História Retour - Capítulo 1


Escrita por: e sekkieran

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Xiumin
Tags Chanxiu, Chanyeol, Exo, Exozone, Minseok, Reencontro, Xiuchan, Xiumin, Xiuyeol
Visualizações 131
Palavras 2.671
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Minseok não conseguia esconder sua animação. O sorriso não deixava seus lábios e sua mente estava avoada demais para pensar em uma possível reação negativa do seu namorado. O caminho não era longo, ele só esperava que Chanyeol estivesse em casa e não na casa da avó comendo os doces que ela preparava.

Com a carta de aprovação em mãos, ele tocou a campainha, e logo a porta foi aberta por Chanyeol que estava com a expressão confusa ao encontrar Minseok extremamente animado. O Kim deixou um selar rápido nos lábios do mais alto e entrou, sentando-se no sofá, batendo os dedos nas coxas para conter sua animação.

— Por que está tão animado hoje, hyung? — Chanyeol indagou, sentando ao lado do moreno.

Minseok mordeu os lábios e estendeu a carta para o Park, esperando por parabéns e apoio. 

— Chegou hoje de manhã e minha mãe já ligou para lá e para minha tia. — respondeu, animado. 

Chanyeol tirou a carta de dentro do envelope e começou a ler, palavra por palavra, teve que reler duas vezes para sua ficha finalmente e ele entender o que era aquele papel e o porquê da animação de Minseok.

— Você vai? — perguntou em um tom rude.

O sorriso animado desapareceu dos lábios do Kim e ele recolheu a carta, guardando-a no bolso de seu moletom enquanto encarava Chanyeol com uma expressão decepcionada.

— Sim. — respondeu. — Passei dias estudando para conseguir passar e você sabe que isso é meu sonho, estou tão feliz por ter passado. 

— E eu? E nosso relacionamento? — Park indagou, segurando as mãos do namorado.

— Nós vamos continuar sendo namorados, eu não vou te trair ou esquecer apenas por estar em outro país. — Minseok disse, convicto. 

— Seok, são dois anos. Eu não quero ficar dois anos longe de você. — Chanyeol rebateu, puxando os fios avermelhados para o alto.

Kim cruzou os braços e mordeu a parte interna da bochecha, em uma tentativa de conter-se, não acreditava que estava escutando aquelas coisas saindo da boca de Park Chanyeol.

— Só que eu não posso largar meus sonhos por você. — Minseok resmungou. — Desde que estamos juntos, eu sempre deixei claro que tentaria conseguir essa bolsa e eu consegui, Chanyeol! Por que não fica feliz por mim? Eu te amo, mas sempre disse que meus estudos iriam estar antes de você. — as mãos do menor tremiam.

— Sinceramente, Minseok? — Chanyeol ficou de pé, obrigando o moreno a erguer o rosto para encará-lo. — Se você quer tanto fazer isso, quer tanto passar dois anos em Tóquio, longe de mim, vá. Mas não ache que vai me encontrar esperando por você quando voltar! — disse entre dentes.

— Você 'tá terminando comigo? — o Kim impediu as lágrimas de cairem por sua bochecha corada.

— Se você realmente for para Tóquio, é eu estou. — Park caminhou até a porta, abrindo-a. — Agora, se decidir que vai ficar, você sabe onde me encontrar.

Minseok caminhou em silêncio para fora da casa, segurando as lágrimas, ele se virou para o ruivo e sacudiu a cabeça negativamente, decepcionado.

— Eu esperava isso de qualquer um, menos de você. — confessou. — Só não se arrependa depois, Chanyeol. Acredite ou não, eu estou indo para Tóquio e quando voltar vai ser você quem vai correr atrás.

O Kim ditou isso e deixou Chanyeol encarando a gramado, sozinho e talvez arrependido. Ele não acreditava na merda que havia acabado de fazer.

Minseok deixou que as lágrimas molhassem seu rosto enquanto caminhava em direção a própria casa, sua animação havia sumido completamente e ele só queria se enfiar entre as cobertas e chorar pelo resto do dia. Porém, não iria. Ele iria preparar suas malas para Tóquio e partiria no dia seguinte, não havia nada que o segurasse em Busan por mais tempo, sua mãe já havia pedido para que fosse antes e se acostumasse com sua nova casa por dois anos.

