História Revenge failure (Min Yoongi) BTS - Capítulo 12


Escrita por: e Misaki-7221

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga)
Visualizações 86
Palavras 1.397
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii...

O final deste capítulo, e o próximo, serão inspirados no meu dorama favorito Descendants of the sun(super recomendo Ok? ).

Boa leitura^^

Capítulo 12 - "Eu disse que iria me vingar"


   -tiro a caixinha com a aliança do bolso.- Quer namorar comigo? .-abro a caixinha mostrando a mesma para ela.-

   A vejo ficar surpresa com a ação repentina. Com a mão na boca a mesma responde.

   -Sim. Aí meu Deus.-Diz feliz me abraçando.-

   -Me desculpa por qualquer coisa. -digo ainda abraçado nela.-

   -Se não tivesse feito o que fez, não estaríamos aqui agora.

   -Verdade. Não me desculpa não.-Ela ri baixo.-

   -Vamos ter que convencer seu pai a me aceitar.-Se separa do abraço.-

   -Saber ele já sabe. Só precisa aceitar, mas isso é o de menos, ele aceitando ou não eu vou ficar com você.- Coloco a aliança no dedo dela.- Ele aceitando ou não.-sorrio.-

   -Te amo.- sela nossos lábios por alguns segundos. E eu vou apertando ela.- Não me aperta denovo Yoongi, ainda tá doendo.- separa o beijo.-

   - Me desculpa, não era a intenção.- Começo a rir.-

   - Não era a intenção? - Rio debochada.-

   - Tá bom, eu vou parar.- viro ela e passo a pomada no corpo da mesma, já que ainda não tinha passado.- eu espero que isso melhore.

   - Eu também espero Yoongi, eu também.-Faço bico.-

   -Tá com fome?

   -Um pouco.

   -Quer me ajudar a fazer comida? Eu te levo lá em baixo.

   -Isso vai doer. Mas pode ser, eu preciso sair daqui.

   -Vou só terminar de passar e nós já vamos lá.

   -Tá bom... Yoongi, como foi a conversa com seu pai? Você só voltou e não disse nada.

   -Ele obviamente não aceitou, e falou que não vai deixar isso assim. Mas fica tranquila, e eu também não vou.-Digo passando a pomada no corpo da mesma.-

   -Não aconteceu mais nada?

   -Ah. Jungkook estava namorando  com a Iara.

   -QUE?

   -Meu pai tinha apresentado ela para ele e começaram a namorar. Só que eu não acredito que isso seja com boas intenções, provavelmente era para ele também ficar contra nós. Mas eu falei com ele, e agora ele deve estar processando o que eu falei ainda. Mas acho que não vai ter mais nada com ela.-fecho a pomada.-

   -Espero que ele fique do nosso lado. Ele é o único.-Se vira pra mim.-

   -Verdade. Mas ele não é burro, eu falando ou não pra ele, uma hora ele ia se ligar.

   -Concordo. Jungkook sempre foi esperto!

   -Ah. -reviro os olhos. - Eu tinha esquecido que vocês já se conheciam. Aliás, porque se separaram?-Graças a Deus se separaram.-

   -Vimos que não daria nada mais do que amizade, e separamos.

   -Ah, que merda. Nem pra ser uma separação com motivos pra eu ficar bravo com ele, mas não, foi uma separação perfeita.

   -Pensa bem, desde quando uma separação pode ser perfeita?

   -Você me entendeu S/N.

   -Entendi. -Rio.-

   -Vai ir comigo fazer a comida?

   -Se você me levar.

[...]

[S/N ON]

   Depois de fazer a comida e comer, nos subimos pro quarto e deitamos. Ligamos a TV e colocamos na Netflix, ficamos vendo filmes/série(escolham) até dar sono.

   Não sei como, nem quando mas acabei dormindo, acordei no outro dia abraçada com Yoongi. Não me sentia tão dolorida, pode ser por estar deitada.

   Pra tirar a dúvida me levanto devagar e vou até o banheiro, é ainda sentia dor, mas eram menos. Felizmente a pomada funcionou.

    Saio do banheiro e vejo Yoongi acordando.

   -Bom dia moço. Dormiu bem?

   -Dormi, e pelo jeito você também né, já consegue andar.-Ri fraco, coçando os olhos.-

   -Haha engraçadinho.-debocho, e o vejo sorrir.- Você vai sair hoje?

   -Hoje? Acho que não, pelo menos por enquanto não. Porque?

   -Não quero ficar sozinha denovo, tá certo que eu já consigo andar novamente, mas continua sendo chato ficar sozinha.-sento na cama.-

   -Não deixo mais você sozinha, só não foi comigo ontem por que não iria conseguir sair do carro.-Senta na cama.-

   -Já deu essa história né? Não é pra ficar falando toda hora.- cruzo o braço.-

   -Vamos sair hoje?

   -Aonde?

   -Supermercado.

   -Oi?

   -Eu tenho que fazer as compras da casa, a comida tá acabando, e agora que não estou muito de bem com meu pai eu não posso pedir para ele trazer comida.

