1. Spirit Fanfics >
  2. Revenge >
  3. Prólogo

História Revenge - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olha quem apareceu com MAIS UMA HISTÓRIA PRA VOCÊS HUEHUEHUEHUEHUE :)

EUZINHA

Gente, minha alma ansiava por uma fanfic criminal, precisava fazer uma para me sentir completa. E tcharam, aqui esta! Revenge veio saciar minhas necessidades e espero que a de vocês também! Me ajudem na divulgação da fanfic e comentem, pelo amor de deus, comentem! Seus comentários serão os combustiveis da historia!


* Plágio é crime e será reportado como tal.
* Revenge é uma história CRIMINAL, porém de longe, faço apologia à qualquer ação fora da lei. Isso aqui é uma fanfic, apenas.
* Aceito criticas,contando que elas sejam construtivas e não destrutivas
* Entrem no grupo do wpp cujo link vou deixar nas notas finais para mais informações sobre a história

Acho que é isso

Boa leitura meus amores <3

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Revenge - Capítulo 1 - Prólogo

Então se quebre contra as minhas pedras
E cuspa sua piedade em minha alma
Você nunca precisou da ajuda de ninguém
Você me vendeu para se salvar


Atlanta
Geórgia, EUA

09:19 A.M.

P.O.V. Justin Bieber 

Senti um celular tocar desesperadamente em cima da cômoda, o que despertou meus neurônios e com uma dor de cabeça insuportável o joguei na parede sem nem mesmo abrir os olhos. Confesso que da noite passada não lembro de muita coisa, para ser sincero depois da terceira carreira de cocaína usada durante a festa, minha consciência diminuiu drasticamente. 

Me espreguicei na cama criando coragem para abrir os olhos e quando finalmente consegui , visualizei uma cena que nunca imaginei que pudesse presenciar, minha melhor amiga, estava do meu lado na cama, semi nua 

Eu não tenho respeito por mulheres, definitivamente sou o maior filho da puta que pode passar na vida de uma. As uso para suprir minhas necessidades e depois as dispenso não lhes dando nem a oportunidade de ser úteis. Afinal, para mim, todas são inferiores aos homens e por esta razão não merecem que eu gaste meu tempo com tais.  

Porém Caitlin, devido a nossa história, é a única que eu ainda aturo e ter transado com ela é uma coisa que nem a droga poderia ter me deixado fazer. Não por Beadles não ser gostosa, longe disso, a garota é carne de primeira. Entretanto eu sou Justin Bieber, e ela sabe que sexo para mim é uma via de mão única. Não chupo mulheres, não as dou prazer, simplesmente enfio meu pau em uma buceta e espero que o orgasmo venha. 

Para ser sincero até os gemidos das vadias me irrita. 

Sim, sou hetero, e sim já chupei e já fiz inúmeras mulheres perderem a razão na cama.  Só que, no Mundo em que estou inserido, as vadias são sempre as mesmas, e não vejo motivos para satisfazer essas putas 

Levantei-me da cama cuidadosamente procurando não acordar a Caitlin, visualizei o quarto e notei o tom rosa pink das paredes de seu dormitório, procurei por roupas minhas pelo chão, mas não obtive sucesso.  

-  Bom dia Justin'- Encarei a morena puto da vida 

-  A gente não transou né? - Perguntei entediado, e antes que pudesse continuar ela me interrompeu jogando um lençol em mim 

- Primeiramente cubra-se, e depois...- Ela revirou os olhos- Não transamos Justin, você nunca dá uma chance pra bebe aqui – Assenti claramente aliviado e joguei o lençol na cama de volta, estou na minha casa, não preciso me cobrir porra nenhuma.- Você bebeu demais ontem, e como sempre eu que virei sua babá por uma noite, aliás vou começar a cobrar 

- Tenho que trabalhar – Avistei o aparelho que eu havia jogado no chão minutos atrás e percebi que era o meu. Ótimo, simplesmente, ÓTIMO. 

 - Hoje a nova remessa de garotas chega – Dei de ombros, mostrando meu interesse zero naquilo 

- Eu vou pro meu quarto, faça o favor de não atrasar no serviço – Ela resmungou minha ordem mas a deixei falando sozinha e sai do seu dormitório 

No corredor do segundo andar, aonde Caitlin e os garotos dormiam, esbarrei em uma puta que sorridente me deu bom dia, obviamente a ignorei. Veja bem, nunca, e vou repetir, nunca sorrio ou deixo as pessoas pensarem que há algum ser humano aqui dentro de mim. Porque se mostrar demais é ser fraco.  

E eu sou o primeiro em tudo que faço.  

Inclusive no tráfico. 

Então foda-se se para isso tenho que viver sem sorrir igual um palhaço para todos que passam por mim. Foda-se se para isso tenho que matar muitas vezes quem não merece. Foda-se. 

Escolhi essa vida há muitos anos atrás e quando optei por este caminho, deixei no passado tudo o que me impedia de chegar no topo. Aprendi a matar sem ligar pro outro, aprendi a usar drogas sem me viciar e me tornar um dependente que jamais poderia controlar toda essa merda, aprendi que não importa a circunstancia, o crime sempre estará em primeiro lugar. 

Ao chegar no corredor do meu quarto, observei que Ryan Butler, o meu melhor amigo, estava na porta do mesmo. Outra regra minha : Ninguém, eu disse, ninguém, pões os pés na porra do meu dormitório. E era por isso que o loiro me aguardava fora do local.  Aliás, ele evita até mesmo pisar neste andar, e para estar aqui, algo deve ter acontecido. 

