1. Spirit Fanfics >
  2. Revenge for Alexandria - CARL GRIMES >
  3. 26. Tentativa de acordo

História Revenge for Alexandria - CARL GRIMES - Capítulo 28


Escrita por:


Capítulo 28 - 26. Tentativa de acordo


Fanfic / Fanfiction Revenge for Alexandria - CARL GRIMES - Capítulo 28 - 26. Tentativa de acordo

CARL GRIMES

Meu pai saiu com Aaron atrás de mais suprimentos. Ele quis que eu fosse junto, mas recusei. Michonne também disse que iria sair e pediu que eu ficasse com Judy. Esperei todos irem fazer alguma coisa, para colocar meu plano em prática.

Deixei Judith com Olívia e saí a procura de Enid pela comunidade. A encontrei próxima ao lugar que ela, Jony e Lia ficavam. Me aproximei devagar e logo fui notado pela garota.

一 Me leve até Hilltop? - ela pediu e eu não disse nada, apenas balancei a cabeça confirmando.

一 Preciso de ajuda também. - disse e ela me olhou por fim. 一 Vou até o Santuário. - abaixei o tom de voz e ela levantou em um pulo, me encarando com a expressão séria. 

Você vai o que?! - ela praticamente gritou. 一 Você está louco Grimes? Vai morrer se for até lá! - disse um pouco mais baixo.

一 Aceito o risco. - disse e ela me olhou com indignação. 

一 Não pode fazer isso! - não disse nada e ela suspirou. 一 Se você morrer...

一 Eu não vou! - a interrompi. 一 A gente tem que sair agora se quiser chegar ainda hoje em Hilltop. - ela concordou e assim pulamos os muros.

(...)

Já na frente de Hilltop, pudemos ver alguns caminhões de Salvadores na parte de dentro. 

一 Não pode falar para ninguém o que eu vou fazer! - pedi a Enid.

一 Não vou. - ela confirmou. 一 Traga a Lia de volta, Carl! 

一 Vou trazer. - a abracei e depois, corri até um dos caminhões me escondendo na parte de trás do mesmo.

O caminhão parou na base dos Salvadores. Peguei uma metralhadora e fui até a porta, matando dois homens que apareceram.

一 Eu quero o Negan, agora! - gritei e os homens também me apontaram suas armas.

一 Mais que por... - Negan apareceu, mas quando me viu cortou a frase e abriu um sorriso debochado. 一 Garoto, que surpresa! Rapazes, abaixem as armas... ele é nosso convidado. - o homem me empurrou pelos ombros até a parte de dentro do local. 

Pessoas trabalhavam ali, até mesmo Daryl, que quando me viu, me olhou surpreso e bravo. Negan entrou em um quarto, com móveis caros e novos, e me pediu que me sentasse em uma cadeira a sua frente. 

一 Vou te dizer, você é esperto. - ele começou. 一 Eu esperava que um garoto da sua idade fosse ficar entediado, sem fazer nada, exceto chorar por perder o baile de formatura. Mas você... Você saiu em uma missão. Você me achou, matou dois dos meus homens, e é inteligente o bastante para saber que não vou deixar isso barato. - ele falou em tom ameaçador e eu engoli em seco, mas não deixei de encara-lo. 

一 Onde ela está? - perguntei, ignorando todo seu discurso e cerrando os punhos. O homem sorriu de lado e se virou para Dwight, que estava na porta. 

一 Vá buscá-la. - o loiro saiu e Negan voltou a me olhar. 一 O que eu devia fazer por você garoto?

一 Acho que deveria pular aquela janela e me poupar de te matar. - me levantei e disse em tom ameaçador. No mesmo instante, Dwight voltou segurando Lia pelos braços.

Ela me olhou surpresa e pude ver que sua pele estava pálida, as olheiras fundas abaixo de seus olhos, e seu corpo estava mais magro. Lia também tinha seus braços e rosto roxos, além de duas cicatrizes nas bochechas. Tentei me aproximar dela, mas Negan colocou Lucille na frente do meu corpo, me impedindo de avançar.

Não! Nem pense nisso. - ele disse. 一  Coloque-a aqui. - apontou para uma cadeira ao nosso lado, e Dwight fez. 一 Tire sua venda. - ele pediu, apontando para meu curativo.

一 O que?! - perguntei surpreso e um pouco incomodado.

