1. Spirit Fanfics >
  2. Ride >
  3. Something about her makes me curious

História Ride - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Eu prometo que eu tô tentando...

Capítulo 2 - Something about her makes me curious


Fanfic / Fanfiction Ride - Capítulo 2 - Something about her makes me curious

Finn's POV:

Minha aula de biologia foi diferente hoje, graças ao Mr. Clark que mudou quase todo mundo de lugar e me fez sentar ao lado de uma garota chamada por ele como Srta. Brown.

Me apresentei para a garota. Mas não obtive resposta. nunca tinha visto ela, ou pelo menos nunca reparei nela. A Brown usava roupas em cor preta, cabelos soltos. Seu jeito me instigava, faz com que eu queira saber mais sobre ela.

Brown é uma garota fechada, não é atoa que a única coisa que sei sobre ela é seu sobrenome.

Logo tive todas minhas aulas com Brown hoje, meu horário foi mudado drasticamente o que foi muito estranho.

Agora tenho aula de sociologia com o professor Charlie ou como ele não gosta de ser chamado-mas eu não me importo-Sr. Heaton.

Adentro na sala e me sento no fundo, coloco o capuz do meu moletom, o fone de ouvido. Geralmente eu presto atenção nas aulas dele, mas realmente hoje está tudo muito estranho só conseguia pensar na minha dupla de biologia. Algo nela me faz querer conhecê-la.

Logo reparo na sua entrada na sala, isso era impossível! Estava acontecendo, vejo Brown se sentando na carteira perto da porta.

Agora eu tinha um passatempo novo,  observar a garota que estava na minha diagonal.

A garota mantinha sua atenção na aula, sem desviar por um segundo.
Pela sua feição despreocupada mas ao mesmo tempo atenta, acho que ela gosta, bem ela daria uma boa socióloga.

Mesmo não tendo tanto contato com a garota, consigo ver pelo seu olhar, que ela gosta dessa matéria.

Charlie explicava a matéria, não notando minha existência. O que me deixa surpreso,  já que sempre escuto o mesmo a reclamar da minha postura em sala,  sempre faço os todas as lições, mas sempre sendo alvo de provocações e olhares maliciosos, e o pior é que eu acabo por ceder as provocações.

No final, já estava saindo da sala quando Charlie me para e diz que precisamos conversar, imediatamente já penso nas 1001 possíveis merdas que eu posso ter feito.

Chego lá e me deparo com a Brown sentada em uma das  cadeiras, Charlie fez um sinal dizendo para me sentar ao seu lado, assim o faço.

- Bom, Wolfhard e Brown... Tenho notado que seus desempenhos não estão na média então eu pensei junto com o diretor que como atividade de sociologia e até mesmo para se conhecerem melhor... Vamos mandar vocês para um a um lugar...

- Qual o sentido disso? Por que não fazemos trabalhos extras, aqui mesmo na escola? -diz Brown pela primeira vez, irritada.

- Só ouça Brown. -responde impaciente.

- Mas por que temos que nos conhecer?-Ela olha para mim, e eu sinto um formigamento estar- Não faz sentido!

-Abaixe seu tom por favor Srta.Brown...

- E que lugar é esse? - reparei que sua voz não é tão aguda e nem tão grave ela é perfeita, me trouxe uma certa paz, e um certo medo. Eu seria psicopata o suficiente para reparar na voz das pessoas, de uma certa forma Brown era sim, diferente. Por que eu estou tão obcecado por ela?

- Vamos mandar vocês para um acampamento numa cidadezinha chamada Banff, já conversamos com seus pais e eles deixaram sem problemas. Sem desculpas, essa foi a forma que encontrei de não reprová-los.

Assenti sem interesse e Millie revirou os olhos entediada, tudo que eu queria era sair dali, mas ao mesmo tempo a presença da garota me mantinha naquele lugar e tornava aquela conversa menos insuportável.

- E quando vamos? - pergunto.

- Vocês terão dois dias para arrumar suas coisas, enquanto a escola fiquem tranquilos terão as matérias adiadas quando voltarem. E Finn, estou fazendo isso não só como professor, mas como amigo de vocês... - ele diz, acredito que notou minha feição debochada. - Estão dispensados...

Brown e eu estávamos saindo e eu resolvo puxar assunto com ela.
Essa minha curiosidade está me matando...

- Ei, Brown! - digo correndo para alcançar a mesma que já estava na longe. Ela se vira para mim indicando uma feição de pressa e desinteresse.

- Oi...

- Bom, já que vamos passar um tempo próximos posso saber ao menos seu nome? - digo curioso.

- Por que a minha vida te interessa tanto?

__________________________________


Notas Finais


Obrigada pelo apoio!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...