1. Spirit Fanfics >
  2. Rewriting Fate >
  3. Capítulo 2

História Rewriting Fate - Capítulo 2


Escrita por: _Hope_Mikaelson

Notas do Autor


Babes, para ficar mais temático eu tive a ideia de colocar os reinos parecido com países da atualidade:

Reino de Áquila: França
Reino de Monteriggioni : Itália

Além de colocar os nomes e sobrenomes típicos de cada pais nos personagens.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Rewriting Fate - Capítulo 2 - Capítulo 2

        Reino de Monteriggioni


Camille acorda de má vontade, mas quem acorda sorridente tão cedo? Ela se  arruma e coloca um vestido básico azul celeste, juntamente com seu cosert preto, passou pelo espelho rapidamente e viu que seu cabelo estava com ondulações perfeitas, coisa rara de se ver, seu cabelo sempre foi castanho claro e de um ondulado espeço. 

Ela preparou o café da manhã e se sentou com uma caneca de café numa cadeira no canto da cozinha e esperou os animais vulgo sua família acordar. 

Depois de um tempo todos acordam e começa a barulheira, gosto de pensar que são pequenos ruídos, ela toma seu café lentamente apenas esperando que eles saiam de uma vez. 

Seu pai Giancarlo é de uma estatura média, está acima do peso,  ele é um dominador do ar, tem cabelos castanho acobreado assim como sua mãe e seus irmãos, olhos castanhos mel, e sua velha cara de cansado aparentando ter mais anos do que realmente tem, trabalha como emissário do rei. Sua mãe é baixa, olhos castanhos escuros, e tem a aparência de alguém de meia idade, domina a água e trabalha como cozinheira no Castelo do rei . Seus irmãos, Mauro e Marco são praticamente iguais, exceto pelos poderes um  domina o ar e o outro a água, nessa exata ordem. Isso ocorre, pelo fato dos seus pais terem poderes diferentes, normalmente as pessoas se casam com seus iguais.

 Sobre seus irmãos não tem muito o que falar sobre, apenas que são guardas reais, e tem uma aparência comum. Como podem ver todos trabalham para o rei, exceto Camille, porque seus pais preferem que a filha seja dona de casa, e normalmente estão insistindo bastante no casamento. E assim forma a família Bianchi. 

Camille Não consigue pensar ou responder nada antes do seu café ou chá mas as pessoas continuam a conversar com ela e depois a chamam de grossa por não dar uma resposta coerente. 

Quando eles saíram ela  lembra de seu pai, Giancarlo, dizer que iria deixar dinheiro para as compras, e lembra vagamente de algo que sua mãe, Antonieta, falou, algo mais ou menos assim: '' Faça um jantar descente pra esta noite, Maurizio virar pedir sua mão em casamento''. 

Nada demais, ela só vai ser praticamente vendida para um completo idiota. Quanto mais ela ia arrumando a casa mais se dava conta que ela morava dentro de um chiqueiro, com um bando de porcos. Ela nunca vai se acostumar a isto, ainda mais agora, que será  acorrentada a um medíocre, ela até imagina, corna com uma penca de filhos ao meu entorno, isso poderia ser revertido caso ela fugisse para bem longe, tá aí uma ideia a ser cogitada. 

A sua casa é pequena, porém é bem dividida, contendo quatro quartos minusculos, uma sala que se mistura com a cozinha além de ser bem iluminada, uma decoração básica como a de qualquer outra casa da época. 

Depois de bancar a escrava ela vai a feira compra algumas frutas e verduras, e logo encontra com Elena, sua amiga desde sempre, ela era totalmente proporcional, sem nem um defeito, tinha cabelos longos pretos, olhos azuis, ela é uma dominadora da água.  

-Amiga, você deve estar tão contente sua mãe falou que hoje sera seu noivado- falou ela em um entusiasmo. 

- Pelo menos alguém está animada- falou em tom de desdém. 

 - Não fale assim, mamãe sempre me fala que devemos nos casar com quem nos ama, e o Maurizio parece te amar. Assim como o Vittorio me ama. 

Ela Apenas observa a situação. Mais a frente elas acham uma mulher negociando uma pele com um comerciante.

 -Aquela é a Alexia?- Fale Camille apontando o dedo em direção da mulher que até então estava de costas.

 - Não aponte o dedo isso é deselegante. Mas acho que é ela mesma. 

Nesse estante a mulher se virou era mesmo a Alexia, a mesma foi até as demais. Deram um abraço coletivo demorado.

 - Quando chegou?- Perguntou Camille  enquanto andávam

- Cheguei de manhã cedo.- Respondeu Alexia - Estive trabalhando muitos esses tempos vou tirar um tempo de férias. 

- Que bom, vamos passar um tempo juntas, ah, vocês  não sabem, já ia me esquecendo de contar, o duque está de volta. 

Como podemos observar Elena é uma fofoqueira nata, Camille é Alexia como boas amigas se ofereceram  como tributo para ouvir as novidades. 

-Eu vi ele em uma de minhas viagens, ele é lindo.- Disse Alexia - Mas por que será que ele está de volta?

Elena trabalha no palacio do duque de Florenca, enquanto Alexia é loira com os olhos verdes, ela é uma dominadora da terra além de ser uma caçadora as vezes assassina de aluguel (essa parte é segredo, então não espalhem por aí). 

- Ainda não o conheço, mas deve ser um babaca, como falam por aí. - Camille falou sem interesse. 

Continuaram conversando até chegarem na casa dos Bianchi , O caminho inteiro Elena foi falando as ultimas novidades da corte. 

Quando chegaram na casa conversaram mais um pouco enquanto Camille  pensava no que iria fazer pra este tal jantar .


Notas Finais


O que será que vem por aí?
Vai saber, tudo pode mudar, não é mesmo?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...