1. Spirit Fanfics >
  2. Revenge for Alexandria - CARL GRIMES >
  3. 34. Sempre juntas

História Revenge for Alexandria - CARL GRIMES - Capítulo 36


Escrita por:


Capítulo 36 - 34. Sempre juntas


Fanfic / Fanfiction Revenge for Alexandria - CARL GRIMES - Capítulo 36 - 34. Sempre juntas

LIA MONROE

Assim que passamos o portão de Hilltop, Enid e Maggie vieram em nossa direção. Minhas pernas falhara e eu parei de andar, caindo sentada ali mesmo. Enid correu até mim, se abaixou ao meu lado e depois me abraçou, deixando que minhas lágrimas caíssem em seu ombro. 

Estou aqui. - ela disse baixo, fazendo carinho nas pontas do meu cabelo. 一 Sempre estarei aqui com você.

一 Por favor... - a encarei. 一 Não me deixe... - ela começou a chorar comigo. 一 Eu perdi tudo... Não aguentaria te perder também.

一 Temos uma promessa, lembra? - ela me mostrou o dedinho. 一 Sempre...

Juntas. - a completei e juntei meu dedo com o seu, e a abracei outra vez.

一 Vamos, o doutor Carson está de volta. - ela me ajudou a levantar e me levou até o trailer médico.

O médico ligou o computador e me mostrou meu bebê. Enid segurou minha mão e sorria animada ao meu lado. Carson avisou que meu filho estava bem, eu só precisava descansar um pouco. Quando ele me entregou o papel do ultrassom, não pude deixar de me emocionar. 

(...)

一 Onde está o Aaron? - perguntei à Enid, quando saímos do consultório.

一 Foi até Oceanside, logo ele está de volta. Vem, vou te mostrar a Gracie. 

Ela me abraçou pelo ombro e caminhamos até a sala de Maggie, onde tinha um berço no canto, com uma garotinha dentro dele. A peguei no colo e sorri, passando a mão em seus cabelos loiros. 

一 Ela é linda! - falei e logo a porta se abriu, e todo nosso grupo entrou. 

一 Como você está? - Rick veio ao meu lado. Seu expressão ainda estava triste, mas um pouco melhor que antes. 一 E o bebê?

Bebê?! - os outros perguntaram surpresos, menos Daryl e Rosita.

一 Sim. Estou grávida de quase três meses. - sorri e mostrei o ultrassom para eles. 一 Respondendo... estamos bem. - me virei para Rick. 

一 Que bom! - ele depositou um beijo na minha cabeça. 一 Isso... isso é seu. - ele tirou um papel do bolso e me entregou. 一 Ainda não vi a minha... - disse em um tom baixo.

一 Sei que quando estiver pronto, você verá. - sorri de lado e entreguei a menina para ele. 

Sai da sala e entrei no quarto de Enid onde, agora, ela dividiria comigo. Me sentei na cama e peguei o papel no bolso da jaqueta, sorrindo ao ver meu nome no verso. Abri a carta e comecei a ler.

"Badgirl, 

Não queria que terminasse assim nossa história. Mas, um dia escutei você falando para o Daryl: "Não temos mais finais felizes", e isso é verdade. 

Não tive tempo de te pedir em casamento, te ajudar com a gravidez e nem ensinar nosso filho a dar seu primeiro tiro. Mas, nossa história não acabou, eu sei que não. 

Você vai acabar com essa guerra com o Negan. Com, ou sem morte, eu sei que vai fazer o certo. Depois, com ajuda do meu pai, vai levantar Alexandria outra vez, e fazer o que você sempre fez de melhor: Cuidar daquele lugar.

Eu te amo Lia, onde quer que seja o lugar para onde eu vá, eu sempre vou estar com você. 

Seu eterno cowboy..."

Carl Grimes. - li o nome em voz alta, sentindo as lágrimas molharem meu rosto, outra vez.

Alguém bateu na porta do quarto mas não respondi. Quando ela se abriu, vi que era Enid.

一 Lia? O que...

一 Enid... - fiz ela parar. 一 Me deixe um pouco sozinha? 

一 Claro. - ela sorriu fraco. 一 Estarei lá em baixo, junto com os outros, caso precise. - agradeci e ela saiu. 

