1. Spirit Fanfics >
  2. Revenge - (bakudeku) >
  3. Extra

História Revenge - (bakudeku) - Capítulo 2


Escrita por: alface_gay

Notas do Autor


Atendendo a vários pedidos, depois de tanto tempo eu lhes trago o extra dessa história.

Não tá perfeito, mas espero que gostem, e já vou avisando que contém altos níveis de boiolice

Boa leitura 💚🧡

Capítulo 2 - Extra


O tempo havia passado, e com o decorrer do ano escolar muitas coisas tinham mudado.

Izuku já não era mais alvo de bullying, embora vez ou outra algumas pessoas cochichassem sobre si, o que era esperado visto que namorava Katsuki Bakugou, que mesmo após assumir seu relacionamento com outro garoto, não perdeu os status de popular na escola. Muitos o respeitavam, seja pelo medo de levar uma surra, seja pelos prêmios que traz para o colégio quando entra em campo liderando o time.

Mas muitas pessoas começaram a abrir mais a mente sobre a comunidade lgbtqia num geral, e foram aceitando cada vez mais o relacionamento dos dois. O que estava sendo ótimo, Midorya inclusive fez amizade com uma das líderes de torcida, Ochako Uraraka, ela no passado fazia parta do grupo de garotas que corria atrás de Katsuki e outros jogadores para serem seus possíveis namorados. Ela admitiu para Izuku algum tempo depois da revelação, que nunca se interessou de verdade por ninguém, e apenas queria se sentir inclusa.

No momento, o esverdeado estava nas arquibancadas do campo observando o treino do time, mais especificamente olhando seu namorado treinar, e esperando para que voltassem para casa juntos. Até que uma pessoa se aproximou de si, sentando ao seu lado.

- Então vocês ainda estão juntos? Esse namoro de vocês está durando mais do que eu gostaria. - era Camie, nem tudo eram flores, ela foi uma das poucas meninas que não desencanou de Bakugou após descobrir que ele era gay, e amava atormentar a vida de Izuku quando ele estava sem o mesmo para o defender.

- Sorte que nosso relacionamento não depende da sua vontade para continuar. - rebateu, o convívio com Bakugou o deixou menos medroso, conseguia responder a altura e não se deixava abalar por qualquer coisa, estava se fortalecendo.

A menina o olhou com desgosto.

- Você vai ver do que sou capaz, eu vou conseguir fazer ele perceber que sou muito melhor do que um garoto esquisito! - Midorya só revirou os olhos diante das ameaças patéticas, a achava imatura por querer fazer essas brigas e intrigas, sempre foi assim, Camie era conhecida por espalhar mentiras e pertubar outras pessoas para conseguir o que queria.

- Pode tentar o quanto quiser, não sou tão inseguro a ponto de precisar me provar dessa forma. - disse o mais calmo possível, não cairia no joguinho dela, passou a ignorar qualquer coisa que ela ralhasse no momento, focando seu olhar em Katsuki, que estava encerrando o treino para ir em direção ao vestiário.

Se levantou, Camie ainda falava alguma coisa bem irritada, mas ele não ouvia, se encaminhou até a entrada do vestiário para esperar que o namorado saísse e fossem embora para casa logo. Não demorou para que Katsuki aparecesse com outra roupa, e uma ducha rápida tomada.

- Oi amor. - disse dando um selinho na testa de Izuku, que ainda corava com essas coisas mesmo depois de alguns meses juntos.

- Oi Kacchan, vamos? - indicou com a cabeça para a saída, Katsuki segurou sua mão e se despediu dos colegas com um aceno, estavam indo até a porta quando Camie praticamente se jogou em cima de Bakugou, o abraçando.

Ele cambaleou pra trás, tendo que soltar a mão de Midorya para que eles não caíssem, ficou em choque por uns segundos sem entender o que tinha acontecido, até a garota se "soltar" dele, ainda mantendo as mãos em seu peitoral.

- Que merda você quer?! - perguntou indignado.

- Ah Katsuki, eu estava pensando se você não gostaria de sair comigo hoje a noite, passar lá em casa talvez... - ela sorria de forma sugestiva tentando ficar ainda mais perto, se é que era possível.

Izuku observava a cena sem reação, em completo choque com o que seus olhos viam. Por mais que não quisesse admitir, sentiu uma mágoa se instaurar em seu peito.

- Primeiro, pra você é Bakugou, não te dei essa intimidade. - disse a empurrando, seu tom raivoso mais assustador do que nunca, ele parecia se segurar para não bater em uma mulher - Segundo, eu já tenho um compromisso marcado com meu namorado, e não quero sair com você em hipótese alguma.

Ela tentou se aproximar de novo com um olhar de cachorro abandonado, mas Katsuki já tinha se virado e puxava Izuku pelo braço para fora da escola.

