existiam dragões, e eu inclusive tinha um e fui o primeiro a montar em um, também reestabeleci a paz entre vikings e dragões. O eu desses sonhos teve muitos grandes feitos e era o herói que eu sempre quis ser. 

Eu nunca falei nada desses sonhos para ninguém exceto meu irmão mais velho Diego que é meio louco. Nos meus sonhos esses meu irmão se chama Dagur, no início ele era meu inimigo mas depois ouve uma reviravolta e nós nos tornamos aliados no sonho. Ele não sabe de tudo sobre os meus sonhos, mas sabe o essencial..... Sempre que eu durmo tenho esses sonhos, e eu sinto todas as sensações do eu do sonho, literalmente todas, até mesmo dor. Eu também tenho alguns cadernos ( sim tenho mais de um pois minha história é bem longa no sonhos ) em que eu anoto o que aconteceu no meu sonho e faço um desenho da parte mais marcante dele, as coisas que escrevo não são conexas, elas estão todas fora de ordem, pois eu anoto apenas o que aconteceu no último sonho. Eu nunca mostrei esses meus 'diários' para absolutamente ninguém. Isso é o meu grande segredo...... Não é que eu escreva sobre meus sonhos e faça desenhos sobre eles para não esquecer – porque acredite ou não eu nunca consigo esquecer nem uma parte deles – é somente uma forma de desabafo, já que não posso contar isso a ninguém...... Eu até tentei contar para minha mãe no início quando eles começaram, mas ela disse que era bom eu estar desenvolvendo imaginação depois disso nunca mais comentei. A última coisa que quero é ter que ir para um psicólogo por causa disso.


                              *


Estou me preparando para ir a escola, hoje é terça e ainda tem muitos outros dias da semana. Que saco.


Desci as escadas já com a mochila nas costas preparado para pegar uma torrada e me encaminhar a escola.

Stoico/Valka : Bom dia filho.-

Quando vou retribuir o 'bom dia' sou surpreendido por um abraço apertado.

Dagur : Soluço!-

Soluço : Dagur?!... O que faz aqui em plena terça feira?- Falei tentando puxar ar em meio ao abraço.

E caso esteja se perguntando. Sim. Eu e meu irmão chamamos um ao outro pelo nome em que temos nos meus sonhos. Ele diz que assim fica mais empolgante.

Dagur : Eu tirei um dia de folga no emprego e a patroa foi trabalhar.-

Sim meu irmão já é casado e não mora mais comigo e com os meus pais. A esposa dele Malena (que nos meus sonhos se chama Mala e é a líder dos defensores da asa) é veterinária igual nossa mãe, porém ela cuida de animais domésticos, meu irmão é polícial igual ao meu pai, mas ele gosta mais da área que tem mais ação por assim dizer. Ele definitivamente não bate muito bem da cabeça mas até que é bem legal.

Soluço : Ah, legal.... Mas agora tenho que ir pra escola.

Dagur : Quer que eu te de uma carona.-

Soluço : NÃO!- Falo desesperado 

Da última vez que aceitei uma carona dele quase morri.

Dagur : Ah, vai.. eu insisto.- Diz já me puxando para a saida.


Puta que pariu não deu tempo nem de argumentar alguma coisa, só vi a cara dos meus pais de preocupados e depois quando percebi já estava sentado no banco da frente do carro dele.

O carro saiu em disparada para a escola. Eu cheguei a me agarrar no banco para não sair voando. 

Sério quem foi o retardado que deixou ele tirar carteira de motorista?


Chagamos na minha escola já chamando atenção, ( eu nunca tinha deixado meu irmão me trazer para a escola antes, na verdade eu evitava que as pessoas descobrissem qualquer tipo de coisa sobre mim, por isso não sabiam nem quem eram meus país ) eu não tive nenhuma escolha. 

Minha escola era bem grande, até porque ela se juntava com uma universidade. A área que eu estudo é obviamente onde todos do ensino médio estão. Eu sou até que bem conhecido na escola por ser o mais inteligente, e por isso sofro muito bullying, muito bullying mesmo. Mas nunca disse nada a ninguém da minha família – ninguém sabe muito sobre mim – na escola tudo que sabem de mim é que sou um nerd dos grandes be sou muito zoado.


Eu desci do carro tentando ao máximo cobrir meu rosto e andando o mais rápido possível em direção a proteção de minha sala. 

Mas como sempre meu azar não pode acabar né.

Dagur : TCHAU SOLUÇO, SE CUIDA NA ESCOLA.

Tinha que ser meu irmão louco e escandaloso.

Enquanto continuava andando escutei algumas pessoas rindo do meu apelido.

Corri até meu armário para pegar meus livros e ir direto para a sala de aula..... Chegando lá eu dei um longo suspiro de alívio, e me ajeitei em minha carteira. Como eu tinha chegado mais cedo por causa do meu irmão louco, aproveitei para terminar o desenho do meu último sonho ( só faltava terminar de pintar algumas partes ).

Pernadepeixe : Soren?

Fechei meu caderno rapidamente quanto percebi a presença de meu único amigo.

Soluço : Pernadepeixe!-

O nome dele de verdade é Pedro Paulo, mas ele me permiti chamá-lo de Pernadepeixe, nas palavras dele isso nome é mais legal que o original dele. ( Pernadepeixe é o nome que ele tem nos meus sonhos ) Pena que nós somos amigos secretamente por assim dizer, já que ele faz parte da turminha do Mendel ( Melequento nos meus sonhos ), eles são o principal grupo que pratica bullying comigo – ele tenta ao máximo evitar fazer isso comigo – Tudo isso é porque ele faz parte do time de futebol e também porque Mendel (Melequento) e sua turma são seus amigos de infância.

Pernadepeixe : Então qual é a boa Soluço?-

Ele também me chama pelo nome que tenho nos sonhos, embora ele não faça ideia da existência desses meus sonhos estranhos.

Soluço : Meu irmão me trouxe pra escola e fez o maior escândalo.

Pernadepeixe : Tô sabendo. Estavam comentando sobre seu apelido quando passei nos corredores.-

Soluço : Ótimo. Mais uma coisa pra me zuarem.

Pernadepeixe : Mas vem cá... Por que você tem esse apelido mesmo?-

Soluço : Bem eu gosto desse apelido, apesar de ser brega e estranho.

Pernadepeixe : É você é mesmo estranho, até mesmo o meu apelido é estranho, só aceito por que é legal mesmo.-

Soluço : Obrigado pela consideração.- Digo irônico.-

Pernadepeixe : Bem.. agora tenho que ir. Não podemos ser vistos juntos. Até logo.-

Soluço : Até.-


Estranhamente não demora muito para porta se abrir. Só que dessa vez não entrou somente o Pernadepeixe.

Melequento : Ei, Soluço.

É inevitável, sempre que me chamam assim eu correspondo, é como se esse fosse realmente o meu nome.

Cabeça-Dura : Olha, não é que ele atende por esse apelido mesmo.


A turma do Mendel (Melequento) se consiste em ele e mais sete pessoas:   os gêmeos   Chris Durward (Cabeça-Dura) e Chris Queli (Cabeça-Quente), Pedro Paulo (Pernadepeixe), Allana, Jhonas, Heater e Astrid (Essas duas últimas garotas de alguma forma mantém seus nomes nos meus sonhos).


E assim começa mais um longo dia para Soren Haddock, ou se preferir Soluço Horrendous Haddock lll.


Contínua....


Notas Finais


Então, o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...