— ❈ —

Chanyeol estava jogado no sofá, cansado. Havia acabado de chegar da universidade, cursava letras e ainda faltavam mais três anos para que finalmente estivesse livre de toda aquela pressão psicológica. Não demorou muito para que Baekhyun entrasse no cômodo com o celular em uma das mãos e com um sorriso nada confiável.

— Sabe quem está de volta, Channie? — o loirinho sentou no tapete. 

— Baekhyun, eu nem uso rede social, como vou saber? — o Park rebateu, entediado. 

Byun revirou os olhos e sentou de modo que pudesse encarar o garoto de fios rosados.

— Kim Minseok está de volta à Busan. — estendeu o celular para que ele pudesse ver a foto do ex-namorado.

Chanyeol percebeu o quanto Minseok havia mudado. Os fios de cabelo não estavam mais naquele corte padrão, ele havia raspado as laterais e a outra partes formava alguns cachinhos; a roupa que usava era totalmente preta e ele sorria enquanto abraçava Sehun pela cintura. 

Continuava um anão.

— Está diferente, né? — Baekhyun tirou o mais novo do transe. — Minseok hyung está lindo.

— Eu não ligo, Baekhyun. Nós terminamos há dois anos, não tenho mais nenhuma ligação com ele além de você e Sehun. — Chanyeol rebateu, irritado.

— Você só não assume que ainda o ama... — Baekhyun rebateu. — Do mesmo jeito que ele te ama. Acha que ele namorou com alguém em Tóquio? Se acha, está enganado, você também não namorou, Chanyeol. E eu não sou sonso, sempre peguei seu computador aberto nas pastas com as fotos que vocês tiraram.

— Está falando demais, Baek-ah. — Park saiu do sofá. — Não me atormente, estou indo estudar para prova de amanhã.

Baekhyun não disse mais nada, mas sabia que o mais novo estava mentindo para ele. Iria estudar uma ova, só estava fugindo daquele assunto.

. . .

Minseok estava sentado em frente ao computador criando um banner para uma empresa de roupas quando a notificação apareceu, havia recebido um email. Ele não estava acreditando que Baekhyun realmente havia feito aquilo. O loiro era muito persistente quando colocava algo em sua mente.

“Você beijaria seu ex-namorado?” era o novo programa em alta na Coreia e todo mundo assistia, mas ele realmente não via graça na história dos participantes, provavelmente iriam pensar o mesmo da sua mas seria algo que o tiraria do tédio de apenas concluir trabalhos e maratonar séries. Então, ele aceitou. Seria engraçado ver a reação de Chanyeol quando tudo que eles viveram voltasse a tona, afinal, havia sido ele quem terminou por um motivo muito idiota.

Sacudiu a cabeça e voltou sua atenção para o banner que estava produzindo, esse era seu último trabalho e depois teria o resto mês livre para fazer nada.

. . .

Chanyeol revirava os olhos a cada palavra que saía da boca do menor. Ele estava há meia-hora tentando convencê-lo a participar daquele programa insuportável e continuava recebendo “não” como resposta.

— Minseok aceitou, Chan. — Byun avisou e o maior parou de andar. — Vai aceitar agora?

Park não acreditava que Minseok realmente aceitou participar disso, ele odiava esses programas e não parava de reclamar o quanto era inútil a existência de tais.

— Tudo bem, eu aceito. Só não me enche mais. — saiu andando na frente.

Baekhyun abriu um sorriso vitorioso e enviou uma mensagem para Minseok avisando que o cabeça-dura havia aceitado. Eles proporcionariam muitas risadas ao loirinho e depois iriam agradecer a ele por ter dado esse empurrãozinho.

— ❈ —

Minseok ajeitou os fios rebeldes no lugar e enfiou o celular no bolso, saiu do apartamento e caminhou em direção ao carro de Baekhyun; abraçando o garoto enquanto ele resmungava sobre a demora. 

— Espero que eu me divirta com isso tudo. — colocou o cinto. — Chanyeol não quis ir com você?

— Ele disse que era grandinho e que sabia dirigir, mas só está nervoso. — Baekhyun deu de ombros enquanto dava partida no carro.

Minseok apenas riu enquanto abria a janela para sentir a brisa gelada tocando seu rosto, fazendo a ponta de seu nariz queimar e ficar um pouco avermelhado.