- Kacchan! - gritou para que ele parasse de andar tão rápido, já estavam na rua. Ele parou, percebendo que ainda o arrastava, deslizou a mão pelo seu braço até encontrar a mão de Midorya, a segurando com carinho e voltando a caminhar, devagar desta vez.

- Desculpe. - murmurou.

- Pelo o quê?

- Pela Camie, eu nem vi quando ela partiu pra cima de mim. - Izuku o olhou atentamente.

- A culpa não é sua Kacchan, você não controla o que ela vai fazer. - o loiro agora olhou para si - E... eu admito que fiquei feliz quando você disse que tinha compromissos com seu namorado. - sorriu bobo.

- Mas eu só disse a verdade. - Katsuki sorriu de canto vendo Izuku corar.

- Eu sei, é que... eu gosto que você me chame assim. - murmurou a última parte envergonhado, se sentia ridículo por corar por algo tão besta, mas não tinha culpa de estar apaixonado pelo garoto mais bonito do mundo.

Bakugou parou de andar e selou seus lábios num ósculo calmo.

- Então vou te chamar assim mais vezes. - sorriu ladino, distribuindo selares pelo rosto do menor, que apenas riu envergonhado - Deixa eu lembrar o que mais você gosta que eu te chame... Amor, querido, meu... - falava entre os beijos.

- Izuku. - deixou escapar, Katsuki parou de repente o encarando intensamente.

- Izuku... - ele falou baixo antes de voltar com os selinhos em seu rosto - Izuku, Izuku, Izuku... - murmurava enquanto descia os beijos por seu pescoço. O esverdeado o abraçou contra si.

- Kacchan, vamos logo pra casa. - disse a contragosto, mas seu sorriso enorme denunciava que estava amando aquele momento entre eles. Bakugou bufou irratdo, se afastando para que seguissem seu caminho.

--------------------

Midorya estava lanchando junto a sua amiga Uraraka, Katsuki estava ocupado em uma reunião que o técnico do time da escola havia organizado e não poderia acompalha-los.

- Me conta, o que tá te incomodando? - Izuku deu um salto em seu lugar surpreso.

- Como você sabe que tem alguma coisa?

- Eu sou sua melhor amiga cara, sei quando tem algo errado. O Bakugou te fez alguma coisa? - questionou com uma leve ameaça na voz, mas o esverdeado negou com a cabeça.

- É só que... ah esquece, é besteira eu me preocupar com isso de qualquer forma.

- Se está te deixando mal não é besteira! - ele suspirou derrotado, sabia que podia contar com Uraraka.

- É a Camie, ela tá dando em cima do Kacchan de novo, da última vez praticamente se jogou nele! Eu confio nele, mas me sinto inseguro, ela parece ser um par tão melhor pra ele...

- Pode ir parando aí! - interrompeu - A Camie é uma sem noção isso sim, sempre foi de dar em cima do namorado dos outros, e te garanto que você é sim melhor que ela! - Izuku sorriu com a reação da amiga, mas a expressão cabisbaixa logo voltou.

- Eu agradeço Ochako, mas sejamos sinceros, a Camie é uma garota, só por isso já seria muito melhor pro Kacchan estar saindo com ela ao invés de mim. Já estamos juntos a um tempo, e sempre temos que lidar com alguns comentários chatos, a maioria das pessoas não fala nada porque tem medo dele, mas eu sei que no fundo ainda nos julgam.

Uraraka ficou em silêncio por um tempo, ela sabia que não era totalmente mentira, já havia ouvido diversas vezes outras meninas reclamando do "desperdício" que Katsuki era por estar com outro menino.

- Eu sei que tem muita gente ignorante por aí, mas apesar de tudo isso, não é a Camie que está usando o casaco do Bakugou neste momento. - afirmou apontando para a blusa que Midorya estava usando, a mesma que vestia quando assumiram o namoro - É de você que ele gosta, e acho que você deveria dar um jeito de deixar isso bem claro pra Camie. - sorriu confiante.

- Sobre o que é a fofoca? - perguntou Denki animado se sentando ao lado de Uraraka, Kirishima também apareceu e sentou ao lado do loiro. Eles eram amigos de Katsuki e também estavam no time da escola, ambos eram bastante alegres e amigáveis, não demoraram a se enturmar com Izuku e Ochako.

- Vocês são tudo um bando de Maria Fifi ein? - bradou irritado. Bakugou chegara por detrás de Midorya, fazendo um afago em seus cabelos e sentando ao lado do namorado.

- Como foi a reunião? - o esverdeado perguntou.

- Um saco como sempre, o Todoroki é insuportavelmente chato! - respondeu Katsuki levando um sanduíche a boca.