   -Ah entendi. Vamos!-Sorrio.-

 Tomo banho demorado enquanto ele prepara um simples café da manhã. Quando saio de lá, desço e vejo ele sentado comendo.

   -Nem pra me esperar né? -Me sento.-

   -Eu imaginei que você iria ficar mais tempo debaixo d'agua. Ela meio tira o cansaço da gente. Eu entendo.-Coloca um bolo na minha frente.- Não iria esperar por algo que não sabia quanto tempo ia demorar né?

   -Verdade. -Como o bolo.- Hm.- Falo em sinal de querer falar algo.- Que horas vamos?

   -Agora. Vamos só comer e saímos.

   -Ah, Ok.

   Comemos e fomos pro supermercado.

[Yoongi ON]

   Chegamos lá, colocamos o carro no estacionamento e subimos para o mercado.

   -Ah não creio.-bato as mãos nos bolsos da calça.- Esqueci a carteira.-bato a mão na testa.- Eu ja volto, não sai daqui.

   -Ok. Vai rápido.

   Saio de lá correndo, e desço as escadas até que sinto meu celular vibrar. Número desconhecido, Ok. Vamos atender.

[Ligação ON]

   -Alô?

   Uma voz distorcida diz algo que de primeira não dá pra entender, mas a pessoa ficava repetindo, então tentei ouvir com mais atenção.

   -.. av--ei --e iri- me -in-ar, eu avi-sei que iri- me vin-ar, eu avisei que iria me vingar.(esses ''-" são como letras não escutadas).

[Ligação OFF]

   Ouço ele dizer, quando entendo o que disse me ligo do que se tratava, logo desligo o celular e volto correndo para o andar de cima do supermercado. Como suspeitei, a S/N não estava mais lá.

    Olho para um lado, nada. Olho para o outro e vejo pessoas, é um supermercado? Sim. Mas não eram pessoas comuns, estavam com o uniforme de transporte de produtos da empresa do meu pai.

   Os sigo devagar, até que vejo eles descendo até o estacionamento, indo até uma das vans da empresa, corro até meu carro e entro no mesmo, procurando minha arma, eu sabia que tinha uma ali, só não sabia onde tinha deixando. Procuro procuro até que acho debaixo do banco do caroneiro.

   Vejo a van saindo, espero alguns segundos e a sigo. Cada vez mais longe, indo indo indo, até que... ah não,  a gasolina.

   Não via nenhum posto por perto, e mesmo assim, eles estavam cada vez mais rápido, eu o perderia de vista se parasse nem que seja por um minuto.

   Continuo dirigindo com o carro na reserva. Até que recebo uma ligação, o mesmo número de antes.

[Ligação ON]

   -Está seguindo o carro errado Yoongi.-Ouço uma risada fraca. Não reconhecia a voz. Somente sabia que era em inglês. Quem seria?-

   -Cadê a S/N? Quem é você?-Falando em inglês.-

   -Jura que não sabe quem eu sou Yoongi? Nossa, guardei pro coração.

   -FALA LOGO CARALHO.

   -Jung Hoseok. Pensava que lembrava de mim Yoongi.

   -Hoseok? Você não tinha morrido?-surpreso.-

   -Pra mim você também tinha morrido. Eu tinha te matado! Mas isso não vem ao caso. S/N tá comigo sabia? Assim como você roubou a Iara de mim, vou roubar a S/N de você. Se prepara, isso recém começou.

   -Eu digo o mesmo Hoseok. Isso recém começou!

[Ligação OFF]

   Logo depois de desligar, tento rastrear a localização com o número. E com sucesso consigo, tiro print da tela já que sei que logo ele iria desligar o celular. Coloco a localização no GPS e a sigo.

   No caminho vi um posto e logo lembrei que estava precisava abastecer, então parei rápido no mesmo e logo sai.

   Chego no lugar que estava a localização do Hoseok e fico parado olhando para o mesmo. Até que ouço gritos, da parte de Hoseok.

   Não penso duas vezes, abro a porta do carro, pego a arma e subo correndo. Chegando no local escuto mais gritos, mas agora da S/N também.

   Arrombo a porta, e vejo S/N presa em uma cadeira, já sem a blusa.

   -QUEM VOCÊ PENSA QUE É HOSEOK?

   -Eu sabia que você vinha. Pensei que iria encontrar ela já sem nenhuma roupa aqui. Estava demorando muito.

   -Você não está falando isso.- Rio fraco, e dou um soco em sabia e seu rosto, que logo ela devolvido.-

   -Se eu fosse você não bateria na pessoa que está com a vida da preciosa nas mãos.- vira a cadeira da S/N mostrando uma bomba presa em suas costas, logo erguendo a mão mostrando o controle da bomba.-

   -posiciono a arma em minhas mãos corretamente, logo falando.-Não a assuste. Não toque nela. Não fale com ela.


Notas Finais


Desculpa pelo capitulo pequeno. Tô MT ocupada ultimamente.

Espero que tenham gostado, até o próximo❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...