- Estou com uma dor de cabeça do caralho, seja rápido – Ryan assentiu e me entregou um papel, passei os olhos pelo mesmo e notei que meu arque inimigo estava me convidando para a porra de um encontro 

- Justin, você não deve ir – Mas é claro que eu iria  

- Ryan, o que sugira que eu faça? - Butler gaguejou antes de voltar a falar  

- O cara é o segundo em tudo, você continua no topo, não precisa se preocupar com o Alex. - Ele tinha um ponto 

- Preciso me preocupar com tudo. - Passei a mão por meus cabelos me sentindo levemente exausto – Preciso que vá com Caitlin receber a nova remessa de garotas – O loiro concordou, lhe devolvi o papel em seguida – Mande o Chris confirmar o email do Alex, vou nesse encontro – E sem esperar respostas ou reclamações de Butler, entrei no meu quarto. 

10:23 A.M.

P.O.V. Melaine Hall 

- VOCÊS TEM QUE MANTER A CALMA – Ironia se considerarmos que é Gustavo quem esta gritando 

- É um péssimo plano – Minha amiga Beatriz voltou a pontuar 

- Melaine se dispôs a fazer isso – Meu chefe me encarou como se esperasse que eu o ajudasse naquela discussão e eu apenas confirmei com a cabeça 

- Claro, ela quer a cabeça do Bieber em uma bandeja, não se importa se a dela for junto – Revirei os olhos para a Carol que resolveu se pronunciar

Observei a mesa ao redor, minha cabeça doía devido ao fato de ter ficado a porra da noite inteira acordada repassando o plano, investigar aquele maldito não é facil. Sabemos quem ele é, sabemos o que ele faz, só não temos provas o suficiente para lhe prender e com sorte dar a sentença de morte ao filho da puta.  

- SILÊNCIO!- O berro de Bruno ecoou por toda a sala e de repente todos se calaram - EU e os LEGITIMOS RESPONSAVEIS POR ESSA INVESTIGAÇÃO, já conversamos bastante e temos um plano que pode finalmente prender Justin Drew Bieber.- Prestei atenção em cada silaba que ele disse, minhas pernas tremiam, meu melhor amigo ao lado percebendo meu estado tocou na minha mão e a acariciou de leve  

- E o que decidiram? - Um dos estagiários perguntou  

- Vamos precisar da ajuda e do empenho de todos vocês, se for um verdadeiro agente não vai se importar com os riscos, com a possibilidade de poder falhar.-  Fechei os punhos revoltada, tudo o que eu queria era matar esse cara. Afinal ele tirou a coisa mais importante do Mundo para mim.  

- Eu já disse que vou me infiltrar-  Me pronunciei em alto e bom som

- Você Melaine, vai ser a nossa peça principal - Bruno me afirmou

- Alguém pode por favor me atualizar, o que ela vai ter que fazer exatamente? - Meu melhor amigo Pietro perguntou, visto que o mesmo não estava aqui durante a madrugada  

- Se passar por prostituta. - Bruno respondeu como se dissesse que eu estava indo comprar pão 

- COMO ASSIM? - Ele gritou tirando sua mão de cima da minha - VOCÊ CONCORDOU COM ISSO ? - Quando as iris azuis enfurecidas do homem se voltaram a mim, quase me perguntei se estava fazendo a coisa certa 

Afinal, o moreno NUNCA havia se alterado comigo antes 

- Sabe que eu faria de tudo para pegar o Bieber. Eu devo isso à ela. - Ele tinha plena ciência de que eu falava da minha mãe 

- Não podem deixar ela fazer isso, ela esta cega de vingança – Pietro me ignorou e se virou para os outros agentes  

Claro que meu problema pessoal era o maior motivo para eu estar aceitando esse tipo de missão suicida, mas tirar um bandido como o Bieber das ruas vai muito além de qualquer preocupação que Pietro possa ter em relação a mim. 

-  Amiga?- Encarei Carol do outro lado da mesa- Não precisa fazer isso, podemos sei lá achar outra saída, escuta, você não é obrigada a nada 

- Eu sou a melhor agente pra essa missão e vocês sabem disso. Graças ao próprio Bieber, não tenho nada a perder -  Levantei a cabeça decidida e encarei firmemente o Bruno .- Eu vou.  

- Você tem a mim, caralho - Pietro me rebateu.

Sério que ele quer discutir intimidade na roda de agentes do FBI em plena reunião? 

-  Não tenho mais nada a declarar – Me levantei da mesa – A ingressão é hoje não é?  

- Daqui a pouco - Gustavo que estava ao lado de Bruno, respondeu

- Vou me arrumar – Em seguida sai da sala sem olhar pra trás 

Caminhei até o meu quarto aqui no regimento, decidida e pronta para qualquer merda que viesse pela frente. Assim que adentrei no dormitório, observei o quadro ao lado da cama que eu havia feito para pontuar os acontecimentos que levaram a morte da minha mãe. 

Em todos eles, Bieber aparecia como personagem principal. 

Desde a saída dela do trabalho naquele dia, até a hora em que seu corpo foi achado sem vida na viela perto de casa. Senti meus olhos marejarem e soube que logo começaria a chorar, de novo. 

- Vou te vingar mãe, nem que seja a ultima coisa que eu faça na vida. - Olhei diretamente para a foto do Justin no final do mistério, circulada em caneta vermelha – Se prepara filha da puta – Depositei todo o meu ódio na frase seguinte – Estou indo atrás de você. 


Notas Finais


E AIII ???? O QUE ACHARAM? TO MUITO ANSIOSA ENTAO PELO AMOR DE DEUS COMENTEM!


Link do grupo : https://chat.whatsapp.com/BuPSnSuaBKu08jcEUK2YkW


Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...