História Revolution - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anika, Artêmis, Bethania, Carly, Heavy
Visualizações 8
Palavras 863
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 23 - April 18, 2000


Fanfic / Fanfiction Revolution - Capítulo 23 - April 18, 2000

Querido leitor, minha vida mudou muito

Depois que minha mãe e que George se casaram, parece que tudo ficou melhor, exceto o fato de que Jane Amber fica implicando com Heavy, para ele fazer George e a ex-mulher voltarem. Porra, essa menina tem que deixar o George em paz! 

Decidi ir até a casa de Bethania para conversar com ela. Estou com saudades dela 

Cheguei lá, bati três vezes, mas ninguém me atendeu, olhei e vi que a janela de seu quarto estava aberta, tirei meus coturnos e comecei a escalar aquela parede. Fiquei com um pouco de medo de cair 

Entrei pela janela, vi que Bethania estava sentada na sua cama, assistindo um filme, ela olhou para mim e vira para a TV novamente

- Sente-se – Ela disse - Acho que vai gostar do filme 

Caminhei até ela e sentei atrás dela. Não sei em qual parte estava do filme 

- Qual o nome desse filme? Eu conheço? 

- A História de Ryan White, Uma Lição de Vida – Ela fala me mostrando a caixa da fita - É um filme maravilhoso 

- Qual a história mais ou menos? Parece ser bem interessante

- Esse menino teve que fazer uma transfusão de sangue e ficou com AIDS, e todos começaram a rejeita-lo, ele foi expulso das escolas, seus pais lutaram para ele voltar, mas ele virou amigo do Michael Jackson, e o mais interessante é que essa história é real 

- O que houve com ele? Como ele está hoje? Espero que ele esteja vivo e bem 

- Ele morreu com 18 anos, em 1990, faz 10 anos já 

- Você se espelha nele? Se identifica com ele? 

- Agora sim, ele é como eu 

- A única diferença é que ninguém sabe sobre você, e espero que ninguém descubra 

- Sim, mas o meu medo é se descobrirem, vou ser rejeitada igual ele 

- Bethania, pense bem, vou te deixar em paz para pensar, até mais

Eu levanto da cama e saio pela janela, quando cheguei no chão, calcei meus coturnos e decidi voltar para a casa. Parece que Bethania se afundou em uma depressão profunda

No caminho fiquei pensando se Bethania um dia iria contar para sua mãe sobre esse pequeno fato ou se ela iria esperar sua mãe descobrir depois de sua morte. Me deu vontade de chorar por ela 

Cheguei em casa, antes de abrir a porta comecei a ouvir alguns gritos, acho que alguém está discutindo dentro de casa

- EU SOU SUA FILHA! VOCÊ DEVERIA ME ACEITAR TAMBÉM! VOCÊ NÃO SENTE AMOR POR MIM! 

Abri a porta rapidamente e vi Jane Amber gritando com George enquanto ele segurava seus braços. Nunca tinha visto George tão nervoso assim

- Você e Heavy são diferentes, desde quando eu estava solteiro, Heavy me incentivou a me casar novamente, você fez da minha vida um inferno para voltar com sua mãe, coloque isso na sua cabeça, eu não amo a sua mãe, eu amo a Carly 

- Você querendo ou não, sei que ainda ama a minha mãe, não a vadia da Carly, aquela puta vai pagar por destruir a minha família

Entrei dentro de casa furiosamente, peguei Jane Amber pelos cabelos e dei um tapa na sua cara, eu não me dou bem com minha mãe, mas ninguém fala assim dela 

- Ninguém fala assim da minha mãe sua puta, eu vou te colocar no seu lugar! 

Jane Amber consegue se soltar e sobe as escadas correndo, me arrependi por ter batido nela, foi tudo na hora da raiva 

- Desculpe George por ter batido na sua filha, por mais que minha mãe não me de a atenção e trate Artemis melhor que eu, ela é minha mãe e eu não admito que fale assim dela. Por favor, conserte a sua filha! 

- Você está certinha, nem eu e nem a mãe de Jane Amber colocamos limites nela, agora ela é essa rebelde revoltada. Eu não sei o que fazer 

- Por que ela estava gritando desse jeito? Nunca te vi tão nervoso assim 

- Ela fugiu de casa e está querendo morar aqui, acho que isso não vai dar certo 

- Você sabe qual foi o motivo? Ela não parece estar muito dentro de si 

- Jane Amber está viciada em cocaína, sua mãe descobriu, as duas começaram a discutir e ela pegou suas coisas e fugiu, acha que pode morar aqui sendo uma viciada em pó. Ela vai ter que se tratar 

- Acho que se ela vir morar aqui, iria ter que ter limites, minha mãe é uma pessoa firme

- Isso é uma coisa que ela não tem, limites. Essa casa é da sua mãe, trouxe Heavy para cá porque sua mãe permitiu, e quem tem que cuidar dela sou eu e minha ex-mulher, sua mãe não tem nada a ver com isso 

- Vamos ver o que vai acontecer, ela tem que se colocar no lugar dela 

- Não sei para onde ela vai, mas aqui ela não fica, e eu tenho certeza disso 

Parece que chegou o ponto negativo do casamento, só espero que ele não seja destruído, já começou as crises 

Anika Skeeleting

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...