— Hyung? — Baekhyun o chamou.

— Oi, Baek? — Kim se virou para encarar o loiro que focava seu olhar no trânsito.

— Você ainda ama o Chanyeol? 

Aquela pergunta pegou o moreno de surpresa, passou os dois anos perguntando-se a mesma coisa e sempre chegava em uma única resposta positiva. Ele ainda amava Chanyeol, mesmo depois das coisas que havia dito. Entendia o lado dele mas visava o próprio em primeiro lugar.

— Sim. — assumiu. — Porém, você, mais do que ninguém, sabe que eu coloco meus sonhos em primeiro lugar.

Baekhyun assentiu e mordeu os lábios, pensando em como o Kim era sincero e maduro em quase todos os assuntos. Esse programa iria render, não importava se seria algo bom ou ruim mas iria dar.

— ❈ —

Chanyeol já estava no estúdio de gravação, conversando com o apresentador que explicava de modo resumido como tudo acontecia e pediu para que ele ficasse sentado do lado direito da parede artificial montada no palco. Estava nervoso e nem tinha como negar isso, suas mãos estavam suando mais do que o normal e ele mordia os lábios a cada dez segundos.

Kim chegou um pouco atrasado, escutou algumas palavras da garota que o empurrava até a cadeira do lado esquerdo e ficou esperando o apresentador começar com aquilo que tinha que ser feito. Ele estava animado, aquilo iria render boas risadas e no final ambos iriam dizer não.

— Estamos aqui novamente com outros ex-namorados para trazer diversão para vocês e, talvez, eles saiam daqui como namorados outra vez. — ele começou a falar. — Do lado direito temos Park Chanyeol e do lado esquerdo temos Kim Minseok.

Park mordeu os lábios enquanto erguia uma das mãos para acenar para a câmera focada em si e Minseok apenas ignorou a existência da mesma, permanecendo de braços cruzados e expressão indecifrável.

— Sem mais interrupções, iremos começar. — o homem caminhou para lado direito, sumindo do campo de visão do Kim. — Começaremos por Park Chanyeol. — avisou. — Você tem cinco minutos para dizer o que Minseok foi para você e do que sente mais falta.

O garoto agarrou o microfone, suas mãos tremiam um pouco e saber que Minseok estava do outro lado, escutando tudo, não ajudava muito. Porém, ele iria concluir. Era sua chance de se desculpar por ter agido como um idiota com o mais velho.

— Minseok, por muito tempo, foi uma das pessoas mais importantes para mim. Na verdade, continua sendo. Era sempre ele que estendia a mão para mim quando eu precisava, nunca me deixou sozinho. — a voz de Chanyeol falhou. — Sinceramente, ele é uma parte de mim que eu mesmo arranquei por idiotice e esse vazio existe até hoje. Eu realmente me arrependo por ter agido daquele jeito com ele. Me desculpe, hyung.

Minseok não esperava que fosse ouvir tudo aquilo e muito menos que ele fosse se desculpar em rede nacional. Seus olhos queimavam e ele se segurava para não atravessar o palco e ir até o Park.

— Diga o que você mais sente falta. — o apresentador pediu, sabendo que o tempo estava acabando.

— Eu sinto falta das tardes que passávamos deitados na sombra daquela enorme árvore. Sinto falta de bagunçar seu cabelo, de perder tempo observando seus olhos. Sinto falta de te observar até que seu sono chegue. — Chanyeol sentia o coração bater acelerado enquanto falava. — Sinto falta dos seus lábios, de dizer que é a coisa mais importante para mim e também de falar o quanto eu te amo.

O Kim fechou os olhos e respirou fundo, o som da platéia aplaudindo e fazendo aqueles barulhos típicos de quando acham algo fofo. Ele não acreditava que Chanyeol realmente teve coragem de dizer tudo isso, estava desconcertado. Encontrou Baekhyun na primeira fila da platéia encarando a cena com uma expressão tão supresa quanto a do moreno.