- Não seja tão cruel Kacchan.

- Mas é verdade Midobro, ele deixou todo mundo com sono. - Kirishima comentou, uma conversa se iniciou na mesa sobre assuntos diversos, Midorya ficava feliz ao saber que os melhores amigos do namorado tinham aceitado a notícia de boa, inclusive brincavam que sempre o chamaria quando Katsuki ficasse irritado demais, porque ele era incapaz de gritar com Izuku.

Apesar do clima leve e agradável, sempre tinha alguma coisa para perturbar sua vida, essa coisa tinha nome, e estava se aproximando deles.

- Oi gente, vocês não vão se importar de eu sentar aqui certo? - Camie apareceu sentando ao lado de Katsuki, com um sorriso extremamente forçado.

- O que você quer porra? - o loiro questionou bastante irritado.

- O refeitório está lotado, não tinha lugar algum sobrando. - todos olharam em volta vendo várias mesas praticamente vazias disponíveis.

- Nós sabemos que você não tá aqui só porque não tem onde ficar Camie. - Izuku confrontou, sabia muito bem o que ela queria, e estava ficando de saco cheio daquilo.

- Não precisa ser grosso... é... qual o seu nome mesmo? - falou com uma voz cínica, os outros presentes assistiam com atenção o conflito que surgia.

- Izuku, o nome dele é Izuku Midorya. - Katsuki respondeu com a voz firme, sua expressão ia ficando mais séria, e isso indicava perigo.

- Ah sim, seu amigo certo? - o esverdeado respirou fundo para não se deixar levar, ela queria que ele se irritasse e fizesse uma cena, para depois se fazer de vítima inocente.

- Namorado, e você sabe muito bem disso. - o loiro disse.

- Desculpe, tinha esquecido. É uma pena, um cara popular como você deveria sair com alguma garota a altura, não um nerd qualquer. - ela levantou um pouco a voz, e outras pessoas no refeitório começaram a olhar.

Izuku suspirou abaixando o olhar para seu prato, se sentia insuficiente, todos ao seu redor sempre reforçaram isso, não era inteligente o suficiente, não era bonito o suficiente, não era popular o suficiente. Mas quando começou a sair com seu Kacchan, todas essas preocupações pareciam sumir, finalmente alguém estava alí para o fazer se sentir bem, se sentir alguém importante e amado, não podia deixar que tentassem arruinar isso também.

Se levantou lentamente, parando ao lado de Camie e Katsuki, cruzou os braços e a olhou sério, estava na hora daquilo acabar.

- Talvez você esteja certa - Ochako e Bakugou o olhavam indignados - talvez eu não seja tudo isso, eu não sou tão bonito, ou tão popular, eu nem mesmo sou uma garota, eu posso ser o extremo oposto do que todos esperavam para Kacchan. Mas sabe de uma coisa Camie? Quando você realmente ama alguém, e se sente feliz perto dessa pessoa, nada mais importa, porque no fim do dia, sou eu que vou pra casa com ele, sou eu quem ouve cafa elogio, cada "eu te amo", sou eu quem acorda do lado dele depois de uma noite maravilhosa juntos, e sou eu quem veste a blusa dele na escola, não você. E espero que um dia você encontre alguém que te ame o suficiente pra você não se importar tanto com o que os outros vão pensar.

Sorriu triunfante, ela saiu com a cara irritada murmurando alguma coisa como "idiota" no caminho. Kirishima, Denki e Uraraka começaram a aplaudir a cena, e ele apenas riu dos amigos, ate sentir um agarre em sua cintura o fazendo se sentar.

- Eu já disse que te amo hoje? - recebeu um beijo na bochecha.

- Já sim Kacchan, já sim. - respondeu rindo ganhando selinhos em seus lábios.

- Será que vocês poderiam ter um pouco de consideração com seu amigos solteiros? - queixou Kaminari.

- Tá solteiro porque quer, o cabelo de merda já deixou mais que claro que tá afim de você. - provocou Katsuki, fazendo o amigo ruivo engasgar.

- Kirishima? - Denki olhou para o amigo ao seu lado.

- E-eu tenho que resolver um negócio! - Ejirou falou nervoso enquanto se levantava com pressa e ia em direção a saída.

- Volta aqui e explica isso direito! - Kaminari saiu atrás dele tentando o alcançar.

- Parece que vamos ter outro casal em breve. - comentou Ochako risonha.

- Tomara que agora me deixem em paz para mimar Izuku a vontade. - o esverdeado corou, estava extremamente feliz de ter tomado atitude, e também por seu namorado estar o abraçando agora.

- Eu te amo muito Kacchan.

- Também te amo muito, amor.


Notas Finais


Desculpa qualquer erro

Bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...