一 Tire essa merda garoto! - ele falou um pouco mais alto e eu acabei fazendo. 一 Isso é muito feio! Cruzes! - ele disse e deu uma risada debochada. 一 Bom, vou levar vocês para um passeio. 

(...)

Negan juntou alguns salvadores e voltou para a comunidade. Ele fez Lia ir também, porém ela foi na traseira de um caminhão, amarrada e com Dwight em sua cola. 

Chegamos e o homem entrou, e como previsto, ninguém disse nada. Spencer e Rosita estavam no portão e o olharam com raiva. 

一 Eu vim falar com o Rick, ele está? - Negan perguntou irônico para a mulher.

一 Saiu para buscar suprimentos para você. - Rosita respondeu no mesmo tom.

一 Sem problemas, eu espero. - ele sorriu cínico. 一 Aliás... - ele fez um sinal para Simon, que tirou Lia do caminhão. 一 Trouxe visita para vocês. 

一 O que você fez com minha filha?! - Spencer tentou avançar, mas eu me coloquei em sua frente.

一 Eu?! Nada, ela quem não quis cooperar comigo. - ele apoiou o bastão nos ombros e começou a caminhar por Alexandria.

(...)

Negan foi para minha casa, usou as coisas do meu pai, ficou com minha irmã e até usou nossa cozinha para fazer macarronada. Agora, ele colocou uma mesa de bilar no meio da rua e está jogando com Spencer. Lia observava todos os movimentos do Negan, sem dizer uma só palavra. Ela estava fraca e dois Salvadores a seguravam pelos braços, mesmo suas mãos estando amarradas.

Você pode deixá-la aqui... podemos tentar um acordo. - ouvi Spencer dizer, com a voz baixa, apenas para Negan.

一 Ela é uma boa garota, gosto dela. - ele respondeu e cerrei meus punhos. 一 Mas... não posso fazer isso.

一 Me leve no lugar dela. - Spencer disse com a voz normal. 一 Não quero vê-la sofrendo assim. - o homem olhou para a filha com lágrimas nos olhos.

Nessa altura, as pessoas da comunidade e alguns Salvadores já se aproximavam e paravam em volta dos dois. 

一 Acha que isso vai adiantar? - Negan se aproximou do outro. 一 Não quero você, não preciso de você. Eu quero ela...

一 Por favor... - Spencer o interrompeu e insistiu mais uma vez.

一 Sabe porque você não pode trabalhar para mim? - ele se aproximou mais um pouco. 一 Você não tem estômago para isso. - Negan passou rapidamente uma faca na barriga do homem, fazendo seu estômago e entranhas caírem para fora.

Não! - Lia tentou gritar, mas sua voz falhou. Olhei em sua direção e vi que ela estava sentada no chão e chorando muito e até mesmo gritando. 

一 Não é que ele tinha?! Estava dentro dele o tempo todo... nunca estive tão errado em toda minha vida! - Negan disse debochado. Todos presentes tinham expressões assustadas e alguns até choravam.

Em um movimento rápido, Rosita puxou sua arma e atirou. Negan se defendeu e o tiro acertou a madeira do bastão. Uma salvadora a prendeu no chão, com uma faca abaixo do seu olho. Eugene confessou que havia feito a bala e também foi preso pelos Salvadores. 

一 Arat... mate alguém. - Negan pediu para a mulher, após ela cortar o rosto de Rosita.

Ela se levantou e deu um tiro em Olívia, que estava ao meu lado na varanda. Outra vez Lia tentou gritar, mas desmaiou dessa vez. Negan sorriu orgulhoso e em seguida, meu pai apareceu carregando Aaron.

一 O que está acontecendo aqui?! - ele perguntou encarando Negan.

一 Seu pirralho apareceu no Santuário, matou dois dos meus... - meu pai me encarou com raiva. 一 Trouxe ele para casa e o papai da Lia quis negociar. - Rick olhou assustado para Spencer morto e depois para Lia desmaiada. 一  Aliás, o Eugene vai comigo e eu matei a gorda. - ele apontou para o corpo da mulher ao meu lado. 一 Te fiz um favor, é uma boca a menos para alimentar. E essa era uma das grandes. - ele deu uma risada debochada e caminhou até seu carro.

Os homens voltaram para os caminhões e saíram de Alexandria. Infelizmente, levaram Lia de volta. Quando eles finalmente saíram do portão, meu pai matou o zumbi de Spencer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...