O apresentador falou alguma coisa para Chanyeol e caminhou até Minseok, colocando o microfone nas mãos dele. O moreno respirou fundo e pensou antes de finalmente começar a falar:

— Bem, Chanyeol era meu coração personificado. Acho que nunca amei alguém como eu amei ele. Nunca escondi que faria tudo por ele, menos largar meus sonhos. — Minseok disse, confiante do que estava dizendo. — Acho que terminar com ele nunca passou pela minha cabeça, mas se ele queria aquilo, por que eu o impediria? No dia, minha cabeça estava cheia e eu simplesmente fui embora. — acrescentou. — O que importa é que Chanyeol sempre vai ser a parte que se encaixa em mim, a parte que me faz transbordar de amor. 

Park estava de cabeça baixa enquanto ouvia as palavras de Minseok ecoando em sua mente. Ele realmente havia estragado tudo com o mais velho e agora não podia mais fugir disso, esperava que o moreno perdoasse seus erros.

— Não existe apenas uma coisa que eu sinto falta. — Kim confessou. — Sinto falta de tudo, desde carícias até às brigas. Eu sinto falta de Chanyeol e do nosso relacionamento por inteiro.

A platéia ficou em silêncio para soltar gritos animados alguns minutos depois. Minseok se arrependia um pouco por ter dito em um programa mas estava feliz por ter dito sem gaguejar ou travar no meio disso, mais feliz ainda por saber que Chanyeol realmente estava escutando-o dessa vez.

— Estou realmente tocado com a confissão de ambos, eu poderia rever isso milhares de vezes. — o apresentador disse. — Ambos podem se levantar e vir até o meio do palco para a pergunta final.

Minseok respirou fundo e deixou o microfone em cima do banco onde estava sentado, não ergueu o olhar para olhar o Park, apenas focou no chão. A platéia estava em um silêncio profundo, fazendo o barulho dos sapatos serem escutados o percurso todo.

— A pergunta é para ambos: Você aceita beijar seu ex-namorado? 

Minseok levantou a cabeça e sentiu as bochechas queimarem no exato momento que olhou nos olhos de Chanyeol, fazia dois anos desde a última vez que havia olhado nos olhos dele e foi apenas para dizer que seria ele a pessoa a correr atrás.

Park deu um passo para mais perto do moreno, ele estava tão bonito e diferente mas ainda era o Minseok que fazia seu coração bater tão rápido ao ponto de fazê-lo achar que sairia de seu peito. Ergueu uma de suas mãos para tocar a bochecha avermelhada do mais velho e respondeu certo do que queria:

— Eu quero beijar meu ex-namorado. 

Minseok fechou os olhos e respirou fundo, sentindo a mão quente do mais novo em sua bochecha gélida. Ele sentia todas aquelas sensações de dois anos atrás voltando e gostava disso, sequer respondeu a pergunta antes de puxar o Park para baixo e beijá-lo sem se importar com a platéia comemorando.

Os lábios de Chanyeol continuavam tendo a mesma textura e o mesmo sabor de cafeína, do mesmo modo que o maior continuava o segurando como se pudesse quebrar a qualquer momento entre o beijo. Minseok gostava tanto desse cuidado que o orelhudo tinha consigo. 

— ❈ —

Minseok e Chanyeol estavam jogados no tapete da sala enquanto Baekhyun preparava a pipoca. Ambos permaneciam em silêncio, as mãos eentrelaçadas sobre a coxa do mais novo e a cabeça do mesmo apoiada no ombro do Kim.

— Hyung? — Chanyeol chamou.

— O que foi, idiota? — Minseok respondeu, arrumando um modo de olhar para o garoto de fios tingidos de rosa.

— Eu senti tanto a sua falta, me desculpe por ter agido de modo tão infantil. — o mais alto disse. — Eu te amo tanto e doeu ver você vivendo sua vida sem mim. 

— Chanyeol, está tudo bem. Eu também senti sua falta. — Minseok confessou. — E, eu te amo muito. Será que você pode voltar a ser meu namorado?

— Você ainda pergunta? É claro que sim. — deixou um selar na ponta do nariz do moreno. — Eu seria um idiota se não aceitasse.

O moreno riu e bateu na coxa do mais novo. Baekhyun entrou na sala gritando que os dois estavam devendo um favor para ele porque se a magnífica ideia dele não tivesse dado certo eles não estariam juntos novamente.

Minseok e Chanyeol até concordavam com o loiro, se não fosse por ele não estariam juntos. Porém, sabiam que o tempo que passaram longe um do outro havia sido apenas um teste porque ainda se amavam do mesmo modo que dois anos atrás.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...