História Revenge - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hentai, Romance, Vampiros
Visualizações 8
Palavras 513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - O Jogo Começou


Eu te amo.

Abro meus olhos e me levanto rapidamente de onde estou, fico em pé e visualizo claramente ao meu redor. Um quarto. Parada ao lado da cama, minhas pernas começam a tremer e minha cabeça a latejar. Sem resistir, me apoio na cama e lentamente vou ao chão, me encosto em uma pequena estante ao lado da cama, as lembranças de Hardes me atinge e deixo as lágrimas tomarem conta de mim. 

Eu te amo...

Uma frase que tinha tanto significado para mim agora não passa de meras palavras sem sentido. Por que ele fez isso? Por que o Hardes me machucou tanto? Não pela pancada na cabeça mais pelo o que eu sentia por ele. Esmagou meu sentimentos sem nem ao menos se importar. Eu o amava.

Amava.

Passei algum tempo ali, me martirizando com momentos que agora são apenas parte de um pedaço do meu passado. Percebendo agora, eu não sei onde estou. Esse quarto está escuro. Apenas um feixe de luz saindo de uma janela fechada. Deve estar de dia. Me levanto e sento na beirada da cama. Limpo minhas lágrimas e sussurro para mim mesma. 

- Onde estou?

- Você está na minha casa. 

Pulo da cama quando ouço a voz de alguém ecoar pelo quarto, olho ao redor detalhadamente até que consigo ver uma sombra no canto do quarto sentado em uma poltrona. 

- Quem é você? - pergunto me afastando e chegando perto da janela. 

- Eu que te pergunto. - ele me responde se levantando e vindo em minha direção lentamente, muito lentamente, sua voz está rouca e seu cabelo reluziu com um pouco de luz que bateu nele. - Quem é você?

Ele estava vindo e eu não tinha pra onde correr, percebi discretamente que seus olhos brilharam de contraste com a escuridão. Vermelho. Vampiro. Uma raiva e repugnância subiu e pelo meu sangue. Como sou uma ótima atriz não  deixei transparecer absolutamente nada. Apenas o medo. Começo a tremer pra ficar mais realista, avanço mais para traz e colido com a parede parando próxima a janela. Acho que agora é a hora do show. Mas o que eu faço?

- O - o - que vo - você quer... co - migo - go? - gaguejo, ótimo, a globo deveria me contratar. (Nada a ver, kkkkkk) 

- Quero apenas saber quem é você, o que você é e o que estava fazendo desacordada com a cabeça sangrando na escada da minha casa. Quem fez isso com você? - ele já estava próximo e com o meu olfato pude sentir seu cheiro. Não é nada como pensei. É doce. Apreciável.

Sempre imaginei que cheiro de vampiros fossem carniça, sangue... Resumindo, fedorento. Mais ele é... Ele é cheiroso. Talvez esse fosse diferente mais ainda sim eu nunca vou esquecer o que eles fizeram com minha família. Nunca esquecerei.

Eu sei esconder o cheiro da minha raça, posso ser uma humana completa e ele não está sendo nada discreto em tentar sentir o meu cheiro. Seu nariz fica engraçado se mexendo. E agora mais próximo de mim, preciso pensar em algo rápido. Bem rápido.


Notas Finais


Desculpem pelo capítulo curto.
Só uma garantia.
Depois eu completo.
Bjs😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...