Me deitei, ainda com a carta na mão, e coloquei todo meu choro para fora, aliviando tudo o que eu sentia dentro de mim. Em algum momento, acabei pegando no sono.


ENID 

Saí do quarto, deixando Lia aos prantos. Nunca havia visto ela assim, não desde que Spencer e Jony morreram. Agora, Carl morreu e a deixou com um filho, ela está passando a mesma coisa que Maggie, e me sinto mal por elas. 

Voltei para a sala de reuniões e encontrei o grupo ainda reunido. Rick e Michonne estavam com as expressões cansadas, e ao mesmo, abatidas, assim como Lia. Daryl estava com Judith no colo e Maggie estava, sentada em sua cadeira, com Graice dormindo em seus braços. Os outros estavam espalhados pela sala.

一 Onde a Lia está? - Rick se levantou e me perguntou.

一 No quarto... chorando. - disse com um suspiro e o homem passou as mãos pelos cabelos.

一 Ela leu a carta? - afirmei. 一 Deixe que ela descanse então. Lia passou por muita coisa, não quero que se esforce mais. - ele disse de forma autoritária e ao mesmo tempo carinhosa, como se ele fosse o pai dela. Sorri com esse seu gesto e concordei.

一 Você sabe que ela não vai querer ficar de fora da luta com o Negan, não é? - Daryl perguntou para ele.

一 É eu sei. - Rick respondeu e respirou fundo. 一 Não vou impedir isso dela.

一 Então vamos matá-lo? - Maggie perguntou dessa vez.

一 Se for preciso, sim. - ele respondeu, colocando as mãos na cintura. 一 Agora, vamos descansar... todos nós precisamos disso.

(...)

Volto para meu quarto e entrei em silêncio. Encontrei minha amiga com a carta ainda nas mãos e o rosto inchado, indicando que havia chorado até conseguir dormir. Me aproximei da cama e retirei com cuidado o papel dali. Lia se mexeu, mas não acordou. Cobri ela e deixei um beijo em sua cabeça.

Sempre juntas. - disse nossa promessa baixo, próximo ao seu rosto e depois me deitei em minha cama, ao lado da sua. 一 Boa noite Monroe. - sorri a olhando uma última vez e me virei para o outro lado.

Acordei na madrugada, com Lia tendo algum tipo de pesadelo. Ela falava algumas coisas sem sentido, além de se remexer na cama e suar muito. Me levantei apressada e me aproximei de sua cama.

Não... ele não... - ela falava, enquanto se mexia na cama. 一 Não faça isso!

一 Lia... - tentei acordar ela, mas não adiantou. 

Por favor para! - ela começou a chorar. 一 ELE NÃO! - após gritar, Lia se sentou rapidamente na cama, com a respiração alterada e o rosto coberto por suor e lágrimas.

一 Foi só um pesadelo. - a abracei, tentando acalma-la.

Desculpa te acordar. - Lia disse baixo em meu ombro.

一 Tá tudo bem. - nos afastamos um pouco, mas eu ainda a segurava pelos braços. 一 Quer conversar? 

一 Sonhei com o dia que o Negan... - ela parou um pouco e voltou a chorar. 一 Matou o Jony. Isso já aconteceu outras vezes. - fiquei surpresa e a puxei de novo para um abraço. 一 Foi culpa minha, ele não deveria ter morrido.

一 Lia, não foi culpa sua! Já te falei isso. - olhei séria para ela.一 Pare de pensar nisso, por favor.

一 Eu sei. Só que... - ela soltou um longo suspiro. 一 Se eu tivesse aceitado o acordo, acho que tudo estaria diferente. Eu não teria apanhado, ele estaria aqui, Alexandria estaria de pé e...

一 Para! - ela me olhou. 一 Tudo o que aconteceu, o que a gente perdeu... aconteceu por causa dele. O único culpado disso tudo é o Negan, e ele vai pagar por tudo! - Lia não disse nada, apenas abaixou a cabeça. 一 Agora,  vamos dormir, temos coisas para resolver amanhã. - cada uma foi para sua cama e voltamos a dormir. Pelo menos, tentamos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...