1. Spirit Fanfics >
  2. Revenge for Alexandria - CARL GRIMES >
  3. 23. Nunca

História Revenge for Alexandria - CARL GRIMES - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - 23. Nunca


Fanfic / Fanfiction Revenge for Alexandria - CARL GRIMES - Capítulo 25 - 23. Nunca

LIA MONROE

Eles retiraram nossas armas e fizeram com que ficássemos de joelhos no chão, até mesmo Maggie. Eugene já estava ali, com a cara toda cheia de sangue e hematomas. Me ajoelhei e, com ajuda de Aaron, colocamos Maggie no chão.

一 Dwight traga os outros. - um homem loiro, com metade da casa queimada foi até um dos caminhões e tirou Daryl, Rosita, Michonne e Glenn de lá. 一 Todos aqui? Ótimo! Vamos conhecer o homem. - a porta do trailer abriu e um cara, com jaqueta de couro e um bastão de beisebol apoiado nos ombros, saiu de lá.

一 Já estão mijando nas calças? Espero que sim. - ele disse com um sorriso irônico no rosto. 一 Qual de vocês é o líder? - ele apontou o bastão para todos nós.

一 Esse grupo é diferente chefe, temos dois líderes! - Simon disse. 一 Rick, o líder do grupo e Lia, chefe de Alexandria. - ele disse e ouvi as risadas debochadas dos capangas.

一 Vocês dois então são os líderes?! - O homem parou em nossa frente. 一 Eu sou o Negan. Não gostei de vocês matando o meus homens. E quando mandei o meu pessoal, matar o seu pessoal por matar o meu, você matou mais do meu pessoal. Não foi legal. - desviei a atenção dos dois e olhei para o grupo, que estavam em ordem: Glenn em uma ponta, Daryl, Michonne, Abraham, Sasha, Aaron, Jony, eu, Rick, Maggie, Rosita, Eugene e Carl, na outra ponta.

Negan começou falar coisas sobre uma nova ordem mundial, que era entregar nossas coisas para ele, caso contrário iríamos morrer. O homem disse que nos arrependeriamos de ter o desfiado e ele mataria um de nós para começar a acertar as contas. 

一 Quer saber? Vamos deixar a sorte escolher... - caminhou até Glenn e apontou o taco, que ele o chamava de Lucille, em seu rosto. 一 Uni... - se virou para Daryl. 一 Tê... - e foi passando a "brincadeira" em cada um de nós. 一 ... você! - e parou. 一 Se alguém se mexer ou fazer algo, cortem o outro olho do garoto e dividem entre o pai e a namorada. E então vamos começar! Você pode respirar, pode piscar, pode chorar. Droga, todos vocês vão fazer isso. - ele levantou e abaixou o taco de uma só vez. 一 Olha só isso! Aguentando firme! - Abraham levantou o corpo, com certa dificuldade, e encarou o homem. 

Chupa... minhas... bolas... - ele disse e Negan acertou sua cabeça várias vezes, até seu crânio ficar todo aberto ebseus miolos espalhadas pelo chão. O grupo todo chorava e olhava para a cena assustados.

一 Uau! Minha nossa! - Negan deu um passo para trás e ergueu Lucille, fazendo o sangue do ruivo espirrar no rosto de Rick.

Negan começou a pressionar Sasha, pedindo que ela olhasse para o corpo mutilado de Abraham. Daryl levantou e socou a cara dele e foi parado por Dwight e Simon. 

一 Essa merda não vai rolar aqui! - Negan disse alto. 一 Então tá, não é assim que funciona! Como eu falei para vocês, a primeira é de graça e depois eu vou acabar com a raça de vocês! Sem exceções. Eu não sei com que mentirosos vocês estão lidando, mas eu sou um homem de palavras. Então... sem exceções! - ele se virou em um gesto rápido e acertou Glenn. Me apoiei nos joelhos e fiquei vendo ele arrebentar a cabeça do coreano, deixando um de seus olhos pulando para fora. Eu dava um pequeno pulo em cada uma das batidas do taco. 

Eu... eu vou matar você! - Rick disse baixo e Negan sorriu ironicamente.

一 O que disse?! Pode repetir? Acho que não escutei direito. - O homem se abaixou e ficou cara a cara com o ex-policial.

一 Eu vou matar você. - ele repetiu firme. 一 Não hoje, nem amanhã, mas eu vou matar você! 

Negan arrastou Rick para dentro do trailer e saiu com o veículo. Ninguém disse nada, só nossos choros fizeram parte do ambiente. Sasha e Maggie eram as mais abaladas, olhavam o tempo todo para os corpos do namorado e marido no chão e davam soluços altos de choro.

Eles voltaram com o dia já amanhecendo. Rick foi jogado no centro do círculo e Negan pegou Carl, e o colocou ao lado do pai, deitado no chão. O homem pegou o machado e colocou na mão de Rick, pedindo que cortasse o braço do filho. 

一 Não por favor! Eu... aceito trabalhar para você, faço qualquer coisa! Mas não machuque ele. - Rick pediu, com lágrimas de desespero nos olhos.

一 Era esse olhar que eu queria de você, Rick! - Negan sorriu orgulhoso. 一 Agora vocês fazem o que eu mandar! Vão me dar suas coisas, comidas e ninguém mais morre. - ele disse andando por todos, parando bem a minha frente. 一 E você docinho... - ele se abaixou. 一 Fique sabendo que Alexandria agora é minha, e está sobre os minhas ordens! 

一 Nunca. - respodi com raiva na voz.

一 Olha só, a princesa não quer entregar o reino? - disse debochadamente. 

一 Para um ogro igual você?! - sorri irônica. 一 Nunca! - repeti e fiquei encarando o homem a minha frente, que mantinha um sorriso cínico no rosto.

一 Acho que não entendeu as regras não é Lia? - ele se levantou e ajeitou o bastão em suas mãos. 一 Talvez assim você aprenda. - Negan acertou o rosto dele.

NÃO! - me levantei e tentei me aproximar, mas Simon me apertou pelos braços. Negan me ignorou e acertou outra vez.

Eu... te amo... irmã... - Jony me encarou, com o rosto cheio de sangue e a voz falha. Negan riu cinicamente e voltou a bater nele. Caí de joelhos, mesmo ainda sobre o aperto de Simon, e chorei. Chorei até o ar me faltar e o peito doer. 

一 E agora querida? - Negan coloca o bastão, cheio de sangue e entranhas de Jony, bem próximo ao meu rosto. 

Nunca! - disse mais uma vez, sem desviar a atenção de seu rosto. Minha voz estava falha por conta das lágrimas que caíam sem parar.

一 Certo. - ele riu. 一 Rick, ela e Daryl vão me acompanhar, espero que não seja problema. Eles são teimosos e não se rebaixam, como alguém que eu conheço. - Negan disse de forma debochada. Simon me arrastou até um dos caminhões e Dwight levou Daryl.

NÃO! - olhei para trás e vi Carl tentando se levantar, mas um salvador o empurrou de volta para o chão. 

Os dois nos jogaram no veículo e fecharam a porta. Sem nem mesmo pensar, me arrastei para o lado de Daryl e o abracei. O caçador correspondeu e deixou que chorasse em seu ombro, enquanto ele mexia em meus cabelos. 

Vamos sair dessa... - ele sussurrou e eu apenas balancei a cabeça concordando, e o apertei mais forte.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...