1. Spirit Fanfics >
  2. Revenge >
  3. Capítulo Três

História Revenge - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo Três


_Não. - Patrícia falou, um pouco alto demais.

Eles estavam na sala da diretora do orfanato, na companhia da assistente social e da diretora do local, enquanto Jerry tentava convencer a mulher de adotar Lara :

_Meu amor. - Falou calmamente. - Você precisa vê-la, ela é um encanto de menina.

Não tinha dúvidas de que Jerry havia se encantado pela menina, ele simplesmente não podia deixá-la lá, ou pior, em um hospital psiquiátrico. Seria muita maldade de sua parte, até porque se sentia ligado a ela de uma maneira inexplicável, mas Patrícia não queria ceder :

_Viemos adotar um bebê, lembra? - Ela parecia indignada. - Eu não quero uma menina de cinco anos de idade.

A diretora, assim como a assistente social, observavam aquela pequena discussão em silêncio. A mulher que dirigia orfanato, torcia para que o casal levasse a pequena menina, pois só ela sabia os problemas que lhe foram causados por causa da resistência da criança, que não falava com ninguém. Assustava as outras crianças, os funcionários e até os pais que vinham visitar seus futuros filhos. Já a assistente social, tentava entender o que acontecia :

_Vá falar com ela. - Jerry insistiu. - Dê uma chance. Se não se encantar por ela, levaremos outra criança.

Mesmo contra sua vontade, Patrícia concordou, pois sabia que aquilo era o mais próximo de um acordo que eles chegariam. Ela não entendeu a teimosia do marido, que era um homem calmo e compreensivo na maior parte do tempo, e quase nunca discordava dela.

Uma das freiras a acompanhou até o quarto da menina, sua expressão fez Patrícia se sentir nervosa :

_Então... - Ela puxou assunto. - O que essa menina tem de tão mágico, que encantou o meu marido?

_Seu marido é um homem bom. - Foi tudo o que a mulher falou.

Assim como aconteceu com Jerry, Patrícia também sentiu o coração apertar quando viu a menina. Ela estava na mesma posição de quando Jerru saiu, sentada no chão e olhando para um canto qualquer do quarto :

_Vou deixá-las a sós.

A freira sumiu pelo corredor, e Patrícia permaneceu parada no mesmo lugar, observando a criança.

Ela achou incrível o fato da menina não mover um músculo sequer, parecia uma de suas bonecas de porcelanas, com o rosto perfeito e imóvel.

_Er... Oi. - Patrícia tentou uma aproximação, mas parou quando recebeu o olhar da menina.

Aqueles grandes olhos cor de mel, carregavam algo tão pesado, que fez Patrícia querer chorar.

E foi o que fez.

Patrícia andou até a menina, e sem dizer nada, a puxou para seu colo e se manteve abraçada a ela, enquanto as lágrimas encharcavam seu rosto.
Demorou um pouco para a menina retribuir o abraço, e quando o fez, Patrícia entendeu o encanto de Jerry e assim como ele, também se apaixonou pela menina.

Patrícia se abaixou para colocar a menina no chão, e aproveitou para olhá-la melhor.

Sim, ela parecia uma bonequinha.

O vestido florido, as tranças aos lados da cabeça, a boca desenhada e os olhos lindos... Ela era perfeita.

Assim que tocou o chão, a menina correu até o urso que estava no canto do quarto e o entregou a Patrícia, que não entendeu o que a menina queria :

_O que? - Perguntou confusa, enxugando os olhos. - Quer que eu o segure?

Ela negou com a cabeça :

_É para levá-lo embora?

Negou novamente, deixando Patrícia cada vez mais nervosa.

_Ele quer um abraço.

Jerry observava a cena encostado na parede do quarto, tão silencioso que nenhuma das duas o havia notado :

_Ele quer um abraço? - Ela perguntou, vendo a menina afirmar com a cabeça.

Patrícia sorriu e abraçou o urso encardido, ele cheirava a mofo e poeira, ela daria um jeito de se livrar dele mais tarde :

_Então. - Jerry  se abaixou ao lado da mulher. - Já posso chamá-la de filha?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...